quarta-feira, 30 de novembro de 2016

“Troféu Internacional Litério Marques”

Estrelas da pista aceleram em Sangalhos

O Velódromo Nacional, em Sangalhos, Anadia, recebe, entre 16 e 18 de dezembro, o Troféu Internacional Litério Marques, prova de classe 1 mundial, que vai atrair a Portugal alguns dos melhores ciclistas de pista internacionais.

As inscrições para o evento só encerram no dia 9 de dezembro, mas já estão registados corredores de 14 países diferentes: África do Sul, Bélgica, Eslováquia, Espanha, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Grécia, Holanda, Irlanda, Noruega, Polónia, Portugal e Suíça.

O espactáculo está garantido, uma vez que entre aqueles que já se inscreveram constam nomes que andam pelos lugares cimeiros na Taça do Mundo de pista. É o caso do polaco Szymon Sajnok, comandante na disciplina olímpica de omnium, do irlandês Felix English, quarto na disciplina de scratch, da belga Nicky Degrendele, segunda em keirin e terceira em velocidade, e da norueguesa Anita Yvonne Stenberg, quinta no ranking da Taça do Mundo de omnium.

Estarão também em pista os melhores especialistas portugueses, destacando-se a presença dos dois lusos que foram medalhados na presente temporada, o sub-23 Ivo Oliveira e a júnior Maria Martins.

O público tem acesso gratuito às bancadas, podendo contar com três dias de emoções fortes e de alta velocidade. Na sexta-feira, 16 de dezembro, há corridas entre as 16h30 e as 20h00. No dia seguinte, o programa prevê competição entre as 9h30 e as 13h15 e entre as 16h00 e as 21h00. No dia 18, as provas arrancam ás 9h30, estendendo-se até às 15h00.

As disciplinas que compõem o programa são velocidade, keirin, scratch, corrida por pontos, omnium, Madison, perseguição individual e 1 km e 500m contrarrelógio.

Além das seleções nacionais, podem participar ciclistas em representação das suas equipas, sendo uma oportunidade para os clubes e os corredores portugueses ganharem experiência ao mais alto nível. Vão competir ciclistas de elite e juniores de ambos os sexos e sub-23 masculinos.

Fonte: FPC

“Jack Bobridge abandona a carreira aos 27 anos”

Australiano deixa competição devido a artrite reumatóide

Por: Lusa

Foto: Getty Images

O ciclista australiano Jack Bobridge, tricampeão mundial de pista e duas vezes vice-campeão olímpico, anunciou esta quarta-feira que vai abandonar a competição, aos 27 anos, devido a artrite reumatóide.
O ciclista foi diagnosticado em 2010 com a doença crónica, mas agora optou por deixar a bicicleta.
"Pelos problemas que me pode causar a doença, se continuar, tenho a certeza de que o desporto de alta competição não merece esse sacrifício. Nem sequer ponderei uma segunda vez", explicou Bobridge ao jornal australiano Adelaide Advertiser.




 

 

“Nova edição da Revista Notícias do Pedal”

Já está on-line mais uma edição da “Revista Notícias do Pedal”, a edição de novembro número 255, contém uma grande diversidade de notícias, nas mais diversas modalidades, mensalmente pode ser visualizada a nossa revista em: www.noticiasdopedal.com não esquecendo o nosso espaço diário em: http://revistanoticiasdopedal.blogspot.pt

terça-feira, 29 de novembro de 2016

“Mega Bike Mannequin Challenge”

Texto: José Morais

Foto: Arquivo Notícias do Pedal

Quando está na moda o “Mannequin Challenge” um pouco por todos os quatro cantos do Mundo, porque não fazer-mos um “Mega Bike Mannequin Challenge”. Escolhemos Lisboa para a sua realização, e nada melhor do que no “Primeiro Passeio do Ano 2017” para fazermos um momento inesquecível, e juntar o maior número de pessoas, sendo uma das mais bonitas e emblemáticas Praças da Europa, a escolhida é a Praça do Comercio, também conhecido pelo Terreiro do Paço.

O dia marcado será 8 de janeiro de 2017, antes da partida para o “Primeiro Passeio do Ano” e queremos juntar muitas bicicletas, com utilizadores de todas as idades, para depois todos em conjunto, e da forma mais original que desejarem espalhados pela Praça do Comercio, podermos fazer a maior concentração do “Mannequin Challenge” um “Mega Bike Mannequin”.

Marque já na sua agenda, participe, divulgue, e leve um amigo, vai ser dia um grande dia de festa, participe no vídeo, esperamos por si.

Dia 8 de Janeiro de 2017 vamos todos fazer o " Mega Bike Mannequin Challenge" em Lisboa, nós vamos lá estar, e vamos recolher todas as imagens para o vídeo, que vai sem dúvida marcar todos os presentes.
 
