quarta-feira, 5 de outubro de 2016

“Eleição Órgãos Sociais/FPC”

Delmino Pereira reeleito Presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo

Delmino Pereira foi hoje reeleito Presidente da União Velocipédica Portuguesa – Federação Portuguesa de Ciclismo, durante a Assembleia Geral Eleitoral, que se realizou na sede federativa, em Lisboa.

O recandidato encabeçou a única lista que concorreu ao ato eleitoral. Delmino Pereira foi eleito com 35 votos. Houve dois nulos e seis brancos.

A lista candidata à Direção teve 34 votos, registando-se três nulos e seis brancos.

A candidatura para a Mesa da Assembleia Geral, encabeçada por Artur Lopes, recolheu, 35 votos, havendo três nulos e cinco brancos.

A lista para o Conselho Fiscal, encimada por Luís Caleia Rodrigues, obteve 37 votos, sendo contabilizados ainda dois nulos e quatro brancos.

O Conselho de Disciplina, presidido por José Arrais de Melo e Castro, foi eleito com 35 votos, aos quais se somaram três nulos cinco brancos.

A lista para o Conselho de Justiça, liderada por Paulo Jorge Mendes, recebeu o voto de 36 delegados, tendo um nulo e seis brancos.

Francisco Manuel Fernandes foi reconduzido na presidência do Conselho de Arbitragem com 34 votos, registando-se um nulo e oito brancos.

Os Órgãos Sociais tomaram imediatamente posse para o mandato que corresponde ao ciclo olímpico 2016-2020.

Órgãos eleitos

Presidente da UVP-FPC: Delmino Albano Magalhães Pereira

Direção

Presidente: Delmino Albano Magalhães Pereira

Vice-Presidente: José Diogo Calado

Vice-Presidente: Sandro Daniel dos Santos Gonçalves Araújo

Diretor: Rafael Martins Fernandes

Diretor: Luís Nuno Canelas Guégués

Diretor: Duarte Nuno Pereira Marques

Diretor: Sérgio Ferreira de Sousa

Diretor: Jorge Paulo Tomás Pina

Diretor: Paulo José Gomes Belo

Mesa da Assembleia Geral

Presidente: Artur Manuel Moreira Lopes

Vice-Presidente: Leonel Miranda

Secretário: José Henrique Silva Carlos Soares

Conselho Fiscal

Presidente: Luís Filipe Caleia Rodrigues

Vogal: Manuel José de Almeida Oliveira

Vogal: Vítor José de Sousa Cabrita

Suplente: Manuel Albertino Machado de Almeida

Conselho de Disciplina

Presidente: José Maria Cabral Arrais de Melo e Castro

Vogal: Hugo Filipe da Silva Henriques Dias

Vogal: André Gaspar Martins

Conselho de Justiça

Presidente: Paulo Jorge Osório Mendes

Vogal: Ângela Ivone Rodrigues Oliveira

Vogal: Rui Miguel Meira Barreira

Conselho de Arbitragem

Presidente: Francisco Manuel Costa Fernandes

Vogal: Vasco Gonçalves Oliveira Santos

Vogal: João dos Santos Lourenço

Vogal: Francisco Orlando Marinho

Vogal: Jorge Manuel Vassalo Oliveira

Suplente: Carlos Lopes Guimarães

Suplente: Alberto Manuel Dias Mestre

Fonte: FPC

“Alistair Brownlee denunciado por 'hackers' russos”

Bicampeão olímpico utilizou substâncias proibidas para uso terapêutico em 2013

Por: Lusa

Foto: EPA

O triatleta britânico Alistair Brownlee, bicampeão olímpico, é o principal nome presente na sexta lista de atletas que recorreram a substâncias proibidas para uso terapêutico, revelada esta segunda pelo grupo 'hacker' russo 'Fancy Bears'.
A ficha médica de Alistair Brownlee, campeão olímpico em Londres'2012 e no Rio'2016, indica que o triatleta teve autorização clínica para tomar três doses orais de Acetazolamida, conhecida comercialmente como Diamox, um diurético utilizado frequentemente no tratamento do glaucoma, mas que também é usado por alguns atletas como agente mascarante.
"Tive uma única isenção de uso terapêutico [TUE] na minha carreira, em outubro de 2013, para usar Diamox no tratamento da doença das alturas, enquanto subia o Kilimanjaro," explicou o britânico na sua conta no Twitter.
Alistair Brownlee é o principal nome da sexta lista publicada pelos piratas informáticos, que incluiu outros 19 desportistas.
A 13 de setembro, a AMA informou que um grupo de 'hackers', conhecido como 'Fancy Bears' ou 'Tsar Team', acedeu ilegalmente à base de dados do sistema de administração e gestão antidopagem (ADAMS) da agência, criado para seguir os controlos feitos aos atletas.
O ataque informático, que levou já o ministro dos Desportos da Rússia, Vitaly Mutko, a negar qualquer envolvimento do seu Governo, terá sido feito através de uma conta do Comité Olímpico Internacional (COI), criada a propósito dos Jogos Rio'2016.
O grupo acedeu a informação de desportistas, incluindo a dados médicos confidenciais, tais como isenções de uso terapêutico (TUE) de medicamentos nos Jogos do Rio'2016 autorizadas por federações internacionais e organizações nacionais antidopagem, de acordo com a AMA.
Da primeira lista de nomes constavam campeãs olímpicas dos Estados Unidos, como as tenistas Serena e Venus Williams e a ginasta Simone Biles, com a segunda a visar atletas britânicos, como Chris Froome ou Bradley Wiggins, a terceira a incluir a estrela maior da natação espanhola, Mireia Belmonte, e a quarta a ter o tenista Rafael Nadal e o fundista Mo Farah.
Após compilar dados, e de acordo com o diretor geral da AMA, Olivier Niggli, o organismo não tem dúvidas de que os ataques em curso constituem uma forma de retaliação contra a agência e o sistema antidopagem mundial devido ao relatório McLaren, divulgado a 18 de julho, que revelou a existência de um esquema de 'doping' patrocinado por Moscovo.
Os TUE existem para permitir que atletas com problemas médicos reconhecidos, como a asma no caso do ciclista campeão olímpico Bradley Wiggins, e a hiperatividade no da ginasta multimedalhada no Rio'2016 Simone Biles, possam tomar substâncias proibidas para competir ao mais alto nível.

