quinta-feira, 31 de agosto de 2017

“Granfondo Aldeias do Xisto: uma verdadeira prova de montanha!”

Dias 9 e 10 de setembro, Serras da Lousã e do Açor

Por: Lara Faria

As serras da Lousã e do Açor recebem a 6ª edição do Granfondo Aldeias do Xisto, um evento dedicado a todos os apaixonados do ciclismo. A 9 e 10 de setembro, centenas de atletas vão poder participar numa das provas mais simbólicas desta modalidade tendo como pano de fundo os magníficos cenários das serras da Lousã e do Açor. Aceite o desafio!

Realizado numa área protegida de enorme beleza e de valor ambiental, a 6ª edição do Granfondo Aldeias do Xisto vai receber este ano nas serras beirãs mais de mil participantes numa prova única de resistência em bicicleta de estrada. Este evento oferecerá a todos os atletas amadores (federados e não federados) a oportunidade de viver a experiência de uma grande evento de ciclismo, neste caso o que poderia ser uma Etapa de Montanha de uma grande Volta. O Grafondo passará pelos municípios da Lousã, Castanheira de Pêra, Pampilhosa da Serra e Góis, contando com o Turismo do Centro e a Federação Portuguesa de Ciclismo como principais parceiros.

O objetivo desta prova é, conforme explica Rui Simão, coordenador da ADXTUR (Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto), «proporcionar a todos os atletas a experiência de viver as emoções de participar numa grande etapa de montanha, tendo como paisagem a zona montanhosa das serras da Lousã e do Açor. No Granfondo, os participantes vão poder percorrer estradas com escasso trânsito automóvel, mas em excelentes condições, num traçado desafiante e caracterizado pelos horizontes, dando assim visibilidade ao território das Aldeias do Xisto como destino de exceção para a prática do ciclismo e cicloturismo.»

Os participantes poderão escolher uma das duas distâncias: o Granfondo com um percurso de 157 km e cerca de 3.200 m de subidas acumuladas, ou o Mediofondo, com 102 km e 2.000m de desnível positivo – um percurso menos exigente mas mesmo assim desafiante. Esta prova decorrerá em simultâneo com o Granfondo e permitirá viver a experiência de montanha em ciclismo, sem enfrentar uma distância tão grande.

Na lista dos cerca de mil participantes já inscritos, estão confirmados perto de cem participantes estrangeiros, oriundos de 9 países. As inscrições para a 6ª edição do Granfondo Aldeias do Xisto encerram no próximo dia 4 de Setembro. O quartel-general deste evento funcionará na Nave de Exposições da Lousã, que acolherá também uma exposição de vários produtos e marcas ligados não só ao sector do ciclismo, mas também ao território. Esta exposição estará aberta ao público no sábado (dia 9) das 15h00 às 19h30, e no domingo (dia 10) das 07h00 às 18h00.

Toadas as informações podem ser encontradas no site oficial em www.granfondopremium.com.

PROGRAMA

9 de setembro (sábado)

14h30 – 19h00: Secretariado – Levantamento da documentação e receção dos atletas (Nave de exposições da Lousã)

14h30 – 19h00: Expo Grafondo Aldeias do Xisto com Mahou Lounge e zona de convívio (Nave de exposições da Lousã)

14h30 – 18h00: Programa paralelo com atividades para atletas e acompanhantes

10 de setembro (domingo)

07h00 - 08h00: Secretariado atletas (Nave de exposições da Lousã)

08h30: Partida para o Granfondo Aldeias do Xisto – Granfondo e Mediofondo (junto à Nave de exposições da Lousã)

11h00: Meta – Chegada dos primeiros atletas do Mediofondo (Nave de exposições da Lousã)

13h15: Meta – Chegada dos primeiros atletas do Granfondo (Nave de exposições da Lousã)

17h30: 11h00: Meta – Chegada dos últimos atletas (Nave de exposições da Lousã)

11h15 -18h30: pasta Recovery e Expo Granfondo Aldeias do Xisto – animação (Nave de exposições da Lousã)

16h00: Cerimónia de entrega de prémios (Nave de exposições da Lousã)

A Rede das Aldeias do Xisto é um projeto de desenvolvimento sustentável, de âmbito regional, liderado pela ADXTUR – Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto, em parceria com 20 municípios da Região Centro e com cerca de 100 operadores privados. A ADXTUR congrega, assim, as vontades públicas e privadas de uma região, que se reveem na gestão partilhada de uma marca, na promoção conjunta de um território, na criação de riqueza através da oferta de serviços turísticos e, finalmente, na preservação da cultura e do património do mundo rural beirão.

Fonte: Multicom

Sem comentários:

Publicar um comentário