 

“Sócio da FPCUB ou Novos Sócios… – Aproveite a campanha…”

Já é sócio da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), as quotas de 2017 já se encontram a pagamento, se pagar até 31 de dezembro de 2016, beneficie e pague apenas 28.50 € em vez dos 29.50 €, que pagará a partir de 1 de janeiro de 2017 pode fazer os pagamentos da seguinte forma:

TRANSFERÊNCIA BANCÁRIA

NIB: 0007.0000.00909800152.23

IBAN/BIC: PT50 0007 0000 0090 9800 1522 3

BESCPTPL

Enviar o comprovativo de transferência para fpcub@fpcub.pt

CHEQUE OU VALE POSTAL

Enviar à ordem de Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta para:

Rua Bernardo Lima 35, 2º B. 1150-075 Lisboa

No caso de envio de cheque, imprimir e preencher a ficha de renovação 2017 ficha de renovação 2017

Se quer ser Sócio aproveite e pague até ao final do ano apenas 28.50 €, aceda a ficha de Novas Inscrições: http://www.fpcub.pt/socios/nova-inscricao



Para qualquer esclarecimento, e informação pode contactar a : FPCUB – Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) na Rua Bernardo Lima 35, 2º B - 1150-075 Lisboa.

Pelos telefones: 213 159 648 / 912 504 851 - Fax: 213 561 253 ou E-mail: fpcub@fpcub.pt ainda pode consultar o site em: www.fpcub.pt

Seja sócio, e aproveite as condições, e pedale em segurança, 24 horas por dia, 365 dias por ano em Portugal ou qualquer parte do mundo, com responsabilidade civil e acidentes pessoais sem franquias, porque a segurança é o seu bem-estar.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

“Guimarães acolhe a Gala da Associação de Ciclismo do Minho”

A cidade de Guimarães vai acolher a Gala de Encerramento da Época Desportiva de 2016 da Associação de Ciclismo do Minho, estando a iniciativa agendada para o dia 10 de dezembro, a partir das 15 horas, no Centro Cultural Vila Flor.

Na 8ª edição da Gala da ACM a promover no Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor (www.ccvf.pt) serão homenageados os atletas minhotos que se sagraram Campeões Nacionais em 2016 e que conquistaram resultados de relevo a nível internacional. De igual modo, serão entregues os prémios finais do Campeonato do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã, Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros, Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION, Campeonato do Minho de BTT XCM - Raiz Carisma e das Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã e de BTT XCO - MAPFRE | Seguros.

O programa da Gala incluirá vários momentos de animação e a entrada será livre (até ao limite da capacidade do espaço).

Instituição de Utilidade Pública e representante no Minho da Federação Portuguesa de Ciclismo (entidade detentora do Estatuto de Utilidade Pública Desportiva), a Associação de Ciclismo do Minho (www.acm.pt) foi fundada em 1977 e é uma associação sem fins lucrativos que tem como objeto a promoção e regulamentação do ciclismo, nas suas diversas vertentes, em toda a região do Minho (distritos de Braga e Viana do Castelo).

Fonte: ACM

“43.ª Volta ao Algarve”

Primeiras 18 equipas já estão confirmadas

O pelotão da 43.ª edição da Volta ao Algarve começa a ganhar forma, sendo já conhecidas 18 das equipas que vão pedalar no Sul de Portugal, entre 15 e 19 de fevereiro de 2017.

A organização, a cargo da Federação Portuguesa de Ciclismo, reserva lugar para as seis equipas continentais portuguesas que, previsivelmente, irão constituir-se para a época de 2017.

Além das formações lusas, garantiram já a presença 12 equipas, oriundas de quatro continentes e de nove países: África do Sul, Alemanha, Bélgica, Cazaquistão, Colômbia, Espanha, Estados Unidos da América, Rússia e Suíça. 

Destacam-se, entre as primeiras equipas confirmadas, sete blocos do WorldTour, a primeira divisão mundial do ciclismo: Astana, Bora-hansgrohe, Cannondale-Drapac, Dimension Data, Katusha-Alpecin, Lotto Suudal e Quick-Step Floors.

Estão também confirmadas quatro equipas de categoria Continental Profissional: a belga Wanty-Groupe Gobert, vencedora do ranking UCI Europe Tour em 2016, a Gazprom-RusVelo, principal equipa de ciclismo da Rússia em 2017, a espanhola Caja Rural-Seguros RGA, que tem nas fileiras o português Rafael Reis, e a colombiana Manzana Postobón, que conta com o luso Ricardo Vilela e que é um emblema, em toda a América Latina, da mensagem por um ciclismo ético.

Dos Estados Unidos da América vai chegar a Continental Rally Cycling, equipa que todos os anos compete em Portugal e que assegurou a presença na Volta ao Algarve de 2017 por ser um conjunto que vence frequentemente nas corridas lusas em que participa.

