segunda-feira, 13 de março de 2017

“Salão Internacional de Automóveis e Motociclos Clássicos com e sem motor”

Exposição “Guarda Montada – Motos da Guarda Nacional Republicana” MOTOS HISTÓRICAS DA GNR EM EXPOSIÇÃO NO MOTORCLÁSSICO, 14 motorizadas da GNR em destaque na 13ª edição do Motorclássico, evento de referência dos clássicos em Portuga

Por: Madalena Galamba

É já nos próximos dias 21, 22 e 23 de Abril que o Motorclássico – Salão Internacional de Automóveis e Motociclos Clássicos, regressa à FIL – Feira Internacional de Lisboa, na 13ª edição do maior evento português relacionado com a temática dos Clássicos e da História Automóvel. 

A Guarda Montada – Motos da Guarda Nacional Republicana é uma das exposições temáticas em destaque nesta edição do Motorclássico e reúne mais de uma dezena de motos históricas do acervo da GNR. O modelo mais antigo em exposição será uma Norton 16H de 1945, adquirida pela GNR logo após o fim da Segunda Guerra Mundial. Com modelos que vão dos anos 1940 a 1981, a exposição permitirá revisitar os modelos mais emblemáticos ao serviço da Guarda Nacional Republicana, descobrir as suas especificidades e os usos a que foram destinados, como o patrulhamento, o serviço de escolta ou as acções de fiscalização. Entre os modelos seleccionados pela GNR para esta exposição, o destaque vai para uma Zündapp de 1950 com sidecar, várias BMW, uma Harley-Davidson e ainda dois ciclomotores fabricados em Portugal: o EFS e o Pachancho. 

Para além desta exposição dedicada aos clássicos de duas rodas, o programa da 13ª edição do Salão Motorclássico inclui ainda uma exposição temática consagrada à Ferrari, no septuagésimo aniversário da marca, os habituais passeios de clássicos, um emocionante leilão de automobilia, e a secção Art Village, que reúne obras de arte à volta do mundo dos clássicos. 

O Salão Motorclássico é organizado pelo Museu do Caramulo em parceria com a AIP – Feiras Congressos e Eventos.

Sobre o Museu do Caramulo Com mais de 60 anos de existência e visitado por mais de um milhão e meio de pessoas, o Museu do Caramulo alberga no seu espólio uma colecção de arte, uma colecção de automóveis, motos e bicicletas e uma colecção de brinquedos antigos. O Museu do Caramulo produz ainda, de forma regular, exposições temáticas e temporárias, e organiza vários eventos como o Salão Motorclássico, o Caramulo Motorfestival, o Espírito do Caramulo, a Noite dos Museus ou o Rider. Mais informação em www.museu-caramulo.net.

Fonte: Museu Caramulo

“19º Maratona BTT ALTE 2017”

As inscrições para a 19.ª Edição da Maratona de ALTE já estão abertas. Este ano o formato vai regressar em força aos singletracks, para além de veredas que serão uma novidade. Os percursos incluem a passagem pelos espetaculares singletracks da ribeira do Cotovio e da ribeira de Algibre. Em termos de distâncias, existirá um Passeio Familiar com 14 km; um Passeio Clássico com 26 km; uma Meia Maratona com 48 km; uma Maratona com 75 km; um Trail (corrida / marcha) com 12 km e ainda um Passeio Pedestre guiado cerca de 10 km. Já te podes inscrever em www.apedalar.pt

Fonte: Bike Team

“TRIATLO VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO”

TORREJANOS IMPÕEM-SE NO 1ºTRIATLO DA ÉPOCA

Este fim-de-semana, dias 11 e 12 de Março, realizou-se em Vila Real de Santo António, no sábado à tarde, a 1ªetapa do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo, uma prova com elevado nível competitivo graças à presença de alguns atletas estrangeiros de topo entre os cerca de 400 participantes, que serviu também como 1ªprova de critério de selecção para a Taça da Europa que terá lugar na Quarteira no início de Abril, e no domingo de manhã disputou-se mais uma prova de Duatlo pontuável para o Campeonato Nacional Jovem.

