sábado, 19 de janeiro de 2019

“Patrick Bevin segura liderança do Tour Down Under apesar de queda”

Ruben Guerreiro (Katusha-Alpecin) e Ivo Oliveira (UAE Emirates) chegaram integrados no pelotão

Por: Lusa

Foto: EPA

O ciclista neozelandês Patrick Bevin (CCC) conservou este sábado a liderança do Tour Down Under, apesar de ter sofrido uma forte queda a nove quilómetros do final, que o obrigou a ser observado no hospital.

Além da queda de Bevin, a penúltima etapa, que ligou Glenelg a Strathalbyn (149,5 quilómetros), ficou ainda marcada pela desqualificação do australiano Caleb Ewan (Lotto Soudal), que tinha batido ao sprint o belga Jasper Philipsen (UAE Emirates), declarado vencedor. Os dois portugueses em prova, Ruben Guerreiro (Katusha-Alpecin) e Ivo Oliveira (UAE Emirates), chegaram integrados no pelotão.

O comandante da prova, que ficou magoado nas costelas e na clavícula, foi transportado para o hospital para mais exames, mas a sua equipa está esperançada de que possa partir no domingo para a derradeira etapa.

Bevin conseguiu levantar-se e voltar à corrida, tendo, ajudado pelos seus companheiros, reintegrado o pelotão. Na geral, detém sete segundos de vantagem para o segundo, o sul-africano Daryl Impey (Mitchelton-Scott), vencedor da edição de 2018, que desportivamente pediu ao pelotão para reduzir a marcha após a queda do neozelandês.

A etapa terminou num sprint forte, liderado por Caleb Ewan, mas os comissários acabaram por desqualificá-lo, alegando um 'sprint' irregular, pelo que Philipsen foi declarado vencedor, conquistando, aos 20 anos, o seu primeiro triunfo numa prova do World Tour, o circuito mais importante do ciclismo mundial

Ruben Guerreiro, que chegou no 12.º lugar, vai partir para a última etapa na sexta posição, a 26 segundos do líder, enquanto Ivo Oliveira, hoje 65.º, é o 97.º, a 17 minutos.

No domingo, corre-se a sexta e última etapa da prova, numa extensão de 151,5 quilómetros, com partida em McLaren e chegada a Willunga Hill, uma subida de três quilómetros que pode ser decisiva no resultado final.

Fonte: Record on-line

“Equipa Portugal/Dupla portuguesa sexta classificada em madison

Por: José Carlos Gomes

João Matias e Rui Oliveira conseguiram a sexta posição na prova de madison da Taça do Mundo de Pista, disputada na madrugada deste sábado, em Cambridge, Nova Zelândia. É o melhor resultado de Portugal na Taça do Mundo 2018/2019 nesta disciplina olímpica.

A equipa nacional esteve muito ativa ao longo das 120 voltas (30 km), pontuando em seis dos doze sprints de atribuição de pontos. João Matias e Rui Oliveira finalizaram a prestação com 16 pontos, o que lhes valeu a sexta posição.

A luta pelo pódio travou-se entre três seleções que conseguiram dobrar o pelotão e os holandeses, que, não tendo dado voltas de avanço, conseguiram pontuar em nove sprints. A correr em casa, os neozelandeses Campbell Stewart e Aaron Gate foram hegemónicos, terminando com 76 pontos. Seguiram-se os holandeses Yoeri Havik e Roy Pieters, com 30, e os estadunidenses Daniel Holloway e Adrian Hegyvary, co, 26.

Após a participação em Madison, João Matias regressou à pista disputar a prova de scratch, na qual foi o nono classificado em 16 participantes. O corredor português ficou no pelotão principal, que cedeu uma volta para os seis homens mais fortes da corrida, que se bateram pelas posições de pódio. O grego Christos Volikakis foi o vencedor, seguido pelo suíço Thery Schir e pelo austríaco Stefan Matzner.

Maria Martins competiu, entre a noite de sexta-feira e a madrugada de sábado no concurso olímpico de omnium. A ribatejana foi a 12.ª classificada em 22 participantes. A corredora portuguesa começou por ser a 12.ª em scratch, foi 15.ª na corrida tempo, 10.ª em eliminação. Na corrida por pontos segurou não pontuou nem foi dobrada, o que lhe garantiu o 12.º lugar final.

Hoje, às 21h30, Rui Oliveira inicia a participação no concurso masculino de omnium, que vai terminar cerca das 3h30. Às 6h20, Maria Martins compete na final direta de scratch feminino.

Fonte: FPC

“17ª Bênção Nacional dos Ciclistas.2019”

Fátima 24 de Fevereiro de 2019


Texto e cartaz: José Morais

A 17ª Bênção Nacional dos Ciclistas a realizar em Fátima, vai realizar-se no próximo dia 24 de fevereiro de 2019, a organização será da União de Ciclismo de Leiria como sempre tem acontecido, e será presidida pelo Bispo Emérito da Diocese de Leiria/Fátima, D. Serafim Ferreira e Silva, o qual foi o impulsionador da iniciativa, tendo o mesmo marcado sempre presença, desde o primeiro dia.

Programa:

A concentração está marcada para o Parque número 12 (junto à variante) a partir das 10 horas, com a organização a estar presente pelas 9 horas para receber os participantes.

A partida, está marcada para as 10.45, onde os ciclistas-peregrinos pedalarão em direção a Aljustrel, e no recinto da Capela de Santo Estevão – Calvário Húngaro terminarão as pedaladas.

Pelas 11.30, será realizada a Santa Missa, a qual será presidida por, D. Serafim Ferreira e Silva, Bispo Emérito da Diocese Leiria e Fátima, seguindo da tradicional Bênção a todos os ciclistas, familiares e presentes.

Fátima, o Altar do Mundo como é mais conhecida, vai ser invadida por muitos ciclistas, os mesmos rumarão a Fátima, e em peregrinação, em momento de Fé, irão pedir proteção à Virgem para todos os ciclistas que pedalam, nas mais diversas vertentes, nas modalidades onde se utiliza a bicicleta.

Mais informações podem ser solicitadas à, União de Ciclismo de Leiria, organizadora do evento, pelos telefones: 244 731 262 ou 913 804 979, pelo mail: info@ucl.pt ou no site: www.ucl.pt, ou consultando ainda as redes sociais.

Marque já na sua agenda, e participe neste evento único que se realiza em Portugal, onde move sem dúvida multidões, faça como nós, que vamos marcar presença mais um ano, como sempre aconteceu desde a primeira edição, para reportagem completa do evento, antes, durante e após o mesmo, este ano, com diretos no Facebook.

Participe…

“Passeio Solidário EFAPEL”

Participe no que terá lugar no próximo dia 2 Fevereiro, sábado, pelas 10h30, com partida e chegada nas instalações da Empresa EFAPEL, em Serpins (Lousã)

A inscrição é totalmente gratuita, quem desejar pode dar um donativo para uma causa social no acto da inscrição.


Fonte: FULLSPORT

“Ciclocrosse: Melgaço decide vencedores da Taça de Portugal e do Campeonato do Minho”

Melgaço acolhe amanhã (20 de janeiro) a última e decisiva prova da Taça de Portugal de Ciclocrosse e o Campeonato do Minho de Ciclocrosse – Discover Melgaço. A disputar no Melgaço Sports Center (Complexo Desportivo e de Lazer / Centro de Estágios de Melgaço), a prova é aberta à participação de todos os interessados.

O Ciclocrosse ("corta-mato em bicicleta") é uma vertente de inverno do ciclismo disputada em circuitos com zonas de terra, lama, areia e estrada, com a exigência técnica e física dos percursos a ser complementada com obstáculos (naturais ou artificiais) que por vezes obrigam os atletas a desmontar e a carregar a bicicleta.

Promovida conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho, Melsport e Município de Melgaço, a prova de ciclocrosse destina-se às categorias de juvenis, cadetes, juniores, sub-23, elites e masters e promoção.

“Melgaço já é uma referência para a prática de desportos de aventura e de desporto com cariz competitivo e lazer. É nossa intenção continuar a apostar no desporto”, afirmou o vereador do Desporto do município de Melgaço, José Adriano Lima, a propósito do Ciclocrosse de Melgaço.

Na última prova da Taça de Portugal de Ciclocrosse que, simultaneamente, atribuirá os títulos de Campeões do Minho desta vertente do ciclismo, os juvenis darão o tiro de partida, pelas Pelas 09h30. Às 10h00 começará a corrida de masters masculinos e da categoria Promoção, seguindo-se às 11h00 a prova de cadetes masculinos e todas as categorias femininas. Os atletas das categorias de elites, sub-23 masculinos e juniores masculinos serão os últimos a competir, iniciando-se esta última corrida pelas 12h00.

O Ciclocosse de Melgaço decorrerá num circuito criado para o efeito da área circundante do Centro de Estágios de Melgaço. As inscrições estão abertas até 16 de janeiro podendo ser efetuadas no website da Federação Portuguesa de Ciclismo.

Recorde-se que Melgaço recebe em 2019 os Campeonatos Nacionais de Ciclismo de Estrada das categorias de Elites e Sub 23, assim como o Grande Prémio do Minho e provas da Taça de Portugal e do Campeonato do Minho de BTT Maratonas, Ciclocrosse e Cross Country Olímpico.

Depois do assinalável êxito organizativo dos Campeonatos Nacionais de Ciclocrosse e de BTT Maratonas de 2018, a par do Grande Prémio do Minho, o Município mais a Norte de Portugal acolherá, de 27 a 30 de junho de 2019, a fina flor do ciclismo para disputar os títulos de Campeão Nacional de fundo e de contrarrelógio das categorias de Elites (masculino e feminino) e Sub 23.

Antes dos Campeonatos Nacionais, das provas mais importantes da época desportiva, Melgaço começará por receber a última e decisiva prova da Taça de Portugal de Ciclocrosse que também atribuirá os títulos de Campeões do Minho desta vertente do ciclismo. A importante prova será disputada no dia 20 de janeiro no Melgaço Sports Center (Complexo Desportivo e de Lazer / Centro de Estágios de Melgaço), um espaço idealizado e construído de forma a oferecer um serviço de elevada qualidade, com equipamentos adjacentes que visam a atividade desportiva, tanto na vertente lúdica como na vertente competitiva ao mais alto nível.

Pontuável para a Taça de Portugal, no dia 17 de março realiza-se a 4ª Maratona BTT Vila de Melgaço que contará com a presença dos melhores atletas de BTT Maratonas, enquanto no dia 5 de maio será a vez da realização do 5º BTT XCO de Melgaço integrado no Campeonato do Minho de BTT XCO - SCORE Tech.

De 27 a 30 de junho Melgaço acolherá os Campeonatos Nacionais de Elites e Sub 23, seguindo-se, de 26 a 28 de julho, o Grande Prémio do Minho (juniores) em cuja edição do ano passado Melgaço assistiu a uma etapa épica que terminou no alto de Castro Laboreiro.

O Melgaço Sports Center (Complexo Desportivo e de Lazer / Centro de Estágios de Melgaço) onde será disputada a última prova da Taça de Portugal de Ciclocrosse e o Campeonato do Minho de Ciclocrosse – Discover Melgaço é um espaço idealizado e construído de forma a oferecer um serviço de elevada qualidade, com equipamentos adjacentes que visam a atividade desportiva, tanto na vertente lúdica como na vertente competitiva ao mais alto nível.

O complexo, centro de treinos oficializado pela UEFA, constitui-se como um pólo dinamizador do desenvolvimento do desporto, lazer e turismo na região e posiciona-se como um dos mais modernos, melhor equipados e mais completos complexos desportivos.

Divide-se em duas grandes áreas. A primeira é a área de lazer, com diversos equipamentos que permitem a prática do desporto de manutenção e equipamentos destinados a atividades lúdicas e culturais.

A segunda grande área é destinada ao desporto de alta competição. Está servida por infraestruturas capazes de acolher diversas modalidades, tanto para competição como para treino. É nesta área que se situa o Centro de Estágios, dotado de um conjunto de equipamentos próprios, disponibilizados em exclusivo aos clubes em estágio. É composto por estádio de futebol, pista de atletismo, campo de treinos, balneários, clube saúde, ginásio de manutenção, salas de tratamentos e massagem, entre outros.

Estes equipamentos encontram-se vedados ao exterior, mas interligados entre si, visando oferecer as condições necessárias a um melhor estágio, em segurança, tranquilidade e com privacidade.

 

Melgaço: o destino de natureza mais radical de Portugal

Afirmar Melgaço como ‘O destino de natureza mais radical de Portugal’ é a estratégia que o Município tem vindo a promover desde o início de 2018, no âmbito do Plano Estratégico e de Marketing para o Turismo, sob a designação ‘Discover Melgaço’. A aposta em diversos eventos, de diferentes modalidades, o incentivo à prática desportiva, a manutenção e melhoria dos diversos espaços, aliadas às ótimas condições de que o concelho dispõe, têm sido prioridades.

Melgaço centra-se numa imagem de natureza ativa, associada à tendência crescente de uma sociedade cada vez mais ativa, mais jovem, com um conceito de luxo associado a isolamento positivo, autenticidade e a ambientes naturais.

“Melgaço é um destino de natureza por excelência. As caraterísticas geográficas e geológicas concedem-nos uma posição de destaque e permite que se pratiquem os desportos de rio e montanha mais exigentes, durante todo o ano. Aqui, vive-se adrenalina, com segurança e de braços dados com a natureza! Estamos situados na Área Protegida mais importante de Portugal, o PNPG – Parque Nacional Peneda Gerês, consagrado pela UNESCO Reserva Mundial da Biosfera”, recorda o Presidente da Câmara Municipal de Melgaço, Manoel Batista, realçando que em Melgaço “temos tudo para se viver momentos fantásticos, sejam eles gastronómicos, radicais, em volta da natureza e mesmo da cultura e património. Temos uma deliciosa gastronomia. Um Alvarinho único! E a nossa deslumbrante paisagem concede-nos uma posição de destaque. Não apenas pela sua grandiosidade e pelo facto de constituir um valioso testemunho dos hábitos e culturas das suas gentes, mas também pela sua riqueza ecológica”.

Fonte: ACM