Fonte: Record on-line

“No Centro Nacional de Exposições, em Santarém”

Festival Bike: A grande festa do mundo da bicicleta

De 14 a 16 de Outubro, o Centro Nacional de Exposições, em Santarém, recebe a 13ª edição do Festival Bike Portugal - Festival Internacional da Bicicleta, Equipamentos e Acessórios e Salão de Ciclismo Profissional, evento que recebe cubes ligados à modalidade, instituições do sector e que é o espaço privilegiado para conhecer as novidades do mercado e um ponto de encontro para todos aqueles que de forma profissional, desportiva ou de lazer se encontram ligados a este ramo.

 

Sector do Turismo no Festival Bike

O certame vai contar com a presença de agentes turísticos que apostam no evento para promover a sua atividade e contactar com os milhares de visitantes que visitam a feira.

O Turismo de “Castilla y León” marca presença para promover os destinos desta província espanhola. Turismo Rural e Natureza; Saúde e Bem Estar; Arte, Cultura e Património; Gastronomia e Enoturismo são sectores em evidência.

A Associação de Turismo dos Açores participa com o intuito de promover as várias ilhas do arquipélago como destino de excelência e as várias experiências que os turistas podem realizar. O alojamento e a gastronomia também não são esquecidos.

A Fundação Inatel aposta no Festival Bike com o objectivo de publicitar as várias iniciativas que estão a seu cargo, já que desenvolve actividades nas áreas do turismo social, da cultura popular e do desporto amador.

A rede Bikotel está uma vez mais presente no Festival Bike. Estas unidades de alojamento, com boas práticas no acolhimento de ciclistas, proporcionam um conjunto de serviços, especialmente criados a pensar nas necessidades daqueles para quem andar de bicicleta (de estrada ou montanha) é a coisa mais importante do mundo.

O Município de Almeida também está no Festival Bike para dar a conhecer os vários eventos que realiza e a região. Já o foco da Câmara Municipal de Sernancelhe é a promoção do “BTT Terra da Castanha”, mas sem esquecer as várias actividades que decorrem ao longo do ano.

 

Clubes de Ciclismo marcam presença no Festival Bike

Como habitualmente, são diversos os clubes de ciclismo de estrada ou de outras modalidades que utilizam a bicicleta, que irão estar presentes no Festival Bike, enquanto expositores.

O maior evento português dedicado à Bicicleta receberá algumas das equipas mais importantes das duas rodas, que trarão as suas viaturas de apoio, distribuirão brindes de patrocinadores, promoverão sessões de autógrafos, entre outras iniciativas.

O Alcobaça Clube de Ciclismo, o Clube de Ciclismo Tavira / Sporting / Tavira, o Clube de Ciclismo José Maria Nicolau, a Efapel – Clube Desportivo Fullracing, a L.A. Alumínios Sport, o Núcleo do Sporting Clube de Portugal da Golegã, a Sicasal/Liberty Seguros/Bombarralense, a W52/F.C. Porto são presenças confirmadas no evento a par de diversas associações como a Associação de Ciclismo da Beira Interior ou a Associação Humanitária Recreativa e Cultural Beselguense.

A Federação Portuguesa de Ciclismo volta a marcar presença no Festival Bike Portugal e vai organizar o 5º Troféu da Juventude em colaboração com o Cube de Ciclismo José Maria Nicolau, o Passeio de Cicloturismo para Famílias Duas Pontes Santarém – Almeirim, o Circuito de Iniciação para Crianças, Provas alusivas ao Desporto Escolar como o Contra – Relógio Individual  - CRI TT e Team Realy e que contam com a participação de estabelecimentos a nível nacional. Simultaneamente, a Federação também vai promover Sessões de Autógrafos e publicitar diversas iniciativas que decorrem ao longo do ano.

A Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta (FPCUB) é presença habitual no Festival Bike e promove a realização do 9º mega Passeio de Cicloturismo,  iniciativa que conta com centenas de participantes. Paralelamente, não deixará de promover a defesa do ambiente, defesa e divulgação do Património Cultural, Histórico Edificado e Arqueológico através da promoção da bicicleta como forma de mobilidade sustentável (bem como a defesa da segurança dos seus utilizadores), e o desenvolvimento da prática do cicloturismo ecologista de lazer, manutenção e turismo.

A Federação de Triatlo de Portugal também se associa ao Festival Bike e organiza o IX Duatlo Festival Bike, competição que traz habitualmente ao CNEMA alguns dos melhores praticantes nacionais da modalidade e várias dezenas de atletas de pelotão, de um desporto com cada vez mais adeptos.

 

Exposição de Equipamentos e Acessórios

O certame é a referência do mercado nacional e tem como objectivo realçar as marcas e as empresas nacionais e internacionais que operam nesta área como importadores, lojistas, distribuidores, organizadores de eventos, comunicação social, atletas profissionais e amadores.

Por outro lado, a qualidade e a diversidade de produtos em exposição, a oportunidade de apresentação de novos modelos de bicicletas, equipamentos e acessórios, o envolvimento de empresas e entidades promotoras da Bicicleta enquanto meio saudável para a prática desportiva ou para momentos de lazer, têm contribuído para o crescimento sustentado do Festival Bike. 