Neste que foi o 1º triatlo da época, os atletas torrejanos estiveram em muito bom plano, alcançando por equipas o 4ºlugar na competição feminina e o 5ºlugar na competição masculina, classificações que demonstram o excelente trabalho que tem vindo a ser realizado por PAULO ANTUNES em Torres Novas no âmbito da formação de jovens triatletas desde 2009.

Individualmente, o destaque vai para RICARDO BATISTA que venceu no seu escalão de Cadetes, sendo 8ºclassificado à geral e o 5º melhor português. JOSÉ PEDRO VIEIRA concluiu a sua prova no 2ºlugar e AFONSO DO CANTO também subiu ao pódio na 3ªposição, alcançando desta forma o pleno em Cadetes para o TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS.

Com um segmento de 750m natação bastante forte, Ricardo Batista e José Pedro Vieira conseguiram sair integrados no 1ºgrupo para o segmento de ciclismo composto por 3 voltas que totalizavam 20kms, e chegaram ao parque de transição integrados nesse grupo para iniciar o segmento final de corrida com 5kms. Afonso do Canto não conseguiu integrar este 1ºgrupo, mas não deixou de contribuir para a equipa torrejana conquistar o 5ºlugar colectivamente entre 38 equipas participantes.

Na prova feminina, CAROLINA SERRA também esteve em destaque ao vencer o seu escalão de Juniores, e ao obter o 8ºlugar à geral, enquanto JOANA MIRANDA também subiu ao pódio na 3ºposição no escalão de Cadetes e Mariana Correia foi 10ªclassificada, sendo conquistado por estas 3 atletas o 4ºlugar por equipas.

Ainda em masculinos, estiveram mais atletas torrejanos envolvidos nesta competição, ou seja, em Veteranos I, MARCO SOUSA subiu ao pódio na 2ªposição, Miguel Moreira em Cadetes foi 19ºclassificado, em Sub-23, Pedro Serra alcançou o 25ºlugar e André Sousa em Séniores terminou na 71ªposição.

No domingo de manhã realizou-se a 3ªetapa do Campeonato Nacional Jovem, e a Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas esteve presente apenas com 6 atletas, uma vez que podem ser descartadas 3 provas na classificação final por equipas, sendo 1 de cada tipologia (duatlo, triatlo e aquatlo) nas 13 etapas que se realizam ao longo da época.

No Duatlo, os atletas são divididos por 4 escalões etários, desde Benjamins a Juvenis, os jovens atletas percorrem diferentes distâncias ajustadas à sua idade e que variam entre 400m de corrida, 1km de ciclismo, 200m de corrida e 2km de corrida, 8km de ciclismo, 2km de corrida.

O destaque desta etapa vai para JOÃO NUNO BATISTA, que em Iniciados seguiu o exemplo do seu irmão no dia anterior vencendo a sua prova. José Tadeia alcançou um excelente 6ºlugar, e Vasco Santos foi 17ºclassificado. Em Infantis, Francisco Carvalho terminou na 16ªposição, e em femininos, Margarida Inácio e Bruna Barros foram 25ª e 29ªclassificadas.

A próxima prova será também no Algarve, mais concretamente na praia de Altura em Castro Marim, e realiza-se no próximo fim-de-semana dias 18 e 19/Março, disputando-se no sábado à tarde a 1ªetapa da Taça de Portugal de Triatlo, que será simultaneamente a 2ªprova de apuramento para a Taça da Europa que terá lugar na Quarteira no início de Abril, e no domingo de manhã realiza-se a prova única do Campeonato Nacional de Triatlo por estafetas mistas.

Por: Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas
 







 

“Chris Froome decreta apoio a manager da Sky”

