segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

“Nacional de Clubes de Cross arranca com o Duatlo de Marvila”

No dia 26 de janeiro de 2020, o Duatlo de Marvila recebeu o Campeonato Nacional de Clubes de Cross.

A competição realizou-se no Parque da Bela Vista, em Marvila, Lisboa, e contou com cerca de centena e meia de atletas entre os quais a participação dos principais triatletas de cross nacionais.

Esta prova, disputada na distância sprint, contou com um percurso em relva e terra batida que integrou algumas curvas e retornos o que o torna técnico e desafiante para todos os atletas.


Os resultados desta primeira etapa do Campeonato Nacional de Clubes de Cross

O primeiro lugar pertenceu ao Amiciclo de Grândola, com Rui Dolores, com 01:17:54, com Diogo Filipe Silva com 01:22:09 e João Jesus com 01:22:56. A segunda posição pertenceu ao SFRAA Triatlo com os atletas David Coelho que concluiu a prova em 01:19:11, Claúdio Paulinho com o tempo de 01:21:40 e Nuno Preciado com 01:24:26. O Grupo Desportivo do Goma alcançou a terceira posição com Nuno Pereira com 01:18:19, Nelson Gomes com 01:18:48 e José Peixoto com 01:30:53.

Na prova feminina, foi o Grupo Desportivo de Goma que venceu a competição com Rita Vale, que concluiu a prova em 01:39:31, Marisa João que fez a marca de 01:48:02 e Paula Soares que terminou em 01:54:11. A segunda posição do pódio foi conseguida pelo OutSystems Olímpico de Oeiras, com Filomena Gomes que completou a competição em 01:50:58, Céu Nunes, que fez o tempo de 01:51:11 e Susana Pontes, que concluiu em 01:52:11. O Clube Oriental de Lisboa subiu ao terceiro lugar do pódio com as atletas Cláudia Ferreira com 02:22:50, Sara Colaço com 02:25:44 e Ana Pipio com 02:31:01.


 Duatlo de Marvila: resultados individuais

Rita Vale, do Grupo Desportivo de Goma, foi a grande vencedora da competição, com a marca de 01:39:31, na segunda posição ficou Cristina Pereira, do GCA Donas – TRIATLO, e Pauline Vie, do Alhandra Sporting Club classificou-se na terceira posição.

François Vie, do Alhandra Sporting Club, com uma excelente prestação, ganhou a competição individual, com 01:17:41, Rui Dolores ficou na segunda posição, com 01:17:54 e João Francisco Ferreira, do CNATRIL Triatlo, fechou o pódio com 01:18:08.

Muitos parabéns a todos os participantes!

Fonte: FTP

“Rudy Barbier vence primeira etapa da Volta a San Juan em bicicleta”

César Martingil (Atum General-Tavira) foi 20.º classificado.

O francês Rudy Barbier (Israel Start-Up Nation) venceu hoje a etapa inaugural da 38.ª edição da Volta a San Juan em bicicleta, na qual o português César Martingil (Atum General-Tavira) foi 20.º classificado.

Barbier, de 27 anos, cumpriu os 163,5 quilómetros em 3:45.04 horas, dando a primeira vitória à sua equipa no escalão WorldTour ao bater, numa chegada seletiva, o italiano Manuel Belletti (Androni Giocattoli-Sidermec), segundo a quatro segundos, e o argentino Tomas Conte (Pocito), terceiro a seis.

O resto do pelotão chegou a 10 segundos do vencedor, com Martingil a ‘sprintar’ para o 20.º lugar, enquanto Nelson Oliveira (Movistar) foi 52.º, com o mesmo tempo, a par do espanhol Álvaro Trueba, também da formação de Tavira, que foi 54.º.

A chegada ficou marcada por uma queda a 3,4 quilómetros da meta, que afetou grande parte do pelotão, após uma série de toques entre os corredores que tentavam o posicionamento à cabeça da corrida.

Na equipa algarvia, única portuguesa em prova, o espanhol Alejandro Marque foi 107.º, a 3.23 minutos, o russo Alexander Grigoryev 115.º, a 4.46, Frederico Figueiredo 123.º, a 5.32, e Rúben Simão, de 19 anos, acabou em 167.º e último, a 20.14.

