quarta-feira, 10 de outubro de 2018

“Alexandre Montez é vice-campeão olímpico de triatlo 2018”

Realizaram-se a 7 e 8 de outubro de 2018 os Jogos Olímpicos da Juventude que contaram com a presença de Inês Rico e Alexandre Montez.

Alexandre Montez, de 16 anos, arrecadou a medalha de prata nos YOG – Jogos Olímpicos da Juventude, que decorreu em Buenos Aires, Argentina, conseguindo a primeira medalha para Portugal nesta competição.

«Esta medalha é extraordinária, é prata que para mim vale ouro e é fruto do trabalho que tenho tido ao longo de anos anteriores que se concretizou nestes Jogos Olímpicos», diz o jovem triatleta.

Pedro Leitão, o treinador que integra a Comissão Técnica Nacional de Triatlo, explica como decorreu a competição. «O Alexandre saiu na 10º posição no final do primeiro grupo, logo de seguida houve uma fuga do atleta neozelandês Dylan Mccullough e do italiano Alessio Crociani que chegaram ao final do ciclismo com 50 segundos de avanço para o grupo em que vinha o nosso triatleta. Alexandre saiu muito forte logo na primeira volta e surgiu apenas a 18 segundos da liderança, conseguindo ultrapassar o italiano, mas já sem força para ganhar ao primeiro que viria a vencer a competição.»

No final, Alexandre conseguiu ainda gerir a competição, já que o terceiro triatleta vinha a uma distância de 10 segundos, de modo a levar a bandeira nacional até meta para fazer a merecida festa.

Alexandre conseguiu integrar o primeiro grupo de ciclismo, gerindo a prova até ao final. «Foi uma natação complicada, com uma má partida, mas que ainda assim consegui integrar o primeiro grupo. No início do ciclismo foi tentar anular a fuga, o que não foi possível na parte final tentei guardar me ao máximo para sair para a corrida ainda ‘folgado’ e para acabar com uma excelente corrida sempre a recuperar posições», explica o triatleta do Outsystems Olímpico de Oeiras.

Na primeira posição ficou o neozelandês com 00:53:27, seguido de Alexandre Montez com 00:53:39, enquanto a terceira posição pertenceu ao italiano Alessio Crociani com 00:53:45.

O atleta do Outsystems Olímpico de Oeiras tinha alcançado também a medalha de prata no Campeonato da Europa da Juventude que se realizou em agosto, tendo conseguido o bronze por equipas. Estes resultados permitem-nos perceber a consistência deste triatleta júnior e prever uma jovem promessa do triatlo.

Inês Rico, outra triatleta apurada para YOG que contou esta época com excelentes resultados, ficou na 22ª posição na competição feminina.

«Iríamos partir de acordo com o número que tínhamos, ou seja, com o ranking, poderia, por isso, escolher a minha posição no pontão que seria ao pé de boas nadadores. Infelizmente, a organização decidiu sortear o lugar no pontão e fiquei colocada num lugar onde não tinha ninguém conhecido. De acordo com o seu histórico eram nadadoras fracas, logo a tática passou por partir forte e ir tentar encostar nas boas nadadoras.»

Inês Rico acabou por ter uma má partida, seguida de muito contacto e confusão, recuperando passados alguns metros, mas que não se revelaram suficiente para sair no grupo da frente do ciclismo, tal como era esperado. «Como estava no segundo grupo de ciclismo percebi que tinha de trabalhar, mas desgastei-me imenso ao ponto de não ter pernas para correr, acabando a prova em 22° lugar. 
A triatleta do Alhandra Sporting Club ficou muito longe do que ambicionava neste evento de excelência como são os Jogos Olímpicos da Juventude, mas considera que foi uma boa experiência, sentindo-se já realizada por ter sido apurada para estar numa competição tão importante! «Agora terei o descanso merecido depois destes quatro meses tão preenchidos de provas internacionais repletos de experiências. Para o ano há mais e trabalharei bem para voltar em força!»

Os Jogos Olímpicos da Juventude realizam-se entre os dias 6 e 18 de outubro de 2018, em Buenos Aires, na Argentina. Nesta competição participam atletas entre os 15 e os 18 anos de 32 modalidades, em representação de 203 países.

Com excelentes resultados dos vários triatletas juniores nesta época de 2018, esperamos que para a próxima esta camada mais jovem consiga obter resultados semelhantes ou ainda melhores.