O Festival Bike reúne durante três dias as principais empresas do sector e concentra num só local os principais importadores, distribuidores, retalhistas, técnicos, e profissionais que trabalham neste ramo tendo como objetivo a realização de contactos e negócios.

O Festival Bike também dedica um espaço aos criadores de bicicletas. Uma excelente oportunidade para criadores individuais de modelos exclusivos de bicicletas as possam expor e apresentar ao público.

 

Provas e demonstrações animam Festival Bike

O Festival Bike volta a contar com diversas atividades, proporcionando aos visitantes uma escolha ampla e variada de carácter lúdico e competitivo, tais como a “Maratona BTT”, o “Tejo e Serras Granfondo Festival Bike”, o “IX Duatlo Festival Bike”, “o 9ª Mega Passeio de Cicloturismo”, o “Passeio de Bicicletas Antigas”, o “Passeio das Pontes Santarém – Almeirim”, o “Troféu da Juventude”, as provas de “BMX”, e “Dirt”, entre outras.

 

Ações de Formação

A Sociedade Comercial do Vouga volta a marcar presença no Festival Bike Portugal e vai promover várias ações de formação durante o evento.

Na sexta-feira, 14 de outubro, o tema das sessões vai incidir nos “Sistemas DI2 estrada e montanha/integração com Plataforma e-tube e componentes PRO bikegrear”, enquanto no sábado, dia 15,  o destaque vai para o “Shimano Explorer (novo conceito de vestuário & Calçado / Novos Sapatos de Elite S-Phyre”. As ações decorrem às 11h00 e às 16h00, quer na sexta, quer no sábado.

No domingo, último dia do Festival Bike, os “Sistemas DI2 estrada e montanha/integração com Plataforma e-tube e componentes PRO bikegrear” voltam a estar em foco, pelas 11h00.

Todas as iniciativas decorrem no Stand da Sociedade Comercial do Vouga e estão limitadas a 20 pessoas por sessão.

 

Apresentações e Sessões de Autógrafos

O evento será também palco de Sessões de Autógrafos com algumas das grandes figuras do desporto nacional. Pelo Centro Nacional de Exposições vão passar atletas de renome que estarão à disposição dos visitantes ao longo do evento nos vários espaços de clubes, federações e marcas representadas no certame.

O espaço “Gold Nutrition” vai contar com a presença de Celina Carpinteiro, Vasco Bica, Emanuel Pombo, Vitor Gamito, José Silva, Ricardo Simões, João Pereira, Ana Antunes, Ilda Pereira, Ricardo Marinheiro e Vanessa Pereira, entre outros.

Já o campeão nacional de estrada, José Mendes, tem presença confirmada no stand da “Next Generation” no sábado, 15 de Outubro, às 16h00.

Também no dia 15, realce para a apresentação do equipamento oficial do Dourogranfondo e  do Geresgranfondo no Espaço Bikeservice às 15h30.

Com cerca de 15.000 m2 de área de exposição coberta, o Festival Bike é a referência do mercado nacional e uma das mais importantes da Europa. Contando com um vasto programa de actividades, o envolvimento de empresas de renome e com a presença de atletas prestigiados, o evento é incontornável.

Recorde-se que em 2015 o Festival Bike contou com 134 expositores, 26.300 visitantes e mais de 6.500 atletas inscritos nas várias competições.

 

Horário

Sexta-feira, 14/10: 10h00 às 17h (Profissionais)

Sexta-feira, 14/10: 17h às 20h (Público em Geral)

Sábado, 15/10: 10h00 às 20h (Público em Geral)

Domingo, 16/10: 10h às 20h (Público em Geral)

 

Entradas

1 Bilhete: 6,00 € (Válido para apenas 1 entrada)  

Bilhete Feira (3 dias): 12,00 € (O Bilhete de 3 dias permite visitar a feira a qualquer hora e várias vezes por dia)

Entrada Gratuita para Crianças até aos 11 anos (inclusive)

Parque de Estacionamento: Gratuito

Fonte: Festival Bike

“Fernando Silva foi o mais veloz no 4º BTT DHI de Sendim”

Fernando Silva, Campeão do Minho de BTT DHI em título, venceu em elites o 4º BTT DHI de Sendim, sexta prova do Campeonato do Minho de BTT DHI - Cision (2016). Os vencedores das restantes categorias foram João Teixeira (cadetes), Bruno Almeida (juniores), Manuel Bessa (master 30), Antero Oliveira (master 40), Augusto Pedrosa (master 50), Rui Almeida (promoção) e o Desportivo Jorge Antunes (equipas).

Organizada conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho e pelo Bicicleta Clube de Felgueiras, o 4º BTT DHI de Sendim foi disputado numa pista que se revelou do agrado generalizado, tendo atraído milhares de espetadores que acompanharem a prova do princípio ao fim. O espetáculo e a emoção foram tónicas dominantes do 4º BTT DHI de Sendim com os pilotos a protagonizarem um excelente espetáculo desportivo e a baterem-se afincadamente pelo triunfo na sexta prova do Campeonato do Minho de BTT DHI - Cision.

A vitória final na categoria de elites foi discutida entre quatro pilotos que desceram a pista de Sendim com registos de tempo na ordem dos de 2m14s. Os três primeiros lugares foram ocupados por atletas da equipa Restauradores da Granja / Centro Óptico de Fafe, nomeadamente por Fernando Silva (2:14,068), Luís Costa (2:14,722) e Rui Teixeira (2:14,740) com José Vasconcelos (FAC - Famalicense Atlético Clube) a garantir o quarto lugar com o tempo de 2:14,982.

