quinta-feira, 13 de setembro de 2018

“Barroselas na decisão da Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã”

Barroselas (Viana o Castelo) acolhe no próximo dia 15 de setembro a última e decisiva prova da Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã. Apadrinhada pelo ex-ciclista profissional Rui Sousa, a competição incluirá provas para os escalões de pupilos, benjamins, iniciados, infantis, juvenis, cadetes e juniores.

O Prémio de Ciclismo de Barroselas, no seu regresso após 12 anos de inatividade, decorrerá entre as 14h30 e as 18h30, prometendo um excelente espetáculo desportivo em que não faltará a competitividade e a emoção na derradeira e decisiva etapa da Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã.

Contando com o apoio da União de Freguesias de Barroselas e Carvoeiro e da Câmara Municipal de Viana do Castelo, as provas dos diversos escalões terão início e chegada no Largo de São Sebastião, incluindo os trajetos passagens por diferentes pontos do Vale do Neiva.

As atividades terão início pelas 14h30 estando a cerimónia protocolar e de entrega de prémios prevista para as 18h30.

Os atletas dos escalões de benjamins e iniciados começarão a competir pelas 14h30, enquanto  o início da prova de juvenis está prevista para as 15h30, a de cadetes para as 16h15 e a de juniores para as 17h15.

O Prémio de Ciclismo de Barroselas conta com o apoio da União de Freguesias de Barroselas e Carvoeiro, Câmara Municipal de Viana do Castelo Federação Portuguesa de Ciclismo, Arrecadações da Quintã, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio e do comércio e indústria local.

Fonte: ACM

“Equipa Portugal/Portugal vai bater-se pelas primeiras posições no Mundial de maratona”

Por: José Carlos Gomes

A Equipa Portugal participa, no próximo sábado, no Campeonato do Mundo de Maratona BTT (XCM), em Itália, alinhando com ambição de lutar pelas primeiras posições, numa competição em que Tiago Ferreira subiu ao pódio nas últimas duas edições.

O selecionador nacional, Pedro Vigário, convocou três corredores para este compromisso: José Dias, Luís Leão Pinto e Tiago Ferreira. “A equipa está construída em torno do trabalho necessário em função do Tiago Ferreira”, assume Pedro Vigário.

A aposta no viseense é natural, uma vez que Tiago Ferreira foi campeão mundial de maratona em 2016 e vice-campeão em 2017, além de ter sido campeão europeu no ano passado e vice-campeão da Europa em 2016.

A corrida escolhida para acolher o Mundial deste ano é a maratona Tre Cime Dolomiti, uma das mais duras do circuito internacional, disputada em plenos alpes dolomíticos. A prova tem partida (8h00 portuguesas) e chegada em Auronzo di Cadore. O percurso de 102 quilómetros apresenta um acumulado de 4200 metros de subida, chegando aos 2320 metros de altitude em Tre Cime di Lavaredo.

Pedro Vigário e Tiago Ferreira estão de acordo em considerar este Mundial como extremamente duro, nada que condicione a ambição portuguesa. “Vai ser uma corrida muito dura, num traçado de enorme exigência. Já conhecemos o percurso e vamos dar tudo para lutar pelos primeiros lugares. Temos a ambição de estar de novo no pódio”, frisa o selecionador nacional.

Tiago Ferreira corrobora: “É, certamente, o Campeonato do Mundo mais extremo dos últimos anos. É uma prova muito difícil, mesmo depois de introduzidas as alterações exigidas pela UCI para retirar alguma dureza. Penso que se adequa ao que deve ser um Campeonato do Mundo”.

O corredor está num bom momento e promete tudo fazer para dar uma alegria aos portugueses. “Fiz bem o trabalho para esta prova e sinto-me muito bem. Vou correr para disputar as primeiras posições”, adianta Tiago Ferreira. O viseense tem noção de quem são os principais adversários. “O Alban Lakata e o Frans Claes são os crónicos candidatos. O russo Alexey Medvedev, atual campeão da Europa, e o austríaco Daniel Geismayr também devem ser tidos em conta. Além disso, a seleção de Itália conhece perfeitamente o terreno e vai ser um osso duro de roer”, prevê o corredor da Equipa Portugal.

Fonte: Record on-line

“Vuelta/Jelle Wallays vence 18.ª etapa e Simon Yates segura liderança”

Segue-se sexta-feira uma das mais duras tiradas

Foto: EPA

O ciclista belga Jelle Wallays (Lotto Soudal) venceu esta quinta-feira a 18.ª etapa da Volta à Espanha em bicicleta, com o britânico Simon Yates (Mitchelton-Scott) a segurar a liderança da classificação geral individual.

Wallays, de 29 anos, cumpriu os 186,1 quilómetros entre Ejea de los Caballeros e Lleida em 3:57.03 horas, à frente do norueguês Sven Erik Bystrom (UAE Team Emirates), segundo com o mesmo tempo e companheiro numa fuga a dois que surpreendeu o pelotão, e o tricampeão mundial de fundo, o eslovaco Peter Sagan (BORA-hansgrohe), terceiro, num dia sem alterações na geral.

Na sexta-feira, a 19.ª etapa liga Lleida a Andorra em 154,4 quilómetros, sendo tida como uma das mais duras da presente edição, culminando com uma subida ao longo dos últimos 17 quilómetros.

Fonte: Record on-line