quarta-feira, 26 de julho de 2017

“Bombarralense Domina em Paio Pires”

No dia 23 de Julho, o Sport Clube Escolar Bombarralense, com a sua equipa júnior, a Sicasal – Liberty Seguros – Bombarralense, marcou presença no 27º Prémio de Ciclismo Freguesia da Aldeia de Paio Pires. A prova teve um total de 70 quilómetros, distribuídos por 10 voltas.

A equipa marcou presença com Rodrigo Pereira, Guilherme Simão, Leonel Firmino, Rafael Costa, Bruno Valentim, Wilson Esperança e Francisco Duarte. Francisco Guerreiro ficou de fora devido a uma gastroenterite.

Com muito vento de frente, a equipa partiu com o objectivo de mexer na corrida a fim de alcançar um resultado prestigiante. A fuga do dia formou-se mais tarde que o habitual; nela a equipa inseriu dois atletas, Francisco Duarte e Bruno Valentim. Como é tradição no clube, a equipa trabalhou para o “homem da casa”, neste caso Guilherme Simão. Nesse sentido, a meio da corrida o jovem da casa e Leonel Firmino juntaram-se à frente da corrida. Com o Bombarral a deixar de controlar o pelotão, este desentendeu-se, ditando o sucesso da fuga, que entretanto a equipa começou a controlar.

Na hora das decisões, a equipa detinha 6 ciclistas na frene, contando já com a ajuda de Wilson Esperança e Rafael Costa que tinham saído do pelotão em busca de apoiar a equipa. Guilherme Simão tentou seguir isolado para a vitória, mas a sua tentativa foi anulada pelos adversários que seguiam na fuga. Com o sprint a decidir a prova, Leonel Firmino não deu hipóteses à concorrência, selando a vitória. A equipa finalizou ainda com Wilson Esperança em 2º e vencendo a nível colectivo.

Destaque para o nosso corredor António Pintassilgo que participou nos Campeonatos Nacionais de XCO, em Valongo, fechando na 32ª, na mesma volta do vencedor, Rafael Rita (BBT Loulé), a quem a equipa congratula, bem como todos os restantes vencedores. Nota ainda para a Selecção Nacional Júnior, onde Wilson Esperança e Francisco Duarte estiveram inseridos, que competiu nos Campeonatos Europeus de Pista e igualou tempos dos Gémeos Oliveira (aquando do mesmo escalão), irmãos que são uma referência nacional e uma promessa a nível mundial.

A equipa prepara agora a Volta ao Minho, no encerrar de um mês de Julho bastante exigente a nível competitivo, pelo que não é demais agradecer a todos os nossos patrocinadores e apoiantes.







 

Fonte: Bombarralense

“GRANDE PRÉMIO DO MINHO DE REGRESSO À ESTRADA (28 a 30 de julho)”

O Grande Prémio do Minho em ciclismo regressa à estrada de 28 a 30 de julho com Cabeceiras de Basto, Vieira do Minho e Melgaço a assumirem um papel de destaque no desenrolar da competição apadrinhada pelos ciclistas internacionais portugueses Tiago Machado, José Mendes e José Gonçalves e destinada ao escalão de juniores.

Organizada pela Associação de Ciclismo do Minho, em colaboração com a Federação Portuguesa de Ciclismo, a prova será disputada por um pelotão de 145 ciclistas em representação de 16 equipas portuguesas e 6 espanholas.

Com o arranque da competição em Cabeceiras de Basto e o final em Melgaço, o pelotão de terá que percorrer um total de 297,9 quilómetros repartidos por três etapas, durante as quais encontrarão seis contagens do prémio da montanha e quatro metas volantes.

A montanha ajudará certamente a encontrar o vencedor do 29º Grande Prémio do Minho, mas o traçado da prova e a qualidade das equipas e atletas participantes deixa antever que será uma prova disputada até ao último metro e aberta à vitória de qualquer corredor.


A primeira etapa (Cabeceiras de Basto - Cabeceiras de Basto), será disputada no dia 28 de julho (sexta-feira) num percurso de 88,8 quilómetros a efetuar no “Encanto Natural” de um dos concelhos mais antigos e históricos do Minho. O pelotão efetuará o percurso por entre um vasto e rico património paisagístico e arquitetónico, terminando a etapa (15h20) junto ao Mosteiro de S. Miguel de Refojos. Os ciclistas terão que vencer as dificuldades de uma contagem de montanha logo no início da etapa (Km 8,6 - 13h13) e de outra na Lameira (Km 62 - 14h37), prevendo ainda o percurso uma meta volante em Fafe (Km 52,2 - 14h22).