Igualmente muito renhida foi a vitória em juniores, categoria em que a equipa Desportivo Jorge Antunes assegurou os três primeiros lugares do pódio com Bruno Almeida (2:18,837), Rui Ribeiro (2:18,857) e Carlos Martins (2:22,363).

João Teixeira (RG /Centro Óptico de Fafe) venceu na categoria de cadetes batendo Raúl Cunha (Moto Galos DH Team / ACR Roriz) e José Silva (Desportivo Jorge Antunes), respetivamente, segundo e terceiro classificados.

Em master 30 o mais rápido na pista de Sendim foi Manuel Bessa (Desportivo Jorge Antunes) que deixou nos lugares seguintes do pódio Jorge Afonseca e Miguel Andrade, ambos da FAC - Famalicense Atlético Clube.

Antero Oliveira (Bicicleta Clube de Felgueiras) venceu em master 40, ficando André Conceição (Individual) na segunda posição e Nuno Almeida (Moto Galos DH Team / ACR Roriz) na terceira.

O mais rápido do escalão de master 50 foi Augusto Pedrosa (Desportivo Jorge Antunes) com António Freitas (Bicicleta Clube de Felgueiras) a terminar em segundo. Na promoção a vitória foi de Rui Almeida.

Coletivamente, a equipa Desportivo Jorge Antunes venceu o 4º BTT DHI de Sendim, seguindo-se a formação Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe e o FAC - Famalicense Atlético Clube.

O 4º BTT DHI de Sendim teve o apoio das seguintes entidades: Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Câmara Municipal de Felgueiras,Juntas de Freguesia de Sendim, Bombeiros Voluntários de Felgueiras, Cheaptrade, Andite.com, Felpedras, Naturellipse, Trevo Magenta, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, Controlsafe e Bike Magazine (revista oficial).

Recorde-se que os prémios finais dos Campeonatos do Minho e da Taça do Minho de Ciclismo de Estrada serão entregues na Gala de Encerramento da Época Desportiva de 2016, agendada para o dia 10 de dezembro (Centro Cultural Vila Flor - Guimarães), em que também serão homenageados os atletas minhotos que se sagraram Campeões Nacionais em 2016 e que conquistaram resultados de relevo a nível internacional.

Fonte: ACM

“Campeonato Nacional de Rampa”

José Gonçalves campeão nacional de rampa

José Gonçalves (Caja Rural-Seguros RGA) sagrou-se campeão nacional de rampa, conseguindo o melhor registo no curto mas intenso contrarrelógio de 2,16 quilómetros, sempre a subir, desde o Vale dos Barris até ao Castelo de Palmela. Os triunfos nas principais categorias pertenceram a ciclistas que vão representar a Seleção Nacional/Liberty Seguros no Campeonato do Mundo de Estrada e que, assim, demonstram que têm levado a sério a preparação para o Catar.

A prova de elite assistiu ao domínio de José Gonçalves, que trepou mais rápido do que toda a concorrência, cortando a meta ao fim de 4m29s de corrida para suceder a Hugo Sancho como campeão nacional de rampa. Luís Mendonça (Sicasal/Constantinos/UDO) foi o segundo classificado, a 7 segundos. Válter Pereira (Sporting-Tavira) fechou o pódio, com mais 18 segundos do que o vencedor.

O equilíbrio foi grande entre os sub-23, mas o ribatejano César Martingil (Liberty Seguros/Carglass), em preparação para o Campeonato do Mundo de Estrada, não deu hipóteses à concorrência. Venceu com 4m41s, menos 7 segundos do que José Neves (Goldwin/Team José Maria Nicolau). O terceiro, a 8 segundos, foi André Crispim (Liberty Seguros/Carglass).

A prova de juniores assistiu a um desempenho demolidor de João Almeida (Bairrada), que somou hoje o terceiro título de estrada da época, depois de ganhar as provas de fundo e de contrarrelógio. O corredor das Caldas da Rainha completou a rampa de Palmela em 4m38s, menos 20 segundos do que o colega de equipa Daniel Viegas (Bairrada). João Rocha (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact) foi o terceiro, 21 segundos.

Entre os veteranos, os mais rápidos foram o master 30 Paulo Simões (Viveiros Vítor Lourenço/Sintra CC), o master 40 Alberto Amaral (Batotas/Ponte de Lima), Vítor Lourenço (Viveiros Vítor Lourenço/Sintra CC) e o master 60 Manuel Domingos (Casa do Benfica em Almodôvar).

A elite Fátima Vida (ProRebordosa/Garrafeira Gomes/Oforsep) e a júnior Marta Branco (ASC/Focus Team/Vila do Conde) foram as únicas corredoras pressentes, pelo que não foram atribuídos títulos femininos.

Fonte: FPC

“Jacinto Fiúza e Ana Rita Vale venceram o 6º BTT XCO Os Braguinhas - Troféu Manuel Ferreira”

O Campeão do Minho de Cross Country Olímpico, Jacinto Fiúza, e Ana Rita Vale venceram em elites o 6º BTT XCO Os Braguinhas - Troféu Manuel Ferreira, oitava etapa do Campeonato do Minho de BTT XCO – MAPFRE Seguros disputada em Padim da Graça (Braga).

Organizado em conjunto pela Associação de Ciclismo do Minho e pela Associação Cicloturismo BTT Os Braguinhas, a competição traduzindo-se num êxito organizativo e desportivo, com cerca de duas centenas de atletas a proporcionarem um excelente espetáculo desportivo e a corresponderem positivamente às melhores expetativas.

