sábado, 18 de novembro de 2017

“Antigo treinador da Sky assume autorizações de uso terapêutico para melhorar desempenho”

Shane Sutton diz que "é óbvio"

Por: Lusa

Foto: EPA

Shane Sutton, antigo treinador da Sky e da seleção britânica de ciclismo, reconheceu este sábado que a equipa recorreu a autorizações de uso terapêutico (AUT) para melhorar os desempenhos desportivos dos seus atletas.

"Se tiverem um desportista que está a 95% do seu melhor nível e que para atingir os 5% que lhe faltam, devido a uma lesão ou a algum motivo incapacitante, precisa de uma AUT, é óbvio que a vamos pedir", admitiu Sutton à BBC, no âmbito de um documentário que será difundido no domingo.

Uma das componentes da estratégia vencedora da Sky, que tem dominado a prova rainha do ciclismo mundial, a Volta a França, a seu bel-prazer, nomeadamente com Chris Froome, são os famosos 'marginal gains', ou seja, ganhos individuais, que permitem melhorar a performance coletiva.

Questionado sobre se os AUT poderiam ter sido utilizados no quadro desta estratégia, Sutton respondeu: "Essas melhorias podem passar pela obtenção de uma autorização de uso terapêutico? Sim, porque o regulamento assim o permite".

"Estamos numa 'profissão' na qual é preciso dar o melhor de si mesmo em relação aos adversários. No final do dia, o objetivo é esmagá-los, sem que seja atravessada a linha vermelha, coisa que nunca fizemos", sublinhou o antigo treinador da Sky.

As declarações de Sutton foram reveladas dias depois de a investigação à equipa britânica, movida pela Agência Britânica antidopagem na sequência da entrega de um pacote suspeito ao vencedor do Tour2012, Bradley Wiggins, durante o Critério do Dauphiné de 2011, ter sido arquivada.

A investigação não conseguiu comprovar que a substância contida na mala entregue a Wiggins fosse um corticoide proibido chamado triamcinolona.

Bradley Wiggins, que se retirou em 2016, foi o primeiro ciclista britânico a vencer a Volta a França. O seu antigo companheiro da Sky e compatriota Chris Froome é o atual grande dominador do Tour, tendo vencido a prova rainha do ciclismo mundial em 2013, 2015, 2016 e 2017.

Fonte: Record on-line

“Vilamoura recebe último triatlo de 2017”

Durante o próximo dia 26 de Novembro Vilamoura será palco de decisão do Campeonato Nacional Individual de Triatlo Longo 2017. O último Triatlo do ano receberá centenas de triatletas que competirão de olhos postos no maior título individual da longa distância do nosso país.

Com partida na Praia de Vilamoura, os participantes serão desafiados a percorrer 1,9km de natação nas águas do Algarve seguidos de 91,5km de ciclismo e de 21km de corrida. O segundo segmento da prova levará os triatletas a percorrer as estradas do município de Loulé e ficará marcado pela exigência imposta pela altimetria da Serra do Caldeirão. Um desafio que colocará à prova todos os participantes e que certamente condicionará a competição ao longo da corrida final disputada entre Vilamoura e Quarteira.

O Triatlo Longo de Vilamoura é um evento que conta este ano a sua terceira edição e é uma organização conjunta da Câmara Municipal de Loulé e da Federação de Triatlo de Portugal. Esperamos encontrar no Algarve o maior número possível de atletas e de apaixonados pela modalidade para a disputa do Campeonato Nacional Individual de Triatlo Longo e para celebrar o encerramento do calendário competitivo de 2017.~

Fonte: FTP

“Volta a Portugal Solidária”

Emigrante ganhou a bicicleta de Raúl Alarcón 

O vencedor da 79ª Volta a Portugal Santander Totta, Raúl Alarcón, despediu-se da bicicleta que o ajudou a alcançar a vitória no mês de agosto. Após a Volta, a Podium Events, organizadora da competição, adquiriu a bicicleta do vencedor para ser leiloada. Pelo terceiro ano consecutivo, os fundos angariados no leilão revertem na íntegra a favor da Associação Salvador, que vai aplicar os cerca de 3600€ alcançados no apoio ao desporto adaptado. 

Esta sexta-feira, 17 novembro, Alarcón entregou a bicicleta a Henrique Delgado, um fervoroso amante das duas rodas, que em 2015 venceu pela primeira vez o leilão da bicicleta campeã da Volta. “Queria uma bicicleta só para mim!”, gracejou Henrique Delgado. “A  bicicleta do Gustavo Veloso, que ganhei em 2015, dei-a ao meu pai. Ele usa-a todos os dias e não deixa ninguém tocar nela!” Emigrado em França há 14 anos, Henrique entrou no primeiro leilão por curiosidade, já conseguiu a segunda bicicleta, mas não pensa ficar por aqui: “Falhei o leilão de 2016 e já estou a pensar no próximo ano. Entretanto vou fazer umas corridas com o meu pai para ver se ganha o “Veloso” ou o “Alarcón”, concluiu em jeito de brincadeira.

