segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

“Gaviria vence etapa na Volta aos Emirados Árabes e Roglic mantém liderança”

Rui Costa terminou no 44.º lugar, com o mesmo tempo do vencedor, tal como Nelson Oliveira

Por: Lusa

O ciclista colombiano Fernando Gaviria (UAE-Emirates) venceu esta segunda-feira ao 'sprint' a segunda etapa da Volta aos Emirados Árabes Unidos, que continua a ser liderada pelo esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma), na qual Rui Costa (UAE-Emirates) foi o melhor português.

Gaviria concluiu os 184 quilómetros da tirada entre Yas Island e Abu Dhabi em 4:36.32 horas, batendo sobre a meta o italiano Elia Viviani (Deceuninc-Quick Step) e o australiano Caleb Ewan (Lotto Soudal), segundo e terceiro classificados, respetivamente.

Rui Costa terminou no 44.º lugar, com o mesmo tempo do vencedor, tal como Nelson Oliveira (Movistar), que concluiu a etapa na 78.ª posição e se manteve como o ciclista luso mais bem posicionado na classificação geral, em 20.º, a 18 segundos de Roglic, enquanto o compatriota ocupa o 60.º posto, a 36 do líder.

Na terça-feira, disputa-se a terceira etapa da Volta aos Emirados Árabes Unidos, entre Al Ain e Jebel Hafeet, na extensão de 179 quilómetros.

Fonte: Record on-line

“Formação ‘Treino de Natação em Hipóxia’ em Portimão”

Manter-se atualizado é sempre uma mais valia para todos os treinadores. Este é um tema para potenciar o rendimento dos atletas que se realizará em Portimão no dia 23 de março. 

No dia 23 de março de 2019 irá realizar-se uma formação em Portimão com o tema ‘Treino de Natação em Hipóxia’. Este é um método que potencia os resultados desportivos, tendo estado acessível até há pouco tempo apenas a atletas de alto rendimento. É importante que os treinadores aprofundem os seus conhecimentos nesta matéria, havendo várias possibilidades de desenvolver este trabalho, não sendo o treino em altitude a única hipótese de desenvolver este método.

Esta formação atribui créditos para a componente específica das cédulas de Treinador de Triatlo e de Treinador de Natação.

A formação realiza-se no mesmo dia do I Triatlo de Portimão que recebe o Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo.

Data: 23 de março 2019

Horário: das 9h às 13h

Local: Museu de Portimão

Rua D. Carlos I, 8500-607 Portimão, Portugal

UC: 0,8 UC para a componente específica de Treinador de Triatlo

UC: 0,8 UC para a componente específica de Treinador de Natação

Valor: 5€

Fonte: FTP

“W52-FC Porto quer "ganhar estatuto" no segundo escalão do ciclismo mundial”

Segundo Nuno Ribeiro, a intenção é poder "fazer coisas bonitas durante o ano"

Por: Lusa

Foto: Direitos Reservados

A W52-FC Porto está a correr a temporada de 2019 no escalão Profissional Continental, o segundo da hierarquia mundial, e o diretor desportivo explicou à Lusa que pretende "ganhar estatuto" e consolidar a presença dos 'dragões'.

Segundo Nuno Ribeiro, a intenção é poder "fazer coisas bonitas durante o ano", confirmou à Lusa à margem da Volta ao Algarve, que terminou no domingo. "O arranque da época está a correr bem, acho. Em Valência [na Volta à Comunidade Valenciana], queríamos ganhar ritmo, para chegarmos ao Algarve e fazermos algo positivo", apontou.

Na 45.ª edição da 'Algarvia', que foi vencida pelo esloveno Tadej Pogacar (UAE-Emirates), os 'azuis e brancos' conseguiram um nono lugar final na geral, pelo luso João Rodrigues, sétimo na chegada ao Malhão.

A equipa vai disputar as provas nacionais na íntegra e várias corridas internacionais, num "calendário com nível competitivo bastante elevado", sobretudo na segunda metade do ano.

Ainda assim, o objetivo principal "é sempre a Volta a Portugal", que venceu nos últimos dois anos com o espanhol Raúl Alarcón, depois do triunfo de Rui Vinhas, em 2016, em paralelo com a tentativa de "ganhar estatuto a nível internacional e fazer uma boa época".

"Queremos agarrar as oportunidades para que a comunidade do ciclismo possa ficar com outro tipo de atitude perante a nossa equipa, para depois podermos receber convites [para provas de categoria mais alta] ainda melhores", detalhou o diretor desportivo.

Desde 2008, com o Benfica, que uma equipa portuguesa não ascendia ao escalão 'PCT', pelo que a responsabilidade nos ombros da equipa liderada por Nuno Ribeiro é "boa", até pela oportunidade de "dignificar o ciclismo português a nível internacional".

"É importante para a equipa, o ciclismo português, para todos. Nos últimos anos, já tínhamos alguns ciclistas a fazer grandes coisas, mas não uma equipa. Espero que possamos manter um bom nível e ganhar espírito competitivo a nível internacional, para, aí sim, pensar noutros voos", declarou.

À Lusa, o corredor português Samuel Caldeira manifestou a ambição de a equipa manter "a imagem" que a marca, destacando os bons reforços trazidos em 2019, nomeadamente Rafael Reis e Joaquim Silva, ambos ex-Caja Rural, mas também Daniel Mestre (ex-Efapel), Edgar Pinto (ex-Vito-Feirense-PNB) e Jorge Magalhães e Francisco Campos, que estavam na Miranda-Mortágua.

"Estamos ainda no início, mas queremos começar a impor-nos neste pelotão internacional", atirou o 'sprinter' algarvio.

Fonte: Record on-line

“Amaro Antunes pede desculpa por não ganhar no Malhão”

Português da CCC ainda foi à luta

Foto: Filipe Farinha

Amaro Antunes (CCC) prometeu luta e foi isso que deu durante toda a a Volta ao Algarve. O português já tinha tentado na Fóia e, no Malhão, voltou a estar entre os melhores, mas não foi além do 10º posto, que lhe garantiu a 8ª posição na geral.

Após o final da etapa, o algarvio não conseguiu esconder a desilusão... nem as emoções. "Fiz uma boa corrida, mas saio daqui com um sabor amargo, porque queria dar esta vitória ao público. Não consegui e tenho de pedir desculpa.

Tenho de tentar nas próximas corridas", afirma Amaro a Record, agradecendo o apoio que sentiu ao longo de toda a subida: "Já me habituaram a isso. Emociona-me muito, porque estas pessoas vêm quase de madrugada para aqui e hoje não consegui dar-lhes a vitória."

A próxima paragem para o ciclista natural de Vila Real de Santo António já está agendada e os objetivos também estão bem delineados. "Deu para perceber que, quando o terreno inclina, eu estou lá para dignificar a equipa. Agora é descansar e preparar bem o Paris-Nice", refere.

Críticas

Mesmo com a boa prestação dentro de um pelotão cheio de grandes nomes, Amaro Antunes deixa algumas críticas aos corredores das equipas portuguesas. "Mais uma vez, quando arranquei, quem saltou para me apanhar foram portugueses.

A um estrangeiro, se calhar, ninguém saltaria", começa por dizer, salientando que não percebe essa estratégia: "Cada um faz a sua corrida, mas quando respondemos a um corredor é porque temos a certeza de que estamos com capacidade. Agora, responder e ficar na mesma posição..."

Fonte: Record on-line

“TRIATLO TORRES NOVAS VENCE DUATLO XI DUATLO DE ARRONCHES”

Depois do 3ºlugar na 1ªetapa realizada em Rio Maior, a equipa masculina do Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas VENCEU o Duatlo de Arronches, a 2ªetapa do Campeonato Nacional de Duatlo por Clubes, e subiu à liderança desta competição em conjunto com o Estoril Praia. No setor feminino, a equipa torrejana alcançou um excelente 2ºlugar, e mantem também o 2ºlugar neste campeonato nacional que é constituído por 4 etapas, e é liderado pelo Alhandra Sport Club.

Para além do 1ºlugar alcançado coletivamente em masculinos, nesta prova realizada no passado sábado à tarde, dia 23 de Fevereiro, e que foi disputada em formato sprint (5kms/corrida, 20kms/ciclismo e 2,5kms/corrida), destacaram-se também individualmente alguns atletas torrejanos.

JOSÉ PEDRO VIEIRA, alcançou um excelente 5ºlugar à geral, e venceu na sua categoria de Juniores, enquanto na prova feminina, MADALENA ALMEIDA subiu ao pódio no 3ºlugar e foi 1ªclassificada no grupo de idades 20-24 anos.