O pelotão da 43.ª Volta ao Algarve ainda não está fechado, decorrendo contactos com equipas das categorias WorldTour e Continental Profissional, prevendo-se que a corrida volte a ter à partida 24 coletivos, número alcançado em 2016.

O percurso definitivo da competição será conhecido nos próximos dias, sabendo-se já, contudo, o perfil genérico das etapas. A primeira vai ligar Albufeira a Lagos, sendo uma viagem propícia para um final ao sprint. Segue-se uma tirada entre Lagoa e o Alto da Fóia (Monchique), onde os pretendentes ao triunfo final terão de aplicar-se a fundo. Ao terceiro dia vai disputar-se um contrarrelógio individual de 18 quilómetros, em Sagres. Os sprinters terão nova oportunidade na

quarta etapa, que ligará Almodôvar a Tavira. A quinta e última tirada começa no centro de Loulé e termina na curta mas inclinada subida para o alto do Malhão.

Equipas confirmadas

WorldTour: Astana (CAZ), Bora-hansgrohe (GER), Cannondale-Drapac (EUA), Dimension Data (RSA), Katusha-Alpecin (SUI), Lotto Suudal (BEL) e Quick-Step Floors (BEL).

Continental Profissonal: Caja Rural-Seguros RGA (ESP), Gazprom-RusVelo (RUS), Manzana Postobón (COL) e Wanty-Groupe Gobert (BEL)

Continental: seis equipas portuguesas e Rally Cycling (EUA)

Fonte: FPC

“Triatlo de Vilamoura”

MARCO SOUSA e GONÇALO NEVES

Vice-Campeões Nacionais de Triatlo Longo

Terminou da melhor maneira a época de 2016 para a Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas, MARCO SOUSA e GONÇALO NEVES sagraram-se Vice-Campeões Nacionais de Triatlo Longo, nas categorias de Veteranos 1 (40-44anos) e Veteranos 2 (45-49anos), respectivamente.

 Realizou-se no domingo, dia 27/Novembro em Vilamoura, a prova única do Campeonato Nacional Individual de Triatlo Longo (1.900m de natação, 90kms. de ciclismo e 21,1kms. de corrida), última prova do calendário desportivo de triatlo em 2016, que contou com a presença de 2 triatletas torrejanos, Marco Sousa e Gonçalo Neves.

Depois da experiência no triatlo de longa distância em Cascais no passado mês de Setembro, Marco Sousa decidiu rumar até ao Algarve este fim-de-semana para participar no Campeonato Nacional Individual de Triatlo Longo, e apesar das muitas dificuldades que sentiu no segmento de ciclismo, terminou esta prova em 5h12m, e com este tempo alcançou a 2ªposição no seu escalão de Veteranos 1, sagrando-se Vice-Campeão Nacional de Triatlo Longo em 2016, e terminando assim a sua melhor, a mais longa e preenchida época de triatlo.

 Gonçalo Neves foi outro triatleta torrejano que terminou a sua época da melhor maneira, ao sagrar-se também nesta prova de Vilamoura, Vice-Campeão Nacional de Triatlo Longo em 2016, mas no escalão de Veteranos 2. Ao contrário de Marco Sousa, esta não foi uma época com participação em muitas provas, uma vez que um acidente de bicicleta no início de 2016, o impediu de treinar durante alguns meses. No entanto, Gonçalo Neves que regressou à competição em 2015, continua a obter bons resultados, e foi também até ao Algarve conquistar este título na longa distância, depois da sua participação em algumas provas de IRONMAN nestes últimos 2 anos.

Fonte: Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas




 

domingo, 27 de novembro de 2016

“Taça de Portugal de Ciclocrosse”

Vítor Santos e Joana Monteiro ganham etapa transmontana

Vítor Santos (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão) e Joana Monteiro (ASC/Focus Team/Vila do Conde) venceram hoje, em Torre Dona Chama, Mirandela, as provas de elite da segunda etapa da Taça de Portugal de Ciclocrosse.

A corrida de elite masculina foi eletrizante do princípio até ao final, com a pista a encher-se de emoção com o duelo, ao segundo, entre dois corredores da Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão, Vítor Santos e Roberto Ferreira, e um representante da ASC/Focus Team/Vila do Conde, Mário Costa.

O trio deixou os demais para trás e comandou a corrida até final. A prova acabou por decidir-se por diferenças escassas. Vítor Santos triunfou, deixando Mário Costa apenas a 3 segundos e Roberto Ferreira a 7 segundos. Nas contas da geral, este resultado permitiu ao campeão nacional, Vítor Santos, empatar no topo da tabela com Mário Costa, deixando a competição ao rubro para as próximas jornadas.

Joana Monteiro foi claramente superior na corrida de elite feminina. Cortou a meta com uma margem folgada, 2m18s, sobre a concorrente mais direta, Ana Rita Vigário (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão). Cecília Araújo (ProRebordosa/Garrafeira Gomes/Oforsep) foi a terceira classificada, a 5m38s.

