sexta-feira, 28 de outubro de 2016

“Domingos Gonçalves reforça Rádio Popular-Boavista”

O ciclista que na última época alinhou pela Caja Rural, já representara a equipa axadrezada em 2012 e 2013

Por: Lusa

Foto: Filipe Farinha

O ciclista português Domingos Gonçalves é o último reforço da Rádio Popular-Boavista, anunciou esta a equipa 'axadrezada'. Depois de ter representado a Caja Rural durante esta época, o menos conhecido dos gémeos Gonçalves regressa ao pelotão nacional para integrar a Rádio Popular-Boavista.
"Regresso ao ciclismo português e, diante das propostas que me foram apresentadas, escolhi a Rádio Popular-Boavista. É um regresso também a uma equipa que conheço bem e na qual fiz os meus primeiros anos como profissional. O objetivo da época é a Volta a Portugal, na qual tentarei ganhar uma etapa", assumiu o ciclista de Roriz (Barcelos).

Gonçalves volta, em 2017, à formação 'axadrezada', que já representou nas épocas 2012 e 2013.
"O Domingos é um ciclista possante e com imensas qualidades. É um corredor de ataque e que disputa cada prova e cada classificação. Ficamos satisfeitos por renovar a sua ligação ao clube, em especial numa época com esperada presença em novas competições internacionais", avaliou o diretor desportivo José Santos.

Fonte: Record on-line

“Dirigentes britânicos explicam isenções de uso terapêutico no Parlamento”

Entre os quais Bradley Wiggins

Foto: Reuters

Os responsáveis do ciclismo britânico vão explicar no Parlamento as razões para a atribuição de isenções de uso terapêutico a vários atletas de topo, entre os quais Bradley Wiggins, vencedor da Volta a França em 2012.
"No quadro do inquérito sobre doping, a comissão parlamentar deseja apurar a ética subjacente à atribuição de isenções de uso terapêutico e a forma como são utilizadas no ciclismo britânico", disse Damian Collins, presidente da Comissão Cultura, Média e Desporto, ao diário Times.

Wiggins foi autorizado pela União Ciclista Internacional (UCI) a inalar triamciolona, uma poderosa substância terapêutica, sob aprovação da Agência Britânica de Antidopagem (UKAD), dias antes do Tour de 2011 e 2012, o último dos quais que acabou por vencer, bem como no Giro de Itália, em 2013.
Após o caso ter vindo a público através de um ataque informático por um grupo de 'hackers' à base de dados da Agência Mundial de Antidopagem (AMA), o ciclista argumentou que necessitava da substância para ajudá-lo "a controlar um problema de asma".
O compatriota Chris Froome, três vezes vencedor da Volta a França e antigo colega de Wiggins na Sky, voltou a pedir critérios mais apertados para a atribuição de isenções de uso terapêutico, em declarações à agência noticiosa francesa AFP.

Fonte: Record on-line

“Diego Rosa assina pela Sky por três anos”

Quarto ciclista contratado

Foto: EPA

O ciclista italiano Diego Rosa, que integrava a equipa Astana, assinou por três anos pela Sky, liderada pelo inglês Chris Froome, divulgou a formação britânica.
Diego Rosa, especialista em provas de um dia, é o quarto atleta que incorpora a Sky para a temporada 2017, depois dos britânicos Owain Doull e Tao Geoghegan Hart e o polaco Lukasz Wisniowski.

Fonte: Record on-line