domingo, 6 de maio de 2018

“Equipa Portugal/Daniela Campos invicta na Taça de Espanha”

Por: José Carlos Gomes

Daniela Campos, ao serviço da Equipa Portugal, venceu hoje, em Valle de Mena, a segunda etapa consecutiva da Taça de Espanha Cofidis de ciclismo de estrada na categoria de cadetes.

Depois de se impor em solitário na prova de sábado, no País Basco, Daniela Campos foi a mais rápida na corrida de domingo, que terminou com uma discussão ao sprint entre um grupo restrito de atletas.

A prova de Burgos disputou-se em circuito e a Equipa Portugal trabalhou coletivamente para o triunfo individual de Daniela Campos. Na última volta, as corredoras portuguesas fizeram sucessivos ataques, desgastando as formações adversárias, de modo a que a decisão acabasse por acontecer num mano a mano entre a algarvia e as melhores espanholas.

Daniela Campos rematou da melhor forma o labor coletivo, impondo-se ao sprint. A segunda classificada foi Eva Anguela e a terceira foi Claudia San Justo.

Rafaela Ramalho foi a nona classificada, com o mesmo tempo da vendedora. Beatriz Pereira foi 20.ª, a 18 segundos. A 50 segundos chegaram Beatriz Martins, 22.ª, e Beatriz Roxo, 43.ª. Joana Alves não terminou. 

 

Maria Martins brilha na China

Ainda no ciclismo feminino, mas na categoria de elite, este domingo fica marcado pelo segundo lugar de Maria Martins (Sopela Women’s Team) na primeira etapa da Panorama Guizhou International, ganha pela espanhola Sheyla Gutiérrez (Cylance Pro Cycling), que se converteu na primeira comandante desta prova internacional chinesa.

Fonte: FPC

“VIII Duatlo de Famalicão recebe Campeonato Nacional Individual Duatlo Cross”

O Duatlo de Famalicão recebeu o Campeonato Nacional Individual de Duatlo Cross que contou com quase 600 participantes.

No dia 6 de maio que realizou-se o Duatlo de Famalicão, uma prova a contar para o Campeonato Nacional Individual de Duatlo Cross. Rui Dolores e Pauline Vie sagraram-se campeões nacionais.

O tempo estava excelente quando se deu a partida do Duatlo de Famalicão às 10h30. O percurso tinha 5km de corrida (em estrada), 18km de BTT e a segunda corrida de trilhos. A competição, que costuma ter muita participação de atletas na prova aberta, ganhou este ano novo impulso ao receber o Campeonato Nacional Individual de Duatlo Cross.

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, que também participou na prova aberta, elogiou os Amigos do Pedal pela organização conseguida, assim como todas as entidades envolvidas no evento, onde até existiu voluntariado por parte dos cidadãos. «Uma manhã diferente para desfrutar, de convívio onde se constata que Famalicão tem excelentes condições para a prática desportiva», afirmou satisfeito o presidente.

Os vencedores do Duatlo de Famalicão: Rui Dolores e Pauline Vie

Rui Dolores, especialista em triatlo cross, venceu o Campeonato de Duatlo

Foi Rui Dolores, do AMICICLO GRÂNDOLA, que venceu esta prova e se sagrou Campeão Nacional de Duatlo Cross, com a marca de 01:00:03. O triatleta está a participar no XTerra Europe, um triatlo fora de estrada que vai ter uma próxima etapa no dia 2 de junho em terras lusas, na Golegã e onde ficou na 5ª posição do ranking em 2017.

Na segunda posição ficou Rui Narigueta, do Outsystems Olímpico de Oeiras, que fez a prova em 01:00:52. O terceiro lugar no pódio pertenceu a Nelson Gomes, do G. D. GOMA, com 01:01:36.

«A primeira corrida foi em alcatrão, talvez tivesse sido uma opção colocar este percurso na segunda corrida, que foi em terra batida.», sugere Rui Dolores, que está habituado a percursos técnicos das duas modalidades. «O percurso de BTT era fisicamente exigente, mas não muito técnico, estava bem marcado. A corrida não era uma rápida porque tinha um trajeto de ervas e foi em terra batida». Rui Dolores começou a correr logo na frente com um grupo de atletas, na transição que começaram primeiro «mas depois consegui ganhar vantagem no BTT e nos dois últimos quilómetros da corrida fiquei sozinho». O triatleta tem como próximo objetivo a etapa do Xterra que vai passar por Portugal, tendo já planeado um estágio na Serra da Estrela e um reconhecimento do percurso na Golegã.

Pauline Vie elogiou muito a organização da prova

Na competição feminina, o primeiro lugar foi para Pauline Vie, Alhandra Sporting Club, que acusou o calor que se fez sentir durante a prova, principalmente na corrida de 5km. «O percurso de BTT foi difícil porque tinha subidas e descidas e curva contra curva, mas como estava muito bem assinalado, foi fácil seguir. E apesar de ser teoricamente uma das candidatas ao pódio, no percurso de BTT pode sempre haver surpresas». A atleta do Alhandra Sporting Club salientou também a presença motivadora do público ao longo do percurso, o que deu alento ao esforço empreendido pelos atletas. «De forma geral adorei a prova toda, desde o ambiente, o percurso, a organização. Foi um espetáculo!»conclui a atleta que completou a prova em 01:14:24

Na segunda posição ficou Marisa João, do Outsystems Olímpico de Oeiras, com a marca de 01:16:33 00:02:09. Beatriz Ferreira, do Núcleo do Sporting da Golegã, completou o pódio com o tempo de 01:17:00.

No final, houve grande satisfação por parte dos participantes da prova, das entidades envolvidas na organização quer pela qualidade da prova como por ter recebido o Campeonato Nacional Individual de Duatlo Cross.

O VIII Duatlo de Famalicão é uma organização da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e da Associação Amigos do Pedal, com o apoio técnico da Federação de Triatlo de Portugal e das associações locais.

Fonte: FTP

“EDGAR PINTO DESTACA IMPORTÂNCIA DO TRIUNFO NA VOLTA À COMUNIDADE DE MADRID”

Ciclista da Vito-Feirense-Blackjack radiante com êxito

Por: Lusa

Foto: DR Record

O ciclista português Edgar Pinto (Vito-Feirense-Blackjack) classificou a vitória este domingo alcançada na Volta à Comunidade de Madrid como muito importante na sua carreira e como "uma lotaria" na qual teve sorte.

"Esta vitória é muito importante para mim e para a equipa, porque nos últimos dois anos tenho tido várias lesões e quedas. Este ano comecei bem e há que desfrutar este momento e o trabalho da equipa", afirmou o ciclista português, de 32 anos.

O ciclista da Vito-Feirense-Blackjack admitiu que se sente num bom momento de forma e que estava convicto de que ia fazer uma boa prova, mas acrescentou: "fiquei surpreendido por ter conseguido estar em todos os momentos importantes da prova".

Edgar Pinto venceu a 31.ª edição da Volta à Comunidade de Madrid em bicicleta, ao terminar a terceira e última etapa no quinto lugar, batendo aos pontos o colombiano Fabio Duarte (Manzana Postobón).

O corredor natural de Albergaria-a-Velha concluiu hoje os 99,9 quilómetros disputados em Madrid em 2:11.12 horas, o mesmo registo do vencedor, o espanhol Carlos Barbero (Movistar), que se impôs no sprint ao compatriota Óscar Pelegrí (Radio Popular-Boavista) e ao português Luís Mendonça (Aviludo-Louletano), segundo e terceiro classificados, respetivamente.

Pinto, que tinha vencido a primeira etapa da corrida madrilena, conquistou a primeira corrida por etapas da sua carreira, numa prova em que terminaram mais 17 corredores com o mesmo registo, sucedendo no historial a Oscar Sevilha e tornando-se no segundo luso a vencer, depois de Rui Costa, em 2011.

O corredor da Vito-Feirense-Blackjack tinha como melhores resultados o quarto lugar na Volta a Portugal de 2013 e o segundo posto no Troféu Joaquim Agostinho do mesmo ano, assim como o triunfo na quarta etapa da Volta a Portugal de 2014, no alto da Senhora da Graça, em Mondim de Basto.

Fonte: Record on-line

“GREG VAN AVERMAET GANHA A VOLTA A YORKSHIRE”

Tiago Machado foi 28.º na última etapa e subiu 16 posições, terminando a prova em 31.º

Por: Lusa

O ciclista belga Greg van Avermaet (BMC) venceu este domingo a Volta a Yorkshire, Inglaterra, subindo a líder na quarta e última etapa ganha pelo francês Stephane Rossetto (Cofidis), que chegou isolado a Leeds.

Avermaet, que partiu para a tirada com 10 segundos de atraso para o dinamarquês Magnus Cort Nielsen (Astana), foi segundo classificado, liderando um grupo de 10 ciclistas a 34 segundos do vencedor, enquanto Magnus Cort chegou a distantes 2.11 minutos.

Os 189,5 quilómetros entre Halifax e Leeds foram cumpridos em 4:53.22 horas.

Tiago Machado (Katusha) foi 28.º a 2.11 minutos, e subiu 16 posições, terminando a prova em 31.º, a 3.21 de Avermaet, que concluiu com nove segundos de avanço para o espanhol Eduard Prades (Euskadi) e 14 para o também belga Serge Pauwels (Dimension Data).

Fonte: Record on-line

“EDGAR PINTO VENCE VOLTA À COMUNIDADE DE MADRID”

Português termina última etapa em quinto lugar

Edgar Pinto (Vito-Feirense-Blackjack) venceu este sábado a 31.ª edição da Volta à Comunidade de Madrid, ao terminar a terceira e última etapa no quinto lugar, batendo aos pontos o colombiano Fabio Duarte (Manzana Postobón).

O corredor natural de Albergaria-a-Velha concluiu hoje os 99,9 quilómetros disputados em Madrid em 02:11.12 horas, o mesmo registo do vencedor, o espanhol Carlos Barbero (Movistar), que se impôs no 'sprint' ao compatriota Óscar Pelegrí (Radio Popular-Boavista) e ao português Luís Mendonça (Aviludo-Louletano), segundo e terceiro classificados, respetivamente.

Fabio Duarte não foi além do 10.º lugar, cedendo cinco pontos a favor de Edgar Pinto, que totalizou 19 pontos [o somatório das posições em cada etapa], menos três do que o colombiano, que partiu hoje na liderança.

Pinto, que tinha vencido a primeira etapa da corrida madrilena, conquistou a primeira corrida por etapas da sua carreira, numa prova em que terminaram mais 17 corredores com o mesmo registo, sucedendo no historial a Oscar Sevilha e tornando-se no segundo luso a vencer, depois de Rui Costa, em 2011.

O corredor da Vito-Feirense-Blackjack tinha como melhores resultados o quarto lugar na Volta a Portugal de 2013 e o segundo posto no Troféu Joaquim Agostinho do mesmo ano, assim como o triunfo na quarta etapa da Volta a Portugal de 2014, no alto da Senhora da Graça, em Mondim de Basto.

de 18 corredores com o mesmo tempo do vencedor contam-se dois da Vito-Feirense-Blackjack (Xuban Erarzkin, além de Pinto], três da W52-FC Porto (César Fonte, Gustavo Veloso e Ricardo Mestre) e um da Efapel (Henrique Casimiro).

Fonte: Record on-line

“VIVIANI VOLTA A VENCER ETAPA E GONÇALVES SOBE AO TERCEIRO LUGAR”

Rohan Dennis segura liderança

Por: Lusa

Foto: Reuters

Elia Viviani (Quick Step Floors) voltou este domingo a vencer uma etapa da Volta a Itália, em Eilat, onde o australiano Rohan Dennis (BMC) segurou a liderança e o português José Gonçalves (Katusha-Alpecin) subiu ao terceiro lugar.

Viviani, que tinha vencido a tirada de sábado, voltou a impor-se ao 'sprint' ao compatriota Sacha Modolo (Cannondale) e ao irlandês Sam Bennett (Bora hansgrohe) no final dos derradeiros 229 quilómetros do Giro disputados em Israel, desde Be'er Sheva, em 05:02.09 horas, o mesmo tempo que Gonçalves, que foi o 10.º a cruzar a meta.

Na classificação geral, Dennis permanece no primeiro posto, com um segundo de vantagem sobre o holandês Tom Dumoulin, vencedor da 'corsa rosa' em 2017, e sobre Gonçalves, o único português na corrida, que ultrapassou o belga Victor Campenaerts (Lotto) no terceiro lugar.

O pelotão vai cumprir na segunda-feira o primeiro dia de descanso, após três etapas em Israel, e vai ser retomado na terça-feira, na Sicília, com a etapa entre Catania e Caltagirone, numa viagem de 191 quilómetros.

Fonte: Record on-line

“Efapel/Marcos Jurado vence metas volantes em Madrid”

.          Equipa EFAPEL sobe ao pódio como tinha estabelecido como objectivo

          Ciclista espanhol vence esta classificação em duas provas consecutivas

          Rafael Silva ficou em sétimo na última etapa

          Henrique Casimiro foi o melhor na classificação geral individual

A Equipa EFAPEL alcançou o principal objectivo definido para a participação na Vuelta Ciclista Comunidad de Madrid, subir ao pódio. A formação conseguiu fazê-lo através de Marcos Jurado. O ciclista espanhol venceu a classificação das metas volantes depois de ter vencido uma e terminado em segundo nas outras duas que estavam no percurso da terceira e última etapa. Aliás, a equipa obteve o primeiro, o segundo e o terceiro lugares logo na primeira meta volante da ronda.

Com o principal objectivo alcançado, a Equipa EFAPEL ainda tentou lutar pela vitória do dia com Rafael Silva. A etapa realizou-se num circuito desenhado no Passeio da Castelhana, em pleno centro de Madrid e, ao fim dos 100 quilómetros, o ciclista da estrutura de Américo Silva foi sétimo na meta. A vitória foi para Carlos Barbero da Movistar, enquanto Edgar Pinto conquistou a geral.

Concluída a participação na Vuelta a Madrid, a Equipa EFAPEL regressa a Portugal e volta a competir no próximo fim-de-semana. Vai participar na Volta às Terras de Santa Maria, uma prova com duas etapas realizadas a 12 e a 13 de Maio.


Classificação na terceira etapa

    Carlos Barbero        Movistar Team            2h11m12s

    Oscar Pelegri        Radio Popular/Boavista        m.t.

    Luís Mendonça        Aviludo/Louletano            m.t.


    Rafael Silva            EFAPEL                m.t.

27º    Henrique Casimiro        EFAPEL                m.t.

38º    Jesus del Pino        EFAPEL                m.t.

61º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                m.t.

63º    Daniel Mestre        EFAPEL                m.t.

84º    Marcos Jurado        EFAPEL                m.t.

88º    David Arroyo        EFAPEL                a 1m32s


Classificação geral

    Edgar Pinto            Vito-Feirense-Blackjack        9h21m14s

    Fabio Duarte            Manzana Postobon            m.t.

    Jonathan Caicedo        Medellin                m.t.


12º    Henrique Casimiro        EFAPEL                m.t.

31º    Jesus del Pino        EFAPEL                a 40s

42º    Rafael Silva            EFAPEL                a 2m29s

44º    Daniel Mestre        EFAPEL                m.t.

66º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                a 8m22s

76º    David Arroyo        EFAPEL                a 14m43s

78º    Marcos Jurado        EFAPEL                a 19m34s

Fonte: Efapel

“Equipa Portugal/Telmo Pinão décimo classificado na Taça do Mundo”

Por: José Carlos Gomes

A presença da Equipa Portugal na etapa de Ostend, Bélgica, da Taça do Mundo de Paraciclismo terminou com o décimo lugar de Tempo Pinão na prova de fundo de classe C2.

O paraciclista português completou os 64 quilómetros da corrida no pelotão principal, a 2m48s dos sete fugitivos que discutiram as posições no pódio. Foi um resultado que colocou Telmo Pinão praticamente dentro do primeiro terço da classificação, dado que alinharam 26 corredores.

A vitória foi para o australiano Darren Hicks, seguido pelo russo Arslan Gilmutdinov e pelo canadense Tristen Chernove.

Além da Equipa Portugal, o paraciclismo luso também esteve representado, na última jornada competitiva, pelo individual Bernardo Vieira, 11.º, entre 12 participantes, nos 64 quilómetros da corrida de classe C1.

Ao longo dos quatro dias de competição na manga inaugural da Taça do Mundo de Paraciclismo, o resultado de maior relevo para as cores nacionais foi alcançado por Luís Costa, quarto classificado na prova de fundo de classe H5.

A segunda etapa da Taça do Mundo de Paraciclismo vai realizar-se em Emmen, Holanda, entre 6 e 8 de julho. 

Fonte: FPC

“Taça de Portugal de Juniores”

Digo Barbosa triunfa na consagração de Guilherme Mota

Por: José Carlos Gomes

Diogo Barbosa (Vito/Feirense/BlackJack) venceu hoje, na Palmeira, Braga, a quinta e última prova da Taça de Portugal de Juniores, que consagrou o campeão nacional de fundo, Guilherme Mota (Alcobaça CC/Crédito Agrícola), como dono do troféu de regularidade.

A corrida de 110 quilómetros, marcada por duas subidas ao Sameiro e por uma chegada exigente à Palmeira, foi palco para os ciclistas menos bem colocados na geral da Taça mostrarem que também têm valor. A marcação entre aqueles que discutiam o troféu abriu portas para o sucesso de outros corredores, que não deixaram cair por terra o ensejo.

Mostrando que filho de ciclista sabe pedalar, Diogo Barbosa, filho de Cândido Barbosa, foi o mais forte de todos, triunfando em solitário e em grande estilo, deixando o segundo classificado, o colega de equipa Henrique Rodrigues, a 1m57s. O terceiro, a 2m04s, foi Guilherme Valverde (Academia Joaquim Agostinho/UDO).

Com o Prémio Peixoto Alves entregue aos corredores que estavam fora da luta pela conquista da Taça de Portugal, o pódio da geral manteve-se com o mesmo ordenamento saído da corrida de véspera, em Sobrado.

Guilherme Mota junta a Taça de Portugal de 2018 ao Campeonato Nacional de Fundo de 2017, demonstrando consistência e regularidade. O corredor do Alcobaça CC/Crédito Agrícola concluiu as cinco corridas da Taça com 197 pontos. O segundo classificado foi Diogo Ribeiro (Sporting/Tavira/Formação Eng. Brito da Mana), com 182. O terceiro, com 170, foi João Macedo (Sicasal/Liberty Seguros/Bombarralense).

O Sporting/Tavira/Formação Eng. Brito da Mana conquistou a Taça de Portugal de Juniores por equipas.

Fonte: FPC

“Taça de Portugal Enduro BTT”

José Borges e Áurea Agostinho vencem em Murça

Por: José Carlos Gomes

José Borges (Miranda Factory) e Áurea Agostinho (Casa do Povo de Abrunheira) impuseram-se hoje, em elite, na segunda prova da Taça de Portugal de Enduro BTT, disputada em Murça.

O campeão nacional masculino foi o mais rápido em quatro dos cinco percursos especiais cronometrados (PEC), construindo uma vitória clara. José Borges completou a prova em 22m36s, menos 47 segundos do que Emanuel Pombo (Ciclo Madeira Clube Desportivo) e menos 1m10s do que João Rodrigues (Casa do Povo de Abrunheira), que o acompanharam no pódio. Emanuel Pombo conservou o primeiro lugar na geral da Taça.

A corrida feminina assistiu a um duelo mais apertado. Áurea Agostinho impôs-se em três PEC e Ana Leite (Enduro BTT de Braga) foi a melhor nas outras duas especiais. Feitas as contas, Áurea Agostinho venceu com 28m42s, menos 7 segundos do que a rival. A terceira classificada foi Leandra Gomes (Batotas Ponte de Lima), a 1m41s. Áurea Agostinho aproveitou a ausência de Maaris Meier para aceder ao topo da geral.

Guilherme Pissarra (Casa do Povo de Abrunheira) foi o melhor júnior, enquanto em cadetes ganhou Nuno Reis (Maiatos/Reabnorte).

Nas classes de veteranos registou-se a vitória do master 30 João Gomes (Enduro BTT de Braga), do master 40 Nuno Lopes (ADAR/Ofimoto), do master 50 Pedro Aires (ADAR/Ofimoto) e da master feminina Fátima Vida (20 Km Almeirim), que não teve concorrência à partida.

A terceira prova da Taça de Portugal realiza-se na Lousã, no dia 20 de maio.

Fonte: FPC