terça-feira, 25 de abril de 2017

“Taça de Portugal de Elite e Sub-23”

David Rodrigues vence em Mortágua

Apertado sprint com Joaquim Silva (W52-FC Porto) resultou em triunfo para o corredor da RP-Boavista. Antonio Angulo, em Elites, e Xuban Errazquin, em sub-23, mantêm liderança da Taça de Portugal. Próxima corrida pontuável é o III Grande Prémio do Dão, de 13 a 14 de maio

David Rodrigues (RP-Boavista) estreou o palmarés da sua carreira profissional com a vitória no 17.º Grande Prémio de Mortágua, após um aguerrido sprint com Joaquim Silva (W52-FC Porto), adversário com quem colaborou para ambos se adiantarem, por escassa margem, ao pelotão na chegada a Mortágua, após 144 quilómetros corridos em circuito.

Uma fuga madrugadora de sete ciclistas - Antonio Barbio (Efapel), César Martingil (Liberty Seguros-Carglass), David Rodrigues, Tiago Ferreira e Joaquim Silva (W52-FCPorto), Francisco Campos (Miranda-Mortágua) e João Matias (LA Alumínios Metalusa Blackjack) -, logo ao quilómetro 10, abriu caminho a uma corrida bem disputada na qual a seleção de valores foi sendo feita a cada uma das três passagem na contagem de montanha da Felgueira, aos quilómetros 38, 86 e 134 respetivamente. Foi precisamente na última subida, coroada com 40 segundos de avanço sobre o pelotão, que David Rodrigues e Joaquim Silva de livraram do último adversário, Antonio Barbio, levando a incerteza do sucesso da fuga a dois diante de um pelotão liderado pela Efapel.

O esforço dos representantes dos dois clubes portuenses acabou por vingar e a vitória na segunda prova da Taça de Portugal Elite e Sub-23 concluiu-se com um sprint conquistado por centímetros por David Rodrigues. O pelotão cruzou a linha de chegada com escassos cinco segundos adicionais liderados por Samuel Caldeira (W52-FC Porto).

"Foi uma vitória de raça e de toda a equipa pois já a procurávamos há algum tempo. O pelotão nos últimos quilómetros aproximou-se bastante mas a colaboração do Joaquim Silva acabou por nos permitir discutir o triunfo e, no final, por um palmo, acabei por ser o mais feliz. Trabalhamos para chegar isolados e qualquer um de nós seria um justo vencedor. É um triunfo importante e o primeiro da minha carreira profissional" considerou David Rodrigues, natural da Guarda.

A disputa da corrida mortaguense não alterou a liderança dos rankings da Taça de Portugal de Elites e Sub-23. O espanhol Antonio Angulo (LA Alumínios Metalusa Blackjack) chegou entre os primeiros classificados do pelotão, no quarto posto, somando os pontos necessários para cimentar a liderança na categoria de Elites. Entre os sub-23, o espanhol Xuban Errazquin (RP-Boavista) manteve-se no comando adiando as decisões dos vencedores da Taça de Portugal para a terceira corrida pontuável, o Grande Prémio do Dão, entre 13 e 14 de maio.

CLASSIFICAÇÃO

17.º GP de Mortágua (144 km)

1º David Rodrigues (RP-Boavista), 3h44m18s, média de 38,5 km/h

2.º Joaquim Silva (W52-FC Porto), mt

3.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), a 5s

4.º Antonio Angulo (LA Alumínios Metalusa Blackjack), mt

5.º Daniel Freitas (W52-FC Porto), mt

6.º Daniel Mestre (Efapel), mt

7.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), mt

8.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), mt

9.º Luis Fernandes (CC Spol), mt

10.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), mt

Taça de Portugal Elites

(Após duas provas disputadas)