 

No dia 29 de julho (sábado), a segunda etapa (Vieira do Minho - Vieira do Minho) terá a extensão de 103 quilómetros e percorrerá uma “Terra de Encantos” em que as paisagens avassalam pela sua magnitude e pelo seu brilho. A etapa começará (13h00) e terminará (15h42) junto à Câmara Municipal de Vieira do Minho. Com uma passagem pela barragem do Ermal, a etapa integra uma contagem de montanha em Serradela (Km 53,4 - 14h24) e uma meta volante em Vieira do Minho (passagem pela meta ao - Km 36 - 13h56).

 

A terceira e última etapa (Melgaço - Melgaço) será disputada no dia 30 de julho (domingo) no “destino de natureza mais radical de Portugal”, uma região verdejante, tipicamente Minhota, de forte e fértil vegetação que possui um importante património histórico, cultural e arquitetónico, inserido no Parque Nacional da Peneda Gerês. Na extensão de 106,1 quilómetros, o percurso da última etapa integra três contagens de montanha e duas metas volantes. As metas de montanha serão discutidas em São Gregório (Km 22,1 - 13h34, Km 58,3 - 14h32 e Km 93,6 - 15h27) e as metas volantes aquando da passagem na meta (Km 32,7 - 13h51 e Km 68,8 - 14h48).

Tal como nas restantes etapas e percurso, para os quilómetros finais está em perspetiva um empolgante espetáculo desportivo ao qual não faltará certamente muito público para coroar o vencedor do 29º Grande Prémio do Minho em ciclismo.

O pelotão do 29º Grande Prémio do Minho será constituído pelas principais formações portuguesas e por seis espanholas, num total de 22 equipas.

Além dos principais conjuntos portuguesas, seis equipas espanholas marcarão presença: Fundacion Oscar Pereiro, Arte en Transfer – Leon, Bathco / CC Besaya, Clube Ciclista Cidade de Lugo, Codelse Cycling Team e Disgarsa - C.C. Colindres.

As equipas portuguesas inscritas são as seguintes: Academia Joaquim Agostinho / UDO, ACD Milharado / Escola Ciclismo Manuel Martins, Bairrada, C. C. Barcelos / AFF / Orbea / Onda, Escola de Ciclismo Carlos Carvalho, LA Alumínios / SGR Ambiente / C. C. A. Paio Pires, Maia, Matos Cheirinhos / Vila Galé / Etopi, Moreira Congelados / Feira / Bicicletas Andrade, RP / Boavista Formação, Seissa / KTM Bikeseven / Matias & Araújo / Frulact, Sicasal / Liberty Seguros / Bombarralense, Silva e Vinha / ADRAP / Sentir Penafiel, Sporting / Tavira / Eng. Brito da Mana, Team Almodôvar e Tensai / Sambiental / Santa Marta - Bila Bikers / Carnes Silva / Cycleso.

O 29º Grande Prémio do Minho, organizado pela Associação de Ciclismo do Minho em parceria com a Federação Portuguesa de Ciclismo, conta com o apoio da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Câmara Municipal de Vieira do Minho, Câmara Municipal de Melgaço, Empiqua (Camisola Amarela), Controlsafe (Camisola Verde), Arrecadações da Quintã (Camisola Azul), Cision - Portugal (Camisola Laranja), Força Minho (Camisola Branca), Raiz Carisma - Soluções de Publicidade (Meta 5 Kms), POPP Design, AFAcycles, Jopedois, Auto Terror, Guimarpeixe, Fafefuel, Transnos, Saúde Constante, Salvaggio, Escola de Condução S. Martinho, Guimatubos. Hotel ibis - Guimarães, Correio do Minho e Ciclismo a fundo (revista oficial).

Fonte: ACM

“Gustavo Veloso e Alejandro Marque: Amizade acima de qualquer emblema”

Representam clubes rivais, mas treinam juntos

Por: Ana Paula Marques

São amigos de longa data, vizinhos em terras da Galiza e já foram colegas de equipa. Agora estão em lados opostos: um com a camisola da W52-FC Porto; outro com a do Sporting-Tavira. Mas o que para muitos poderia ser uma razão para estarem longe um do outro, não o é para Gustavo Veloso e Alejandro Marque.

Os galegos preparam juntos, no norte de Espanha, a Volta a Portugal, corrida que ambos já têm no palmarés. Veloso venceu por duas vezes (2014 e 2015) e Marque uma (2013). Voltam a ser apostas das respetivas equipas para este ano, numa edição que começa na próxima semana em Lisboa e acaba a 15 de agosto.

O companheirismo, a amizade e o trabalho em prol dos mesmos objetivos, ainda que por equipas distintas, são indiferentes ao emblema que cada um defende.

Veloso, 37 anos, e Marque, 35, partilharam o são e louvável treino conjunto na sua terra nas redes sociais.

