segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

“Daniel Silva vai representar a Brasil Pro Cycling Team”

Português assina por um ano e agradece à Rádio Popular-Boavista

Por: Lusa

Foto: Carlos Barroso

O ciclista português Daniel Silva, terceiro classificado da Volta a Portugal de 2016, vai representar a equipa continental profissional Brasil Pro Cycling Team esta temporada.

Na sua página no Facebook, Daniel Silva informou os seus seguidores que assinou contrato por um ano com a formação brasileira e agradeceu à sua anterior equipa. "Foram seis anos na Rádio Popular-Boavista, pelos quais agradeço à direção do clube, o professor José Santos e inspetor Tavares Rijo, bem como à equipa técnica, composta por Luís Machado e Fernando Costa Vilela, e a todos os meus colegas", escreveu o ciclista da Trofa.

Depois de ter conseguido o seu melhor resultado da sempre na Volta a Portugal, ao terminar no terceiro lugar atrás dos 'dragões' Rui Vinhas e Gustavo Veloso, Daniel Silva dá finalmente, aos 31 anos, o salto para o pelotão internacional.

 

Fonte: Record on-line

“Caleb Ewan ofusca Sagan com Guerreiro em 36º”

Na disputa da Clássica de Adelaide

Foto: EPA

Ainda que o calendário mundial só ‘abra’ com o Tour Down Under, que arranca amanhã, o pelotão já teve ontem um primeiro aperitivo com a disputa da Clássica de Adelaide. Uma prova onde o australiano Caleb Ewan (Orica) fez as honras da casa, batendo ao sprint dois ciclistas da Bora: um deles foi o bicampeão do Mundo, o eslovaco Peter Sagan, a cortar a meta em terceiro, atrás do companheiro, o italiano Sam Bennett.
A corrida contou, de resto, com a participação de três portugueses, que também vão alinhar no Tour Down Under. E para dois deles foi a estreia pelas novas equipas: Ruben Guerreiro, pela Trek, foi 36º, integrado no pelotão, enquanto José Gonçalves, pela Katusha, foi 118º, a 1.18 m. Competiu ainda Tiago Machado (Katusha), em 68º, com o mesmo tempo do primeiro.

O Tour Down Under, que vai de amanhã até ao próximo domingo, disputa-se em cinco etapas. Trata-se de uma prova de boas recordações, por exemplo, para Tiago Machado, que foi terceiro em 2012, atrás de Simon Gerrans e Alejandro Valverde.

Fonte: Record on-line

“Campeã olímpica de ciclismo de pista lesiona-se e pode falhar Mundiais”

Laura Kenny tem no currículo quatro medalhas de ouro olímpicas

Foto: Odd Andersen / AFP

A britânica Laura Kenny, campeã olímpica de ciclismo de pista, sofreu uma lesão nos quadris e pode falhar os mundiais da especialidade, em agosto, anunciou esta segunda-feira a federação britânica.
“Laura Kenny abdicou dos Seis Dias de Berlim e dos Campeonatos Britânicos de ciclismo de pista, depois de ter sofrido uma lesão nos quadris. Está a submeter-se a tratamentos e deverá regressar em breve”, refere um comunicado da federação britânica.
Uma lesão nos quadris pode levar até 10 semanas a recuperar, um período que poderá comprometer a preparação para os mundiais de pista, marcados para abril, em Hong Kong.
Laura Kenny tem no currículo quatro medalhas de ouro olímpicas, duas nos Jogos Londres2012 e outras duas no Rio2016.

Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa