segunda-feira, 25 de junho de 2018

“Downhill Urbano e Trial Bike em Paredes de Coura”

Paredes de Coura recebe nos dias 30 de junho e 1 de julho o 3º Downhill Urbano de Paredes de Coura e o Open de Trial Bike.

O DHU é aberto à participação (além das categorias de competição) de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção e as inscrições devem ser formalizadas online: aqui

O Open de Trial Bike será realizado no dia 30 de junho (sábado), entre as 21 e as 23 horas, realizando-se o DHU no dia a seguir.

O 3º Downhill Urbano de Paredes de Coura - promovido conjuntamente pela Câmara Municipal de Paredes de Coura e pela Associação de Ciclismo do Minho - terá uma pista bastante dinâmica, aproveitando ao máximo o declive natural do percurso, complementada por diversos obstáculos artificiais, pretendendo simultaneamente fazer as delícias dos pilotos em termos de condução e o deleite do público, em termos da espetacularidade das manobras necessárias à transposição dos obstáculos.

O 3º Downhill Urbano de Paredes de Coura terá prémios monetários em disputa, custando as inscrições 5 euros.  A participação (além das categorias de competição, de cadetes a master) é aberta a todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção.

Com períodos para treinos entre as 09h00 e as 12h00, a manga de qualificação começará às 13h30 e a manga final (sistema de manga única) às 15h00. A cerimónia de entrega de prémios está marcada para as 17h30.

A pista do 3º Downhill Urbano de Paredes de Coura, com uma extensão superior a mil metros, tem início no Penedo-do-Milho, integrado no Parque de Lazer do Penedo-das-Vistas, a 453m de altitude, um miradouro privilegiado para contemplação da paisagem urbana da Vila, bem como de parte do território do concelho de Paredes de Coura.

O epicentro da prova é o Parque Urbano das Portas do Corno de Bico, junto ao Centro Cultural de Paredes de Coura, localização da porta de chegada. Contiguamente a esta situa-se o Paddock, a zona de assistência e o parque de carga do transporte até à porta de saída, localizada no Penedo-do-Milho.

O 3º Downhill Urbano de Paredes de Coura tem o apoio das seguintes entidades: Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design e Salvaggio.

Fonte: ACM

“Reportagem no “Jornal de Ciclismo” do evento: “Grande Passeio do CCL- Clube de Campismo Lisboa.2018”

OJornal de Ciclismo”, publicou a reportagem do evento: “Grande Passeio do CCL- Clube de Campismo Lisboa.2018” realizado este domingo na Costa da Caparica, a mesma pode ser visualizada em: http://jornalciclismo.com/?p=48119 ou em: http://jornalciclismo.com  onde pode ainda visualizar outras notícias.

“Clube Praças da Armada vencedor do Campeonato Ibérico de Média Distância”

Medalha de ouro para o Clube de Praças da Armada da Marinha Portuguesa, bronze para Jorge Duarte

No dia 17 de junho realizou-se o Triatlo de Salamanca 2018 que recebeu o Campeonato Ibérico de Média Distância, uma prova que integra os calendários competitivos da Federação de Triatlo de Portugal e da Federação Espanhola de Triatlo. A primeira edição foi o ano passado em territorio nacional, em Monte Gordo, e este ano passou para Espanha, tendo recebido 50 portugueses.

No total, foram quase 400 triatletas que alinharam à partida e que puderam desfrutar do melhor de Salamanca, da vista do rio da Ponte Romana, ou da catedral da bela cidade espanhola.

O percurso de natação realizou-se no rio Tormes, junto à catedral de Salamanca e à ponte de Juan Carlos I. 1,9k, na média distância e 1,5km para a distância standard. O ciclismo passou pela ponte Romana, com quatro voltas para a média distância e duas na distancia standard, com transição no Passeio do Congresso.

CPA / Marinha Portuguesa vence por equipas o Campeonato Ibérico de Média Distância


Alguns triatletas do CPA

A equipa vencedora foi o Clube Praças da Armada da Marinha Portuguesa, enquanto o  primeiro português a passar a meta foi Jorge Duarte, que ganhou a medalha de bronze, alcançando o terceiro lugar da geral.