Fonte: Record on-line

“KmZero, um Triatlo para todos”

Realizou-se no passado dia 22 de Julho o Triatlo KMZero, uma organização conjunta de Pedro Brandão, Marco Silva, Pedro Ferreira (Rios e Trilhos / DouroAcademy) e com a colaboração da Douro Marina .

Este evento realizado na Douro Marina, contou com a participação de cerca de 50 pessoas, muitos deles estreantes na modalidade. Nas distâncias de 1km de Natação, 30 de Ciclismo e 7,5 de Corrida, os quase 50 estreantes passaram um bom momento de convívio e foram os pioneiros de uma série de iniciativas que visam dar a conhecer o Triatlo como um Desporto para Todos e dinamizar a modalidade no Norte do País.

O evento foi de cariz lúdico com o objectivo de promover a iniciação ao Triatlo. A Douro Marina como parceira deste evento, proporcionou condições de excelência para que este convívio tenha corrido da melhor forma e que certamente trará frutos para o Triatlo no Norte e Portugal.

A Federação de Triatlo de Portugal agradece o empenho e a dedicação dos organizadores que no bom espírito Triatlético mostram o que de melhor existe na nossa modalidade.

Fonte: FTP

“CONQUISTAS PARA A SHIMANO NO TOUR DE FRANÇA”

Por: Nuno Candeias

Os ciclistas que correm com componentes shimano conquistaram a maior parte das camisolas – amarelo, verde, das bolas e branca - e vitórias nas 21 etapas.

Num resultado sem precedentes, cada etapa do Tour de França de 2017, assim como na maior parte das classificações gerais , foram ganhas por ciclistas que corriam com componentes Shimano.

Desde à abertura com o contra-relógio individual , ganho por Geraint Thomas da Team Sky que usava componentes Shimano Dura Ace R9150 para contra-relógio, até ao sprint final em Paris, ganho por Dylan da LottoNL-Jumbo,  cada uma destas  bicicleta tinha o seu cockpit com componentes Dura-Ace.

Chris Froome da Team Sky reivindicou o titulo com a classificação geral  final (GC) com  manetes de mud./ travão Dura-Ace, travões, Rodas e Pedais, mais a haste guiador integrada PRO Stealth combinada com fitas de guiador da PRO, defendeu a camisola amarela  em 14 das 21 etapas, conseguindo assim a sua 4ª vitória em 5 anos.

Entretanto, Michael Matthews e Warren Barguil da equipa Sunweb, e Simon Yates da Orica-Scott ganharam o sprint, Montanha e classificações para  ciclista mais jovem, reclamaram a camisola verde, das bolas e a branca respectivamente, usando a serie Shimano Dura-Ace R9150 , uma gama versátil de combinações de mudanças de modo a conseguirem superar todos os obstáculos da corrida mais famosa de estrada

Um dos corredores mais produtivos este ano foi Marcel Kittel da Quickstep Floor que conquistou 5 vitórias incluindo a primeira vitória para a  Shimano utilizando travões disco Dura-Ace 9170.

Marcel Kittel, Quick-Step Floors: “Os Discos de travão são um grande passo no desenvolvimento de tecnologias que temos à nossa frente. Especialmente em piso molhado, ajuda imenso a travagem.”

Na montanha Barguil arrecadou os pontos da competição  com o pedaleiro Shimano FC-9100-P que inclui medidor de potência.

Warren Barguil, Team Sunweb: “A minha primeira impressão do medidor potência da Shimano é boa. A informação parece ser muito precisa, é fácil de usar e não temos praticamente mais nenhum peso extra. Magnifico!”

A etapa final do Tour  foi este anno ganha por Dutchman Groenewegen que não usa apenas componentes Dura-Ace na sua equipa Bianchi team issue, mas corre também com sapatos  Shimano S-PHYRE RC9, vestuário de competição S-PHYRE e óculos Shimano da serie R.

Das 22 equipas que estavam a competir este ano, oito foram patrocinadas directamente pela Shimano - Francaise Des Jeux, Trek-Segafredo, LottoNL-Jumbo, Team Sunweb, Orica-Scott, BMC, Bora-Hansgrohe e Team Sky – 11 etapas ganhas, incluindo os seis dias decisivos de montanha entre etapas 13-18.

O director de marketing desportivo Rudy Bouwmeester: “Estamos incrivelmente orgulhosos de trabalhar com as melhores equipas e corredores do mundo. Desenvolver parcerias e trabalhar de perto com equipas e ciclistas deste calibre, faz parte da nossa estratégia de desenvolvimento. Em inicio de 2017  fornecemos as equipas do World Tour com Dura-Ace R9150 e é incrivel ver todas as corridas e classificações que os nossos parceiros ganharam deste então. Desde as clássicas de Primavera até às vitórias do Giro d’Italia e  Tour de France.”

Distribuidor Oficial Shimano  Para Portugal :

Fonte: Sociedade Comercial do Vouga, Lda