Fonte: FTP

“Medalhas de bronze no Campeonato Europa de Clubes de Triatlo em Elites e Juniores”

Realizou-se dia 6 de outubro de 2018, o Campeonato da Europa de Clubes por Estafetas Mistas, em Belém, Lisboa.

Na categoria de elite estiveram presentes 18 equipas de dez nacionalidades diferentes, com os triatletas internacionais de topo, incluindo os três melhores clubes nacionais, com o Lisboa Sport Benfica, o Alhandra Sporting Club e o Outsystems Olímpico de Oeiras.

A prova teve lugar em Belém, na doca junto ao Monumento aos Combatentes, com o parque de transição, caixa de estafetas e meta tudo no mesmo local, o que atraiu a assistência do público.

A distância deste Campeonato da Europa de Clubes foi super sprint, com cada um dos elementos da equipa a fazer 250 metros de natação, 7km de ciclismo e 1,7km a correr, uma distância muito rápida em que os atletas percorrem a sua parte da prova em cerca de 18 a 20 minutos. Este formato que será pela primeira vez modalidade olímpica nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Para os atletas trata-se de uma prova explosiva, feita sempre no máximo das suas capacidades, para passar o testemunho o mais rápido possível.

Na categoria de elite foi o Sport Lisboa e Benfica, atual campeão em título, o melhor clube nacional em prova, que alcançou a medalha de bronze com o tempo total de 01:23:43. A equipa foi composta por Katie Zaferes, uma triatleta norte-americana que integrou recentemente o Benfica e que foi a primeira atleta a entrar em prova, seguida de João Silva que passou o testemunho a Vera Vilaça que por sua vez o passou João Pereira, o último elemento a integrar a competição.

Melanie Santos ficou impossibilitada de participar na equipa dado uma lesão recente da qual ainda se encontra a recuperar, pelo que o Benfica convocou a norte americana Katie Zaferes.

Katie fez uma prova exemplar, saindo em primeiro em todos os segmentos, João Silva conseguiu manter o nível elevado, mas foi apanhado na corrida, passando o testemunho em terceiro a Vera Vilaça, que fez uma excelente natação ultrapassando duas atletas e perdeu algumas posições  na corrida. João  Pereira fez uma boa prova e acabou por passar a meta em terceiro lugar com o tempo total de 01:23:43.

João Mascarenhas, treinador de triatlo do Benfica, explicou a estratégia de equipa: «A nossa ambição era com certeza revalidarmos o título, mas sabíamos bem os pontos fortes de uma e outra equipa e sabíamos que seria extremamente difícil. Lutámos desde o início para procurar a nossa oportunidade, mas os adversários souberam compensar e dispunham de um plantel muito forte e equilibrado.» A ordem dos elementos a entrar em prova faz parte do plano estratégico, como esclarece o treinador «Abrimos com a Katie Zaferes com a intenção de nos isolar ao máximo na frente, o que ela fez ao seu melhor nível. O João Silva, que foi pai na madrugada da prova, não quis deixar de competir e lutou para nos mantermos o mais próximo possível da equipa do Poissy, que sabíamos serem de novo nossos principais adversários. Depois a Vera Vilaça esteve fantástica na natação e ciclismo, chegando mesmo a descolar a Cassandre Beaugrand no ciclismo. Infelizmente ainda não está ao seu nível de corrida depois de um processo cirúrgico e passou o testemunho ao João Pereira já com um atraso que nem ele conseguiu recuperar numa prova tão curta.»

O balanço é simples, o objetivo de revalidar o título não foi cumprido, mas haverá mais oportunidades: «Não podemos dizer que estamos satisfeitos, mas saímos deste europeu de clubes com uma medalha. Em 2019, com a Vera Vilaça de volta no seu nível de corrida e a Melanie Santos e a Vanessa Fernandes recuperadas, teremos mais força para recuperarmos este título!» termina o técnico.

O primeiro lugar foi para a equipa francesa Poissy Triathlon, que fez o tempo de 01:23:09, e a segunda posição foi alcançada pela Metz Triathlon, também de Franca, com 01:23:35.

O Outsystems Olímpico de Oeiras o Alhandra Sporting Club, os outros clubes nacionais em prova, ficaram em 8º e 12º lugar com os respetivos tempos de 01:25:37 e 01:27:15.

Em juniores, o Campeonato da Europa contou com 10 equipas de seis nacionalidades, integrando dois clubes nacionais: o Alhandra Sporting Club e Clube de Natação de Torres Novas.

O Alhandra Sporting Club alcançou também a medalha de bronze, igualando a classificação nas elites, fazendo uma excelente prova. Gabriela Ribeiro, a primeira triatleta a entrar em prova, conseguiu um excelente segmento na natação, saindo em primeiro para o parque de transição, mantendo os primeiros lugares durante os outros segmentos. João Queirós foi o segundo elemento da equipa na competição, seguido de Joana Oliveira e por último André Bôto. Os triatletas juniores fizeram uma prova muito consistente, sempre mantendo os primeiros lugares, acabando por terminar na terceira posição.

O Clube de Natação de Torres Novas conquistou uma boa posição no Campeonato da Europa ao obter em juniores a 5ª posição

A primeira posição foi alcançada pela equipa francesa Poissy Triathlon com o tempo de 01:28:55 e o segundo lugar foi para Les Piranhas, também de França com 01:30:05.

Esta prova é muito rápida, onde todos os triatletas dão o máximo em todos os segmentos por causa das curtas distâncias; desta forma a técnica e a gestão do esforço perdem a relevância das provas mais longas, sendo solicitado uma performance explosiva. São competições que podem estar constantemente a mudar em cada minuto e a vitória ou a derrota ser decidida por poucos segundos.

Fonte: FTP

“Thibaut Pinot vence isolado Milão-Turim”

Rui Costa ficou na 48.ª posição

Por: Lusa

Foto: EPA

O ciclista francês Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) venceu esta quarta-feira isolado a clássica Milão-Turim, à frente do colombiano Miguel Ángel López (Astana), segundo, e do campeão do mundo, o espanhol Alejandro Valverde (Movistar), terceiro.

Pinot, de 28 anos, cumpriu os 200 quilómetros em 4:43.36 horas, menos 10 segundos do que López e 28 em relação a Valverde.

No final da corrida, o francês mostrou-se "muito feliz por finalmente vencer uma clássica", numa temporada em que conquistou a Volta aos Alpes, foi sexto na Volta a Espanha e nono nos Mundiais.

Pinot deu ainda a terceira vitória à França na 'MiTo', depois de Henri Pelissier, em 1911, e Laurent Jalabert, em 1997.

Já Valverde, que há pouco mais de uma semana se sagrou campeão do mundo de fundo, aos 38 anos, foi terceiro e disse que tinha de ter "guardado mais energia" para conseguir vencer, mas que tinha como objetivo "partir a corrida" na parte final.

Rui Costa (UAE Emirates) foi o melhor português, no 48.º posto, a 4.30 minutos do vencedor, três postos acima de José Neves (Education First - Cannondale Drapac), com José Gonçalves (Katusha-Alpecin) em 55.º.

Fonte: Record on-line

“Sam Bennett vence segunda etapa e sobe à liderança da Volta à Turquia”

Irlandês venceu ao sprint

Por: Lusa

Foto: EPA

O irlandês Sam Bennett (Bora-hansgrohe) subiu esta quarta-feira à liderança da Volta à Turquia, depois de vencer a segunda etapa, que ligou Alanya a Antalya (154,1 quilómetros).

Bennett foi o mais rápido no sprint e cortou a meta em 3:24.37 horas, o mesmo tempo creditado aos portugueses Amaro Antunes (CCC Sprandi Polkowice), Rafael Reis (Caja Rural), Ruben Guerreiro (Trek-Segafredo), Ricardo Vilela (Manzana-Postobon), José Mendes (Burgos-BH) e Joaquim Silva (Caja Rural).

O irlandês bateu nos metros finais o colombiano Álvaro José Hodeg (QuickStep-Floors) e o italiano Simone Consonni (UAE-Emirates) e, beneficiando das bonificações, subiu à liderança da prova.

Na classificação geral, Bennett detém uma vantagem de seis segundos sobre o anterior líder, o argentino Maximiliano Richeze (QuickStep-Floors), e 12 sobre o holandês Jempy Drucker (BMC) e sobre Consonni.

A 16 segundos de Bennett estão Amaro Antunes, Rafael Reis, Ruben Guerreiro, Ricardo Vilela e José Mendes, enquanto Joaquim Silva dista 42 do irlandês.

Na quinta-feira corre-se a terceira etapa, num percurso de 137,2 quilómetros, entre Fethiye e Marmaris.

Fonte: Record on-line

“Guimarães é candidata à organização do Campeonato Nacional de BTT Cross Country Olímpico”

A Associação de Ciclismo do Minho formalizou a candidatura à organização, em 2019, do Campeonato Nacional de BTT XCO (Cross Country Olímpico) no Centro de Ciclismo do Minho - Souto Santa Maria (Guimarães). A candidatura já se encontra em apreciação pela Federação Portuguesa de Ciclismo e reúne o apoio da Câmara Municipal de Guimarães e da União das Freguesias de Souto Santa Maria, Souto São Salvador e Gondomar.