Carlos Salgueiro (ProRebordosa/Garrafeira Gomes/Oforsep) impôs-se entre os juniores, com um desempenho que lhe permitiu cimentar a primeira posição na geral da Taça. Raquel Queirós (ASC/Focus Team/Vila do Conde) foi a mais forte na categoria feminina de sub-23, mas Marta Branco (Maiatos/Reabnorte/BikeZone), segunda classificada, segurou o primeiro posto na geral.

Em cadetes brilharam os corredores que já haviam triunfado em Vouzela, Tiago Sousa e Ana Santos, ambos do ASC/Focus Team/Vila do Conde.

Os veteranos masculinos que chegaram a Torre Dona Chama na frente da Taça de Portugal reforçaram a posição neste domingo, pois voltaram a ganhar. Aconteceu ao master 30 Rúben Nunes (ASC/Focus Team/Vila do Conde), ao master 40 António Sousa (ProRebordosa/Garrafeira Gomes/Oforsep), e ao master 50 Rodolfo Lopes (EDV-Viana Cycles/EntrePortas/MyPharma). Raquel Marques (ASC/Focus Team/Vila do Conde) ganhou a corrida transmontana de masters femininas, mas Marina Leitão (Vasconha BTT Vouzela) mantém o lugar no topo da geral.

João Cruz (ASC/Focus Team/Vila do Conde) foi o melhor juvenil, numa corrida que não pontua para qualquer ranking e que pretende servir de primeiro contacto com esta disciplina para os jovens que estão em transição das escolas para as categorias de competição.

A terceira etapa da Taça de Portugal de Ciclocrosse vai realizar-se na Quinta do Anjo, Palmela, no dia 18 de dezembro.

Fonte: FPC

“Encontro Anual de Associações de Defesa do Ambiente (ONGA’s) ”

Texto e fotos: José Morais

A Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente, fundada em 1991, é a maior organização ambientalista do País, integrando 116 ADA/ONGA (Associações de Defesa do Ambiente/Organizações Não Governamentais de Ambiente) de âmbitos Nacional, Regional e Local, do Continente e Regiões Autónomas, que representam, no seu todo, muitas dezenas de milhares de associados.

Como objetivos gerais a defesa do ambiente, nas suas múltiplas vertentes, em particular através do fenómeno do associativismo, entre outras funções compete à Confederação promover e assegurar o intercâmbio de informações e experiências entre as suas associadas e gerir os processos de eleição de representantes das ONGA em Organismos Públicos de acordo com o “Regulamento de Representação das ADA/ONGA em Organismos Públicos”, sendo escolhido este ano como tema geral do ENADA 2016 “As organizações de ambiente no caminho do futuro”, estes encontros anuais são oportunidades para debate e reflexão sobre os desafios do desenvolvimento sustentável na atualidade, o papel das ONGA na sociedade e quais as vias para a sociedade e o futuro que queremos.

A Confederação organiza todos os anos o Encontro Nacional de Associações de Defesa do Ambiente, o qual pretende reforçar cada vez mais a ligação entre ONGA’s, este ano realizou o seu 24º Encontro este sábado 26 de novembro, no Auditório do Centro de Interpretação do Monsanto, em Lisboa, juntamente com o “Prémio Nacional de Ambiente Fernando Pereira”, este prémio foi instituído e 1999 pela Confederação, sendo o seu nome escolhido em homenagem a um dos mártires da causa ambiental, o fotógrafo português Fernando Pereira, morto no acto de sabotagem do navio do Greenpeace, que há 28 anos tentava impedir a realização de testes nucleares franceses no atol de Muroroa no Pacífico, destinando-se o prémio a galardoar a pessoa, instituição ou empresa que em cada ano se distinga na sua ação como “amiga do ambiente”.

Os trabalhos do encontro iniciaram-se pelas 9 horas com a receção dos participantes, pelas 10 horas foi tempo de dar uma volta por Monsanto, depois tiveram inícios os trabalhos com dois painéis, o primeiro tema o “Papel da Sociedade Civil para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” e o segundo tema, “A Importância da Ética Ambiental nos movimentos” com intervenções e debates. Após a pausa para almoço cerca das 13,30, os trabalhos iniciaram-se pelas 14,30, com o terceiro painel, sobre o tema, “Uma sociedade para além do petróleo”.

Cerca das 16,15 teve inicio a entrega pública do “Prémio Nacional de Ambiente Fernando Pereira 2015/2016”, sendo Filipe Duarte dos santos galardoado com o “Prémio Nacional de Ambiente”, Maria do Céu Sampaio com o “Prémio Carreira”, e ainda para Manuel Antunes e Conceição Martins, tiveram menções honrosas, dando assim por final a 24º edição do Encontro Anual de Associações de Defesa do Ambiente (ONGA’s), um evento que mais um ano teve o apoio e a organização da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB).

sábado, 26 de novembro de 2016

“Principais provas do calendário vão ter equipas mais pequenas”

Elencos reduzidos de nove para oito ciclistas nas Três Grandes Voltas

Por: Lusa

Foto: Reuters

Os organizadores das provas mais importantes do calendário internacional, incluindo as três grandes voltas, anunciaram esta sexta-feira que decidiram reduzir o número de ciclistas por equipa nas suas corridas.
Em comunicado, a RCS Sport, a Flanders Classics e a ASO explicaram que o número de corredores no Tour, Giro e Vuelta será reduzido de nove para oito e que nas restantes provas passará a ser de sete.

De acordo com os organizadores, esta redução pretende, em primeiro lugar, "melhorar as condições de segurança dos corredores, para que o pelotão seja menos invasivo em estradas que contam com uma maior quantidade de mobiliário urbano".
O outro propósito dos patrões das corridas é dificultar o domínio absoluto de uma equipa, como fez a Sky na última Volta a França, "para alegria de todos os adeptos do ciclismo".
Esta decisão será efetiva a partir da temporada de 2017 e não implicará nenhuma mudança no número de equipas inscritas.
Além das três grandes voltas, as três empresas também organizam competições como a Paris-Nice, a Liège-Bastogne-Liège, a Flèche Wallonne, a Tirreno-Adriático ou a Milão-San Remo.

Fonte: Record on-line

“Equipa de Rui Costa aguarda por licença World Tour”

Candidatura da TJ Sport ainda está sob análise

Por: Lusa

Foto: Lusa

A candidatura da TJ Sport, equipa do português Rui Costa, a uma licença WorldTour ainda está sob análise, indicou esta sexta-feira a União Ciclista Internacional (UCI), que confirmou 17 formações no escalão principal da modalidade.
De acordo com a nota publicada na página da UCI, a candidatura da nova equipa, com sede na China e que contará com Rui Costa como uma das principais figuras, "ainda está sob análise da Comissão de Licenças".

Entre as formações que vão ter estatuto WorldTour em 2017 as novidades são a Bora-Hansgrohe, do português José Mendes, que sobe à elite graças à contratação do bicampeão mundial Peter Sagan e o polaco Rafal Majka, bronze no Rio2016, e a Bahrain-Merida, que contratou a 'estrela' italiana Vincenzo Nibali.
No comunicado, a entidade que tutela o ciclismo mundial salienta que as licenças foram atribuídas de acordo com as regras da UCI e que seguiram uma análise "administrativa, ética, financeira e desportiva" criteriosa.

Fonte: Record on-line

“Atualização do Canal NP-TV com o “Vídeo 6º Festival Bicicleta Solidária.2016”

A Revista Notícias do Pedal acaba de atualizar o seu canal de televisão “Notícias do Pedal-TV” no YouTube e no MEO/KANAL com o “Vídeo 6º Festival Bicicleta Solidária.2016”


Para ver o vídeo no MEO/KANAL, quem possuir MEO, pode aceder carregando na tecla verde do comando, inserir o código 531450, e ver no MEO/KANAL este e outros filmes, podendo consultar toda a programação. Podem ver ainda através do seguinte link: https://kanal.pt/lista-canais/comunicao-social/lisboa/vila-franca-de-xira/?display=grid&order=updated 

Desejamos que passem e recordem bons momentos.

“Reportagem na “TV Ciclismo” “4º Passeio Prova da Castanha.2016”

Já está on-line a reportagem na “TV Ciclismo”, “4º Passeio Prova da Castanha.2016” realizado na Amadora no passado sábado 19 de novembro, a mesma pode ser visualizada em: http://www.tvciclismo.pt/estrada/383/3/4-prova-da-castanha/ ou em: http://www.tvciclismo.pt onde pode ainda visualizar outras notícias, e assistir a emissões em direto, coloque já nos seus favoritos.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Última hora…Relembrar o novo espaço da “Galeria Multimédia”

Por: José Morais/FPCUB

Como é do conhecimento de todos, a “Google” adquiriu o “Picasa”, o qual até “Julho de 2016” possuía um espaço onde se poderia alojar fotografias e criar álbuns, os quais eram depois publicados por ordem de publicação, a “Página Principal” apresentava todos os álbuns, bastava escolher, clicar, e visualizar as respetivas fotos.

A partir de “Agosto de 2016”, todos os “Álbuns” passaram para o “Google Fotos” e deixou de haver “Página Principal”, todos “Os Álbuns se Mantém”, mas “Deixaram de Estar por Ordem de Publicação” o que passou a ser mais difícil e complicado escolher os álbuns.

