quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

“Nova edição da Revista Notícias do Pedal”

Já está on-line mais uma edição da “Revista Notícias do Pedal”, a edição de Fevereiro, a número 270, contém uma grande diversidade de notícias, nas mais diversas modalidades, pode mensalmente ser visualizada em: www.noticiasdopedal.com descubra ainda outras novidades, conheça e esteja por dentro de todos os nossos projetos, boas leituras…

“Workshop ‘A Nutrição do Triatleta’”

Antes do Triatlo de Lagoa no dia 10 de março, irá realizar-se um workshop com o tema ‘A Nutrição do Triatleta’ aberto a todos.

Marco Pereira, o formador, dá-nos uma ideia da abordagem do workshop, que se apresenta de extrema utilidade quer para atletas, treinadores ou mesmo para todas as pessoas interessadas no tema. Segundo o formador «as estratégias nutricionais no triatlo passam por um planeamento nutricional coincidente com o plano de treino para que, no dia de prova, ocorra uma repetição periódica do realizado durante o planeamento».

Mas é preciso saber como o fazer e a maioria dos atletas não faz ideia de como seguir uma alimentação / nutrição adequada. A abordagem da formação visa por isso a alimentação do atleta no dia a dia, a alimentação pré, durante, pós treino/competição e os tipos de suplementos que poderão ser utilizados na modalidade, de forma a maximizar as adaptações ao treino e o rendimento desportivo. 

Marco Pereira explica-nos que as razões de uma nutrição adequada no Triatlo, além de manter um estádio saudável, refletem também a performance.  «O triatlo resulta da combinação de três disciplinas: natação, ciclismo e corrida. As competições podem durar entre uma hora (distância sprint) e as 15 horas (distância ironman). Independentemente da distância, a desidratação e a depleção das reservas de glicogénio são um fator limitante para a performance. A desregulação destes fatores limitantes conduz a uma readaptação do sistema endócrino, resultando numa diminuição da produção de energia e a um ajustamento do fluxo sanguíneo para a pele, músculos, pulmões e coração. Assim, ocorre uma diminuição da capacidade de absorção e metabolização dos nutrientes durante o exercício.»

Para informações envie email para manuel.alves@federacao-triatlo.pt

Fonte: FTP

“Vamos participar no primeiro Triatlo de Lagoa!”

O I Triatlo de Lagoa é já dia 10 de março e promete ser uma experiência única. Sabes porquê?

Se o triatlo é por só si um desafio, esta prova reúne condições para se tornar inesquecível e dá a pernada de uma grande saída para a região do Algarve. Porquê? Porque estão presentes todos os ingredientes para tornar esta competição memorável, começando pelas condições meteorológicas, já que as probabilidades de estar bom tempo no barlavento algarvio rondam os 90%. Lá está quase sempre bom, mesmo quando está fresco no resto do país.

Há mais razões para tornar esta competição atrativa, este é um triatlo que ultrapassa o trivial ‘da volta do bidon ou mesmo daqueles que dizemos simplesmente que é um triatlo com roda’. Começamos pelo percurso de natação que já foi testado na Praia Grande, integrando no ano passado o circuito nacional de Águas Abertas de Natação.

Mas um dos pontos fortes da prova é o circuito de ciclismo que fará queimar muitas pernas, como acontece no início de verão quando nos esquecemos do protetor solar. O melhor mesmo é aplicar creme com proteção máxima nas zonas expostas e avançar sem medos para um delicioso circuito de cinco voltinhas. Ou, talvez terrível, depende da perspetiva. Será um percurso rápido e ágil, com pontos de velocidade alta e de tática.

Depois da T1 os atletas iniciam num topo para rodar na talega para logo de seguida se assistir a uma novela ciclista na descida da farmácia, que mete em sentido os bons tecnicistas, ou desfrutar de uma subida com ritmo, nos 1500m dos Corgos. É depois possível apreciar sem cair da bike a deslumbrante vista na aproximação à Praia dos Caneiros, onde iremos respirar e apreciar a vida. O termino do percurso vem com um Roller Coaster até 70km/hora que num instante nos vai meter na estrada do farol de Ferragudo. Depois deste ponto desfrutamos da visita aérea guiada sobre Portimão, sobre o Mar ou sobre a Foz do Arade, rio por onde se fizeram as conquistas de outrora ao Reino dos Algarves.

Uma nota para o Strava que terá uns bons KOM e QOM para coroar. Mas isso será no pós prova, agora a aposta vai mesmo para a zona espetáculo por onde passa o percurso de ciclismo e de corrida onde o público português e internacional estará bem no meio da praça central de Ferragudo. Por essa altura já haverá quem esteja deliciado com os petiscos e a boa pinga de Lagoa (as tapas são modernices e espanholices)!

