domingo, 18 de fevereiro de 2018

“Volta ao Algarve/Michal Kwiatkowski vence etapa e conquista a Volta

Por: José Carlos Gomes

Michal Kwiatkowski (Team Sky) é o vencedor da 44.ª Volta ao Algarve, graças a uma jogada tática perfeita da equipa, que, inclusive, deu ao corredor polaco a vitória na quinta e última etapa, que hoje ligou Faro ao alto do Malhão, Loulé, ao longo de 173,5 quilómetros.

A decisão da Volta ao Algarve começou a desenhar-se ao quilómetro 15 da tirada, quando um grupo de 31 corredores saiu do pelotão. Nesse grupo encontrava-se Michal Kwiatkowski, que partia na segunda posição da geral, a 19 segundos do companheiro de equipa Geraint Thomas.

Apesar da presença do polaco, o grupo entendeu-se e conquistou quase 5 minutos de vantagem sobre o pelotão. As equipas com aspirações ao pódio deixaram-se ir no engodo da Sky e contribuíram para que a vantagem dos fugitivos se tornasse inalcançável, fazendo com que a movimentação da formação britânica fosse coroada de sucesso.

Restou aos outros elementos do grupo de frente tentar a vitória de etapa. Os mais combativos foram Lukas Postlberger (Bora-hansgrohe), que atacou em solitário na fase mais ondulada da viagem. Já depois da primeira passagem no Malhão, o primeiro líder do Giro 2017 recebeu a companhia do campeão checo de fundo, Zdenek Stybar (Quick-Step Floors). Foi o homem da República Checa que mais se aproximou da possibilidade de contrariar o poderio da Sky, entrando isolado na subida final, de 3 quilómetros.


No entanto, Michal Kwiatkowski aproveitou as primeiras rampas da icónica subida louletano para ir ao encontro de Stybar, passando pelo checo e cortando a meta em solitário. Numa subida de grande qualidade e coragem, o campeão português de fundo, um dos 31 fugitivos do dia, passou pelos adversários, sendo o segundo classificado na etapa, a 4 segundos de Michal Kwiatkowski. O terceiro, a 8 segundos, foi o belga Serge Pauwels (Team Dimension Data).

A tática da Sky, levando Michal Kwiatkowski à Camisola Amarela Algarve, deixou à concorrência a luta pela segunda e terceira posições da geral. Geraint Thomas foi o segundo, a 1m31s, enquanto o estadunidense Tejay van Garderen (BMC Racing Team) fechou o pódio, a 2m16s do primeiro. Nelson Oliveira (Movistar Team) cedeu na etapa final, caindo da terceira à décima posição da geral, a 2m54s do vencedor, sendo, ainda assim, o melhor português na classificação final.

“Foi uma etapa muito rápida e com um final totalmente inesperado. Entrámos na fuga sem verdadeiramente saber se teríamos sucesso. Taticamente fizemos a corrida perfeita. Contei com a ajuda do Golas na fuga e na subida final ao Malhão consegui fazer a diferença. É uma vitória importante e que na véspera das grandes clássicas dá-me confiança sobre o atual estado da minha condição física. O importante hoje era vencer a Volta ao Algarve e conseguimos. Foi uma vitória da equipa”, frisou o polaco.


Além da geral individual, a Team Sky ganhou a classificação coletiva e a Camisola Vermelha Cofidis, que também ficou no corpo de Michal Kwiatkowski. O estadunidense Benjamin King (Team DImension Data) conservou a Camisola Azul Liberty Seguros, símbolo de rei da montanha, e o holandês Sam Oomen vestiu a Camisola Branca Águas do Algarve, de melhor jovem, do primeiro ao último dia.

 

Classificações

5.ª Etapa/Stage 5: Faro – Alto do Malhão, Loulé, 173,5 km

1.º Michal Kwiatkowski (Team Sky), 4h18m02s (40,344 km/h)

2.º Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo), a 4s

3.º Serge Pauwels (Team Dimension Data), a 8s

4.º Stefan Küng (BMC Racing Team), a 13s

5.º Cesare Benedetti (Bora-hansgrohe), a 15s

6.º Dion Smith (Wanty-Groupe Gobert), a 17s

7.º Simon Geschke (Team Sunweb), mt

8.º Julen Amezqueta (Caja Rural-Seguros RGA), a 23s

9.º Ben Swift (UAE Team Emirates), a 29s

10.º Frederik Backaert (Wanty-Groupe Gobert), a 35s


 

Geral Individual

1.º Michal Kwiatkowski (Team Sky), 18h54m11s

2.º Geraint Thomas (Team Sky), a 1m31s

3.º Tejay van Garderen (BMC Racing Team), a 2m16s

4.º Bauke Mollema (Trek-Segafredo), a 2m22s

5.º Bob Jungels (Quick-Step Floors), a 2m33s

6.º Jaime Rosón (Movistar Team), a 2m49s

7.º Maximilian Schachmann (Quick-Step Floors), a 2m50s

8.º Serge Pauwels (Team Dimension Data), a 2m50s

9.º Felix Grosschartner (Bora-hansgrohe), a 2m51s

10.º Nelson OLiveira (Movistar Team), a 2m54s

Fonte: FPC