O 6º BTT XCO Os Braguinhas - Troféu Manuel Ferreira contou com a vitória, além de Jacinto Fiúza e de Ana Rita Vale em elites, de António Azevedo e Marta Branco (juniores), Pedro Marques (master 30), Mário Fernandes (master 40), Mário Cruz (master 50), Lígia Maia (master femininas), Tiago Sousa e Raquel Queirós (cadetes), Gonçalo Magalhães e Ana Santos (juvenis), João Martins e Sara Ferreira (infantis), David Ferreira e Mariana Magalhães (iniciados), Hugo Ramalho e Leonor Silva (pupilos/benjamins) e Wilson Cardoso (promoção). Coletivamente triunfaram ASC / Focus Team / Vila do Conde (competição) e a Seissa / MGB Bikes / Matias & Araújo / Frulact (escolas).

No escalão de elites, Jacinto Fiúza (Batotas / Ponte de Lima), Campeão do Minho de BTT XCO, venceu destacado o 6º BTT XCO Os Braguinhas - Troféu Manuel Ferreira, enquanto Fábio Ribeiro (Patocycles / Cube) e Márcio Taledo (Saertex Portugal / Edaetech) terminaram a prova de Padim da Graça, respetivamente, na segunda e terceira posições.

Em femininos, Ana Rita Vale (Batotas / Ponte de Lima), Campeã do Minho de BTT Maratonas, também venceu de forma clara, deixando Daniela Pereira (Tomatubikers / Toyota-Macedo & Macedo) e Diana Ferreira (BMC / SRAM / Póvoa de Varzim), nas posições seguintes do pódio.

António Azevedo (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact) e Marta Branco (ASC / Focus Team / Vila do Conde) vencerem as corridas masculina e feminina de juniores, concluindo o circuito à frente, respetivamente, de João Carvalho (BMC/ SRAM/ Póvoa de Varzim) e Débora Figueiredo (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact), segundos classificados, e de Tiago Fernandes (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact) e Ana Moreira (Tomatubikers / Toyota-Macedo & Macedo) que completaram os pódios.

Em masters 30, Pedro Marques (Maiatos / Reabnorte / BikeZone) foi o vencedor do 6º BTT XCO Os Braguinhas - Troféu Manuel Ferreira, ficando na segunda posição Manuel Lopes (ASC / Focus Team - Vila do Conde) e na terceira Duarte Monteiro (Joane BTT / Trilhos Bike).

Mário Fernandes (Rodabike / ACRG / Gondomar) venceu a corrida de master 40, deixando no segundo posto José Magalhães (ASC / Focus Team - Vila do Conde) e no terceiro António Rocha (Saertex Portugal / Edaetech).

No escalão de master 50 triunfou Mário Cruz (JUM - Sanitop - KTM) com as restantes posições do pódio a serem ocupadas por João Araújo (JUM - Sanitop - KTM) e por Vítor Santos (ASC / Focus Team - Vila do Conde). Lígia Maia (ProRebordosa / Garrafeira Gomes /Oforsep) foi a vencedora de master femininas.

Tiago Sousa (ASC / Focus Team - Vila do Conde) e Raquel Queirós (ASC / Focus Team - Vila do Conde) foram os melhores no escalão de cadetes na oitava prova do Campeonato do Minho de BTT XCO - Mapfre | Seguros, deixando na segunda posição Hélder Gonçalves (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact) e Beatriz Faria (JUM - Sanitop - KTM) e na terceira André Terroso (ASC / Focus Team - Vila do Conde) e Jéssica Costa (ASC / Focus Team - Vila do Conde).

Nos escalões de Escolas, os vencedores foram Gonçalo Magalhães e Ana Santos, ambos da ASC / Focus Team / Vila do Conde, em juvenis, João Martins (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact) e Sara Ferreira (Escola BTT Matosinhos) em infantis, David Ferreira (CRC / Garbo / Vegas Cosmetics) e Ana Costa (CRC / Garbo / Vegas Cosmetics) em iniciados e Hugo Ramalho (Escola BTT Matosinhos) e Leonor Silva (Tomatubikers / Toyota-Macedo & Macedo) em pupilos/benjamins.

Wilson Cardoso (Casa do Povo de Retorta) foi o melhor na vertente de promoção.

A vitória coletiva (competição) no 6º BTT XCO Os Braguinhas - Troféu Manuel Ferreira Abreu, penúltima etapa do Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros, foi da ASC / Focus Team / Vila do Conde, ficando na segunda posição a equipa Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact e na terceira a JUM - Sanitop - KTM. A equipa Seissa / MGB Bikes / Matias & Araújo / Frulact foi a vencedora coletiva nos escalões de escolas com a BMC / SRAM / Póvoa de Varzim a assegurar o segundo posto e a Escola BTT Matosinhos o terceiro.

O 6º BTT XCO Os Braguinhas - Troféu Manuel Ferreira teve o apoio da Federação Portuguesa de Ciclismo, MAPFRE | Seguros, Câmara Municipal de Braga, Junta de Freguesia de Padim da Graça, ACFF - Aurélio Correia Ferreira & Filhos, Lda., Playball - Indoor Soccer, Cision, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma, POPP Design, Salvaggio, Controlsafe e Bike Magazine (revista oficial).

A próxima e última prova do Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros será o 18º BTT XCO – ACRAP a disputar no dia 9 de outubro em Proselo (Arcos de Valdevez).

Fonte: ACM

“Monção no encerramento no Campeonato do Minho de BTT XCM - Raiz Carisma”

Última e decisiva etapa do Campeonato do Minho de BTT XCM - Raiz Carisma, a Maratona BTT Berço do Alvarinho realiza-se no dia 16 de outubro em Monção. A iniciativa também se destina a praticantes desportivos informais que participam em atividades numa perspetiva de lazer, estando previstos percursos de Meia-Maratona e de Maratona. As inscrições podem ser efetuadas online (www.acm.pt)

Organizada pelo Clube de Cicloturismo de Monção (www.ccmoncao.org), em parceria com a Associação de Ciclismo do Minho, a Maratona será disputada em trilhos da vila raiana de Monção, começando e terminando no centro da localidade Berço do Alvarinho. A partida está marcada para as 9h30.