Com estas alterações, tentamos arranjar uma solução a “Galeria Multimédia”, onde todos possam ter acesso, da maneira mais prática e simples, visualizar todos os álbuns, criamos assim um “Blogue”, onde podem escolher o “Mês” da “Realização do Evento”, e ai, “Escolherem o Mesmo”, clicando e visualizando as fotos.

Este novo espaço ficará com “Ligação Direta” às redes sociais, “Facebook e Twitter” assim que forem publicados novos álbuns os mesmos serão de imediato divulgados, pode ainda quem quiser, subscrever o novo “BLOGUE da GALERIA MULTIMÉDIA”, inserindo o seu mail na caixa colocada do vosso lado esquerdo, recebendo depois a informação, ou ainda diretamente em: http://galeriamultimediafotos.blogspot.pt .

Nesta primeira fase, vai arrancar apenas com os últimos três meses, “Agosto, Setembro e Outubro”, e brevemente estarão também disponíveis todos os outros álbuns, pedindo mais uma vez desculpa por esta situação, que nos ultrapassou, ficam os votos de bons momentos de recordação.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

“LA Alumínios-Metalusa-Blackjack anuncia três contratações”

Ciclistas César Fonte e Hugo Sancho e paraciclista Telmo PinãoCésar Fonte, de 29 anos, chega da Rádio Popular-Boavista

Por: Lusa

Foto: Filipe Farinha

A LA Alumínios-Metalusa-Blackjack, nova equipa do pelotão nacional, anunciou esta quarta-feira a contratação dos ciclistas César Fonte e Hugo Sancho e do paraciclista Telmo Pinão.
César Fonte, de 29 anos, chega à equipa de Albergaria-a-Velha proveniente da Rádio Popular-Boavista.

"Estou muito entusiasmado de correr na LA Alumínios-Metalusa-Blackjack. Sempre fui um corredor que se soube defender bem nas subidas. Destacando-me como trepador, tenho como objetivo principal ajudar a equipa e principalmente o nosso líder [Edgar Pinto] a conquistar o seu maior sonho, que é ganhar a Volta a Portugal", assumiu Fonte, citado em comunicado.
Já Hugo Sancho, de 34 anos, transita da extinta LA-Antarte, que esteve na génese desta nova formação.
A equipa conta também com uma vertente de paraciclismo, tendo anunciado a contratação de Telmo Pinão, que foi 12.º no contrarrelógio dos Jogos Paralímpicos Rio2016.

Fonte: Lusa

“José Mendes Bike Day - Evento solidário (1 de dezembro)”

José Mendes Bike Day é a designação do evento solidário que se realizará no dia 1 de dezembro em Selho São Jorge (Pevidém - Guimarães) freguesia de onde é natural o ciclista profissional José Mendes, Campeão Nacional e o primeiro ciclista vimaranense a participar no Tour de France e nos Jogos Olímpicos.

Com organização conjunta da Junta de Freguesia de Selho São Jorge e da Associação de Ciclismo do Minho, o José Mendes Bike Day integrará um passeio e um mini passeio de bicicleta (cujas receitas terão um fim solidário) e muitas surpresas e atividades complementares. A instituição beneficiária do Passeio 100% solidário deste ano são os Bombeiros Voluntários de Guimarães e as inscrições podem ser efetuadas em www.acm.pt.

O José Mendes Bike Day será uma oportunidade para pedalar ao lado do ciclista José Mendes (que representa a equipa Bora - Argon 18) e de outros atletas de renome. Com início marcado para as 9 horas do dia 1 de dezembro, nas imediações da Junta de Freguesia de Selho São Jorge, a iniciativa terá percursos de dificuldade baixa (passeio e mini passeio), procurando-se assim incentivar a participação de todos os interessados, independentemente da idade e da condição física.

As inscrições revertem integralmente para os Bombeiros Voluntários de Guimarães, custando 5 euros para maiores de 10 anos (gratuitas para menores de 10 anos). As inscrições podem ser efetuadas no website da Associação de Ciclismo do Minho (www.acm.pt) e na Junta de Freguesia de Selho São Jorge.

O José Mendes Bike Day tem o apoio da Junta de Freguesia de Selho São Jorge, Associação de Ciclismo do Minho, Federação Portuguesa de Ciclismo, Extremebike, Citykbike, Like Bike, Bikezone, Muc-Off, AgilStore, Openvision e Digitall.

Natural de Guimarães e formado em clubes da Associação de Ciclismo do Minho, José Mendes sagrou-se em 2016 Campeão Nacional de Ciclismo de Estrada (Elites), depois de ter conquistado os títulos nacionais de contrarrelógio de juniores e cadetes e de ciclismo estrada (cadetes). Em 2007 venceu a Volta a Portugal do Futuro, tendo sido o primeiro ciclista vimaranense a participar nos Jogos Olímpicos e na Volta a França.

