terça-feira, 5 de março de 2019

“NP-TV atualizou os seus canais com o “Vídeo da 17ª Bênção Nacional dos Ciclistas em Fátima.2019”

A Revista Notícias do Pedal acaba de atualizar o seu canal de televisão “Notícias do Pedal-TV” no YouTube e no MEO/KANAL com o Vídeo da 17ª Bênção Nacional dos Ciclistas em Fátima.2019”


Para ver o vídeo no MEO/KANAL, quem possuir MEO, pode aceder carregando na tecla verde do comando, inserir o código 531450, e ver no MEO/KANAL este e outros filmes, podendo consultar toda a programação. Podem ver ainda através do seguinte link: https://kanal.pt/lista-canais/comunicao-social/lisboa/vila-franca-de-xira/?display=grid&order=updated

“3º Congresso Técnico Científico”

No dia 30 de março irá realizar-se o 3º Congresso Técnico Científico promovido pela Associação de Treinadores de Triatlo de Portugal e que conta com vários palestrantes de relevo nacionais e estrangeiros ligados à modalidade.

Este congresso, acreditado pelo IPDJ para a formação contínua de Treinadores de Grau I, II e III, integra um programa diversificado e interessante onde se inclui um enquadramento do treinador da Federação Norueguesa de Triatlo Arild Tveiten. O técnico irá abordar o percurso da Federação desde 2012, altura em que esta se encontrava numa situação emergente para se transformar numa das candidatas a medalhas olímpicas em Tóquio 2020.

Outro dos temas a abordar é a intervenção do fisiologista do exercício no alto rendimento desportivo, preleção orientada por Dr. Amândio Santos, professor Associado da FCDEF da Universidade de Coimbra. António Fortuna, Diretor Técnico Nacional, irá apresentar o plano estratégico da FTP relativamente ao alto rendimento e Luís Lopes, docente da modalidade desportiva ‘ciclismo’ da ESDRM, irá desenvolver o tema da análise biomecânica do movimento.

Para além destes preletores, irá também marcar presença a Dra. Cristina Caetano, presidente da Associação Portuguesa da Fisiologia do Exercício e Sérgio Santos, presidente da Associação de Treinadores de Triatlo de Portugal.

3º Congresso Técnico Científico

Data: 30 de março

Hora: 9h-17h

Local: Auditório Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Valores de inscrição:

Público em geral: 40 euros

Estudantes: 36 euros

Sócios ATTP: 32 euros

Coffee breaks e almoço incluídos no valor de inscrição.

Caso pretenda inscrever-se neste 3º Congresso da ATTP pode fazê-lo até dia 27 de março para o e-mail geral.attp@gmail.com ou solicite mais informações pelo número 925 009 013.

Fonte: FTP

“Antigo presidente da Federação de Triatlo acusa atual direção de falta de ética”

Vasco Rodrigues alerta que o chumbo do Conselho Fiscal ao Plano de Atividades e Orçamento pode colocar em causa a modalidade

Por: Lusa

Foto: Paulo Calado

Vasco Rodrigues, presidente da Federação de Triatlo de Portugal (FTP), alerta que o chumbo do Conselho Fiscal (CF) ao Plano de Atividades e Orçamento (PAO) apresentado para 2019 pode colocar em causa o funcionamento de toda a modalidade.

O documento foi já chumbado por duas vezes em Assembleia Geral (AG), o que, de acordo com o presidente da FTP, eleito em 2016, "coloca tudo em causa". Vasco Rodrigues explica que o impasse resulta das divergências que se geraram entre a direção que lidera e o CF.

"Aquando das eleições, em 2016, a lista vencedora perdeu dois órgãos: o Conselho de Arbitragem e Competições e o Conselho Fiscal. A situação que vivemos hoje é fruto da incompatibilidade que se gerou entre a direção da FTP e o Conselho Fiscal", afirmou Vasco Rodrigues, em declarações à Lusa, apontando como objetivo último destes chumbos "mandar abaixo" a sua direção, "por forma a que o projeto não chegue a 2020".