Aberta à participação de todos os interessados, independentemente de serem ou não atletas federados, a Maratona BTT Berço do Alvarinho prevê a inscrição nas habituais categorias de competição, de lazer e de paraciclismo, estando contemplados percursos de Maratona (63,5 kms) e de Meia-Maratona (40 kms).

A participação na Maratona ou na Meia-Maratona tem o custo de 8 euros para atletas federados e de 10 euros para não federados (inclui seguro). As inscrições podem ser formalizadas no site da Associação de Ciclismo do Minho (www.acm.pt). Os pagamentos por multibanco deverão ser efetuados até as 19 horas do dia 14 de outubro ou posteriormente no secretariado.

O secretariado da Maratona BTT Berço do Alvarinho funcionará no Museu do Alvarinho (Praça Deu-la-Deu - Monção) no sábado (15 de Outubro) das 16 às 20 horas e no domingo (16 de outubro) das 07h30 às 08h30.

A Maratona BTT Berço do Alvarinho tem o apoio do Município de Monção, Federação Portuguesa de Ciclismo, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Cision, Arrecadações da Quintã, Salvaggio, Controlsafe e Ciclismo a Fundo (revista oficial).

No ano passado a vila de Monção consagrou os campeões minhotos de Maratonas ao acolher a derradeira prova do Campeonato do Minho de BTT XCM - Arrecadações da Quintã. A Maratona BTT Berço do Alvarinho foi ganha por David Vaz e Daniela Pereira (elites), A Maratona BTT Berço do Alvarinho foi ganha por David Vaz e Joana Moreira (elites), Estela Lago Cerzón (masters femininas), Carlos Rocha (masters 30), Tierri Mendes (masters 40) e Agostinho Rodrigues (masters 50). Os Campeões do Minho de XCM 2015 são David Vaz e Ana Rita Vale (elites), Carlos Rocha (master 30), Tierri Mendes (Master 40), Carlos Lima (master 50), Raquel Marques (master femininas), Ricardo Gomes (paraciclismo) e a Saertex Portugal / Edaetech (equipas).

Monção: Berço do Alvarinho

A fama histórica de Monção,  perpetuada pela tradição, deve-se, essencialmente, ao carácter da heroína Deu-la-Deu Martins, uma personagem lendária da história de Monção a quem é atribuído o feito de ter enganado os castelhanos à época das Guerras fernandinas. Os castelhanos tinham imposto cerco à vila de Monção, que já durava há demasiado tempo e dentro das muralhas não havia já mantimentos. Sabendo que os invasores também já estavam desmoralizados e sem provisões, a heroína terá lançado pães feitos com a pouca farinha que restava em Monção, gritando-lhes a frase "Deus lo deu, Deus lo há dado". Em consequência, os castelhanos levantaram o cerco acreditando que ainda havia muita resistência dentro das muralhas.

Esta vila que recebeu foral em 1261, e na qual foi construído um castelo no reinado de D. Dinis (séc. XIII), destaca-se pelas suas termas que proporcionam tratamentos e momentos de relaxamento a quem as frequenta.

Além das termas destaca-se o Vinho Alvarinho, o qual constitui um dos principais produtos da economia do território.

Monção, berço do Alvarinho e vila termal, é igualmente uma referência pela gastronomia tradicional. Para além do Cordeiro à Moda de Monção, a Lampreia acompanhada pelo arroz malandro apresenta-se como um dos ex-libris gastronómico desta vila raiana.

Falar de Alvarinho é falar de Monção e de Melgaço . Razões naturais de microclima e solo, fizeram da sub-região delimitada por estes dois concelhos, não só o berço, mas o solar do Alvarinho, pois proporcionam a este vinho uma elevada tipicidade.

A casta Alvarinho é considerada, por muitos, a melhor casta branca enxertada nas vinhas portuguesas. A sua raridade, a baixa produção e, principalmente, o facto de dar origem a vinhos únicos em termos de aroma e sabor, leva a que as uvas Alvarinho sejam as mais valiosas e bem pagas de todo o País. Tal facto faz com que o vinho Alvarinho seja um vinho nobre e com grande capacidade de concorrência nos mercados nacionais e internacionais, que talvez poucos vinhos portugueses terão.

Esta casta só se produz até 200 metros de altitude, sendo nesta sub-região (concelhos de Monção e Melgaço) onde existem as condições ideais de  microclima e solo para o cultivo e maturação  desta uva única e genuína.

Fonte: ACM

“Taça Cyclin’Portugal de XCM”

Tiago Ferreira bate armada internacional nos Açores

O campeão mundial de maratona BTT (XCM), Tiago Ferreira (Team Protek), venceu em Ponta Delgada, a Azores MTB Marathon, prova do calendário internacional, pontuável para o circuito World Marathon Series e última corrida da Taça Cyclin’Portugal XCM.

O viseense foi o único corredor português que conseguiu superar a forte armada internacional nos 90 quilómetros da maratona açoriana. Tiago Ferreira concluiu a prova com 3h50m31s, deixando o maior rival, o belga Frans Claes (Loving Hut MTB Team), a 9 segundos. O terceiro foi o alemão Markus Kaufmann, a 2m01s.

Na corrida feminina mandaram as forasteiras. No final dos 74 quilómetros impôs-se a norueguesa Gunn-Rita Flesja (Multivan Merida Biking Team), campeã olímpica de XCO em 2004, que completou a corrida em 3h59m23s. Seguiu-se a polaca Michalina Ziólkowska (Volkswagen Samochody Uzytkowe MTB Team), a 18m25s. A melhor lusa foi Celina Carpinteiro (BTT Loulé/BPI), terceira classificada, a 20m30s.