Dave Brailsford visado em vários inquéritos sobre doping

Por: Lusa

Foto: Reuters

O ciclista britânico Chris Froome, três vezes vencedor da Volta a França, demonstrou esta segunda-feira o seu apoio ao manager da Sky, visado em vários inquéritos sobre doping, mas reconheceu que foram cometidos erros pela equipa.
"Ele [Dave Brailsford] criou uma das melhores equipas do mundo. Sem o Dave B. a Sky não existiria", defendeu Froome num curto comunicado, que pôs fim a um silêncio muito comentado no mundo do ciclismo.
Depois de semanas sem se pronunciar sobre as investigações em curso no Reino Unido sobre um eventual caso de doping na formação britânica, o triplo vencedor do Tour seguiu o exemplo de outros companheiros, que já tinham demonstrado publicamente o apoio a Dave Brailsford.
"Ele apoiou-me nos últimos sete anos da minha carreira e não posso estar-lhe mais reconhecido pelas oportunidades e experiências que vivi", prossegue a nota.
No entanto, Froome admitiu que foram cometidos erros por parte da Sky. "Mas foram colocadas em práticas medidas para que esses erros não sejam repetidos. Sei que é preciso tempo para que a confiança [na equipa] seja restaurada, mas farei tudo ao meu alcance para que isso aconteça, tal como o farão todos os membros da Sky", concluiu o vencedor das edições de 2013, 2015 e 2016 do Tour.
Na passada sexta-feira, Brailsford negou ter intenção de se demitir, apesar das polémicas que têm abalado a credibilidade da formação britânica nas últimas semanas.
O manager da Sky está a ser investigado em vários inquéritos paralelos no Reino Unido, mas tem repetidamente rejeitado a existência de qualquer infração antidoping na equipa.
Nas últimas semanas, a entrega de um pacote misterioso ao ciclista Bradley Wiggins, primeiro britânico a vencer o Tour (2012), durante o Critério do Dauphiné de 2011, tem sido alvo de uma grande controvérsia, que levou a uma investigação por parte da Agência britânica antidopagem e do parlamento britânico.
As audiências aos vários elementos da equipa britânica puseram em evidência a ausência de registos médicos que sustentem a versão de Wiggins de que a encomenda, que foi transportada desde o Reino Unido até França, continha um medicamento autorizado para a asma.
Há duas semanas, a diretora executiva da Agência britânica, Nicole Sapstead, disse numa audiência no parlamento britânico que a sua entidade está a investigar a possibilidade de o produto entregue a Wiggins ser um corticoide proibido chamado Triamcinolona.

Fonte: Record on-line

“Tirreno-Adriático: Fernando Gaviria vence sexta etapa”

Prova continua a ser liderada por Nairo Quintana

Por: Lusa

Foto: EPA

O ciclista colombiano Fernando Gaviria (Quick-Step Floors) ganhou esta segunda-feiera o duelo entre carismáticos do pelotão, ao bater ao sprint o eslovaco Peter Sagan (Bora-hansgrohe) na sexta etapa da Tirreno-Adriático, que continua a ser liderada por Nairo Quintana (Movistar).
Gaviria, de 22 anos, derrotou o experiente bicampeão mundial, no final da ligação de 168 quilómetros entre Ascoli Piceno e Civitanova Marche, para somar o seu quarto triunfo esta temporada, depois das vitórias na Volta a San Juan (2) e na Volta ao Algarve.
O ciclista da Quick-Step Floors, que cumpriu a tirada em 04:09.31 horas, impediu o tri do eslovaco, segundo na meta por milímetros, com o belga Jasper Stuyven (Trek-Segafredo) a ser terceiro.
"Cometemos um erro na aproximação ao sprint, mas, por sorte, consegui retificar. É sempre um desafio competir com Sagan, que demonstrou estar muito forte", assumiu Gaviria, um dos dois colombianos felizes no final da sexta etapa.
O outro era Nairo Quintana, que a uma jornada do final da Corrida dos Dois Mares, se manteve no comando da prova, com 50 segundos de vantagem sobre o segundo classificado, o francês Thibaut Pinot (FDJ), e 01.06 minutos sobre o terceiro, o australiano Rohan Dennis.
O líder da Movistar chegou num grupo a seis segundos do vencedor, no qual também estavam os seus mais diretores perseguidores na geral, incluindo o português Rui Costa (UAE Team Emirates), que manteve a 17.ª posição, a 03.09 minutos do camisola azul.
Para confirmar o seu segundo triunfo na Tirreno-Adriático, após o de 2015, o colombiano tem apenas de aguentar-se no contrarrelógio de 10,05 quilómetros de terça-feira, nas ruas de San Benedetto del Tronto.
O crono curto e plano não favorece as características do tricampeão nacional Nelson Oliveira (Movistar), que nesta segunda-feira foi 114.º a 02.58 minutos de Gaviria, e na terça-feira vai partir do 76.º lugar da geral, com 36.55 minutos de desvantagem para o seu líder de equipa.

Fonte: Record on-line