quarta-feira, 16 de maio de 2018

“Atualização do Canal NP-TV com o “Vídeo Promocional “15º Convívio de Cicloturismo de Cernache.2018”

A Revista Notícias do Pedal acaba de atualizar o seu canal de televisão “Notícias do Pedal-TV” no YouTube e no MEO/KANAL com o “Vídeo Promocional “15º Convívio de Cicloturismo de Cernache.2018”


Para ver o vídeo no MEO/KANAL, quem possuir MEO, pode aceder carregando na tecla verde do comando, inserir o código 531450, e ver no MEO/KANAL este e outros filmes, podendo consultar toda a programação. Podem ver ainda através do seguinte link: https://kanal.pt/lista-canais/comunicao-social/lisboa/vila-franca-de-xira/?display=grid&order=updated 

Desejamos que passem e recordem bons momentos.

“SARDINHA RESISTE EM MAR DE TUBARÕES”

Texto: After Two //works 

Fotos: Alban Cordoba, Hervé Bidou e João C

Diogo Sardinha, ciclista da Sicasal-Constantinos-Delta Cafés, foi entre os atletas sub-23 das equipas de clube, o mais rápido a cortar a meta da 27ª edição da Volta às Terras de Santa Maria, prova que percorreu este sábado as estradas do concelho de Santa Maria da Feira e definiu o vencedor do Troféu Fernando Mendes, título atribuído em homenagem a este ciclista feirense, vencedor da Volta a Portugal em 1974 e grande rival de Joaquim Agostinho nos anos 70. Numa corrida bastante movimentada desde o início, com constantes ataques e contra ataques protagonizados pelas equipas mais fortes da elite nacional, a alta velocidade foi sempre a nota dominante, facto que provocou um enorme fracionamento do pelotão numa fase ainda prematura da prova. Na frente ficou um grupo de apenas 35 elementos, onde Sardinha foi o único atleta da equipa torriense e um dos poucos sub-23 a conseguir manter-se na luta com os “tubarões” até ao final, cortando a meta numa excelente vigésima posição da geral a apenas 1 minuto e 4 segundos do vencedor, o espanhol Ángel Sánchez da W52-FC Porto.

Juniores em França, Escolas em Rio de Mouro

Os juniores da Academia Joaquim Agostinho desfrutaram duma experiência bastante enriquecedora com a participação no 44º Tour de Gironde, prova do calendário internacional disputada em Villenave d`Ornon, cidade francesa geminada com Torres Vedras que comunga com esta duas fortes tradições, o ciclismo e o vinho. Um forte pelotão de 139 atletas, entre os quais alguns dos melhores atletas europeus da atualidade, fazia antever um desafio bastante difícil, mas as estradas estreitas e a chuva intensa que se fez sentir durante quase toda a prova, foram os maiores adversários dos ciclistas torrienses. Wilson Esperança, que alcançou a 17ª posição da geral individual e Henrique Frois que foi 43º e o 9º melhor entre os juniores de primeiro ano, foram os elementos da formação torriense que conseguiram escapar às múltiplas quedas ocorridas e que obrigaram os restantes elementos da equipa a cortar o ritmo, comprometendo assim um melhor desempenho numa prova que rolou quase sempre a alta velocidade. Bernardo Jorge, na 68ª posição da geral, foi o outro elemento da equipa que resistiu a todas as adversidades e alcançou a meta final da prova. A escola de ciclismo Joaquim Agostinho também esteve bastante ativa no domingo, participando no encontro inter-regional de Rio de Mouro, prova dedicada exclusivamente à variante de todo o terreno. Com apenas 7 elementos em prova e apesar de ainda pouco rotinados com o btt, os atletas mais jovens da academia torriense alcançaram a 16ª posição da geral coletiva.

 Fonte: Academia Joaquim Agostinho

 

“RUBEN GUERREIRO SOBE AO NONO LUGAR DA VOLTA À CALIFÓRNIA”

Na terceira etapa, ciclista português cortou a meta na 15.ª posição, integrado no pelotão

Por: Lusa

Foto: Filipe Farinha

O ciclista português Ruben Guerreiro subiu esta terça-feira ao nono lugar da Volta à Califórnia, após a terceira etapa, ganha pelo letão Toms Skjins, seu colega de equipa na Trek-Segafredo.