A prova açoriana marcou o encerramento da edição de 2016 da Taça Cyclin’Portugal. Na categoria de elite masculina a vitória sorriu a Rúben Almeida (BTT Seia), apesar de hoje não ter conseguido melhor do que o 12.º lugar. Rúben Almeida somou 890 pontos. Renato Ferreira (Vasconha/BTT Vouzela) foi o segundo, com 835 pontos, e José Rodrigues (FC Famalicão/Soniturismo/Bike World) foi o terceiro, com 780 pontos.

Tânia Neves (Clube BTT de Águeda/Blackjack), com 1000 pontos, conquistou a Taça Cyclin’Portugal feminina, diante de Celina Carpinteiro (BTT Loulé/BPI), com 950 pontos, e de Mónica Santos (Mozinho MTB/Martos/Vale d’Aldeia), com 940.

Em veteranos, o master 30 Rui Casquinha (BTT Seia) ganhou nos Açores e conquistou a Taça. O mesmo fizeram o master 35 Carlos Rocha (Saertex Portugal/Edaetech), o master 40 Rui Torpes, o master 45 Fernando Carriço (BTT Seia), o master 55 Manuel Pinto (Mouqim/Afacycles/Eugénios/Bargauto), a master 30 Ângela Gonçalves (BTT Seia) e a master 40 Elisete Sousa (BTT Loulé/BPI). Reinaldo Luís (HC Turquel/TalachaShop/Valsabor) venceu a prova de masters 50 neste domingo, mas a Taça, nesta categoria, viajou para a sala de troféus de João Marques (BTT Seia). 

A melhor equipa no cômputo geral da Taça foi o BTT Seia.

Ricardo Gomes (Saertex Portugal/Edaetech) foi o melhor paraciclista nos Açores e, desse modo, sagrou-se vencedor da Taça para corredores com deficiência auditiva.

Fonte: FPC

“Passeio “Pedalar Pela Igualdade”

Promover a prevenção contra a violência doméstica é o mote do passeio organizado pela Desincoop que se realizará no dia 23 de outubro em Guimarães.

A iniciativa é de participação gratuita e as inscrições podem ser formalizadas on-line www.acm.pt

O início está marcado para as 10h00, na PAC - Plataforma das Artes e da Criatividade (Avenida Conde Margaride - Guimarães) e o percurso será de dificuldade baixa.

O Passeio “Pedalar Pela Igualdade” é aberto à participação de todos os interessados (participação gratuita com oferta do seguro desportivo), estando previsto um percurso de baixa dificuldade que terminará na Casa de Dardos, junto do Multiusos de Guimarães. As inscrições para o passeio – promovido com o apoio da Associação de Ciclismo do Minho - devem ser formalizadas on-line (www.acm.pt).

Fonte: ACM

“Agenda de Ciclismo”

Campeões Nacionais de Enduro conhecidos em Manteigas

O Campeonato Nacional de Enduro disputa-se no próximo domingo, em Manteigas, fechando a entrega de títulos nacionais de BTT na época de 2016. Antes disso, nesta quarta-feira, 5 de outubro, há dois eventos que merecem destaque na agenda: a eleição dos Órgãos Sociais da Federação Portuguesa de Ciclismo e o Festival de Pista de Tavira.

O dia em que se comemora a Implantação da República será aproveitado para a reunião ordinária da Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Ciclismo, que irá eleger os Órgãos Sociais da Instituição para o quadriénio 2016-2020. A reunião eletiva está marcada para as 14h30, realizando-se na sede da Federação.

No mesmo dia, a partir das 15h00, o pelotão nacional de estrada junta-se, pela última vez em 2016… para correr na pista. Irá fazê-lo na infraestrutura do Ginásio de Tavira.

No fim-de-semana, todos os caminhos vão dar a Manteigas. O Parque da Várzea é o epicentro do Campeonato Nacional de Enduro BTT. Depois dos treinos de sábado, a competição vai decorrer na manhã de domingo.

Os participantes vão encontrar um percurso com cinco PEC, que totalizam 9650 metros, aos quais se somam 24,6 quilómetros dos troços de ligação. As especiais cronometradas apresentam um desnível negativo de 1430 metros, enquanto as ligações têm um acumulado positivo de 1000 metros.

Mais eventos oficiais

8 e 9 de outubro: Who's Afraid?, Ribeira de Pena

9 de outubro, 9h00: Maratona BTT da Póvoa de Varzim

9 de outubro, 9h00: Rota da Zorra, S. Pedro da Cova, Gondomar

9 de outubro, 9h00: Maratona BTT Tourigo, Tondela

9 de outubro, 9h30: 4.ª Maratona BTT Capital do Míovel, Paços de Ferreira

9 de outubro, 9h30: VII Maratona BTT dos Gorazes, Mogadouro

9 de outubro, 10h30: Circuito do Norte Alentejano - XCO de Reguengo, Portalegre

9 de outubro, 12h00: XCO ACRAP, Proselo, Arcos de Valdevez

Fonte: FPC

“Boas prestações no Campeonato Nacional de Rampa”

As equipas de juniores e sub-23 do Clube de Ciclismo José Maria Nicolau estiveram no passado sábado, representadas no campeonato nacional de rampa, onde conseguiram boas prestações, numa prova que marcou o final da temporada 2016 em termos de competições.

Assim nos sub-23 Marcelo Salvador foi quinto e André Ramalho foi sexto classificado. Nos juniores Sandro Branco foi quinto, Bernardo Gonçalves décimo e André Cunha 11º.

Classificações atletas C C J M Nicolau:

Sub-23: 5º Marcelo Salvador6º André Ramalho8º Jorge Marques


Juniores: 5º Sandro Branco10º Bernardo Gonçalves11º André Cunha15º Bernardo Norte16º João Silva18º Rafael Espadinha20º Duarte Areias21º Telmo Costa

Fonte: Clube de Ciclismo José Maria Nicolau

“Minhotos José Gonçalves e Alberto Amaral sagraram-se Campeões Nacionais de Rampa"

Os minhotos José Gonçalves e Alberto Amaral sagraram-se Campeões Nacionais de Rampa nas categorias de elites e master 40, respetivamente. Na competição disputada em Palmela, a também minhota Marta Branco venceu em juniores mas o título nacional não foi atribuído por ter sido a única corredora presente. Destaque ainda para o terceiro lugar conquistado por João Rocha em juniores e por Hugo Castro em master 40.

Maioritariamente formados em clubes da Associação de Ciclismo do Minho, os atletas e equipas minhotas averbaram excelentes resultados no Campeonato Nacional e Rampa disputado no curto mas intenso contrarrelógio de 2,16 quilómetros, sempre a subir, desde o Vale dos Barris até ao Castelo de Palmela.

José Gonçalves (Caja Rural-Seguros RGA) e Alberto Amaral (Batotas - Ponte de Lima) conquistaram os títulos nacionais de Rampa em elites e master 40. Por ter sido a única atleta a competir em juniores femininos não foi atribuído o título nacional a Marta Branco (ASC/Focus Team/Vila do Conde). Os minhotos João Rocha (Seissa / MGB Bikes / Matias & Araújo / Frulact) e Hugo Castro (Rodabike / ACRG / Gondomar) alcançaram o terceiro lugar do pódio em juniores masculinos e master 40. Nesta última categoria Mário Fernandes (Rodabike / ACRG / Gondomar) foi o quinto classificado.

A prova de elite assistiu ao domínio do atleta de Roriz (Barcelos) José Gonçalves que trepou mais rápido do que toda a concorrência, cortando a meta ao fim de 4m29s de corrida para suceder a Hugo Sancho como campeão nacional de rampa. Luís Mendonça (Sicasal/Constantinos/UDO) foi o segundo classificado, a 7 segundos. Válter Pereira (Sporting-Tavira) fechou o pódio, com mais 18 segundos do que o vencedor.

João Almeida (Bairrada) venceu a prova de juniores masculinos com o seu colega de equipa Daniel Viegas  a terminar em segundo e o minhoto João Rocha (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact) em terceiro.

Natural de Arcos de Valdevez, Alberto Amaral (Batotas - Ponte de Lima) sagrou-se Campeão Nacional de Rampa, deixando Rui Rodrigues (Grupo Parapedra) em segundo e o minhoto Hugo Castro (Rodabike / ACRG / Gondomar) em terceiro

A elite Fátima Vida (ProRebordosa/Garrafeira Gomes/Oforsep) e a júnior vimaranense Marta Branco (ASC/Focus Team/Vila do Conde) foram as únicas corredoras pressentes, pelo que não foram atribuídos títulos femininos.

Em sub-23 venceu César Martingil (Liberty Seguros/Carglass) e nos veteranos os mais rápidos foram o master 30 Paulo Simões (Viveiros Vítor Lourenço/Sintra CC),  Vítor Lourenço (Viveiros Vítor Lourenço/Sintra CC) e o master 60 Manuel Domingos (Casa do Benfica em Almodôvar).

Fonte: ACM


“Triatlo Figueira da Foz”

CADETES DO TRIATLO DE TORRES NOVAS VENCEM TRIATLO DA FIGUEIRA DA FOZ

RICARDO BATISTA, JOSÉ PEDRO VIEIRA (a estrear-se na distância sprint) e AFONSO DO CANTO em masculinos, JOANA MIRANDA, CAROLINA SERRA e MARIANA CORREIA em femininos constituíram as 2 equipas torrejanas que venceram na categoria de Cadetes o Triatlo da Figueira da Foz, última etapa do Campeonato Nacional de Triatlo por Clubes, que se realizou no passado sábado, dia 1 de Outubro.

Esta prova, que contou com a presença de 3 equipas da Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas, foi disputada num formato diferente, um contrarrelógio por equipas que saem de 1 min em 1 min, não podendo usufruir do efeito de vácuo entre as mesmas. O cronómetro para cada equipa pára, quando o 3° elemento passa a linha de meta, o que obriga a um verdadeiro trabalho de equipa nos 3 segmentos que constituem a prova, 750m. de natação realizada na foz do Rio Mondego, 20kms. de ciclismo e 5kms. de corrida na marginal da Figueira da Foz.

Em Absolutos, no sector feminino a equipa torrejana alcançou o 4ºlugar, e a equipa masculina foi 8ºclassificada entre 33 equipas, sendo a equipa participante mais jovem com dois atletas juvenis, José Pedro Vieira e Afonso do Canto e um cadete Ricardo Batista. A equipa Portugal Talentus foi a vencedora desta etapa e também se sagrou Campeã Nacional de Triatlo, com a equipa do Benfica constituída pelos 3 atletas que representaram Portugal nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, João Pereira, João Silva e Miguel Arraiolos, a classificar-se na 2ªposição.

A 3ªequipa torrejana, constituída pelos Veteranos Ricardo do Canto, Pedro Razões Silva e José Sério, concluíram este contrarrelógio na 32ªposição.

Termina assim desta forma a participação da Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas em provas de âmbito nacional nesta época de 2016, no entanto em âmbito internacional, ainda participarão 5 atletas torrejanos no Campeonato do Mundo de Biatle, que se realiza a 23 de Outubro em Sarasota (Flórida) nos Estados Unidos da América.

Entretanto, as inscrições para a época 2017 já começaram! Basta saber nadar e aparecer nas Piscinas Municipais de Torres Novas, às Terças e Sextas a partir das 18 horas.

Fonte: Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas