terça-feira, 28 de novembro de 2017

“Shimano apostar todos os anos no desenvolvimento de vestuário e calçado funcional para uso urbano”

Por: Nuno Candeias

A Shimano tem vindo a apostar todos os anos no desenvolvimento de vestuário e calçado funcional para uso urbano para utilizadores de bicicleta na cidade ou mesmo para quem se desloca diariamente na cidade para o escritório, para este Inverno um casaco Hardshell totalmente impermeável, e um outro casaco impermeável ao vento.

Casacos Shimano Inverno 2017/18

A estação fria está instalada, é tempo de começar a pensar no vestuário para a chuva e frio. Se nos dias de vento e chuva sair da cama é um esforço tremendo, vamos imaginar como pode ser desmotivante deslocarmo-nos na cidade de bicicleta ou a pé sob condições climáticas adversas, com vento ou chuva intensa.

Na Shimano estamos focados na funcionalidade para todo o tipo de ciclistas, por esse motivo otimizámos os materiais, padrões e tecidos. O nosso distinto método de refletividade combina com o nosso estilo vanguardista.

CASACO CORTA-VENTO TRANSIT

Corte estilo camisa, um corta-vento desenhado para o ciclismo urbano, uma camada externa leve e funcional, mangas de arregaçar, ajuda a regular a temperatura, tecidos leves e à prova de vento, acabamento repelente à água mantêm-nos secos em chuvas leves, tecnologia de refletividade aplicada discretamente nos bolsos traseiros, cintura ajustável, bolsos com fecho no peito e parte inferior traseira.

MATERIAL

Área principal: 76% Poliamide, 24% Poliester (Repelente água) • Secções 100% Poliéster

TAMANHOS - EUR: S-XL

CASACO Hardshell TRANSIT

Com um design urbano, proteção contra chuvas, permite-nos manter o corpo seco, confortável com estilo para andar pela rua ou escritório. DRYSHIELD® tecidos à prova de água construído com costuras seladas e fecho à prova de água, fechos por debaixo braços para ventilação e regulação da temperatura, estrutura do punho com acabamento  elástico de baixo perfil bolsos laterais com fecho, elementos refletivos  muito discretos  para condições de baixa visibilidade, cordão para ajuste da cintura

MATERIAL

Área principal: 80% Poliamide, 20% Poliester (Poliuretano respirável prova vento e Repelente de água), punho: 72% Borracha de cloropreno, 28% Poliamide, gola: 100% Poliester, parte de malhas 100% Poliester.

TAMANHO - EUR: S-XL

Distribuidor Oficial: Sociedade Comercial Vouga

Fonte: Sociedade Comercial Vouga

“W52-FC Porto renova com três ciclistas”

Daniel Freitas, Ángel Rebollido e Tiago Ferreira fecham o plantel

Por: Lusa

Foto: FC Porto

Os ciclistas Daniel Freitas, Ángel Rebollido e Tiago Ferreira renovaram contrato por mais um ano com o W52-FC Porto, que anunciou o fecho do plantel para a temporada de 2018.

"Representar pela terceira época a W52-FC Porto-Mestre da Cor é um orgulho. Fazer parte da melhor equipa portuguesa fez-me crescer e todos os dias querer mais", disse Daniel Freitas ao sítio do clube.

Daniel Freitas, de 26 anos, espera "retribuir com vitórias" a confiança depositada em si pelo técnico Nuno Ribeiro e que a equipa consiga alcançar os objetivos a que se propõe.

O espanhol Ángel Sánchez Rebollido, de 24 anos, também se declarou orgulhoso por continuar a vestir de azul e branco e prometeu dar o seu melhor "para ajudar a equipa a conquistar todos os objetivos. E que seja um ano de vitórias".

Tiago Ferreira, trepador de 23 anos que integrou este ano o projeto, também está pronto para mais uma temporada em que o principal objetivo será de novo a Volta a Portugal, nas duas épocas ganha por ciclistas do clube, Rui Vinhas e Raul Alarcon.

"Estou aqui para ajudar a minha equipa a crescer e a cumprir tudo o que nos for proposto. Quando tiver a minha oportunidade a nível individual irei dar o meu máximo", disse Tiago Ferreira.

Com a renovação dos contratos de Daniel Freitas, Ángel Rebollido e Tiago Ferreira, a W52-FC Porto dá por concluído o plantel para a temporada de 2018, que inclui ainda os seguintes ciclistas: António Carvalho, César Fonte (ex-LA Alumínios). Gustavo Veloso, João Rodrigues, José Fernandes (ex-Liberty Seguros), Ricardo Mestre, Raúl Alarcón, Rui Vinhas e Samuel Caldeira.

Fonte: Record on-line

“EFAPEL já prepara a temporada de 2018”

Equipa realiza primeiro estágio de conjunto em Ovar

O plantel formado pela equipa de ciclismo EFAPEL a pensar na próxima temporada está reunido, pela primeira vez, até quinta-feira, dia 30. Elementos da direcção, técnicos e os nove corredores da estrutura estão em Ovar a preparar, em conjunto, a época que começa em Fevereiro de 2018. Definir objectivos e desenvolver o espírito do grupo são as principais metas desta reunião em Ovar.

Os nove ciclistas que vão representar a equipa de ciclismo EFAPEL já pedalam juntos. Bruno Silva, Daniel Mestre, David Arroyo, Henrique Casimiro, Jesus del Pino, Marcos Jurado, Pedro Paulinho, Rafael Silva e Sérgio Paulinho estão a percorrer os primeiros quilómetros mas sem ser nas bicicletas de estrada que habitualmente utilizam nas provas em que a formação de Ovar participa.

O estágio que começou ontem ao fim do dia e se prolonga até quinta-feira, é a oportunidade que os responsáveis da formação têm para desenvolver trabalho conjunto e para que os elementos que ainda não se conhecem possam trabalhar juntos. Nesta sessão, os corredores realizam exames médicos para validar a condição física de cada um, numa parceria com a HMED, fazem exames de biomecânica para afinar as bicicletas às características de cada ciclista e fazem as primeiras voltas em conjunto, na modalidade de BTT.

“Estamos a preparar um novo ciclo competitivo na EFAPEL. Esta época é muito importante pois os ciclistas estão a começar o planeamento de treinos com vista à nova temporada. Além disso, sempre procurámos ter um fantástico espírito de grupo. Este só é possível se as pessoas estiverem juntas. É por isso que realizamos este estágio de preparação do próximo ano. Alguns ciclistas nunca tinham pedalado nem corrido juntos. Também os técnicos participam activamente nestas actividades”, explicou o presidente da equipa, Carlos Pereira.

Os parceiros deste projecto desportivo aproveitam o estágio para prepararem o novo ano. A linha de equipamentos já está a ser preparada e, com base nas avaliações biomecânicas, os técnicos da marca de bicicletas vão preparar as de competição e as que os corredores da EFAPEL vão utilizar nos treinos para as corridas.

Uma das primeiras acções realizadas foi a escolha dos selins. Para tal, a equipa EFAPEL conta com uma empresa especialista, a ESSAX. A companhia procedeu à avaliação fisionómica de cada atleta para determinar que selim se adequaria melhor às características de cada um.

Fonte: Efapel