terça-feira, 24 de janeiro de 2017

“Fernando Gaviria vence primeira etapa da Volta a San Juan”

Os portugueses Rui Costa (UAE Abu Dhabi) e Rafael Reis (Caja Rural) integram o pelotão.

Foto: EPA/CLAUDIO PERI

O colombiano Fernando Gaviria tornou-se hoje no primeiro líder da Volta a San Juan, na Argentina, ao vencer ao ‘sprint’ a primeira etapa, com os portugueses Rui Costa (UAE Abu Dhabi) e Rafael Reis (Caja Rural) a integrarem o pelotão.
No final do percurso de 142,5 quilómetros, com partida e chegada em San Juan, Gaviria (Quick-Step) impôs-se nos metros finais, gastando 3:07.44 horas, seguido pelos italianos Elia Viviani (Itália) e Nicolas Marini (Nippo-Vini Fantini).
Com o mesmo tempo do vencedor chegaram Rafael Reis, na 134.ª posição, e Rui Costa, em 151.º.
Já nos metros finais, um grande número de ciclistas enganou-se no percurso e teve encontrar caminhos alternativos, com a organização a dar o mesmo tempo a todos os corredores.
Na terça-feira corre-se a segunda etapa da prova, num circuito de 128,8 quilómetros, igualmente com partida e chegada a San Juan.

Fonte: SAPO Desporto

“Rúben Guerreiro integra equipa da Trek-Segafredo para a Volta ao Algarve”

Prova vai decorrer entre 15 e 19 de fevereiro

Por: Lusa

Foto: Direitos reservados

O ciclista português Rúben Guerreiro integra a formação da Trek-Segafredo para a Volta ao Algarve, anunciou esta terça-feira a organização da prova, que decorre entre 15 e 19 de fevereiro.
A Trek-Segafredo irá apresentar-se no Algarve com a sua equipa das clássicas, tendo como nomes principais os 'sprinters' John Degenkolb, vencedor de dez etapas na Vuelta, do Paris-Roubaix e do Milão-Sanremo, Jasper Stuyven, primeiro classificado na Kuurne-Bruxelas-Kuurne em 2016 e vencedor da Volta ao Alentejo em 2013, e Giacomo Nizzolo, atual campeão italiano de fundo.
O português Rúben Guerreiro, após o bom desempenho no Tour Down Under, mereceu a 'chamada' da equipa dos Estados Unidos, que fica completa com Marco Coledan, Koen de Kort, Mads Pedersen e Gregory Rast.
Em comunicado, a Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC), que organiza a 'Algarvia', divulgou também a composição da Cannondale Drapac, que contará com o belga Sep Vanmarcke, especialista em clássicas que tem no Algarve o arranque de época tradicional, e Taylor Phinney, campeão dos Estados Unidos de contrarrelógio, que poderá ser um dos candidatos à geral.
O vice-campeão holandês de fundo, Wouter Wippert, será um dos nomes a ter em conta nas duas chegadas que se preveem ao 'sprint' e o irlandês Ryan Muller tem qualidade para bater-se pelas posições cimeiras no contrarrelógio.
Alberto Bettiol, Sebastian Langeveld, Dylan Vanbaarle e Davide Villella completam a equipa norte-americana para a 43.ª Volta ao Algarve.
Já a equipa Manzana Postobón vai estrear-se na Volta ao Algarve enquanto equipa Continental Profissional e terá no português Ricardo Vilela o chefe-de-fila, sendo o colombiano Aldemar Reyes a esperança da equipa para a camisola da juventude e o holandês Jetse Bol a aposta para as etapas planas.
O espanhol Antonio Piedra e os colombianos Hernán Aguirre, Juan Molano, Hernando Bohórquez e Juan Osorio são os restantes escolhidos para representarem a equipa colombiana nas estradas do Sul.
A Volta ao Algarve, que subiu esta temporada à categoria 2.HC da União Ciclista Internacional, o patamar imediatamente abaixo do WorldTour, será disputada por 25 equipas, 12 das quais do primeiro escalão da modalidade.

Fonte: Record on-line

“Agenda de Ciclismo”

Fim-de-semana de atribuição de títulos no Velódromo

O Campeonato Nacional de Pista disputa-se, sábado e domingo, no Velódromo Nacional, em Sangalhos Anadia. Estarão em disputa 31 títulos, nas categorias de elite, juniores, cadetes e masters e em paraciclismo. A entrada é gratuita para o público.

A ação decorre no sábado, entre as 10h00 e as 13h00 e entre 15h00 e as 20h30, e no domingo, das 9h30 às 16h15.

O programa contempla provas das disciplinas de 500m, 1 km, corrida por pontos, eliminação, omnium, perseguição por equipas, perseguição individual e scratch.

O Campeonato Nacional encerra um ciclo de três semanas consecutivas de provas de pista, sucedendo aos Critérios Bento Pessoa e Alves Barbosa.

Ainda antes do ponto alto da semana velocipédica nacional, já nesta quinta-feira, o Auditório do Turismo do Algarve recebe a Oficina de Capacitação “Ciclismo e Dinamização da Atividade Turística”, entre as 14h30 e as 17h00.

Além da apresentação do Guia Orientador, elaborado pela Federação Portuguesa de Ciclismo, serão feitas apresentações sobre o potencial do ciclismo profissional – estágios e Volta ao Algarve - para a atividade turística, a importância dos serviços de alojamento, programas de animação turística em bicicleta.

Mais eventos oficiais

29 de janeiro, 9h30: III Passeio BTT Terras de Cavaleiros, Macedo de Cavaleiros

29 de janeiro, 10h00: 3H de resistência BTT de Vila Franca, Viana do Castelo

29 de janeiro, 10h00: Maratona BTTSôr, Ponte de Sôr

Fonte: FPC

“43.ª Volta ao Algarve”

Sprinters e contrarrelogistas reforçam pelotão

À medida que vão chegando os boletins de inscrição das equipas, o pelotão da 43.ª Volta ao Algarve, que vai disputar-se entre 15 e 19 de fevereiro, vai ficando mais recheado de figuras do ciclismo internacional, com destaque para contrarrelogistas e sprinters de renome.

A Trek-Segafredo irá apresentar-se no Algarve com a sua equipa das clássicas, na qual pontificam os velocistas John Degenkolb, vencedor de dez etapas na Vuelta, do Paris-Roubaix e do Milão-Sanremo, Jasper Stuyven, primeiro classificado na Kuurne-Bruxelas-Kuurne em 2016 e vencedor da Volta ao Alentejo em 2013, e Giacomo Nizzolo, atual campeão italiano de fundo.

O português Rúben Guerreiro, após o bom desempenho no Tour Down Under, deverá ser a aposta da equipa dos Estados Unidos da América para a classificação geral. Marco Coledan, Koen de Kort, Mads Pedersen e Gregory Rast completam as escolhas do diretor desportivo Dirk Demol.

A Cannondale Drapac também chega dos Estados Unidos com capacidade para brilhar, apresentando na Volta ao Algarve duas das contratações mais sonantes para a época de 2017, o belga Sep Vanmarcke, especialista em clássicas que tem no Algarve o arranque de época tradicional, e Taylor Phinney, campeão dos Estados Unidos de contrarrelógio, que poderá ser um dos candidatos à geral. O vice-campeão holandês de fundo, Wouter Wippert, será um dos nomes a ter em conta nas duas chegadas que se prevêem ao sprint e o irlandês Ryan Muller tem qualidade para bater-se pelas posições cimeiras no contrarrelógio.

Alberto Bettiol, Sebastian Langeveld, Dylan Vanbaarle e Davide Villella compõem o efetivo da Cannondale Drapac para a 43.ª Volta ao Algarve.

A equipa Manzana Postobón, baluarte do ciclismo ético na América Latina, estreia-se na Volta ao Algarve enquanto equipa Continental Profissional. Terá no português Ricardo Vilela o chefe-de-fila, sendo o colombiano Aldemar Reyes a esperança da equipa para a camisola da juventude, e o holandês Jetse Bol a aposta para as etapas planas.

O espanhol Antonio Piedra dá mais um toque europeu num contingente que se completa com quatro colombianos: Hernán Aguirre, Juan Molano, Hernando Bohórquez e Juan Osorio.

 

A Volta ao Algarve subiu, em 2017, à categoria 2.HC da União Ciclista Internacional, o patamar imediatamente abaixo do WorldTour. Será disputada por 25 equipas. Estarão presentes 12 dos 18 coletivos de primeira divisão existentes a nível mundial.

A corrida terá transmissão em direto da última hora de cada uma das etapas para 55 países e 68 milhões de lares. Em Portugal, o direto poderá ser visto no Eurosport 2 e na TVI24.

Equipas presentes

WorldTour: Astana (CAZ), Bora-hansgrohe (GER), Cannondale-Drapac (EUA), Dimension Data (RSA), FDJ (FRA), Katusha-Alpecin (SUI), Lotto NL-Jumbo (NED), Lotto Soudal (BEL), Movistar (ESP), Quick-Step Floors (BEL), Team Sky (GBR) e Trek-Segafredo (EUA).

Continental Profissonal: Caja Rural-Seguros RGA (ESP), Cofidis (FRA), Gazprom-RusVelo (RUS), Manzana Postobón (COL), Roompot-Nederlandse Loterij (NED) e Wanty-Groupe Gobert (BEL)

Continental: Efapel, LA Alumínios-Metalusa, Louletano-Hospital de Loulé, RP-Boavista, Sporting-Tavira e W52-FC Porto (POR), e Rally Cycling (EUA)

Percurso

15 de fevereiro – 1.ª Etapa: Albufeira – Lagos, 182,9 km

16 de fevereiro – 2.ª Etapa: Lagoa – Fóia (Monchique), 189,3 km

17 de fevereiro – 3.ª Etapa: Sagres – Sagres (C/R Individual), 18 km

18 de fevereiro – 4.ª Etapa: Almodôvar – Tavira, 203,4 km

19 de fevereiro – 5.ª Etapa: Loulé – Malhão, 179,2 km

Fonte. FPC