Iniciou-se na modalidade no Centro Ciclista de Pevidém e conquistou, desde os escalões de formação, resultados de destaque, tanto ao serviço da Seleção Nacional como de clubes, vencendo diversas provas em Portugal e no estrangeiro.

Na história da modalidade José Mendes ficará também conhecido como o primeiro português a participar no Campeonato do Mundo de Ciclismo Universitário, em 2006, no qual ficou em 14º lugar no contrarrelógio individual e 17º na prova em linha.

Fonte: ACM

“PROGRAMA PASSEIO PAIS NATAL”


O Município de Ovar em Colaboração com a Fullsport irá levar a efeito a III edição da S Silvestre de Ovar.

Este Ano a grande novidade é incluir nos Festejos um passeio de Pais Natal em Bicicleta, convidamos desde a participar gratuitamente nesta festa

A) Concentração junto á Camara Municipal de Ovar

B)16H00 Passeio Pais Natal / Chegada prevista 16h45

Inscrições grátis

Fonte: Fullsport

“Estatísticas da semana”

Mais uma semana que as nossas estatísticas estiveram em alta no Facebbok, a aposta que tem em nós dá-nos cada vez mais força para fazermos ainda mais, assim na última semana aumentamos as “Visitas na Página” em “+12,0%”, o “Alcance total por semana” foi de “+95,3%”, tivemos uma subida nas “Pessoas envolvidas” de “+131,0%”, e por fim o “Número total de Gostos da Página” a subir mais “+0,5%”.

Com estes resultados só temos uma palavra “Obrigado”

 A redação.

“O idoso e a bicicleta…”

Texto: José Morais

Fotos: Arquivo Notícias do Pedal

A bicicleta cada vez mais está inserida na vida das pessoas, seja como forma de prática desportiva, como lazer, ou uso diário como transporte alternativo, tendo nos últimos anos aumentado o seu consumo, e utilização.

A cada dia que passa, aumenta o número de sedentários que decide, por conta própria ou por ordem médica, fazer alguma atividade física, sedentarismo é hoje considerado doença, só não sai para a vida quem desconhece as possibilidades oferecidas, e muitos são os que utilizam a bicicleta para combater esse sedentarismo.

Bem trabalhado o corpo, responde com sensível melhoria, e com isto descobre-se que a vida é uma porta aberta para o prazer, o equilíbrio, a liberdade, a felicidade, independente da idade, sendo impressionante a grande capacidade de adaptação do corpo humano, numa série de fatores individuais, influencia no processo de construção de um condicionamento físico, o que pode levar a um processo mais ou menos trabalhoso, mas de uma forma ou de outra a melhora sempre a vida, o bem-estar, com uma saúde mais saudável.

Em qualquer mudança o presente e o passado devem ser levados em consideração, mas sem dramas nem amarras, já que, o que somos hoje, é o resultado do que construímos, ou destruímos no passado ao longo dos anos, cada problema ocorrido, mesmo que tenha sido bem curado, deixa uma cicatriz, a qual é um sinal, um alerta, mas certamente não é um ponto final.

Recomeçar a prática desportiva nem sempre é fácil, mas vale sempre a pena tentar, o que define onde se irá chegar é o grau de determinação, serenidade, consciência de trabalho e principalmente ter sabedoria para descansar de maneira produtiva, o equilíbrio entre trabalho, exercício, e repouso, é a essência da colheita de um bom fruto que se podem tirar bons resultados.

A pergunta que se deve fazer é…que qualidade de vida você pretende ter daqui para frente, não interessa mais o que fez no passado, porque o que passou, passou, e se passou não volta mais, envelhecer é inevitável, ninguém pode impedir o envelhecimento, mas pode fazer com que tenha um envelhecimento melhor e mais saudável, olhar este momento da vida com inteligência, é viver bem agora, construindo um futuro mais saudável, e é necessário dar o devido respeito ao passado, que é uma nossa referência tatuada pelo corpo, mente e alma, por isso, não transforme o passado no norte da bússola da sua vida, porque isso é um erro fatal, use as experiências passadas como referência, para não repetir erros no futuro.

Normalmente temos uma visão míope do que somos, e de nossas reais capacidades e possibilidades, não se deve apegar ao que se imagina ser seu próprio corpo, o que sobrou de um passado, muito menos, acreditar que tudo pode sempre acontecer como um milagre.

O caminhar da felicidade está num meio-termo chamado de amadurecimento, o que é inerente ao idoso, e esta é justamente a sua imensa vantagem sobre todas as outras idades, depois de uma certa idade não se pode ter tudo, mas tudo o que é possível, é muito melhor do que aquele tudo que acreditamos estar sempre ao nosso lado, mas nunca chegamos a alcançar.