Em Cadetes, Gonçalo Balbino terminou no 2ºlugar deste escalão, e na 17ªposição da geral, logo seguido por Ricardo Batista, que subiu ao pódio de Juniores no 3ºlugar, e apesar de ter sentido uma dor na parte posterior da perna, terminou a sua prova com um grande espirito de sacrifício, permitindo à equipa masculina do Clube de Natação de Torres Novas vencer coletivamente este Duatlo de Arronches.

Ainda em Juniores, JOANA MIRANDA foi 1ªclassificada, e 14ª à geral, contribuindo desta forma para o 2ºlugar por equipas alcançado pelo Clube torrejano, fruto também do 5ºlugar obtido por Margarida Razões no escalão de Cadetes, sendo 28ª à geral.

Neste Duatlo do norte alentejano, estiveram mais atletas torrejanos em ação. Afonso do Canto foi 25º na geral e 5ºclassificado em Juniores, e em Cadetes, Abel Afonso, João Diogo Correia, João Graça e Guilherme Marques foram 5º, 7º, 8º e 16ºclassificados neste escalão. Rodrigo Ladeira no grupo de idades 20-24 anos alcançou o 15ºlugar, e no grupo de idades 45-49 anos, João Correia venceu este grupo. Mariana Correia terminou no 6ºlugar em Juniores.

A próxima prova, será a 1ªetapa da Taça de Portugal de Triatlo e realiza-se em Cuba (Baixo Alentejo), no dia 10 de Março.

Fonte: Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas
 


“ASFIC no Algarve Granfondo Cofidis”

Decorreu dia 24 de Fevereiro, o Algarve Granfondo Cofidis, o Granfondo da Volta ao Algarve, com partida e chegada em Loulé .

A prova dividia-se em 2 percursos, o Granfondo com 110 quilómetros e um acumulado 2200 metros e o Mediofondo com 60 quilómetros e um acumulado de 1100 metros.

A ASFIC participou com 5 unidades, das 12 da sua formação, no percurso longo e onde estavam em competição cerca de 500 participantes, João Portela, João Letras, Jorge Letras, Edgar oliveira e Diogo Sampaio.

A prova andou sempre num ritmo forte, e decorridos cerca de 50 km deu-se uma fuga, onde estava o atleta da Asfic, João Letras.

A faltar cerca de 30 km para a meta, um atleta italiano conseguiu isolar-se e deixar os atletas da fuga, não tendo sido alcançado até a meta, cortando a mesma isolado. Os atletas da fuga viriam a ser alcançados pelo grupo intermedio, onde se encontravam 3 atletas da ASFIC, João Portela, Edgar Oliveira e diogo Sampaio.

A faltar 10 km para a meta, numa subida de bastante inclinação foi imposto um ritmo de andamento muito forte, ficando o grupo reduzido a 6 unidades. Na chegada a meta, João Portela conseguiu cortar a mesma em 3º Lugar.

Os restantes atletas da equipa obtiveram a seguinte classificação, Diogo Sampaio 8º, João Letras 22º, Edgar Oliveira 25º, Jorge Letras 27º. João Portela subiu ao 3 lugar do pódio, onde lhe foi entregue o prémio pela Rosa Mota. A equipa mais uma vez competiu de forma brilhante no trabalho em equipa, para a obtenção de um lugar de destaque. 

Agradecemos a todos os nossos patrocinadores que nos apoiam.

Fonte: ASFIC - GRUPO PARAPEDRA /DINAZOO / RIOMAGIC
 






 

“Jumbo-Visma vence 'crono' e Roglic é líder da Volta aos Emirados Árabes Unidos”

A Movistar, do português Nelson Oliveira, foi quinta classificada.

O ciclista esloveno Primoz Roglic tornou-se este domingo o primeiro líder da Volta aos Emirados Árabes Unidos, depois de a Jumbo-Visma ter vencido o contrarrelógio coletivo da primeira etapa.

A equipa holandesa precisou de 16.49 minutos para cumprir os 16 quilómetros do percurso, com partida e chegada na Al Hudayriat Island, em Abu Dhabi, menos sete segundos do que a Sunweb e nove do que a Bahrain-Merida.

A Movistar, do português Nelson Oliveira, foi quinta classificada, a 18 segundos, enquanto a UAE-Emirates, de Rui Costa, perdeu 36 segundos e foi 13.ª.

Fonte: Sapo on-line