A entrega da bicicleta decorreu nas instalações do Jornal de Notícias, em Lisboa, perante Ana Heleno, Diretora de Marketing e Comunicação na Global Media Group, Joaquim Gomes, diretor da Volta a Portugal em Bicicleta, Luis Rodrigues e Tiago Duarte da Associação Salvador, Nuno Ribeiro e Raúl Alarcón, da W52/FCPorto e Carla Ribeiro da KTM.

A Associação Salvador é uma instituição que combate a exclusão social de pessoas com deficiência motora. Mais informações em www.associacaosalvador.com

Fonte: Podium

“Prémio Nacional de Ambiente “Fernando” Pereira”

ASAE ganha premio 2016/2017
Texto e fotos: José Morais

A Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente (CPADA), constituiu em 1999 o Prémio Nacional de Ambiente “Fernando Pereira”, este nome escolhido é uma homenagem a um mártir da causa ambiental, o fotógrafo português Fernando Pereira, morto no ato de sabotagem do navio Greenpeace, qua há 29 anos, tentava impedir a realização de testes nucleares franceses no atol de Muroroa no Pacífico.

Anualmente, a Confederação assegura os prémios entregues aos galardoados e as menções honrosas, bem como a organização do evento, nomeadamente a escolha e o local, o processo de nomeações e apuramento dos premiados e a cerimónia de entrega.

Este ano, organizado em Lisboa no Hotel Suites do Marquês, a organização logística esteve a cargo da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), realizou no passado dia 16 de novembro.

O evento iniciou-se com o 27º Encontro Nacional de Onga’s pelas 13.30 com a receção aos participantes, seguindo-se pelas 14 horas a abertura e apresentação dos trabalhos, divididos em três painéis.

O primeiro, o Papel do Associativismo na Crise Ambiental e de Cidadania, Fogos florestais, Alterações Climáticas e Perdas de Biodiversidade, e Poluição.

Seguiu-se o segundo painel, sobe o tema, Voz Representantes das Onda’s. Terminando com o terceiro painel, como o tema Ambiente e Comunicação.

Pelas 18 horas iniciou-se a entrega do Prémio Nacional de Ambiente “Fernando Pereira” 2016/2017, o qual contou com a presença do Secretario Estado Florestas Desenvolvimento Rural Miguel Freitas, e Correia de Campos, antigo Ministro Saúde.

A cerimónia iniciou-se com a entrega do “Prémio Carreira” a título póstumo, a Henrique Schwarz, nascido a 27 de Novembro de 1941, e faleceu em 2017, com um corículo invejável, foi uma figura importante em defesa do nosso ambiente.

Seguiu-se depois a entrega das “Menções Honrosas”, as quais foram atribuídas à, PLATAFORMA DE ONG PORTUGUESAS SOBRE A PESCA (PONG-PESCA, à MONTIS - ASSOCIAÇÃO DE CONSERVAÇÃO DA NATUREZA, à PLATAFORMA ALGARVE LIVRE DE PETRÓLEO (PALP), e ao GRUPO FLAMINGO, que se destacaram pelas lutas ambientais.

Por último, o “PRÉMIO NACIONAL DE AMBIENTE “FERNANDO PEREIRA” 2016 / 2017”, sendo o premiado, a AUTORIDADE DE SEGURANÇA ALIMENTAR E ECONÓMICA (ASAE)

Para além das ações de fiscalização ao nível da restauração, a ASAE, tem também fiscalizado a lei do tabaco no âmbito da qualidade do ar interior, e no ano de 2016 instruiu 956 processos de contra ordenação relativos a entidades como a PSP, GNR, Guarda Fiscal e entidades administrativas dos quais 176 tiveram origem em ações de fiscalização da ASAE. Nas operações em alto mar a “ASAE” preocupa-se com a qualidade de congelamento e de armazenamento do pescado e tem apreendido barcos que exercem a pesca de tubarões para o aproveitamento de barbatanas; no âmbito da qualidade alimentar mandou encerrar um número significativo de restaurantes em Fátima, antes da visita do Papa e na cidade de Lisboa,
nas ruas circundantes da Av. Da Liberdade mandou encerrar um número significativo de restaurantes por falta de higiene; relativamente a dados da ASAE de doações de bens apreendidos efetuados durante o ano de 2016, 20.961€ em produtos alimentares, 247.667€ de produtos não alimentares, 4.4 toneladas, 72 embalagens e 532 unidades de produtos alimentares, 14.034 peças de vestuário e complementos e outros produtos não alimentares, distribuídos em 18 distritos e 47 concelhos, privilegiando 70 tipos de entidades beneficiárias, no passado estes produtos eram destruídos e a intervenção do inspetor geral permitiu fazer as entregas com qualidade a pessoas com carência. É de realçar o espírito de reutilização de produtos assim como a qualidade do ambiente, a qualidade do ar e a defesa da qualidade de vida. Em 2017 até ao final do mês de Agosto foram instaurados 495 processos de contraordenação, dos quais 155 tiveram origem em ações de fiscalização realizadas pela ASAE.