quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

“Câmara de Lisboa vai criar pacotes de mobilidade”

Integração de vários sistemas

Por: Sara Pelicano

A Câmara Municipal de Lisboa vai avançar com a criação de pacotes de mobilidade que permitem a integração de outros sistemas de transporte - como o carsharing, bikesharing, plataformas agregadoras de mobilidade (como a Uber e Cabify) e táxis - nos atuais passes intermodais. Segundo o vereador da Mobilidade da Câmara Municipal de Lisboa, Miguel Gaspar, “o objetivo é dar maior flexibilidade ao utente que pode necessitar, por exemplo, de usar um táxi quatro ou cinco vezes por mês ou uma bicicleta, além do autocarro e do metro”.

Segundo o Diário de Notícias, o município prevê ainda a criação de soluções de pós-pagamento nos serviços de transporte. Todas estas novidades poderão ser geridas através de uma aplicação para telemóvel. 

As medidas para a melhoria da mobilidade na cidade inserem-se no plano de redução de circulação automóvel em Lisboa que, segundo Miguel Gaspar, deve ter em conta que cerca de 150 mil pessoas usam o carro sobretudo para levar as crianças à escola. “Devemos ter uma abordagem junto das escolas para que as crianças cresçam numa nova cultura de transporte público, dando-lhes competências para os usar, a partir de uma certa idade”, defende o vereador. A autarquia está, igualmente, a desenvolver um protocolo com a Waze, uma plataforma digital que fornece informação sobre trânsito, acidentes e cortes de via, para permitir a ligação ao sistema de tráfego municipal.

No total, a Câmara Municipal de Lisboa prevê investir em mobilidade cerca de 10 milhões de euros nos próximos dois a três anos.

Convergência na bilhética e nos tarifários
A autarquia lisboeta pretende criar um passe único na cidade de Lisboa e em toda a Área metropolitana, que permita a utilização de todos os sistemas de mobilidade. Em declarações à Transportes em Revista, à margem do evento Ciclo de Palestras Mobilidade – Tendências, Desafios, Realidades, que se realizou no passado mês de dezembro, Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, referiu que «a existência de um passe único é uma necessidade urgente para tornar o sistema eficaz, mas também é uma oportunidade, porque vamos criar um sistema que servirá de forma clara todos os munícipes». O autarca referiu que «a partir da bilhética e do tarifário iremos ter uma capacidade de integração dos vários operadores que estão no terreno e que passarão a estar sujeitos a esse regime único». Segundo Fernando Medina, «a integração da bilhética e dos tarifários é o grande ponto de ancoragem para a própria integração do sistema de transportes. Esta será a base a partir da qual poderemos amarrar as várias prestações de serviços, ou concessões, ou operações de operadores internos, sejam eles públicos ou privados, tornando-os obrigatórias e integradas dentro de este sistema tarifário. E, na minha opinião, terá de existir uma forte diminuição nos tarifários que são aplicados».

Fonte Transportes on-line

“Aru e Martin já equipam à UAE”

Ano novo, novas equipas

Foto: DR

Ano Novo, novas equipas. O primeiro dia de cada ano serve, no ciclismo, para as equipas mostrarem os reforços já equipados com as camisolas com que vão competir. E assim foi na Movistar, por exemplo, com o espanhol Mikel Landa (ex-Sky), ou na UAE, com o italiano Fabio Aru (ex-Astana), o irlandês Daniel Martin (ex-Quick Step) e o norueguês Alexander Kristoff (ex-Katusha).

É é sobre a equipa onde corre Rui Costa que reside muita da expectativa para 2018, tendo em conta a quantidade e a qualidade dos reforços, que dão à formação dos Emirados mais opções para atacar as vitórias em várias frentes, ou seja, nas grandes provas por etapas, nas corridas de uma semana, nas clássicas e nas chegadas em pelotão.

Fonte: Record on-line

“Programa Tri-Try 2018 – Inscrições abertas”

Estão abertas as inscrições para o Programa Tri-Try 2018, o Tri-Try é um programa de iniciação ao Triatlo onde todos são convidados a participar, de momento apenas o Programa Tri-Jamor estará em funcionamento mas brevemente haverão mais centros de treino.

O programa TriTry-Jamor terá os seus treinos às quartas-feiras das 19h00 às 20h00 (Corrida e Preparação Física Geral) e Sábados das 9h30 às 11h00 (Ciclismo/BTT/Corrida), o ponto de encontro para o início dos treinos é em frente ao Bar da Canoagem do Centro Nacional Desportivo do Jamor (CNDJ).

Ao inscrever-se no programa, terá acesso às instalações do CNDJ, nomeadamente a pista de atletismo nº2 e balneários, assim como acompanhamento duas vezes por semana de técnicos especializados e certificados pela Federação de Triatlo de Portugal.

O valor de inscrição é 10€ para atletas filiados na Federação de Triatlo de Portugal e 15€ para não filiados (inclui seguro desportivo).

Para esclarecimento de dúvidas poderá enviar um email para trijamor@federacao-triatlo.pt ou diogo.custodio@federacao-triatlo.pt

Fonte: FTP

“Cascais recebe Granfondo NY em ciclismo de resistência”

Evento realiza-se pela primeira vez em Portugal, a 9 de setembro

Por: Lusa

Foto: Facebook GFNY Portugal

Portugal vai integrar, pela primeira vez, uma prova do circuito internacional de ciclismo GFNY, com Cascais a receber o evento a 9 de setembro.