1.º Antonio Angulo (LA Alumínios Metalusa Blackjack), 155 pontos

2.º Daniel Mestre (Efapel), 132

3.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), 108

4.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), 105

5.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), 86

6.º David Rodrigues (RP-Boavista), 75

7.º Ricardo Mestre (W52-FC Porto), 67

8.º Rui Vinhas (W52-FC Porto), 67

9.º Joaquim Silva (W52-FC Porto), 65

10.º Oscar Hernandez (Louletano-Hospital Loulé), 53

Taça de Portugal Sub-23

1.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), 175 pontos

2.º David Ribeiro (Liberty Seguros-Carglass), 128

3.º Venceslau Fernandes (Liberty Seguros-Carglass), 125

4.º Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros-Carglass), 125

5.º Tiago Antunes (Sicasal-Constantinos-Delta Cafés), 96

6.º César Martingil (Liberty Seguros-Carglass), 87

7.º André Ramalho (Jorbi-CC JM Nicolau), 83

8.º Hugo Nunes (Miranda-Mortágua), 73

9.º Francisco Campos (Miranda-Mortágua), 67

10.º Gonçalo Carvalho (Miranda-Mortágua), 60

Fonte: FPC

“Bombarralense na Luta Pelo Triunfo Colectivo!”

Nos dias 22 e 23 de Abril, o Sport Clube Escolar Bombarralense, com a sua equipa júnior a Sicasal – Liberty Seguros – Bombarralense marcou presença no Troféu José Poeiras.

A equipa marcou presença com os ciclistas Francisco Duarte, Guilherme Simão, Rodrigo Pereira, Leonel Firmino, Rafael Costa, António Pintassilgo, Bruno Valentim e Wilson Esperança. A prova foi constituída por 2 etapas distintas entre si, um contra-relógio individual e uma etapa de montanha, sendo que ambas eram pontuáveis para a Taça de Portugal.

A equipa partiu para a prova com o objectivo de se manter na luta pela vitória na classificação geral por equipas da Taça de Portugal.

As características do contrarrelógio não favoreciam os nossos atletas, pelo que o foco esteve na prova em linha. No 2º dia, uma fuga numerosa surgiu, numa corrida controlada pela equipa do Sporting/Tavira/Formação Eng.Brito da Mana que tratou de a anular. A prova tinha um perfil exigente, pelo que a selecção do pelotão foi feita de forma gradual. Entre os diversos ataques no pelotão e a passagem das dificuldades, um grupo de cinco atletas, todos eles segundas cartas das equipas, saíram do pelotão e acabaram por fechar nos 5 primeiros lugares. A equipa da Bombarralense foi a azarada do dia, com nada menos que cinco atletas a serem vítimas de quedas. Ainda assim, a equipa fechou por 3º colectivamente e Leonel Firmino fechou nos dez primeiros.

Nas contas da Taça de Portugal, após 3 jornadas, a equipa encontra-se no 2º lugar colectivamente, em igualdade pontual com a Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact e a Silva & Vinha / ADRAP / Sentir Penafiel 1ª e 3ª respectivamente. As 3 equipas somam até então 52 pontos.

Calendário de Maio

Dia: 1 Circuito Vila Chã de Ourique. Dia 6 e 7 Estágio de Equipa. Dia: 14  Prémio de Alverca. Dia: 20 e 21    4ª e 5ª Provas da Taça de Portugal. Dia: 28       Prémio Vítor Rocha.

Fonte: Bombarralense

“EFAPEL na luta pela Taça de Portugal”

Daniel Mestre mantém segundo lugar após GP de Mortágua

A equipa de ciclismo EFAPEL foi uma das protagonistas do Grande Prémio de Mortágua, prova pontuável para a Taça de Portugal. Numa prova em que o vencedor saiu da fuga do dia, Daniel Mestre foi o melhor da formação de Ovar ao cortar a meta na sexta posição. Com o resultado alcançado, o ciclista alentejano segura o segundo posto nesta competição nacional.

Num dia em que o pelotão tinha 144 quilómetros pela frente, as primeiras movimentações começaram bem cedo. Logo após os primeiros dez, constituiu-se a fuga do dia que contou com a participação de um dos corredores da EFAPEL, António Pereira Barbio. O grupo manteve-se sempre à frente do pelotão e, apesar das tentativas de fechar o espaço, foi entre os que lideravam que se discutiu a vitória.

A EFAPEL trabalhou em conjunto para garantir que Daniel Mestre chegasse bem colocado. O ciclista da equipa comandada por Américo Silva foi o quarto do pelotão e isso fez com que mantenha o segundo posto na Taça de Portugal a 23 pontos do líder, Antonio Angulo.

“Esta foi mais uma boa prova da nossa parte. Colocámos um corredor na fuga mas não foi possível mantê-lo até final. Quando a separação aconteceu ainda tentámos apanhar os elementos da fuga mas já não foi possível. Com este resultado, continua tudo em aberto para a discussão da vitória na Taça a Portugal”, afirmou o director-desportivo da EFAPEL, Américo Silva.

A equipa tem nova pausa na competição até meados do próximo mês. É a 13 e 14 de maio que se realiza o Grande Prémio do Dão, mais uma prova pontuável para a Taça de Portugal.

Classificação final

    David Rodrigues        RP-Boavista                3h44m18s

    Joaquim Silva            W52-FC Porto                mt

    Samuel Caldeira        W52-FC Porto                a 5s


    Daniel Mestre            EFAPEL                mt

25º    Álvaro Trueba        EFAPEL                mt

27º    Henrique Casimiro        EFAPEL                mt

28º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                mt

30º    Jesus Del Pino        EFAPEL                a 20s

31º    António Pereira Barbio    EFAPEL                a 36s

32º    Bruno Silva            EFAPEL                a 1m16s

Fonte: Efapel

 

“Volta a Itália: José Mendes integra Bora-Hansgrohe”

Equipa alemã será chefiada por Jan Bárta

Por: Lusa

Foto: Filipe Farinha

O campeão português José Mendes vai integrar a Bora-Hansgrobe que participará na centésima edição da Volta a Itália, anunciou esta terça-feira a equipa alemã.
José Mendes, 32 anos, vai participar pela primeira vez no Giro, depois de já ter estado presente nas 'voltas' a França e a Espanha.

A Bora-Hansgrobe vai apresentar-se na primeira grande volta da temporada sem grande parte das suas figuras, como o eslovaco Peter Sagan ou o polaco Rafal Majka.
Assim, o checo Jan Bárta deverá liderar a equipa, que conta também com os italianos Cesare Benedetti e Matteo Pelucchi, o irlandês Sam Bennett, os austríacos Patrick Konrad, Gregor Muhlberger e Lukas Postlberger e o alemão Rudiger Selig.
A 100.ª edição da Volta a Itália disputa-se de 5 a 28 de maio, iniciando-se na Sardenha e terminando em Milão.

Fonte: Record on-line

“Fabio Felline vence prólogo na Volta à Romandia

José Gonçalves foi o melhor português ao terminar em 16.º lugar

Por: LUsa

Foto: EPA

O italiano Fabio Felline, da Trek-Segafredo, foi o surpreendente vencedor do prólogo da Volta à Romandia, disputado em Aigle (Suíça), na distância de 4,8 quilómetros. As condições climatéricas afetaram fortemente o 'crono', já que caiu alguma chuva, de forma inconstante, tornando o piso por vezes mais escorregadio.
Felline cumpriu o curto percurso em 5.57 minutos e deixou a dois segundos o inglês Alex Dowsettt (Movistar) e a sete o australiano Alexander Edmondson (Orica). Já o melhor dos portugueses envolvidos na prova suíça foi José Gonçalves, da Katusha, que terminou em 16.º, a 13 segundos do vencedor. André Cardoso (Trek-Segafredo) acabou por ser o 142.º, a 50 segundos do companheiro de equipa.
Os principais favoritos também não forçaram o andamento e terminaram vários segundos atrás de Feline: o britânico Simon Yates (Orica) foi 25.º, a 18 segundos, o também britânico Chris Froome (Sky) foi 78.º, a 29 segundos, e o norte-americano Tejay Van Garderen (BMC) acabou em 113.º, a 34 segundos.