Podemos esperar também o aroma da brisa do mar do peixe fresco fruto das artes marítimas. Quem quiser juntar o envolvente à oportunidade de participar num triatlo olímpico, é só ir a Lagoa nadar, pedalar e correr e gozar o final na companhia do maravilhoso pôr do sol de Ferragudo. Porque nada melhor do que os triatlos portugueses e algarvios (e pensar que é bom receber)! E melhor que competir em casa – como Ayrton Senna dizia – só vencer em casa.

Resta dar os merecidos parabéns à Câmara Municipal de Lagoa pela ousadia, coragem e visão de acolhimento do Campeonato Nacional De Clubes de Triatlo. Eu como “fã de Vila Viçosa” (saudoso triatlo) vou com certeza fazer tudo para produzir uma forte crónica pós prova. O texto vai ter que agradar a cristãos e árabes, pois com este ciclismo a roda é um detalhe só para uns, para outros nem por isso.

O I Triatlo de Lagoa é uma organização da Câmara Municipal de Lagoa, com o apoio técnico da Federação de Triatlo de Portugal e das associações locais.

Onde pode ficar?

Quem vem de fora e quer aproveitar para passar uma ou duas noites em Lagoa, existem ofertas especiais para participantes e acompanhantes, que podem ser uma excelente escolha.

O triatlo terá o segmento de natação na bela praia de Ferragudo

Ficam aqui as propostas dos nossos hotéis parceiros:

-Água Hotels Riverside:

Valor por pessoa e c/ pequeno almoço

Ocupação tripla 28€

Ocupação quadrúpla 23€

-Água Hotels Vale da Lapa:

Valor por pessoa e c/ pequeno almoço

Ocupação tripla 27€

Ocupação quadrupla 29€

Informações e reservas: saleseventmanager@aguahotels.pt


-Vitor’s Village:

Tarifas especiais para uma e duas noites

Uma noite:

Dois adultos c/ pequeno almoço: 64€  – Três adultos c/ pequeno almoço: 71€

Dois adultos c/ pequeno almoço e jantar: 94€ – Três adultos c/ pequeno almoço e jantar: 116€

Duas noites:

Dois adultos c/ pequeno almoço: 128€ –  Três adultos c/ pequeno almoço: 142€

Dois adultos c/pequeno almoço e jantar: 188€ Três adultos com pequeno almoço e jantar 232.00 €

Informações e reservas: reservas@vitorsvillage.pt  ou 282450010


-Lagoa Hotel:

Apartamento com tarifa especial

1 Apartamento ocupação Dupla em regime de APA

Pacote 1 noite: 50€

Pacote 2 noites: 95€

Informações e reservas: Tiago Silvestre 965670760 / 282380130

Fonte: FTP

“TIRRENO-ADRIATICO CONFIRMA PARTICIPAÇÃO DE CHRIS FROOME"

Britânico está sob investigação por doping

Por: Lusa

Foto: EPA

A organização do Tirreno-Adriatico, que se inicia em 7 de março, confirmou esta a participação do ciclista britânico Chris Froome, vencedor em 2017 da Volta a França e da Volta a Espanha, atualmente sob investigação por doping.

O ciclista, de 32 anos, está a ser investigado por um controlo positivo de salbutamol nas análises durante a Volta a Espanha, que acabou por vencer, mas não está impedido de participar em corridas.

Na estrada da prova italiana, de 07 a 13 de março, Froome vai encontrar o holandês Tom Dumoulin (Sunweb), vencedor da Volta a Itália em 2017, bem como o 'top 3' do 'Tour' do ano passado, com o colombiano Rigoberto Urán (Education First Drapac-Cannondale), segundo, e o francês Romain Bardet (AG2R), nomes já confirmados na prova.

Igualmente anunciadas estão as presenças do italiano Vincenzo Nibali (Bahrain Mérida), do espanhol Mikel Landa (Movistar) e do colombiano Miguel Ángel López (Astana), além de 'sprinters' e 'caçadores' de etapas como o eslovaco Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) ou o australiano Caleb Ewan (Michelton-Scott).

Fonte: Record on-line

“IVO OLIVEIRA COBIÇA MEDALHA NA PERSEGUIÇÃO NOS MUNDIAIS DE CICLISMO DE PISTA”

O português Ivo Oliveira assumiu a ambição de lutar pelas medalhas na prova de perseguição dos Mundiais de ciclismo de pista, que comecaram hoje na cidade holandesa de Apeldoorn, depois do sexto lugar em 2017.

“Eu parto para fazer melhor resultado do que no ano passado, tenho feito tempos que me permitem ir às finais, mas claro que a minha ambição é ir às finais e discutir as medalhas, seja a de ouro ou a de bronze, só tenho de estar num dia bom”, disse à agência Lusa o corredor da Hagens Berman Axeon.

A participação portuguesa nos Mundiais começa na quinta-feira, na prova de scratch, com Rui Oliveira (Hagens Berman Axeon), que vai disputar também, no sábado, as quatro corridas pontuáveis para o omnium. Ivo Oliveira entra na pista na quinta-feira, no mesmo dia em que João Matias (Vito-Feirense-BlackJack) alinha na corrida por pontos.