No final dos 197 quilómetros entre King City e o autódromo de Laguna Seca, Skujins cortou a meta isolado, em 4:52.47 horas, menos três segundos do que o norte-americano Sean Bennett (Hagens Berman Axeon) e oito do que o australiano Caleb Ewan (Mitchelton-Scott), o primeiro do pelotão.

Ruben Guerreiro, campeão nacional de fundo, cortou a meta na 15.ª posição, integrado no pelotão, enquanto Ivo Oliveira (Hagens Berman Axeon) foi 45.º, a 45 segundos de Skujins.

Na geral, o colombiano Egan Bernal (Sky) manteve a liderança, com 25 segundos de avanço sobre o polaco Rafal Majka (Bora-hansgrohe) e 31 sobre o britânico Adam Yates (Mitchelton-Scott).

Guerreiro subiu uma posição na classificação e é agora nono, a 1.11 minutos de Bernal.

Na quarta-feira, disputa-se a quarta etapa, um contrarrelógio de 34,7 quilómetros em San José.

Fonte: Record on-line

“SIMON YATES CONTINUA A DOMINAR E VENCE MAIS UMA ETAPA DO GIRO”

Britânico consolida a liderança

Por: SIYF // PA

Foto: Reuters

Simon Yates (Mitchelton-Scott) voltou esta quarta-feira a ser o mais forte dos favoritos à vitória final da Volta a Itália, ao vencer a 11.ª etapa e reforçar a liderança com o seu segundo triunfo na prova.

O ciclista britânico, de 25 anos, cumpriu os 156 quilómetros entre Assisi e Osimo em 3:25.52 horas, dois segundos à frente do holandês Tom Dumoulin (Sunweb), segundo, e cinco em relação ao italiano Davide Formolo (BORA-Hansgrohe).

O resultado permite a Yates, que já tinha triunfado na nona etapa e veste a camisola rosa desde dia 10, consolidar a liderança da geral, na qual tem agora 47 segundos de vantagem sobre Dumoulin, vencedor em 2017, e 1.04 minutos sobre o francês Thibaut Pinot (Groupama-FDJ), que hoje foi sétimo.

O britânico atacou na última subida, à entrada para o derradeiro quilómetro, e conseguiu distanciar-se de Dumoulin, com quem travou uma batalha intensa até aos metros finais, para conseguir a segunda vitória.

"Decidimos antes da etapa que não podíamos andar a perseguir, porque num final como este há corredores mais rápidos que já ganharam. Isso aconteceu, porque tipos como o Tim Wellens tentaram sair", disse o vencedor no final da etapa.

Yates mostrou-se ainda preocupado com o que considera ser uma "melhoria à medida que a corrida se desenrola" de Dumoulin, que o perseguiu "até à linha de meta" e tem a experiência acumulada de já ter vencido.

A etapa, que passou pela cidade natal de Michele Scarponi, vencedor do 'Giro' em 2011 e que morreu em 2017, foi animada por uma fuga de cinco corredores, entre eles o espanhol Luis León Sánchez (Astana) e o italiano Alessandro de Marchi (BMC), os últimos resistentes, absorvidos a cerca de cinco quilómetros do final.

Yates, que se estreia na 'corsa rosa' da melhor forma, lidera desde que foi segundo no Etna, e parece ter apenas em Dumoulin um adversário capaz, sendo que Pinot, terceiro a 1.04 minutos, o italiano Domenico Pozzovivo (Bahrain Merida), quarto a 1.18, e o equatoriano Richard Carapaz (Movistar), quinto a 1.56, são os únicos corredores com menos de dois minutos para o britânico.

Uma das 'vítimas' do ataque de Yates foi o britânico Chris Froome (Sky), que voltou a cair do 'top 10' após ceder 3.20 minutos, vendo mais complicada a tarefa de se tornar o terceiro ciclista da história a vencer consecutivamente as três 'grandes', após as vitórias no Tour e na Vuelta em 2017.

José Gonçalves (Katusha-Alpecin), único ciclista luso em prova, voltou a correr com os melhores e cortou a meta no 19.º posto, a 36 segundos do vencedor, e segurou o 20.º lugar da classificação geral, a 5.21 minutos.

Na quinta-feira, os ciclistas enfrentam 214 quilómetros entre Osimo e Imola, com um traçado plano e apenas uma contagem de montanha de quarta categoria nos quilómetros finais, antes da meta instalada no autódromo Dino e Enzo Ferrari.

Fonte: Record on-line