O Campeonato Nacional de BTT XCO é das provas mais importantes da época desportiva e destina-se a todos os escalões etários competitivos, devendo ser agendado para o mês de julho de 2019, aguardando-se apenas a confirmação da data pela UCI - Union Cycliste Internationale.

Embora existam outras candidaturas para a organização do Campeonato Nacional em 2019, a Associação de Ciclismo do Minho acredita no sucesso da candidatura vimaranense, invocando, entre outros fatores, “as valências e a qualidade do Centro de Ciclismo do Minho - Souto Santa Maria (Guimarães) que acolheu recentemente e com assinalável sucesso o Campeonato do Mundo Universitário de BTT XCO”.

“Estamos confiantes mas também cientes das dificuldades e da responsabilidade”, referem os dirigentes da Associação de Ciclismo do Minho recordando que “o Centro de Ciclismo do Minho proporciona boas condições para atividades de recreio, formação, treino e competição de ciclismo. “Acreditamos que após a realização de um Campeonato Nacional de BTT Cross Country Olímpico, se poderá aspirar conseguir para o Centro de Ciclismo do Minho - Souto Santa Maria outras provas de dimensão que auxiliem a construção de uma nova centralidade, promovam Guimarães e a prática desportiva e contribuam também para o desenvolvimento da economia local”.

Recorde-se que Pedro Vigário, Selecionador Nacional de BTT que inclui no palmarés a conquista de Campeonatos do Mundo e da Europa de XCM e brilhantes prestações nas provas de XCO nos Jogos Olímpicos, Taças do Mundo e Campeonatos do Mundo, considerou aquando da inauguração da segunda fase do projeto que “o Centro de Ciclismo do Minho reveste-se de importância fundamental, não só sob o ponto de vista de uma infraestrutura de alta qualidade que servirá de apoio à alta competição, mas também pela sua disponibilidade para a população em geral, em especial a comunidade do BTT (cada vez mais alargada) que desta forma, usufruirá de um espaço com todas as condições e valências para a prática do BTT de forma tranquila e segura, sem deixar de ser desafiante e numa envolvência de grande beleza natural”.

Fonte: ACM



 

“Troféu da Volta a França de Geraint Thomas roubado em exposição em Birmingham”

Ciclista já fez apelo aos larápios para que o devolvam

Por: Lusa

Foto: Reuters

A equipa britânica Sky revelou esta quarta-feira que o troféu da Volta a França de 2018, conquistado pelo galês Geraint Thomas, foi roubado durante um evento de ciclismo, no qual estava em exposição, em Birmingham, Inglaterra.

Em comunicado, a Sky explicou que "durante as limpezas, no final do evento, o troféu ficou, momentaneamente, sem vigilância e foi roubado", adiantando que o caso está a ser investigado pela polícia britânica.

O ciclista galês já fez um pedido a quem levou o troféu: "É lamentável que isto tenha acontecido. Não preciso de dizer que o troféu tem um valor limitado para quem o levou, mas é inestimável para mim. Espero que quem o levou, tenha a bondade de o devolver".

O troféu, o primeiro conquistado por Thomas na prova rainha do ciclismo mundial, foi emprestado à Pinarello, uma empresa fabricante de bicicletas, para um evento realizado em Birmingham.

O diretor da Pinarello, Richard Hemington, garantiu que a empresa está "devastada", assumindo a responsabilidade pelo sucedido e tendo efetuado um pedido de desculpas a Thomas.

Fonte: Record on-line

“Atualização do Canal NP-TV com o Vídeo “O Sonho é o princípio da conquista “Rui Sousa em livro”

A Revista Notícias do Pedal acaba de atualizar o seu canal de televisão “Notícias do Pedal-TV” no YouTube e no MEO/KANAL com o Vídeo “O Sonho é o princípio da conquista “Rui Sousa em livro”  


Para ver o vídeo no MEO/KANAL, quem possuir MEO, pode aceder carregando na tecla verde do comando, inserir o código 531450, e ver no MEO/KANAL este e outros filmes, podendo consultar toda a programação. Podem ver ainda através do seguinte link: https://kanal.pt/lista-canais/comunicao-social/lisboa/vila-franca-de-xira/?display=grid&order=updated