quarta-feira, 18 de outubro de 2017

“Atualização do Canal NP-TV com o “Vídeo 12º Prémio Nacional Mobilidade em Bicicleta. 2017”

A Revista Notícias do Pedal acaba de atualizar o seu canal de televisão “Notícias do Pedal-TV” no YouTube e no MEO/KANAL com o “Vídeo 12º Prémio Nacional Mobilidade em Bicicleta. 2017”


Para ver o vídeo no MEO/KANAL, quem possuir MEO, pode aceder carregando na tecla verde do comando, inserir o código 531450, e ver no MEO/KANAL este e outros filmes, podendo consultar toda a programação. Podem ver ainda através do seguinte link: https://kanal.pt/lista-canais/comunicao-social/lisboa/vila-franca-de-xira/?display=grid&order=updated 

Desejamos que passem e recordem bons momentos.

“HUTCHINSON ASSINA ACORDO COM O FABRICANTE ORBEA”

A gama de estrada para 2018 da Orbea vai ser lançada no mercado com o novo pneu - Fusion 5  Tubeless Ready  11STORM

Por: Nuno Candeias

A Hutchinson assina um acordo de colaboração com a Orbea para fornecer a marca com o seu mais recente pneu FUSION 5 Tubeless Ready 11STORM, que vai equipar os modelos de estrada com tubeless ready deste fabricante basco.

11STORM é um novo e exclusivo componente para pneus de estrada, desenvolvida pela equipa de pesquisa da Hutchinson, que permite aumentar a eficiência, a aderência e a duração dos pneus.

 Para Joseba Arizaga, responsável pelos produtos de estrada na Orbea: “Orbea é caracterizada pela particular importância que tem com os seus utilizadores. Partilhamos com eles a paixão pelo ciclismo e identificamos para eles todas as novas soluções que tragam mais segurança e prazer de pedalar. O pneu é sem dúvida um componente com uma particular importância, e indiscutívelmente as vantagens do sistema  Tubeless Ready vão ser muito positivas para a gama de estrada da Orbea.”

 Aurélie Gonzalo, Responsável de exportação e área de fabricantes( OEM) na América Latina e Europa Ocidental na Hutchinson confirma isso mesmo: “ Esta nova versão do Fusion 5 Tubeless Ready 11Storm, lançada em Junho, traz melhoras muito significativas na diminuição da resistência ao rolar , durabilidade, aumennto da resistência aos furos e melhor conforto, conseguindo em simultâneo os mesmos excelentes resultados no peso e aderência. Com este novo composto, vamos estar a competir seriamente com os principais intervenientes do mercado.”

Como principais vantagens o fabricante de bicicletas basco acredita que o sistema tubeless Ready oferece melhor aderência, menos atrito e mais conforto à sua gama, com a grande vantagem que têm - a resistência aos furos, o liquido interno que está a selar o pneu previne o ciclista de ter de efetuar paragens, o tubeless Ready é a adição ideal à bicicleta, especialmente para os utilizadores que equipam com travões de disco,a baixa pressão e a melhor aderência alcançada com o sistema Tubeless Ready permite um melhor controlo na travagem em distância.

A Hutchinson foi pioneira na introdução do sistema tubeless na montanha e estrada, e actualmente oferece pneus  com Tubeless Ready com grandes beneficios numa variada gama de produtos. A escolha da Orbea  deve-se ao facto de se tratar de um pneu de alta gama que vai garantir a melhor performance com duas opções de escolha no  tamanho - 25 e 28mm.

Para Joseba Arizaga da Orbea: “O sistema TLR ( tubeless Ready), especialmente o de 28mm, permite reduzir a pressão geralmente utilizada, permitindo uma melhor aderência e conforto. Não é verdade que um pneu mais largo não role tão bem como um pneu mais estreito, antes pelo contrário, pode oferecer menos resistência, mais aderência e conforto. O pneu de 25mm sacrifica  um pouco mais o conforto, mas ganha umas gramas mais para alguns ciclistas. O ciclismo e o modo como praticamos alterou significativamente e nesse aspecto queremos  que os nossos utilizadores tenham a opção de escolha mais conveniente ao seu estilo.”