O andar de bicicleta, como o andar a pé, o correr, ou outra qualquer modalidade, como forma de manter a forma física, também deve ter o seu cuidado, por isso antes de começar a praticar qualquer atividade física e ter uma nova vida, consulte seu médico, fazendo exames para saber se está apto para isso, despenda um pouco do seu tempo para conversar com calma com seu médico, colocando algumas perguntas, como a cronológica, biológica, psicológica, e a importância da idade social. Importante saber como trabalhar corretamente o sistema cardiovascular e respiratório, como usar as variações arteriais, respeitar a musculatura, a flexibilidade, o alongamento, a força, os limites, tudo isto pode acabar no futuro de dar de cabeça tanto ao seu médico como á sua família, tendo em consideração estas cautelas.

As articulações, e os seus ossos, podem ser pequenos empecilhos, onde você pode ter medo, mas terá de acreditar que o passado ficou para trás, e o medo terá de ser quebrado, e isso será a dificuldade que terá de ultrapassar com inércia e fugir ao sedentarismo.

Ao iniciar a atividade física terá de haver o cuidado com a dor, a mesma pode ser provocada pelo cansaço, com a carga de exercícios, onde se não existir cuidado, pode provocar lesões, por isso ao iniciar deve faze-lo devagar, com aumento gradualmente dos graus de dificuldades.

Para quem se quer iniciar agora a andar de bicicleta, ou recomeçar a pedalar, também existem algumas recomendações, e terá de pensar que já não tem 20 ou 30 anos, mas sim uma idade mais avançada, e apesar de pensar que tudo está bem consigo, muitos dos reflexos são mais reduzidos, seja na visão, na audição, e nas articulações, o que pode implicar na condução de um veículo, neste caso a bicicleta, porque aparecem sombras de visão dos óculos, o que será necessário confirmar o que está vendo, o pescoço não vira tão rapidamente como antes, a capacidade de perceber o movimento dos outros é menor, e os reflexos são mais lentos.

Para andar de bicicleta, não basta comprar uma e começar a pedalar, deverá haver o cuidado na sua escolha, principalmente quando não se anda regularmente, e quando a idade é mais elevada, e tendo em algumas considerações algumas coisas, pode facilitar e pedalar em mais segurança, recomenda-se que o quadro que tenha tubo superior baixo ou o conhecido quadro feminino, mesmo até para homens deve ser utilizado, já que a bicicleta que tenha movimento central baixo, facilita apoiar os pés no chão e sair rápido da mesma se necessário, uma suspensão dianteira no mínimo é importante, e pneus largos para absorver melhor as irregularidades do piso, a posição do guiador deve ser mais alta, o que facilita a rotação do pescoço, como a visão do trânsito e outros obstáculos que possam surgir, os travões não devem ser muito sensíveis ou bruscos quando se trava, para dar mais segurança e não fazer travagem estanque o que pode dar origem a quedas, capacete apesar de não ser obrigatório, deve ser utilizado para mais segurança do ciclista, os óculos de proteção também devem ser utilizado, e as luvas uma acessório importante, por fim um telefone no bolso faz sempre falta, e as respetivas revisões e afinações na bicicleta são importantes, não esquecendo de que deverá sempre transportar água, e algo para comer, porque se consomem mais calorias, isto para quem tem a intensão de pedalar sozinho.

Mas, muitas vezes não se pedala sozinho, e pedala-se em grupo inserido num grande pelotão de cicloturistas, os tradicionais passeios semanais, que muitos ciclistas possui, com idade já bastante avançada, mas em que nada impedem de pedalarem, o que é sem dúvida de louvar as sua destreza, a sua pedalada, que muitas vezes acompanham os mais novos e muito mais bem preparados, mas apesar de serem idosos e com preparação, muitas vezes se assiste a algumas falhas, faltas de atenção, destreza no domínio da bicicleta, e quando menos se espera, ao menor descuido, acabam por cair, fazendo muitas vezes a que outros os acompanhem nessa queda.

Também aqui, se pede cautela e prudência, e o máximo de atenção, a qual deve ser mais redobrada, só assim a utilização da bicicleta pode dar prazer a todos que a utilizam, e apesar de estarem habituados a pedalar, aqui também em nada impede as recomendações atrás mencionadas, a saúde, importante vigiar a mesma e fazer exames médicos a ver se está apto, manter a bicicleta apta para pedalar também importante, o que muitas vezes isso não acontece, como trazer água e alimentos, o também é frequente se ver em muitos cicloturistas, o que em nada favorece quem pedala, faz exercício, e não ingere alimentos ou água, por isso nada custa tomar estas precauções.

Isto algumas ideias, sugestões, dicas e alertas, não é só pegar na bicicleta e começar a pedalar, a mesma é uma boa fonte de exercício para todos, onde o idoso está incluído, mas com as precauções a que isso obriga, por isso, força, vamos pedalar, vamos andar de bicicleta, porque ser idoso não é uma doença, o mesmo terá é de evitar as mesmas, pedale, pedale, pedale pela sua saúde…