«Como já é habitual, perdi muito tempo na natação para os primeiros triatletas», explicou Jorge Duarte que referiu também a confusão dentro de água até à primeira bóia. «Depois foi sempre a tentar gastar o menor tempo possível, embora tenha perdido mesmo assim mais de 6 minutos em relação ao primeiro, pelo que saí em 31º lugar.» O Triatleta da Marinha considerou o percurso de ciclismo com alguma dureza no ‘sobe e desce’, mas «como é um segmento onde me sinto muito bem, recuperei 27 lugares e saí para a segunda transição na quarta posição, fazendo o segundo melhor tempo parcial com média de 36,2km». Jorge entrou no percurso da corrida sempre com a ideia que ser possível chegar ao pódio, o que efetivamente aconteceu – 1h14 no segmento de corrida – acabando por conquistar a medalha de bronze e vencer por equipas.

A equipa da Marinha /CPA foi campeã Ibérica pontuando para esta conquista o 3º lugar de Jorge Duarte, a 15ª posição do Idelfonso Mendonça e o 22º lugar de Luís Fernandes, sem esquecer a participação dos outros elementos e a contribuição de toda a equipa para esta vitória.

O triatleta mais rápido a realizar a prova foi Diego Paredes, ficando a seis minutos do segundo classificado Alberto Bravo.

Fonte: FTP

“RUI RODRIGUES Vice-campeão NACIONAL”

A equipa de Ciclismo de Rio Maior, ASFIC – Grupo Parapedra/Dinazoo/Riomagic, disputou este fim de semana, 22 e 23 de junho, na cidade de Reguengos de Monsaraz, o Campeonato Nacional de Masters (Contra relógio e fundo).

Os 2 atletas da ASFIC que iriam correr no sábado, partiram para Monsaraz na sexta-feira a tarde, mas inicialmente a viagem correu logo mal, pois a carrinha da ASFIC teve uma avaria mecânica, a qual não foi possível repara em tempo útil. Os atletas viram-se obrigados a iniciar a viagem no veículo de um atleta, mas apenas chegaram a Santarém, pois o esse veiculo também sofreu uma avaria não reparável em tempo útil. Os atletas viriam a seguir viagem a boleia, com outra equipa.

O Contra relógio teve início no sábado, e todas as categorias enfrentaram um percurso de 21,4 quilómetros, com partida em Monsaraz e chegada em Reguengos de Monsaraz. Rui Rodrigues conseguiu classificar-se em terceiro lugar, com o tempo 00:27:54.750 e assim subir ao pódio.

O Campeonato Nacional master, na prova de fundo é disputado por categorias de 5 anos, e estavam inscritos cerca de 252 atleta em todas as categorias.

Para esta prova, a ASFIC participou com os seus atletas: Rui Rodrigues, João Portela, Humberto Pereira, Luís Vicente, Aníbal Santo, Edgar Oliveira, Hugo Feijão, João Letras, Cláudio Paulinho, Jorge Letras e Fábio Leaça.

A partida da prova deu-se em conjunto para os Elites e Masters 30 e master 40. As categorias Elites e master 30 tinham de percorrer a distância de cerca de 145 km e os Masters 40 cerca de 110km, acabando ambas dentro de Reguengos de Monsaraz, sendo que a dos Masters 40 acabava na terceira passagem do pelotão nesta vila alentejana.

Para esta corrida, a equipa da ASFIC propunha-se a atingir dois objetivos: a revalidação do título de campeão nacional nos Masters 40 do atleta Rui Rodrigues, discussão da camisola de campeão nacional elites e master 30, por parte do João Letras e João Portela.

A prova teve início às 11h00, com a temperatura acima dos 30 graus, tendo o pelotão rodado inicialmente compacto e com vários ataques, mas sempre controlados pelo pelotão.

A equipa tentou estar sempre atenta a situação de corrida, ocorrendo logo no início uma fuga, que não causava grande problema no pelotão e á equipa. Na ultima volta para a meta da categoria master 40, um erro grave da equipa, com uma fuga consentida, deitou tudo a perder, não tendo a equipa posteriormente a arriscado a anular a fuga, para não fragilizar e desgastar o João Letras e o João Portela. Esta fuga viria a chegar, pois no pelotão não se encontrava mais nenhuma equipa com interesse em anular a fuga. Rui Rodrigues viria a cortar a meta em primeiro no pelotão, e a sagrar-se vice-campeão nacional.

Falhado o primeiro objetivo, a equipa estava concentrada nos dois João, Letras e Portela, porém, quando faltavam cerca de 10 km para a meta, com João Letras em boas condições físicas, o azar viria a bater a porta novamente da ASFIC, uma avaria pouco normal numa bicicleta, muito menos numa prova desta envergadura, levou o João Letras a abandonar a prova. Por incrível que pareça, o guiador da sua bicicleta desapertou e soltou-se.

Sensivelmente a 5 km da meta, o pequeno grupo da frente já só era composto por cerca de 25 atletas, onde dois atletas conseguiram atacar e saltar do grupo, não conseguindo o João Portela responder, cortando a meta em 4 lugar da sua categoria.

Hoje, uma vez mais, a Cidade de Rio Maior, a Freguesia da Ribeira de S. João e os patrocinadores da ASFIC, subiram ao pódio, na prova de maior destaque a nível nacional.

O Ciclismo de Rio Maior, a ASFIC e todos os patrocinadores, embora não alcançando os resultados pretendidos estão mais uma vez de parabéns.

A Asfic felicita todos os Campeões Nacionais em título

Fonte: ASFIC

“Cerca de um milhar de participantes no Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal”

Cerca de um milhar de participantes marcou presença na décima edição do Passeio de Bicicleta “Dia 1 de Portugal” promovido pela Associação de Ciclismo do Minho no dia 24 de Junho em Guimarães.

Com um balanço positivo, o Passeio de Bicicleta "Dia 1 de Portugal” reuniu na “festa do ciclismo de lazer” um número de participantes que superou as melhores expetativas. Aliando o desporto, a cultura e a história, o Passeio de Bicicleta "Dia 1 de Portugal", promovido com o apoio da Câmara Municipal de Guimarães e da Liberty Seguros, entre outras entidades, pretendeu incentivar a prática desportiva e a utilização da bicicleta como opção de mobilidade, para além de assinalar uma importante data histórica, a Batalha de São Mamede (24 de Junho de 1128) que viria a ser designada como "a primeira tarde portuguesa".

A 10ª edição do Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal teve dois percursos de dificuldade baixa (passeio e mini passeio) e um trilho de BTT (promovido em parceria com a Erdal), procurando-se assim incentivar a participação de todos os interessados, independentemente da idade e da condição física. No local de partida e chegada os atletas minhotos Jorge Ferreira e Filipe Gomes proporcionaram uma surpreendente exibição de Trial Bike, tendo sido promovida uma ação de sensibilização do Refood Guimarães e de divulgação da Spinning Clinic.

O Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal, organizado desde 2009, tem a particularidade de gerar momentos de interação e de possibilitar a participação de toda a família. Ao momento da partida associaram-se Domingos Bragança, Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Ricardo Costa, Vereador do Desporto Câmara Municipal de Guimarães e Castro Antunes, Presidente da Junta de Freguesia de Azurém, entre outras individualidades.

A iniciativa foi de participação gratuita, tendo os participantes recebido uma t-shirt oficial oferecida pela Liberty Seguros e participado no sorteio de diversos prémios oferecidos pelos parceiros do evento.  Com partida junto ao Estádio D. Afonso Henriques, o percurso inicial do Passeio Dia 1 de Portugal percorreu o Centro Histórico de Guimarães pelos três grupos de inscritos. O Trilho de BTT, uma das três opções de participação, foi promovido em parceria com a ERDAL - Escolas de Referência de Desportos de Ar Livre e procurou proporcionar aos participantes paisagens únicas e deslumbrantes, muitas delas até agora inacessíveis em percursos de BTT.

Marino Fonseca, ex-ciclista profissional, foi um dos participantes, assim como um grupo participantes com bicicletas antigas e atletas de equipas e grupos da região

Embora maioritariamente provenientes de várias freguesias do concelho de Guimarães, o Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal registou a presença de participantes oriundos das localidades de Amarante, Amares, Aveiro, Barcelos, Braga, Caminha, Celorico de Basto, Espinho, Esmoriz, Esposende, Estarreja, Fafe, Felgueiras, Gondomar, Gouveia, Lousada, Maia, Marco de Canaveses, Matosinhos, Melgaço, Monção, Mondim de Basto, Oliveira de Azeméis, Ovar, Paços de Ferreira, Paredes, Paredes de Coura, Porto, Póvoa de Varzim, Ribeira de Pena, Santo Tirso, São João da Madeira, Seia, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia e Vizela.

O Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal conta, entre outros, com os seguintes apoios: Câmara Municipal de Guimarães, Federação Portuguesa de Ciclismo, Liberty Seguros, Cision, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Tempo Livre / Centro de Medicina Desportiva de Guimarães, Vitrus Ambiente, AFAcycles, Salvaggio, Controlsafe, Eyemotion, Guimarpeixe, Hotel ibis - Guimarães, Enfcare - Serviços de Enfermagem, Lda., Interfios, Pevigel, FNAC - Guimarães, Odisseias, Junta de Freguesia da Costa e Remax GO (Azurém - Quintã / Guimarães).

Nas edições anteriores o Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal integrou a programação de Guimarães 2012 - Capital Europeia da Cultura, de Guimarães 2013 - Cidade Europeia do Desporto, foi o evento escolhido pelo Comité Olímpico de Portugal para assinalar o Dia Olímpico (2013), integrou o programa oficial das Comemorações dos 8 Séculos da Língua Portuguesa (2014) e o programa do centenário do Centro Juvenil de São José (2015). Em 2018 assinala-se o décimo aniversário de realização ininterrupta do Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal.

Fonte: ACM

"2º TRIATLO DE ALHANDRA"

CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS VENCE em ALHANDRA

Por: Paulo Vieira

O CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS dominou e venceu mais uma etapa da Taça de Portugal de Triatlo, e desta vez foi em Alhandra, no passado sábado à tarde.

RICARDO BATISTA em 2ºlugar absoluto (1ºJunior), JOSÉ PEDRO VIEIRA em 4ºlugar absoluto (1ºCadete) e AFONSO DO CANTO em 5ºlugar absoluto (2ºCadete) garantiram a vitória coletiva no Triatlo de Alhandra para o Clube de Natação de Torres Novas.

A exemplo do que já tinha acontecido em Peniche à 2 semanas atrás, foi uma etapa brilhante para as cores torrejanas, com RICARDO BATISTA a destacar-se com o seu colega de equipa JOSÉ PEDRO VIEIRA logo no segmento de natação, ao saírem no 1º e 2ºlugares respetivamente, e a conseguirem andar isolados no segmento de ciclismo durante alguns quilómetros, mas chegaram à transição para a corrida integrados num pelotão, juntamente com o seu colega de equipa AFONSO DO CANTO. Nos decisivos 5kms de corrida, RICARDO BATISTA tentou até quase ao final vencer esta prova, que veio ser ganha pelo atleta do Estoril Praia, Rafael Domingues. Para o 3º e 4ºlugares houve sprint final, entre JOSÉ PEDRO VIEIRA e Luis Ferreira do Alhandra, levando a melhor este último atleta mesmo sobre a linha de meta, enquanto AFONSO DO CANTO terminava logo a seguir no 5ºlugar.

Mais uma vez, estes 3 atletas torrejanos, que se encontram em fase de preparação para participarem em competições internacionais nos próximos 2 fins-de-semana, continuam a demonstrar que são sempre potenciais candidatos a alcançar excelentes resultados nas provas nacionais. Apesar de serem ainda muito jovens, alcançaram mais uma grande conquista para o Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas, um excelente 1ºlugar por equipas em Alhandra.

Para além destes excelentes resultados em masculinos, estiveram mais atletas torrejanos presentes nesta prova de Alhandra, com destaque para Guilherme Marques que alcançou o 4ºlugar em Cadetes, sendo 35º à geral. Marco Sousa, já habituado aos pódios no seu escalão de 40-44 anos, conquistou o 2ºlugar, e foi 30º à geral. Gonçalo Balbino que continua a fazer o seu regresso à competição, apenas não realizou o segmento de corrida.

No setor feminino estiveram presentes 2 jovens torrejanas no escalão de Cadetes. Margarida Razões terminou na 16ªposição à geral (5ª em Cadetes) e Beatriz Neves terminou na 32ªposição (8ª em Cadetes).

Realizou-se ainda uma Prova de Seleção Youth para atletas Cadetes e Juvenis de 2ºano, e pelo Clube Natação de Torres Novas participaram 2 atletas do escalão de Juvenis. Duarte Santos foi 18º classificado e João Graça 23º.
 

Nos próximos 2 fins-de-semana, iremos ter 3 atletas torrejanos a participarem em competições internacionais em representação da Seleção Nacional. No dia 30 de Junho, RICARDO BATISTA e JOSÉ PEDRO VIEIRA estarão presentes na Taça da Europa de Triatlo em Juniores que se realiza em Holten na Holanda, e no fim-de-semana seguinte, no dia 7 de Julho, será a vez de JOSÉ PEDRO VIEIRA e AFONSO DO CANTO estarem em Banyoles, perto de Girona em Espanha, para tentarem o apuramento para os Jogos Olimpicos da Juventude que se realizam na Argentina no próximo mês de Outubro.

Fonte: CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS

“OLIVEIRA É VICE-CAMPEÃO NACIONAL”

Texto: After Two //works 

Fotos: João Fonseca e Eduardo Campos

O atleta Pedro Oliveira da Academia Joaquim Agostinho sagrou-se vice-campeão nacional de contrarelógio individual na classe master 60, em prova realizada este sábado na cidade alentejana de Reguengos de Monsaraz. Pedro Oliveira foi um dos vários atletas da academia torriense que estiveram em competição, num fim-de-semana dedicado à atribuição dos títulos de campeão nacional nas variantes de fundo e contra-relógio.

O atleta de Alcobaça foi segundo classificado, concluindo os 21,4 quilómetros de prova em 33 minutos e 20 segundos. Na mesma classe competiram também os atletas Jaime Ambrósio e António Garcia, tendo estes alcançado o 6º e 7º melhor tempo respetivamente. Sílvio Serrenho optou por participar apenas na prova de fundo onde obteve o 7º lugar. Já em master 50, Carlos Esteves foi 6º classificado no contra-relógio e 11º na prova de fundo.


Em Belmonte correram-se os campeonatos nacionais das mesmas disciplinas em femininos e sub-23 masculinos. Nos sub-23 a academia esteve representada por 9 atletas da Sicasal-Constantinos-Delta Cafés. Marvin Scheulen, Iúri Leitão e Francisco Morais participaram no contra-relógio individual, obtendo o 7º, 8º e 11º lugares respetivamente. Já na prova de fundo viveu-se uma corrida muito agitada desde o primeiro quilómetro, com os atletas “torrienses” representados em todas as fugas na busca do objetivo em levar Marcelo Salvador e Daniel Silva à disputa pela vitória final.

Ao quilómetro vinte formou-se uma fuga com 14 atletas onde estavam os principais favoritos e os elementos da equipa de Torres Vedras Marcelo Salvador, Francisco Morais e Iúri Leitão. Tudo corria como planeado, mas a dureza do percurso e o calor extremo que se fez sentir naquela cidade medieval do sopé da Serra da Estrela, acabaram por ser adversários extra que fizeram a diferença para os atletas mais fortes, com Marcelo Salvador a ser o 9º atleta mais rápido a cruzar a meta.

Um resultado bastante positivo face à concorrência de atletas com grande experiência internacional e ao qual se juntam os grandes desempenhos de Miguel Salgueiro, Francisco Morais, Iúri Leitão e Marvin Scheulen, que trabalharam bastante sobre temperaturas de quase 40 graus, terminando a prova em 11º, 19º, 20º e 21º respetivamente. Em femininas, Inês Pereira estreou-se sexta-feira com as cores da Academia Joaquim Agostinho no exercício de contra-relógio individual.

Apesar dos vários problemas mecânicos com que foi confrontada durante percurso, a atleta de Alverca viria a ser a 8ª mais rápida da competição. Na prova de fundo disputada no sábado, Diana Pedrosa foi a 8ª melhor elite numa competição que teve como vencedora a atleta torriense Daniela Reis, que no dia anterior já tinha garantido também o título de campeã nacional de contra-relógio.

Na classe master 30, Catarina Simões e Carla Oliveira foram as atletas que representaram a academia, alcançando a 6ª e 7ª posição na geral da sua categoria. 