O acontecimento de ciclismo de resistência vai ter dois percursos, um de Granfondo de 162 quilómetros e um outro de 82 quilómetros, este sem vertente competitiva.

Esta será uma das 16 provas do circuito GFNY agendadas para 2018, ano em que também se estreiam no calendário as etapas na Costa Rica, Jerusalém, Polónia e Panamá.

"Será uma simbiose da adrenalina competitiva com a beleza natural e histórica do percurso", refere a organização, sobre a prova que parte da marina de Cascais e passa pela marginal, Autódromo do Estoril, Mafra, Ericeira, Azenhas do Mar, Serra de Sintra, Malveira da Serra, Cabo da Roca, praia do Guincho e regresso ao centro da cidade.

Fonte: Record on-line

“Inicie o Ano a Pedalar”

7 de Janeiro de 2018

A Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) está a organizar para o próximo dia 7 de Janeiro de 2018 (Domingo), com partida pelas 10 horas do Terreiro do Paço.

Este é o primeiro passeio de bicicleta do ano de 2018 e tem como objetivo a promoção do uso da bicicleta e dos modos suaves.

No mesmo evento, a Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente (CPADA), que é presidida por esta federação, irá estar presente para difusão e sensibilização de um projeto europeu de divulgação dos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável cujo folheto a ser distribuído.

A Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente (CPADA), encontra-se neste momento a trabalhar num projecto de divulgação e promoção dos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável, que se insere dentro do Programa da Agenda 2030. A Agenda 2030 assenta em 17 objetivos e 169 metas, a Mobilidade Sustentável, Sustentabilidade Ambiente de Bicicleta Estratégia de Mobilidade

A Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), que preside à CPADA, organiza todos os anos esta iniciativa “Inicie o Ano a Pedalar“. Esta iniciativa tem como principal objetivo promover a utilização da bicicleta e sensibilizar a população para os impactos de utilização da bicicleta no âmbito das estratégias de segurança rodoviária e estratégia de descarbonização da sociedade; contribuir para a valorização do território e da sua paisagem; capacitar a população para a adoção de práticas mais sustentáveis, menos poluentes, mais ecológicas e mais saudáveis e combater as pressões associadas ao uso de transporte individual.

Neste momento estão já inscritos 500 participantes mas as inscrições só fecham no dia 5 de Janeiro às 19 horas, pelo que irá ser um passeio com grande afluência, mostrando uma grande vontade de todos de iniciar este ano em cima da bicicleta.

Informações e inscrições; FPCUB Telefone: 917241793, www.fpcub.pt  ou https://goo.gl/forms/fOiE1KkI2c636KXp2  e-mail: fpcub@fpcub.pt 

Fonte: FPCUB

“Agenda de Ciclismo”

Primeiro campeão do ano será conhecido no sábado

Por: José Carlos Gomes

O primeiro título nacional de ciclismo de 2018 será o de omnium na categoria de elite masculina, cuja disputa está marcada para o próximo sábado, no Velódromo Nacional, em Sangalhos, Anadia. O Campeonato Nacional de Omnium integra o programa da 1.ª Prova da Taça de Portugal de Pista – Troféu Bento Pessoa, que se realiza ao longo de todo o dia. No domingo corre-se, em Marrazes, Leiria, a quarta etapa da Taça de Portugal de Ciclocrosse.

Após a paragem competitiva para o período de Natal e Ano Novo, o ciclismo volta a rolar a toda a velocidade. Sábado marca o arranque da temporada nacional de pista, realizando-se a primeira das três provas da Taça de Portugal.

Entre as 10h00 e as 13h00 e entre as 15h00 e as 20h00, a pista de Sangalhos agita-se com corridas para juvenis, cadetes, juniores, elite e femininas. O Troféu Bento Pessoa é a primeira corrida da Taça de Portugal, integrando, porém, no programa uma competição especial, o Campeonato Nacional de Omnium para a elite masculina. Trata-se de uma disciplina olímpica, composta por quatro corridas – scratch, tempo, eliminação e corrida por pontos – que na época passada foi ganha por Ivo Oliveira.

Após a jornada de sábado, a Taça de Portugal de Pista regressa em fevereiro com o Troféu Alves Barbosa, dia 10, e com o Troféu Sunlive, dia 24. De permeio, nos dias 20 e 21 de janeiro, realiza-se o Campeonato Nacional. Todas as provas acontecem no Velódromo Nacional.

A outra disciplina de ciclismo de inverno por excelência, o ciclocrosse, também estará em ebulição no próximo fim-de-semana. A quarta etapa da Taça de Portugal vai disputar-se no domingo, em Marrazes, Leiria. A pista permanente de XCO passa a contar também com o ciclocrosse como possibilidade competitiva, naquela que será a corrida mais a sul da temporada 2017/2018.

Uma semana antes do Campeonato Nacional e sendo a penúltima corrida da Taça de Portugal, o ciclocrosse de Marrazes tem todas as condições para começar a definir as classificações finais da Taça, sendo, por isso, uma aposta importante para os corredores e equipas, que participarão em número significativo.

O programa da competição arranca às 9h30 com a corrida de juvenis, antecedendo em meia hora a manga de veteranos e de não federados. Os cadetes e todas as categorias femininas competem às 11h00. A corrida de elite e de juniores masculinos está marcada para as 12h00. 

Fonte: FPC