A segunda etapa decorre em Pocito ao longo de 168,7 quilómetros, com um perfil plano que antevê uma chegada ao ‘sprint’.

Fonte: Sapo on-line

“Equipa Portugal/Sexto lugar de Iuri Leitão e João Matias aproxima Portugal de Tóquio”

Por: José Carlos Gomes

Iuri Leitão e João Matias alcançaram, nesta noite, a sexta posição na prova de Madison da Taça do Mundo de Pista, em Milton, Canadá. Este resultado reforça a candidatura portuguesa aos Jogos Olímpicos de Tóquio, mantendo tudo em aberto até ao Campeonato do Mundo, a disputar na última semana de fevereiro, na Alemanha.

A dupla formada por dois corredores minhotos conseguiu o melhor resultado português na presente temporada da Taça do Mundo. Numa prova de grande intensidade, na qual pontuaram 12 das 15 seleções presentes, Iuri Leitão e João Matias somaram 15 pontos, concluindo a corrida à frente dos adversários diretos na luta pela qualificação olímpica. O desempenho de hoje mantém Portugal diante da Rússia na tabela de apuramento e permitiu ultrapassar a Irlanda.

A Holanda venceu folgadamente a corrida deste domingo, graças aos 76 pontos somados por Jan-Willem van Schip e Yoeri Havik. Os britânicos Ethan Hayter e Oliver Wood ficaram com a medalha de prata, depois de amealharem 50 pontos, mais doze do que os 38 que permitiram aos franceses Benjamin Thomas e Donovan Vincent Grondin fecharem o pódio.

O omnium feminino é a disciplina em que Portugal está mais perto do Tóquio e, nesta noite, Maria Martins mostrou o motivo. A ribatejana fez um concurso de grande qualidade, começando com o oitavo lugar em scratch, seguindo com a nona posição na corrida tempo e a quinta na eliminação. A representante portuguesa chegou à definidora corrida por pontos no quinto posto da geral de omnium.

No final, Maria Martins terminou na sexta posição, perdendo um lugar no derradeiro sprint da corrida. A ciclista da Equipa Portugal fechou a prova com 88 pontos. A vitória sorriu à estadunidense Jennifer Valente, com 134 pontos. A italiana Letizia Paternoster, com 114, e a irlandesa Emily Kay, com 102, completaram o pódio.

Ivo Oliveira foi o primeiro português a competir na ronda de Milton da Taça do Mundo, disputando o concurso olímpico de omnium, entre a noite de sábado e a madrugada de domingo. O gaiense foi o nono classificado, acrescentando 45 pontos ao pecúlio de Portugal, no ranking de qualificação olímpica.

O corredor da Equipa Portugal foi 12.º em scratch, sétimo na corrida tempo e nono na eliminação. Após a corrida por pontos, que fecha as contas do omnium, Ivo cotou-se como o nono melhor, com 75 pontos. O holandês Jan-Willem van Schip dominou, com 150 pontos, seguido pelo polaco Daniel Staniszewski, com 137, e pelo estadunidense Gavin Hoover, com 134.

Fonte: FPC

“Narciso foi o 3º melhor Português”

Texto: AfterTwo //works

Fotos: João Calado | FPCiclismo

Diogo Narciso foi o 3º melhor entre os atletas portugueses que este sábado disputaram no Velódromo Nacional em Sangalhos, o "Troféu Internacional Sunlive" em ciclismo de pista.

Numa competição que contou com a presença de atletas de 7 nacionalidades distintas, o ciclista da Sicasal-Torres Vedras concluiu o concurso olímpico de "omnium" na 5ª posição com um total de 108 pontos, mais 19 do que o seu colega de equipa Daniel Dias que terminou em 6º e menos 81 que o vencedor da prova, o francês Joffrey Degueurce.

O evento foi o terceiro e último a contar para a Taça de Portugal da modalidade, competição onde Diogo Narciso alcançou a 10ª posição do ranking final, enquanto Daniel Dias garantiu o 13º posto.

A competição na pista segue já no próximo fim-de-semana com a disputa do Campeonato Nacional, onde a equipa de Torres Vedras prevê apresentar-se com um maior número de representantes.

Fonte: Academia Joaquim Agostinho