Fonte: Academia Joaquim Agostinho

“Efapel/Henrique Casimiro em terceiro nos campeonatos nacionais”

          Ciclista da Equipa EFAPEL ficou a 34 segundos do vencedor

          Bruno Silva também terminou entre os dez primeiros

          Jesus del Pino em oitavo na prova espanhola

          Equipa teve ciclistas nas provas de contra-relógio portuguesa e espanhola

A Equipa EFAPEL esteve em duas frente no passado fim-de-semana, marcado pela disputa dos campeonatos nacionais em muitos países. A formação teve ciclistas a correr nas provas de contra-relógio e de fundo em Portugal e em Espanha. O principal resultado foi alcançado por Henrique Casimiro que fechou a prova de 181 quilómetros na terceira posição.

A participação da Equipa EFAPEL começou na sexta-feira com Sérgio e Pedro Paulinho no contra-relógio individual em Belmonte, enquanto Marcos Jurado fez a prova em Espanha. Na ronda portuguesa, os ciclistas fecharam em 12º e 13º respectivamente. Na prova espanhola, Jurado foi o 26º mais rápido do exercício contra o cronómetro.

Dois dias mais tarde, no domingo, realizaram-se as provas de fundo. Em Portugal, a Equipa EFAPEL destacou-se com Henrique Casimiro e Bruno Silva, terceiro e décimo, respectivamente. A prova foi ganha por Domingos Gonçalves, que chegou isolado e juntou, assim, o título ao que já tinha alcançado no contra-relógio. Em Espanha, Jesus del Pino foi o melhor ao fechar na oitava posição após 215 quilómetros. Marcos Jurado também completou a distância e terminou em 71º.

A Equipa EFAPEL volta a competir na próxima semana, nomeadamente no domingo, dia 1 de julho, na Volta a Albergaria.

 Fonte: Efapel

“Campeonato Nacional de Enduro BTT”

José Borges campeão nacional de enduro

Por: José Carlos Gomes

José Borges (Miranda Factory) sagrou-se hoje campeão nacional de enduro, impondo-se na categoria de elite masculina, na competição disputada na Madeira. Ana Costa (Ciclo Madeira Clube Desportivo) foi a mais rápida no setor feminino.

José Borges construiu o título com a regularidade no conjunto das cinco especiais classificativas, vencendo três troços. O corredor da Miranda Factory concluiu a prova em 25’00’’42. O adversário mais “duro de roer” foi Emanuel Pombo (Ciclo Madeira Clube Desportivo). A correr em casa, o madeirense entrou mais forte, ganhando a primeira especial. Ainda foi o mais rápido na última, mas não conseguiu melhor do que o segundo lugar final, a 10,77 segundos do vencedor. Paulo Baptista (Município de Porto Moniz) fechou o pódio, a 1’23’’67.

A corrida de elite feminina teve apenas duas participantes, Ana Costa, que foi a mais rápida, e Gabriela Vasconcelos (BTT Enduro Terras de Bouro), que se ficou pelo segundo lugar.

Leonardo Lambaz (Município de Porto Moniz) impôs-se na categoria júnior, diante de Francisco Góis (Valour/ACRD do Rosário) e de João Nóbrega (Ciclo Madeira Clube Desportivo).

Márcio Ferreira (XDream/Município de S. Brás), quarto da geral absoluta, ganhou folgadamente a prova de master 30. O segundo foi João Freitas (Ciclo Madeira Clube Desportivo) e o terceiro António Ferreira (Caniço Riders).

Vasco Correia (Maiatos/Reabnorte) impôs-se em master 40, com Nuno Lopes (ADAR/Ofimoto) no segundo posto e Aleksei Nekrasov (Ciclo Madeira Clube Desportivo) a fecharem o pódio.

José Salgueiro (XDream/Município de S. Brás) conquistou o título de master 50, seguido de Paulo Sousa (Ciclo Madeira Clube Desportivo) e de Eleutério Gomes (Caniço Riders).

A formação Maiatos/Reabnorte conquistou o título por equipas.

Fonte: FPC

Reportagem no “O Praticante” do evento: “Grande Passeio do CCL- Clube de Campismo Lisboa.2018”

O “O Praticante” publicou a reportagem do evento: “Grande Passeio do CCL- Clube de Campismo Lisboa.2018” realizado este domingo na Costa da Caparica, a mesma pode ser visualizada em: http://www.opraticante.pt/passeio-ccl-clube-campismo-lisboa/ ou em: http://www.opraticante.pt/  onde pode ainda visualizar outras notícias.