terça-feira, 22 de janeiro de 2019

“Primeiros controlos ao analgésico tramadol marcados para o Paris-Nice”

Perda de concentração e aumento do tempo de reação são efeitos secundários da substância

Por: Lusa

Foto: EPA

Os primeiros controlos à utilização do analgésico tramadol, proibido no ciclismo a partir de 1 de março, vão ser feitos no Paris-Nice, a primeira prova por etapas do WorldTour na Europa, a disputar entre 10 e 17 de março.

O tramadol é permitido pela Agência Mundial Antidopagem (AMA), que colocou o potente analgésico numa lista de vigilância em 2012, mas a União Ciclista Internacional (UCI) decidiu proibi-lo a partir de 1 de março, devido aos seus efeitos secundários, em especial a perda de concentração e o aumento do tempo de reação, assim como o risco de dependência.

"A nossa preocupação é preservar a saúde dos corredores e isso vai além da luta contra o doping. O tramadol tem efeitos secundários que podem ser incómodos para todos, mas, em especial, para atletas que andem a 80 ou 100 km/h nas descidas", afirmou o diretor clínico da UCI, Xavier Bigard, em declarações à agência noticiosa AFP.

Segundo dados da AMA, publicados pela UCI, esta substância foi encontrada em quase 5% dos controlos ligados ao ciclismo (4,4% em 2017), um valor semelhante ao registado anualmente desde 2012 e considerado significativo para o alerta.

Os controlos anti-tramadol vão ser feitos em paralelo com os antidopings. No final de uma etapa do Paris-Nice, por exemplo, haverá duas listas, uma para cada controlo.

Em caso de análise positiva, o corredor vai ser desqualificado e incorrerá numa multa. Em caso de reincidência será sancionado com cinco meses de suspensão e numa terceira contraordenação durante nove meses.

Fonte: Record on-line

“Domingos Gonçalves lesiona-se e falha arranque da Caja Rural em Maiorca”

Português sofreu uma fratura de um rádio após uma queda

Por: Lusa

O ciclista Domingos Gonçalves, campeão português de fundo e contrarrelógio, sofreu uma fratura de um rádio após uma queda e vai falhar as três provas da Caja Rural-Seguros RGA em Maiorca, foi esta terça-feira anunciado.

"Uma queda na concentração em Benidorm impedirá Domingos Gonçalves de estrear as suas novas cores em Maiorca. O luso deverá permanecer três semanas em repouso", pode ler-se numa publicação da equipa na rede social Twitter.

Gonçalves, de 29 anos, chegou este ano à equipa espanhola, mas ainda não poderá estrear-se no tríptico de provas na ilha maiorquina -- Troféu Ses Selines, Troféu Tramuntana e Troféu Andratx.

A fratura deixa ainda em dúvida a participação do campeão português de estrada na Volta ao Algarve, que arranca em 20 de fevereiro, num arranque complicado para o antigo ciclista da Rádio Popular-Boavista, que já tinha corrido pela Caja Rural em 2016.

Fonte: Record on-line

“Rei do Ciclocrosse Coroado no Minho”

Texto: AfterTwo //Works            

Fotos: Eduardo Campos e João Calado/FPC

Miguel Salgueiro conquistou a sua primeira Taça de Portugal de ciclocrosse na categoria elite, título confirmado ontem na pista de Melgaço. O ciclista sub-23 da Sicasal-Constantinos foi terceiro classificado na quinta e última prova da competição, conquistando os pontos necessários para manter a vantagem que mantinha sobre os adversários desde a segunda prova.

Para alcançar o êxito, Salgueiro somou 208 pontos resultantes de duas vitórias, um segundo e um terceiro lugar nas cinco etapas disputadas. O ciclista de Odivelas referiu que "procurei fazer uma corrida controlada sempre atento ao Vítor Santos e ao Roberto Ferreira, abdicando de atacar e ir ao choque, evitando cometer erros. Estava mais focado no resultado final da taça, mas senti - me bem e ainda consegui trabalhar para o 3º lugar."

 Fez ainda um balanço final considerando que "foi uma época espetacular de ciclocrosse, em que alcancei o meu objetivo na taça, vencendo e m elite no meu 2º ano sub-23, facto que ao início nunca imaginei ser possível. Agradeço ao meu pai que sempre me acompanhou, a toda a minha equipa, ao meu treinador, aos patrocinadores, amigos e todo o público que me tem apoiado e tem dado uma energia essencial."

Iúri Lidera Ranking

Na pista, Iúri Leitão brilhou nas disciplinas de pontos, tempo e eliminação, vencendo com distinção a prova de Omnium do Troféu Alves Barbosa, realizado este sábado no velódromo nacional em Sangalhos a contar para a taça de Portugal da modalidade. Com este resultado, Iúri lidera o respetivo ranking com 44 pontos quando apenas resta uma prova para a atribuição do título 2019.

O atleta considerou que "foi uma corrida equilibrada onde houve luta até ao fim. Depois de fazer terceiro na primeira prova e ter vencido as duas seguintes, ainda partimos para a derradeira com vários atletas na luta pela vitória final. Os adversários estavam fortes e obrigaram - me a defender com todas as minhas energias. Estou bastante feliz pela vitória, agradeço a todos pelo apoio e lá estaremos na última para lutar pelo título."

 Fonte: Academia Joaquim Agostinho