Mais ainda: “ Este novo composto 11STORM da Hutchinson ficou com uma melhor aderência, em terrenos molhados. A paisagem que a Orbea caracteriza-se por múltiplas subidas e descidas, estradas em paralelo, condições secas ou molhadas. ESte novo composto é bastante versátil  em todas as condições garantido confiança aos nossos utilizadores.”

Distribuição Hutchinson Portugal, Sociedade Comercial do Vouga, Lda

Fonte : Sociedade Comercial do Vouga

“2º edição da Maratona Judas Btt”

Decorreu no passado dia 15 de Outubro em Albergaria a Velha a 2º edição da Maratona Judas Btt, organizado pelo grupo Fial Btt, com arranque pelas 9h, e cerca de 110 atletas à partida. Circuito com cerca de 50 kms e 900m de desnível acumulado, percurso com um arranque super rápido em estrada e depois entrada em estradões super rápidos e com muito pó, Formaram-se vários pelotões de atletas que seguiam juntos a rolar a velocidades acima dos 35 kmh, passado uns bons kms a passagem por um circuito xco bem divertido, o resto da prova foi feita maioritariamente com bons estradões e algumas subidas curtas e trilhos
espetaculares. Prova bem estruturada e organizada com bastantes pessoas a dar apoio e motivação aos atletas. O atleta Intercaimabike, Marcelo Almeida representou as cores do clube e concluiu com êxito a prova com a seguinte classificação: Marcelo Almeida- 18º Geral - 4º escalão Elite.

Aos apoiantes e patrocinadores, pela confiança e por acreditarem no nosso projeto INTERCAIMABIKE 2017/2018, o nosso muito obrigado;

Fonte: Intercaimabike



“Trilho do Fundador / Profº Orlando Lemos”

A ERDAL - Escola de Referência Desportiva de Desportos de Ar Livre promove no dia 12 de novembro, em Guimarães, o IV Trilho do Fundador / Profº Orlando Lemos. A iniciativa, promovida com o apoio da Associação de Ciclismo do Minho, integra um percurso de BTT (35 Kms), um passeio de bicicleta (12 Kms) e uma caminhada (6 kms). As inscrições podem ser efetuadas online (www.acm.pt).

Aberto à participação de todos os interessados, o IV Trilho do Fundador / Profº Orlando Lemos terá início às 9 horas no Campo de São Mamede.

A iniciativa oferece as opções de participação no Trilho de BTT (35 Kms - grau de dificuldade 4), passeio de bicicleta (12 Kms - grau de dificuldade 2) e caminhada (6 Kms).

As inscrições devem ser efetuadas até ao dia 10 de novembro e têm o custo de 7,5 euros (Trilho de BTT) e de 3 euros (Passeio de bicicleta e caminhada), havendo a possibilidade de aquisição do pack especial (inscrição + jersey) pelo valor de 20 euros. A inscrição inclui seguro de acidentes pessoais, reforço, dorsal e banho.

A ERDAL é uma associação sem fins lucrativos, com sede em Guimarães, que visa a promoção de atividades de natureza desportiva, cultural e recreativa e o desenvolvimento do processo educativo escolar. Tendo como associados fundadores as Escolas Professor João de Meira, Santos Simões, Martins Sarmento, Francisco de Holanda, EB2,3 Fernando Távora e o Colégio do Ave, a ERDAL privilegia na sua atuação a prática de desportos de ar livre e a intervenção junto de jovens com necessidades educativas especiais e economicamente carenciados.

Alargando o seu âmbito de atuação à comunidade em geral, a ERDAL tem desenvolvido projetos em parceria com diversas entidades, entre as quais a Associação de Ciclismo do Minho, Associação Vimaranense de Ecologia, Desincoop e a Tempo Livre. São exemplos da atividade da ERDAL, a par das ações empreendidas no âmbito do desporto escolar, as iniciativas “Guimarães a Pedalar”, “Jornadas de Ciclismo” e as “Jornadas Desportivas da Erdal”, entre outras.

Com sede na Rua Calouste Gulbenkian, em Guimarães (Agrupamento de Escolas Professor João de Meira), A ERDAL admite como associados, individuais e coletivos, todos quantos se revejam nos seus objetivos e nutram o gosto pela prática desportiva.

Fonte: ACM

“FABIO ARU ASSINA POR TRÊS ANOS COM A UAE TEAM EMIRATES”

Ciclista vai ser colega de equipa de Rui Costa

O ciclista italiano Fabio Aru vai representar a UAE Team Emirates nas próximas três temporadas, anunciou hoje a equipa do português Rui Costa.

O cotado ciclista italiano, vencedor da Volta a Espanha de 2015, segundo no Giro2015, terceiro no Giro2014 e quinto no Tour deste ano, deixa assim a Astana, equipa que representava desde 2012.

“Estou honrado pelo facto de a direção da UAE Team Emirates e os seus patrocinadores terem querido unir os nossos destinos velocipédicos; agradeço-lhes pela fé que depositaram em mim e espero estar à altura das suas expectativas”, sublinhou Aru, em declarações publicadas na página da sua nova equipa.

Prestes a iniciar uma nova aventura, o corredor de 27 anos não se esqueceu de agradecer a todos aqueles que o acompanharam até ao momento, considerando-os importantes para o seu crescimento.

“Os seus atributos adaptam-se perfeitamente às ambições da equipa. Além do seu potencial, Aru é um ciclista que pode suscitar o entusiasmo dos adeptos. É muito querido pela sua generosidade na bicicleta”, realçou o diretor desportivo formação dos Emirados Árabes Unidos, Carlo Saronni.

A chegada de Aru à UAE Team Emirates, que já se tinha reforçado com outro dos protagonistas do último Tour, o irlandês Daniel Martin, pode condicionar as aspirações de Rui Costa, até agora um dos líderes da equipa, nas grandes Voltas, uma vez que tanto o italiano, como o antigo ciclista da Quick Step-Floors foram contratados para serem chefes de fila.

Fonte: Sapo on-line

“Joaquim Silva cumpre sonho de dar o salto na Caja Rural”

Feliz com a nova equipa

Por: Lusa

Foto: Filipe Farinha

Joaquim Silva confessou esta terça-feira à Lusa que nunca perdeu a esperança de dar o salto para o pelotão internacional, assumindo que o contrato com a equipa espanhola Caja Rural representa a concretização de um sonho.

"É a concretização de um sonho. Era um objetivo que eu tinha definido já há alguns anos e, agora, finalmente consegui", começou por dizer, evidentemente feliz, à agência Lusa.

Aos 25 anos, e após três temporadas como gregário omnipresente e destacado nas variantes da W52-FC Porto, Joaquim Silva congratula-se por ter conseguido dar o salto a desempenhar o papel de trabalhador, reconhecendo que nunca perdeu a esperança de ir para o pelotão internacional.

"Claro que há alguns momentos em que se perde tudo. Pensa-se que nunca mais se vai conseguir dar o salto, mas felizmente as coisas correram pelo melhor", completou.

O corredor de Penafiel acredita que ter seguido à letra o conselho de um amigo, que lhe repetiu o mote "Tudo o que faças, faz bem, e faz para marcar a diferença", lhe valeu o lugar na única equipa espanhola do escalão profissional continental.

"Penso que aquilo que também me ajudou foi fazer a Volta a Castela e Leão e a Volta às Astúrias, que eram duas corridas importantes, nas quais acabei no 'top-10'. E depois também o currículo que eu tinha anteriormente. Tudo isso somado ao desempenho desta temporada, na qual estive bastante bem, e ao trabalho na Volta a Portugal...", enumerou.

Com o contrato com a Caja Rural, 'Quim', como é conhecido no pelotão, deixou definitivamente para trás os maus momentos vividos no final da época de 2014, quando viu os seus contemporâneos sub-23, incluindo o seu companheiro de seleção Ruben Guerreiro, assinarem por equipas grandes, enquanto ele era obrigado a conformar-se com a subida a profissional em Portugal.

"Via que muita gente, como por exemplo os 20, 25 primeiros da Volta a França do futuro, tinha contrato com equipas continentais profissionais ou do WorldTour... quando cheguei ao fim do ano e não consegui dar o salto, claro que fiquei um bocado desiludido, mas também acho que depois, ao ingressar na W52, continuei a fazer aquilo que tinha feito até àquele ano: ir corrida a corrida, ano a ano, tentar evoluir o máximo possível e fazer com que esse sonho fosse sempre uma possibilidade, nem que demorasse mais dois, três ou quatro anos. Até ser mais velho ia sempre tentar manter esse objetivo na minha mente, porque também é uma maneira de nos motivarmos", revelou.

Oitavo classificado na Volta a França do futuro em 2014, segundo na Volta a Portugal do futuro e 16.º na prova de fundo dos Mundiais de Ponferrada2014, Silva viu o sonho escapar-lhe sem perceber porquê.

"Realmente, não sei. Nos anos anteriores nunca tinha ido à seleção. Nesse ano, fiz apenas o Campeonato da Europa, a Volta a França do futuro, depois o Mundial. Isso, se calhar, colocou algumas dúvidas, porque, quer queiramos quer não, muitas das corridas amadoras daqui não têm a visibilidade destas internacionais. O não trazer currículo de trás pela seleção e também experiência foi o que fez a diferença para haver esse empurrão", avaliou o ainda ciclista 'dragão'.

Questionado sobre uma eventual estreia numa grande Volta no próximo ano, o corredor português preferiu ser prudente, assumindo que não gosta de pensar muito adiante.

"Sei que a Caja Rural é uma equipa que tem muitos bons ciclistas, certamente que a maior parte ou todos eles têm esse desejo de ir à Vuelta. Eu penso dia a dia. Quero desfrutar o máximo desta aventura e, claro que será sempre para mim um objetivo fazer uma grande Volta", disse, enaltecendo a ajuda que vai receber de Rafael Reis, o amigo português que vai reencontrar na equipa espanhola.

Consumado o seu maior sonho, Joaquim Silva mantém o otimismo, esperando agora que não haja impossíveis e que possa, mais cedo ou mais tarde, chegar ao WorldTour.

Fonte: Record on-line

“Joaquim Silva vai representar a Caja Rural”

Equipa renovou também com Rafael Reis

Por: Lusa

O ciclista português Joaquim Silva vai representar a Caja Rural na próxima temporada, anunciou a equipa espanhola que também renovou contrato com Rafael Reis.

Joaquim Silva, de 25 anos, é uma das grandes promessas do ciclismo nacional, tendo-se destacado como 'internacional' sub-23 da seleção portuguesa e como trabalhador incansável das várias estruturas da W52-FC Porto, equipa que representou desde 2015, ainda na variante de W52-Quinta da Lixa.

"Silva, com dotes de escalador e uma notável trajetória nos escalões inferiores, é reconhecido como um dos principais talentos do pelotão luso. Cumpridos os 25 anos, assinou, esta temporada, um duplo 'top 10' nas Astúrias (9.º) e em Castela e Leão (8.º), antes de trabalhar para os seus líderes na última Volta a Portugal", pode ler-se no comunicado publicado pela Caja Rural na sua página oficial.

A única equipa espanhola do escalão profissional continental, a 'segunda divisão' do ciclismo mundial, comunicou ainda que renovou contrato com Rafael Reis, o corredor português que os representou esta temporada

Fonte: Record on-line