Ainda assim, o dirigente reconhece que as contas dos dois primeiros anos de mandato são negativas. Embora sem números finais, Vasco Rodrigues avança que 2017 e 2018 devam significar um resultado líquido negativo de 100 mil euros, o que justifica com a aposta no Alto Rendimento e na promoção de provas internacionais.

"Estes números justificam-se com uma necessidade que tínhamos de apostar em algumas áreas chaves que até agora tinham sido desconsideradas. Uma delas é o Alto Rendimento. Fizemos uma aposta nesse sentido e foi esse o grande motor do aumento da despesa da federação nestes dois anos", admite o presidente da FTP, que reitera que é necessário "cortar algumas despesas exageradas", dando como exemplo a presença em eventos internacionais, onde, assume, que o organismo não esteve bem do ponto de vista financeiro.

Fernando Feijão, antigo presidente da FTP e que antecedeu a Vasco Rodrigues no cargo, tem sido um dos principais críticos da sua liderança e sublinha que deixou a federação com as contas sanadas, "depois de quatro anos de trabalho árduo", que agora diz estarem a ser completamente desperdiçados.

"Quando saí da FTP, em 2016, deixei as contas organizadas, com tudo pago e dinheiro para receber. O que temos agora são milhares de euros de prejuízo e a modalidade a regredir", aponta Fernando Feijão, que considera que o adiamento e cancelamento permanente de provas, assim como a participação cada vez menor, se deve à falta de qualidade das provas propostas por esta direção, que acusa de não ter qualquer estratégia para a modalidade.

Em entrevista à Lusa, o antigo presidente da FTP, que liderou o organismo de 2012 a 2016, frisa que não o move qualquer sentimento de "vingança" contra esta direção, não pretende voltar ao cargo, mas diz sentir tristeza por ver destruído o trabalho que foi feito durante o seu mandato. Quanto aos dois chumbos da AG ao PAO proposto pela atual direção, Fernando Feijão diz que a mensagem é bastante clara e que a demissão é o único caminho que resta aos atuais responsáveis da FTP.

"Não haver ainda um plano de atividades em março é algo inédito e que na FTP nunca aconteceu. Depois de dois chumbos em AG, se calhar ainda vamos para um terceiro, pois ficou claro que este não é um plano exequível e que mantém a tendência de gastos excessivos. Se houvesse um pouco de ética, as pessoas tinham-se demitido depois destes chumbos. Mas não, apresentam sempre a mesma coisa e parece que se quer chegar à aprovação pela exaustão ou até haver uma AG mais favorável que consiga a aprovação", acusa.

Fonte: Record on-line

“Georg Preidler e Stefan Denifl suspensos por suspeita de doping”

Organismo diz ter "recebido informações complementares em relação às confissões"

Foto: Reuters 1/2

Georg Preidler e Stefan Denifl foram suspensos pela União Ciclista Internacional (UCI), com efeitos imediatos, por envolvimento num escândalo de doping.

A UCI diz ter "recebido informações complementares em relação às confissões" dos dois corredores austríacos, assegurando a colaboração com a agência antidopagem austríaca no âmbito dos respetivos processos disciplinares.

Preidler foi despedido pela Groupama-FDJ, na segunda-feira, depois de ter reconhecido ter retirado duas vezes sangue no fim do ano de 2018.

Já Denifl, vencedor de uma etapa da Volta a Espanha em 2017, que está sem equipa depois de rescindido contrato com a CCC, equipa com a qual tinha vínculo para esta temporada.

As polícias austríacas e alemã desmantelaram uma rede internacional de dopagem sedeada em Erfurt, na Alemanha, que era dirigida por um médico alemão.

Desta operação resultou a detenção de cinco esquiadores, dois atletas austríacos, dois estónios e um cazaque, durante os Mundiais de esqui nórdico, que ocorreram em Seefeld, na Áustria.

Fonte: Record on-line