“É importante [lutar pelos primeiros lugares] para a pista porque é uma modalidade olímpica, como o ciclismo de estrada e o XCO, e nós temos bons resultados. Quanto mais conhecida for esta vertente, mais jovens vão experimentar e é nesse sentido que nós também trabalhamos. O ciclismo de pista não pode ser feito apenas por nós”, referiu Ivo Oliveira.

O corredor conquistou medalhas de prata nas três últimas provas internacionais em que disputou perseguição, casos dos Europeus de elite e sub-23 e na Taça do Mundo de Minsk, naquele que é um percurso com passagem desejável pelos Jogos Olímpicos de 2020.

“Este Mundial, assim como as Taças do Mundo que fizemos, vão dar continuidade ao plano para Tóquio 2020. É um apuramento complicado, porque primeiro temos de nos qualificar para as Taças do Mundo de outubro, mas acho que é plenamente possível”, frisou.

Mesmo sem qualquer medalha em Mundiais de elite, Portugal conquistou o respeito dos outros países, com os resultados recentes nesta disciplina, segundo Ivo Oliveira.

“Sem dúvida que se nota uma diferença grande de há quatro ou cinco anos para cá. Na altura, Portugal era só mais uma nação e agora já não é bem assim, já somos vistos como uma grande potência europeia. Ganhámos este estatuto com os nossos resultados, trabalhámos para isso, acho que não nos olham com medo, mas com mais respeito”, rematou.

Fonte: Sapo on-line

“Apresentação das Equipas Sport Clube Escolar Bombarralense”

Foto: Helena Dias

No dia 24 de Fevereiro, o Sport Clube Escolar Bombarralense realizou a apresentação das suas equipas júnior e sub-23, a Sicasal / Liberty Seguros / Bombarralense e a FGP / CUBE / Bombarral, na sede do seu clube. Em sala esgotada, diversas personalidades importantes da modalidade marcaram presença, entre as quais destacamos a mesa de honra construída por:

          Vice-presidente do Município do Bombarral, Sr. Nuno Vicente;

          Vereadora do Município, Srª Patrícia Pereira;

          Presidente do Sport Clube Escolar Bombarralense, Sr. Jorge Silva;

          Selecionador Nacional, Sr. José Poeiras;

          Representante da Sicasal, Srª Cristina Zacarias;

          Representante da Liberty, Sr. Ricardo Esteves;

          Representante da FGP, Sr. José Gonçalves;

          Representante da Cube, Sr. Nuno Torego;

O clube deu a conhecer a composição destas duas equipas em 2018. Em juniores, a equipa será composta por António Pintassilgo, Guilherme Simão, Daniel Casquilho, Francisco Guerreiro, João Martins, Rafael Costa, Rodrigo Duarte, João Macedo, Ricardo Sousa, Bruno Valentim e Rodrigo Pereira. Estes atletas terão consigo João Carvalho (Mecânico), Ricardo Magalhães (Massagista), Fernando Vieira (Director) e Micael Isidoro (Treinador).

Já em sub-23, foram apresentados Leonel Firmino, Rafael Antunes, Diogo Lopes, Diogo Ferreira, Isaac Pereira, Emanuel Duarte, Diogo Tavares, Jorge Marques e Francisco Duarte. Estes ciclistas serão acompanhados por Bruno Pereira (Nutricionista), Rafael Gomes (Médico), Hilário Isidoro (Mecânico), Pedro Poeira (Massagista) e Carlos Reis (Director).

No final da apresentação, foi possível ouvir Carlos Reis em declarações ao Ciclismo 24 por 24 a traçar os objectivos destas duas formações. “Em juniores temos a ambição de erguer os braços, nomeadamente em provas nacionais, enquanto em sub-23 pretendemos ganhar experiência para novos voos a curto prazo. Além do mais, o objectivo principal em sub-23 está alcançado pois já temos esta equipa de regresso à estrada”, afirmou.

No próximo dia 4 de Março, a equipa de sub-23 regressa à estrada para a Clássica da Primavera, enquanto os juniores terão a sua 1ª prova da época com o GP do Carregado.

Fonte: Sport Clube Escolar Bombarralense

“Ranking Ciclista do Ano”

Nelson Oliveira comanda ranking nacional

Por: José Carlos GOmes

Nelson Oliveira (Movistar Team) é o primeiro número um do Ranking Ciclista do Ano de 2018, fechando fevereiro no topo da tabela graças ao décimo lugar na Volta ao Algarve.

Os corredores portugueses que representam equipas do WorldTour entraram melhor na nova temporada. Nelson Oliveira soma 85 pontos. Segue-se Tiago Machado, do Team Katusha Alpecin, que conquistou os 70 pontos que ostenta ao serviço da Equipa Portugal, vencendo a Prova de Abertura – Região de Aveiro. Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo) fecha o pódio de fevereiro, com 63 pontos.

João Matias (Vito-Feirense-BlackJack), com 50 pontos, e Luís Mendonça (Aviludo-Louletano-ULI), com 36, confirmam o bom arranque de época, ocupando as posições seguintes. O melhor sub-23 é Rui Oliveira (Hagens Berman Axeon), cujos 20 pontos foram conseguidos com as cores da Equipa Portugal, na Prova de Abertura – Região de Aveiro.

A tabela coletiva é encimada pelo Aviludo-Louletano-Uli, com 52 pontos, mais dois do que o Vito-Feirense-BlackJack. A Rádio Popular-Boavista, com 15 pontos, ocupa o terceiro posto.

O Ranking é elaborado pela Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais.
 

Ranking Ciclista do Ano – Fevereiro 2018

1.º Nelson Oliveira (Movistar Team), 85 pontos

2.º Tiago Machado (Team Katusha Alpecin), 70

3.º Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo), 63

4.º João Matias (Vito-Feirense-BlackJack), 50

5.º Luís Mendonça (Aviludo-Louletano-Uli), 36

6.º Rui Oliveira (Hagens Berman Axeon), 20

7.º Luís Gomes (Rádio Popular-Boavista), 15

8.º Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano-Uli), 13

9.º Rafael Silva (Efapel), 10

10.º Daniel Freitas (W52-FC Porto), 7


Ranking Equipa do Ano

1.ª Aviludo-Louletano-Uli, 52

2.ª Vito-Feirense-BlackJack, 50

3.ª Rádio Popular-Boavista; 15

4.ª W52-FC Porto, 12

5.ª Efapel, 10

Fonte: FPC

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

“TRIO COMPETE EM ABU DHABI NO FIM-DE-SEMANA”

João Pereira, João Silva e Melanie Santos

Por: Ana Paula Marques

Foto: Filipe Farinha

João Pereira, João Silva e Melanie Santos, acompanhados pelo técnico Lino Barruncho, partiram esta segunda-feira rumo a Abu Dhabi, onde no fim-de-semana decorre a primeira etapa das World Series (Mundial).

Para Pereira e Melanie trata-se da segunda prova da época, depois da presença na Taça do Mundo na Cidade do Cabo, onde a jovem esteve em bom plano, ao ser oitava. Já o olímpico desistiu.

João Silva é que fará no Médio Oriente a sua estreia na temporada de 2018.

Fonte: Record on-line

“Cronómetros regressam à Volta ao Alentejo”

Sem tempo para aproveitar a diversidade natural e paisagística do Norte Alentejano, assim como os sabores da região, a caravana seguirá para Castelo de Vide que nessa tarde recebe um contrarrelógio de 8,4KM. Será curta, dura e intensa a luta contra o cronómetro que vai enfrentar a subida ao alto da Sra. da Penha, ermida na Serra de São Paulo, de onde se avista a pitoresca vila de Castelo de Vide. É o regresso do contrarrelógio ao fim de nove anos de ausência na “Alentejana”. Com a classificação mais definida, as despedidas da “Alentejana” fazem-se no domingo com a 6ª e última etapa a ligar Castelo de Vide a Évora numa distância de 151,3KM. Fronteira, Estremoz e Redondo são as derradeiras Metas Volantes e na Serra D’Ossa discute-se o Prémio de Montanha final. A meio da tarde, na Praça do Giraldo, onde todos os caminhos vão dar na Évora, Património Mundial da UNESCO será coroado o vencedor da 36ª Volta ao Alentejo Crédito Agrícola.

RESUMO ETAPAS 2018

1ª Etapa - 14.03 - Partida Simbólica: 11h15 –Vendas Novas/Serpa – 173,5km - Chegada Prevista: 15h43 2ª Etapa - 15.03 - Partida Simbólica: 10h45 – Beja / Sines – 205,2km - Chegada Prevista: 16h00 3ª Etapa - 16.03 - Partida Simbólica: 11h50 - Grândola/Arraiolos – 149,3km - Chegada Prevista: 15h43 4ª Etapa - 17.03 - Partida Simbólica: 10h15 - Monforte/Portalegre – 64,2km - Chegada Prevista: 11h58 5ª Etapa - 17.03 - 1º Corredor: 16h00 – Castelo de Vide/Castelo de Vide – 8,4km - Chegada Prevista: 18h27 6ª Etapa - 18.03 - Partida Simbólica: 11h55 – Castelo de Vide/Évora – 151,3km - Chegada Prevista: 15:36

TRADIÇÕES À PARTE

No ano passado, o espanhol Carlos Barbero (Movistar Team) pôs fim a uma das maiores tradições da “Alentejana” ao tornar-se o único corredor a vencer por duas vezes a Volta ao Alentejo em bicicleta. Quebrada a tradição que vinha desde o nascimento da prova, em 1983, esta competição gozou, até 2017, de um estatuto desportivo único em todo o mundo porque de entre as competições por etapas realizadas sob a alçada da UCI era a única que nunca tinha sido ganha duas vezes pelo mesmo homem. Tradições à parte, a “Alentejana” continua a ser uma das mais acarinhadas competições nacionais, que já fez brilhar alguns dos mais importantes corredores da história do ciclismo. Há 30 anos, Joaquim Gomes, hoje director da prova, foi o vencedor da 6ª edição da Volta ao Alentejo. Nesse já longínquo 1988 correu-se a mais longa prova de todos os tempos com 10 etapas no total. Ao serviço do Louletano - Vale do Lobo, Gomes vestiu a Camisola Amarela Cerveja Cristal após um contrarrelógio individual de 13,5KM que ligou Castelo de Vide a Marvão. Uma década depois, a “Alentejana” consagrou outro grande do ciclismo, o espanhol Melchor Mauri (ONCE) e há 10 anos Hector Guerra (Liberty Seguros) vencia a 26ª edição depois de ter alcançado a Camisola Amarela num contrarrelógio individual de 31KM entre Nossa Senhora das Neves e Beja.

ÚLTIMOS VENCEDORES DA VOLTA AO ALENTEJO

2017 – Carlos Barbero (Movistar Team) 2016 – Enric Mas (Klein Constantia) 2015 – PawelBernas (Activejet Team) 2014 – Carlos Barbero (Euskadi) 2013 – Jasper Stuyven (Bontrager Cycling Team) … Há 10 anos (2008) - Hector Guerra (Liberty Seguros) Há 20 anos (1998) – Melchor Mauri (ONCE) Há 30 anos (1988) – Joaquim Gomes (Louletano - Vale do Lobo)

EQUIPAS NA 36ª VOLTA AO ALENTEJO CRÉDITO AGRÍCOLA

Aviludo – Louletano – Uli (Portugal) (Escalão: Continental) Efapel (Portugal) (Escalão: Continental) LA.Alumínios (Portugal) (Escalão: Continental) Liberty Seguros / Carglass (Portugal) (Escalão: Continental) Miranda – Mortágua (Portugal) (Escalão: Continental) Rádio Popular – Boavista (Portugal) (Escalão: Continental) Sporting – Tavira (Portugal) (Escalão: Continental) Vito / Feirense / Blackjack (Portugal) (Escalão: Continental) W52/FC Porto (Portugal) (Escalão: Continental) Team Euskadi (Espanha) (Escalão: Continental) Caja Rural - Seguros RGA (Espanha) (Escalão: Continental Profissional) Burgos - BH (Espanha) (Escalão: Continental Profissional) Euskadi Basque Country - Murias (Espanha) (Escalão: Continental Profissional) WB Aqua Protect Veranclassic (Bélgica) (Escalão: Continental Profissional) Lokosphinx (Rússia) (Escalão: Continental) Team Wiggins (Reino Unido) (Escalão: Continental) Peña Beniopa Ginestar (Espanha) (Escalão: Sub 23) FGP/ CUBE / Bombarral (Portugal) (Escalão: Sub 23) Fortuna/ Maia (Portugal) (Escalão: Sub 23) Jorbi – Team José Maria Nicolau (Portugal) (Escalão: Sub 23) Sicasal/Constantinos/Delta Cafés (Portugal) (Escalão: Sub 23)

AS MARCAS DA LIDERANÇA

Ao longo das seis etapas, o pelotão da 36ª Volta ao Alentejo Crédito Agricola vai lutar por quatro camisolas que representam outras tantas lideranças. A mais desejada, a “Amarela” Crédito Agrícola, será entregue todos os dias provisoriamente ao corredor melhor classificado no somatório de tempos de cada etapa e ficará definitivamente com o vencedor final. A Classificação Por Pontos terá como símbolo, pelo segundo ano consecutivo, a Camisola Preta Kia, enquanto o “Rei dos Trepadores” vai envergar a Camisola Castanha Delta Cafés. O Prémio da Juventude será representado na Camisola Branca Fundação INATEL.

A competição é uma organização conjunta da CIMAC - Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central e da Podium Events com o patrocínio de Crédito Agrícola; KIA; Delta Cafés; Fundação INATEL, RTP;  Vitalis; KTM Bikes; SHIMANO, DIETSPORT, PESTANA Pousadas; GSPORT; Jornal de Notícias; Antena 1; Cision; Centro de Informação Geoespacial do Exército; Infraestruturas de Portugal; GESAMB e com o apoio institucional de Turismo do Alentejo e Ribatejo;CIMBAL – Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo; CIMAL – Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral e da Junta de Freguesia de Alcáçovas – Arte Chocalheira – Património Cultural Imaterial da UNESCO; e as Câmaras Municipais de Vendas Novas, Serpa, Beja, Sines, Grândola, Arraiolos, Monforte, Portalegre, Castelo de Vide e Évora.

Fonte: Podium

“Agenda de Ciclismo”

Pelotão profissional regressa à estrada

Por: José Carlos Gomes

A Clássica da Primavera, a disputar no próximo domingo, na Póvoa de Varzim, marca o regresso do pelotão profissional à estrada, após a Volta ao Algarve. Domingo é também o dia do arranque da Taça de Portugal de Cross Country Olímpico (XCO), com a primeira prova a realizar-se em Vila Franca, Viana do Castelo. No outro extremo do país, Portimão acolher, sábado e domingo, as duas primeiras etapas da Taça de Portugal de BMX Race.

A primeira prova de estrada de um muito preenchido mês de março é a Clássica Primavera, que chega à 22.ª edição. O percurso terá 145,2 quilómetros, cumprindo o trajeto tradicional, que inclui sete escaladas ao monte de S. Félix.

É um traçado que se presta a diferentes abordagens de corrida e a prova são os resultados dos últimos anos: ora existe chegada ao sprint ora há fugas que vingam. Espera-se, pois, uma corrida onde impera a incerteza, algo sempre aliciante para o público.

A prova contará com as nove equipas continentais e as cinco de clube portuguesas, além de coletivos vindos de Espanha. A partida será dada às 10h55, na Avenida Vasco da Gama, Póvoa de Varzim, estando a meta colocada no mesmo local, prevendo-se que a prova termine cerca das 14h00.

Um pouco mais a norte, em corre-se o XIV XCO de Vila Franca, em Viana do Castelo, no domingo. É a prova de abertura da Taça de Portugal de XCO, sendo também pontuável para o ranking mundial, enquanto prova de classe 2.

Estão inscritos mais de 300 corredores de diferentes nacionalidades. A primeira corrida junta cadetes, masters e paraciclistas e começa às 9h00. Duas horas mais tarde é dado o tiro de partida para os juniores masculinos e todas as femininas. Às 14h30 é a vez da prova de elite e sub-23 masculinos.

O Parque da Juventude de Portimão será palco, sábado e domingo, das duas primeiras corridas da Taça de Portugal de BMX Race. No sábado a pista abre para treinos às 14h00, iniciando-se a competição às 16h00. As corridas de domingo estão agendadas para as 10h30.

 

Mais eventos oficiais

2 a 4 de março: Algarve Bike Challenge, Tavira

3 de março: Encontro de Escolas de S. Miguel, Açores

4 de março: Passeio BTT Feira dos Enchidos, Monchique

4 de março: Passeio BTT Trilho dos Moinhos, Barcelos

4 de março: BTT da Alheira, Mirandela

4 de março: 17.º DHI Armil, Fafe

4 de março: Maratona BTT de Fátima

4 de março: 2.º GP de Ciclismo do Carregado, Alenquer

4 de março: Passeio BTT do Milharado, Mafra

4 de março: 1.º Prémio Augusto Carvalho, Carcavelos

4 de março: 6.º BTT D. Paio Peres Correia, Paio Pires, Seixal

Fonte: FPC

Última hora…

“30º Passeio Cicloturismo Amendoeiras em Flôr”

Vila Nova de Foz Côa 4 de Março de 2018

Texto: José Morais

Cartaz: ACCôa

É já no próximo domingo dia 4 de março que a Associação Cicloturismo do Côa leva para a estrada o seu 30º Passeio de Cicloturismo, uma clássica do calendário oficial da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), um dos passeios mais antigos que se realiza no país.

O evento que terá uma extinção de cerca de 60 quilómetros, tem concentração a partir das 8 horas no Pavilhão Desportivo de Vila Nova de Foz Côa, sendo a partida dada pelas 9 horas.

Para informações contatar: Telefones: 966168849 – 962518944 - 916600044, ou ainda pelo mail: a.c.coa2012@gmail.com podendo ainda seguir o evento no blogue: http://fozcoacicloturismo.blogspot.pt


Ainda vai a tempo de se inscrever, venha participar, venha conhecer uma das zonas mais belas do país, com as tradicionais amendoeiras em flor, sempre muito bonito de ver, onde encontra locais maravilhosos, e uma gastronomia deliciosa, este ano com a presença de Rui Sousa e Paulo Ferreira.

Faça como nós, marque presença.

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

“Dupla portuguesa imbatível na 4ª Taça de Havana 2018”

Home/Notícias/Dupla portuguesa imbatível na 4ª Taça de Havana 2018

Dupla portuguesa imbatível na 4ª Taça de Havana 2018

Dois triatletas na 4ª edição na Taça Continental de Havana e… duas medalhas – ouro e prata – para Portugal!

A prova foi disputada em Cuba, prova oficial do calendário da Federação Internacional de Triatlo (ITU), na distância olímpica.

Alexandre Nobre e Miguel Arraiolos fizeram toda a prova juntos num trabalho de equipa espetacular!

Alexandre Nobre, (169 do ranking mundial), Associação Portugal Talentus, que competiu com o dorsal número 7, venceu a prova com a marca 01:50:23. O triatleta português que tinha conseguido a medalha de prata o ano passado, não só defendeu a posição, mas também a superou, subindo ao primeiro lugar no pódio e alcançando o seu melhor resultado de sempre. Alexandre provou estar num bom momento de forma, inaugurando de forma brilhante a sua época internacional. O triatleta explica-nos a tática de equipa para alcançarem os primeiros lugares:

«Eu e o Miguel vínhamos com o objetivo de lutar pela prova e foi o que aconteceu, fizemos um trabalho em equipa durante a corrida até ficarmos os dois sozinhos, estávamos muito fortes os dois. Chegámos juntos isolados ao fim e foi uma grande satisfação pois o objetivo de fazermos primeiro e segundo lugares foi cumprido, ou era um ou outro, mas é de realçar a nossa superioridade perante a concorrência, senti-me mesmo muito forte!»


Na impossibilidade de os dois triatletas ficarem em primeiro, passaram a meta só com um segundo de diferença

Miguel Arraiolos (76 ranking mundial), do Sport Lisboa e Benfica, colega de equipa de Alexandre Nobre, conseguiu alcançar a segunda posição desta Taça Continental de Havana 2018, com a marca 01:50:24, apenas um segundo depois de Alexandre. O atleta do Sport Lisboa e Benfica também nos descreveu a estratégia por detrás da vitória, num trabalho de equipa admirável:

«Nós viemos com o objetivo de irmos os dois ao pódio, trabalhámos a prova toda em conjunto até ficarmos sozinhos na frente, no último quilómetro de corrida. Depois não disputamos o 1° lugar, apenas cortamos a meta com a sensação de dever cumprido, o de sermos 1° e 2°. No geral, foi uma prova fácil até ao último segmento, depois com calma e bem taticamente conseguimos deixar os adversários para trás», afirma Miguel Arraiolos

Foram duas as participações de atletas portugueses e foram duas as medalhas – ouro e prata – que os nossos triatletas trouxeram para Portugal.

Em terceiro lugar ficou John Rasmussen, do Canadá, com o tempo 01:50:40, 17” depois do vencedor.

Participam nesta prova 24 triatletas de 11 nacionalidades, sendo os nossos triatletas portugueses os primeiros classificados da competição.

Fonte: FTP

“X DUATLO DE ARRONCHES –TRIATLO DE TORRES NOVAS conquista 2ºLUGAR em ARRONCHES”

O início da época 2018 de Triatlo continua a correr da melhor maneira para as cores torrejanas. Depois da excelente vitória no Duatlo de Rio Maior à 3 semanas atrás, o Clube de Natação de Torres Novas conquistou no Duatlo de Arronches um excelente 2ºlugar entre 20 equipas. Tratou-se da 2ª etapa do Campeonato Nacional de Clubes de Duatlo, realizada no passado sábado à tarde na vila alentejana de Arronches, e com este resultado, o Clube de Natação de Torres Novas lidera neste momento o Campeonato Nacional de Duatlo.

Nesta prova, o destaque a nível individual vai para JOSÉ PEDRO VIEIRA que alcançou o 3ºlugar absoluto, e venceu o seu escalão de Cadetes.

AFONSO DO CANTO, foi outro atleta torrejano em evidência, ao alcançar o 6ºlugar absoluto, juntando-se no 2ºlugar do pódio de Cadetes ao seu colega de equipa, José Pedro Vieira.

MARCO SOUSA foi o terceiro atleta a fechar a equipa torrejana, subindo ao pódio no 2ºlugar no seu escalão de 40-44 anos, e alcançando o 31ºlugar absoluto.

Neste Duatlo de Arronches, estiveram ainda em acção mais 3 jovens atletas torrejanos. Gonçalo Balbino, desta vez conseguiu terminar a sua prova, e em 7ºlugar no seu escalão de Cadetes, enquanto Diogo Mendes e Guilherme Marques no mesmo escalão alcançaram as 14ª e 31ªposições.

A próxima prova é no sábado, dia 3 de março, e é caso para dizer que já mete água. Será a 1ªetapa da Taça de Portugal de Triatlo, que se inicia com o segmento de natação na Lagoa da Ervedeira, concelho de Leiria, efetuando os triatletas no segmento de ciclismo a ligação com a Praia do Pedrogão, aonde se realizará o segmento de corrida e se encontra instalada a meta.

 

CAMPEONATO DISTRITAL DE NATAÇÃO – 23.02.18

Entretanto, na passada sexta-feira, vários atletas da secção de triatlo do Clube de Natação de Torres Novas tiveram a oportunidade de participar em provas do Campeonato Distrital de Natação que se realizou durante o fim-de-semana nas Piscinas Municipais de Coruche.

RICARDO BATISTA sagrou-se Vice-campeão Distrital em Juniores nos 1.500m livres, enquanto José Pedro Vieira alcançou o 5ºlugar na mesma prova.

JOANA MIRANDA, foi outra atleta torrejana em destaque, ao sagrar-se Campeã Distrital em Séniores nos 800m livres.

Fonte: Clube de Natação de Torres Novas

“Armil (Fafe) no arranque do Campeonato do Minho de BTT DHI – CISION”

O Campeonato do Minho de BTT Down Hill - CISION arranca no dia 4 de março com a realização do 17º BTT DHI Freguesia de Armil - Fafe / Bike Smile que também atribuirá os títulos de Campeões Nacionais Universitários de BTT Down Hill.

Promovido conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho e pela freguesia de Armil, com o apoio da Câmara Municipal de Fafe, entre outros, o 17º BTT DHI Freguesia de Armil - Fafe / Bike Smile será disputado no Monte de São Salvador na mítica pista de Down Hill que já acolheu diversas competições do Minho, nacionais e internacionais.

A primeira prova do Campeonato do Minho de BTT DHI – CISION será igualmente o Campeonato Nacional Universitário de BTT DHI (FADU – AAUM) e, além das categorias de competição, será aberta à participação de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção. As cronometragens a cargo da SportChip.

A prova incluirá um período para treinos entre as 10h00 e as 12h00 (competição) e as 10h30 e as 12h00 (promoção), realizando-se uma manga de qualificação às 13h00 e a manga final (sistema de manga única) às 15h00. A cerimónia de entrega de prémios está marcada para as 17h30.

A participação no 17º BTT DHI Freguesia de Armil - Fafe / Bike Smile é gratuita para atletas federados sendo também aberta à participação na vertente de promoção. O secretariado para confirmação das inscrições decorrerá entre as 9 e as 10 horas (promoção) e as 10 horas e as 12 horas (competição). As pré-inscrições devem ser efetuadas através do email geral@acm.pt.

O 17º BTT DHI Freguesia de Armil / Fafe / Bike Smile tem o apoio da Câmara Municipal de Fafe, Freguesia de Armil, Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Bike Smile, Centro Óptico de Fafe, Casa da Arada (www.casadaarada.com), Grupo Cultural e Desportivo de Armil, Associação Coordenadas para o Futuro, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, Fafefuel, Polícia Municipal de Fafe e Bombeiros Voluntários de Fafe.

No ano passado, Rui Teixeira (Getpro/ Linhas Afemar / Torcatense) e Bárbara Gil (Moto Bike PC) foram os vencedores em elites do 16º BTT DHI Freguesia de Armil / Fafe / Bike Smile. Cerca de uma centena de  atletas, incluindo muitos espanhóis, marcaram presença na primeira prova do Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION. Na presença de muito público, além de Rui Teixeira e Bárbara Gil venceram Marco Peña (cadetes), João Pereira  (juniores), Manuel Bessa (master 30), Miguel Pintos (master 40), Augusto Pedrosa (master 50) e a Getpro/ Linhas Afemar / Torcatense (equipas). Em promoção o melhor foi Bruno Almeida.

Fonte: ACM

“Reportagem no “Jornal de Ciclismo” do evento: “16ª Bênção Nacional dos Ciclistas.2018”

OJornal de Ciclismo”, publicou a reportagem do evento: “16ª Bênção Nacional dos Ciclistas.2018” realizada este domingo em Fátima, a mesma pode ser visualizada em: http://jornalciclismo.com/?p=47149 ou em: http://jornalciclismo.com  onde pode ainda visualizar outras notícias.

Reportagem na “O FreeBike” do evento: “16ª Bênção Nacional dos Ciclistas.2018”

A “FreeBike” publicou a reportagem do evento: “16ª Bênção Nacional dos Ciclistas.2018” realizada este domingo em, a mesma pode ser visualizada em: http://www.freebike.pt/atualidade/item/1956-16-bencao-nacional-dos-ciclistas ou em: http://freebike.pt/   onde pode ainda visualizar outras notícias.

Reportagem no “O Praticante” do evento: “16ª Bênção Nacional dos Ciclistas.2018”

O “O Praticante” publicou a reportagem do evento: “16ª Bênção Nacional dos Ciclistas.2018” realizada este domingo em Fátima, a mesma pode ser visualizada em: http://www.opraticante.pt/16a-bencao-nacional-dos-ciclistas/ ou em: http://www.opraticante.pt/  onde pode ainda visualizar outras notícias.

Última hora…Atualização da Galeria Multimédia” com as fotos da “16ª Bênção Nacional dos Ciclista.2018”

Já estão on-line na “Galeria Multimédia”, as restantes fotos da “16ª Bênção Nacional dos Ciclista.2018” realizada este domingo em Fátima, as mesmas podem ser visualizadas em: https://photos.google.com/share/AF1QipNrn2IyxJcd6ViCY8rFqLfALMk9k7_KhhaKg7WyOySrzoYDtSCDWAhsLlT-ZqQPIA?key=WnFyaU9NWk9iN2hEOV9HcHc5WHFQNEluRFJucWlR