Fonte: Record on-line

“David Rodrigues vence 17.º Grande Prémio de Mortágua”

Ciclista português da RP-Boavista impõe-se ao sprint na segunda prova da Taça de Portugal

Por: Lusa

Foto: João Fonseca

O português David Rodrigues venceu esta terça-feira ao 'sprint', em Mortágua, a segunda prova da Taça de Portugal, na qual Antonio Angulo mantém a liderança por pontos.

Aos 25 anos, o ciclista da RP-Boavista estreou-se a vencer como profissional neste 17.º Grande Prémio de Mortágua, terminando com 3:44.18 horas à frente de Joaquim Silva (W52-FC Porto), com quem tinha ganho escassa vantagem ao pelotão nos metros finais, após 144 quilómetros na estrada.

"Foi uma vitória de raça e de toda a equipa, pois já a procurávamos há algum tempo. O pelotão nos últimos quilómetros aproximou-se bastante, mas a colaboração do Joaquim Silva acabou por nos permitir discutir o triunfo e, no final, por um palmo, acabei por ser o mais feliz. Trabalhámos para chegar isolados e qualquer um de nós seria um justo vencedor. É um triunfo importante e o primeiro da minha carreira profissional", adiantou David Rodrigues.

O espanhol Antonio Angulo (LA Alumínios Metalusa Blackjack) chegou entre os primeiros classificados do pelotão, no quarto posto, somando os pontos necessários para cimentar a liderança na Taça de Portugal na categoria de Elites, com 155, face aos 132 de Daniel Mestre (Efapel) e 108 de Domingos Gonçalves (RP-Boavista).

Entre os sub-23, o espanhol Xuban Errazquin (RP-Boavista) manteve-se no comando da competição, adiando as decisões dos vencedores da Taça de Portugal para a terceira corrida pontuável, o III Grande Prémio do Dão, a disputar entre 13 e 14 de maio.

Classificações

17.º GP de Mortágua:

1º David Rodrigues (RP-Boavista), 3h44m18s

2.º Joaquim Silva (W52-FC Porto), mt

3.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), a 5s

4.º Antonio Angulo (LA Alumínios Metalusa Blackjack), mt

5.º Daniel Freitas (W52-FC Porto), mt

6.º Daniel Mestre (Efapel), mt

7.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), mt

8.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), mt

9.º Luis Fernandes (CC Spol), mt

10.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), mt

Taça de Portugal (Elites):

1.º Antonio Angulo (LA Alumínios Metalusa Blackjack), 155 pontos

2.º Daniel Mestre (Efapel), 132

3.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), 108

4.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), 105

5.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), 86

6.º David Rodrigues (RP-Boavista), 75

7.º Ricardo Mestre (W52-FC Porto), 67

8.º Rui Vinhas (W52-FC Porto), 67

9.º Joaquim Silva (W52-FC Porto), 65

10.º Oscar Hernandez (Louletano-Hospital Loulé), 53

Taça de Portugal (Sub-23):

1.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), 175 pontos

2.º David Ribeiro (Liberty Seguros-Carglass), 128

3.º Venceslau Fernandes (Liberty Seguros-Carglass), 125

4.º Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros-Carglass), 125

5.º Tiago Antunes (Sicasal-Constantinos-Delta Cafés), 96

6.º César Martingil (Liberty Seguros-Carglass), 87

7.º André Ramalho (Jorbi-CC JM Nicolau), 83

8.º Hugo Nunes (Miranda-Mortágua), 73

9.º Francisco Campos (Miranda-Mortágua), 67

10.º Gonçalo Carvalho (Miranda-Mortágua), 60

Fonte: Record on-line