domingo, 24 de junho de 2018

“Campeonato Nacional de Estrada/Demonstração de força dá título de fundo a Domingos Gonçalves”

Por: José Carlos Gomes

Fotos: João Calado e João Fonseca

Domingos Gonçalves (Rádio Popular-Boavista) ganhou hoje, com um ataque pleno de força, a prova de fundo do Campeonato Nacional de Estrada, disputada em Belmonte. Depois sagrar-se campeão de contrarrelógio, na sexta-feira, o barcelense também conquistou o título de fundo.

A prova de 181,8 quilómetros, com início e final no centro de Belmonte, foi espectacular, muito disputada desde as primeiras pedaladas, percorridas a alta velocidade. À semelhança do que que aconteceu ontem, na prova de sub-23, os corredores mais fortes movimentaram-se de início. Ao quilómetro 13 estava na dianteira um grupo de 17 ciclistas, entre os quais a maior parte dos favoritos. A sina da corrida ficou ali traçada, pois a luta pelo título resumiu-se àqueles homens.

Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo), Joaquim Silva (Caja Rural-Seguros RGA), Tiago Machado (Team Katusha Alpecin), Luís Fernandes e Luís Mendonça (Aviludo-Louletano-Uli), Henrique Casimiro e Bruno Silva (Efapel), Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros-Carglass), António Barbio (Miranda-Mortágua), Luís Gomes e Domingos Gonçalves (Rádio Popular-Boavista), Joni Brandão e Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), João Matias (Vito-Feirense-BlackJack), António Carvalho, José Neves e César Fonte (W52-FC Porto) foram os ciclistas que se destacaram para enfrentar o calor e os quilómetros.

Os primeiros 96 quilómetros, até ao circuito de Belmonte, deixaram o grupo unido, com exceção de Rúben Guerreiro, que desistiu vítima de indisposição, e de José Neves, que perdeu o contacto com a frente. As cinco passagens pelo circuito foram palco dos momentos mais emocionantes e da batalha, física, tática e psicológica entre os pretendentes ao título.

As passagens na subida de acesso à meta provocaram uma corrida eliminação, na qual se sucederam os ataques e a quebra dos menos bem preparados. As formações com mais do que um homem na frente procuraram desgastar os adversários. Para isso, Luís Fernandes (Aviludo-Louletano-Uli), Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira) e César Fonte (W52-FC Porto) isolaram-se e passaram adiantados na entrada para a última volta, obrigando os oponentes a trabalhos redobrados. Percebendo o perigo, Domingos Gonçalves foi dos primeiros a reagir.

Já nos derradeiros 20 quilómetros, juntou-se na frente um grupo de oito corredores, os mais resistentes do grupo inicial de 17. Quando se começava a pensar na possibilidade de a prova decidir-se na subida de 1500 metros para a meta, Domingos Gonçalves surpreendeu os adversários, atacando a cerca de 15 quilómetros do fim. Joni Brandão esboçou a reação, mas nunca conseguiu colar-se ao minhoto.

Domingos Gonçalves, demonstrando ser claramente o mais forte de todo o pelotão de 57 corredores, foi conquistando terreno e cortou a meta isolado. Joni Brandão teve de contentar-se com o segundo lugar, a 30 segundos. O terceiro classificado, a 34 segundos, foi Henrique Casimiro.

“O segredo da vitória foi conseguir poupar-me, graças à ajuda do Luís Gomes, que estava no grupo da frente, sempre a apoiar-me. À medida que o grupo foi diminuindo, percebi que podia ganhar, porque fiz um super-contrarrelógio na sexta-feira, o que é um excelente indicador. À entrada para a última volta, estiquei para me aproximar dos ciclistas que iam fugidos. Com ajuda do Tiago Machado e do Henrique Casimiro consegui fazer a junção. Depois arranquei para tentar ganhar. Ser duplo campeão enche-me de orgulho”, confessa o campeão nacional de fundo e de contrarrelógio.

Fonte: FPC

“Galeria Multimédia” divulgação das Fotos do “Grande Passeio Cicloturismo do CCL-Clube Campismo de Lisboa.2018”

Já estão on-line na “Galeria Multimédia”, “Grande Passeio Cicloturismo do CCL-Clube Campismo de Lisboa.2018” realizado este domingo na Costa da Caparica, as mesmas podem ser visualizadas em: https://photos.google.com/share/AF1QipMRlkvJYF3r6npYF2AyAVrwuAbmekX-vzkxyGnPKkgYZ6SORcvPrsMavGArlHNz_w?key=Y18tN2cweDVFLXhOUXEtZXdkMHZQNS1FVUxBODZ3

“Grande Passeio CCL-Clube de Campismo de Lisboa”

Texto e fotos: José Morais

O CCL-Clube de Campismo de Lisboa, fechou o mês de junho com um grande passeio de cicloturismo, o evento que fazia parte do calendário oficial da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), juntou cerca de 300 participantes, para percorrerem um trajeto com cerca de 55 quilómetros, pelo concelho de Almada.

O parque de Campismo do CCL da Costa da Caparica, foi o local da concentração que ocorreu pelas 8 horas, sendo dado o inicio do passeio pelas 9,15, com passagem do pelotão por: Trafaria, Funchalimho, Lazarim, Vale de Figueira, Corroios, Vale de Milhaços, Foros da Amora, estação de Coina, onde foi feita uma paragem para abastecimento líquido e sólido.

Retomadas as pedaladas, seguiu-se por; Fernão Ferro, Fogueteiro, Paivas, Cruz de Pau, Sobreda, Trafaria, e Costa da Caparica, onde cerca das 12,40 vieram a terminar as pedaladas deste domingo, 24 de junho.

Pedalada a pedalada:

Num domingo que acordou um pouco nublado, com uma manhã bem fresca, bem cedo o sol alegrou a manhã, e as temperaturas aumentaram, o que foi bom na primeira parte do trajeto, mas muito quente no final do mesmo, onde o verão veio mostrar que já está presente.

Foi um passeio com uma excelente organização, com a equipa da casa sempre a manter a pedalada certa, num trajeto com alguns pontos de maior dificuldade, mas superado por todos, pela velocidade imposta, o que manteve praticamente sempre o longo pelotão compacto.

Convívio, antes, durante e após o passeio foi o que não faltou, sempre com muita animação, a qual continuou tarde dentro, já que â espera de todos estava um grande almoço, um porco no espeto, que deliciou todos que por lá passaram, convivendo entre todos, relembrando os bons momentos passados.

Num passeio sem casos especiais, temos de referenciar alguns pontos muito positivos, em primeiro a organização pela forma com receberam todos, as forças policiais tanto da GNR Brigada de Trânsito, como a PSP Trânsito, que deu segurança a toda a caravana, os Bombeiros Voluntários de Camarate, que se apresentaram com uma ambulância e uma moto, algo inédito, e ainda o apoio do Moto Clube do Seixal, que completaram as segurança, ao longo de todo o percurso, como nos cruzamentos mais importantes.

Estão assim todos de parabéns, pelo excelente passeio que todos os participantes puderam ter, numa salutar manhã desportiva, que ficará sem dúvida na memória de todos os que marcaram presença.

 Da nossa parte, resta-nos deixar os parabéns, e a promessa de voltar numa próxima edição, até ficam os votos de bons passeios, boas pedaladas.

Pode visualizar mais fotos em: