sábado, 7 de abril de 2018

“Assembleia Geral”

Relatório e Contas aprovado por unanimidade

Por: José Carlos Gomes

O Relatório de Atividades e Contas da Federação Portuguesa de Ciclismo, relativo ao exercício de 2017, foi hoje aprovado por unanimidade pela Assembleia Geral da instituição, na Lousã, onde se realiza, até este domingo, o Campeonato da Europa de Downhill (DHI).

O documento espelha a época de 2017, tanto no plano desportivo como financeiro. “O ciclismo português viveu um ano de excelência ao nível do desempenho das Seleções Nacionais. 2017 foi, de todos os 118 anos de História da Federação, aquele em que mais medalhas foram conquistadas em Campeonatos do Mundo e da Europa: oito, no total”, recorda o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Delmino Pereira, na nota introdutória ao documento.

O dirigente partilha a alegria pelo sucesso com os praticantes e com os selecionadores, estendendo o mérito “a toda a comunidade velocipédica nacional desde a base, cujo trabalho contribui para o sucesso desportivo. Merecem também uma palavra de apreço e de agradecimento todos os patrocinadores da Seleção, especialmente os Patrocinadores Oficiais, a Liberty Seguros, que prolongou uma longa relação de confiança mútua, e os Jogos Santa Casa, que iniciaram uma parceria que cremos virá a ser duradoura e profícua para ambas as partes”, frisa Delmino Pereira.

Perante o desempenho, o delegado José Luís Ribeiro propôs um voto de louvor à Direção, restantes órgãos sociais, trabalhadores da Federação Portuguesa de Ciclismo e demais estrutura federada, que contribuíram para o desempenho do ciclismo em 2017. O voto foi aprovado por unanimidade e aclamação.

Hugo Sabido eleito para a Direção

O ex-ciclista profissional Hugo Sabido foi hoje eleito pela Assembleia Geral para integrar a Direção da Federação Portuguesa de Ciclismo, conseguindo o pleno de votos dos 12 delegados presentes. Com a incorporação de Sabido, a Direção passa a contar com três antigos ciclistas profissionais, o presidente, Delmino Pereira, e os Diretores Sérgio Sousa e Hugo Sabido.

Fonte: FPC

“Campeonato da Europa de DHI”

Francisco Pardal e Monika Hrastnik tomam a dianteira

Por: José Carlos Gomes

As sessões cronometradas deste sábado no Campeonato da Europa de Downhill (DHI), na Lousã, mostraram dois nomes em destaque na categoria de elite, português Francisco Pardal, no setor masculino, e a eslovena Monika Hrastnik, na prova feminina.

Numa tarde de chuva, os principais nomes do ranking mundial não se deram bem com a pista da Lousã e quem aproveitou foi o campeão português, Francisco Pardal, que completou os 2,43 quilómetros de percurso, em 4’09’’133. O registo do ciclista luso revelou-se imbatível por uma margem significativa para os padrões do DHI.

O segundo melhor classificado foi o francês Benoit Coulanges, a 1,262 segundos. O terceiro foi outro gaulês, Dylan Levesque, a 2,818 segundos.

O resultado deste sábado é meramente indicativo, porque a atribuição do título europeu depende exclusivamente do resultado na descida final, na tarde de domingo. Apesar disso, os registos estabelecidos hoje servem de referência e colocam Francisco Pardal como candidato a lutar pelas primeiras posições.

A corrida feminina, disputada de manhã, com sol e temperatura agradável, seguiu um guião mais de acordo com as previsões. A eslovena Monika Hrastnik, nona do ranking mundial, foi a mais veloz, acabando a sessão cronometrada em 4’51’’904. Seguiram-se duas francesas, Morgane Charre, a 1,138 segundos, e Mélanie Chappaz, a 12,960 segundos.

Em juniores masculinos também houve um português que se destacou da concorrência. Tiago Ladeira (Miranda Factory) foi o melhor, terminando com 4’19’958, menos 332 milésimos de segundo do que o francês Nathan Paillard e menos 2,365 segundos do que o italiano Hannes Alber, que ocuparam as posições seguintes.

A austríaca Valentina Höll pontificou entre as juniores femininas com um registo de 4’54’’734. A segunda classificada, a 14,116 segundos, foi a francesa Nastasia Gimenez, e a terceira, a 1’10’’342, foi a italiana Leila Tasso.

O Campeonato da Europa de DHI decide-se no domingo, na pista da Louzanpark. A competição arranca com as provas de masters, nas quais os ciclistas portugueses estiveram em bom nível nas sessões cronometradas de sábado, aspirando ao pódio em diferentes categorias de veteranos. Medalha garantida tem a primeira ciclista a entrar em liça, às 10h50, a portuguesa Ana Martins, única inscrita em masters 35. As corridas de veteranos acabam às 11h35.

Os juniores e os corredores de elite, masculinos e femininos, competem a partir das 14h15. A sessão vespertina terá transmissão em direto, através do canal da Federação Portuguesa de Ciclismo no Youtube: youtube.com/fedportciclismo

Fonte: FPC

“JANS ROY GANHA 2.ª ETAPA DO CIRCUITO INTERNACIONAL DAS ARDENAS”

Belga assume a liderança da classificação geral individual

Por: Lusa

O ciclista belga Jans Roy (Cibel-Cebon) venceu este sábado ao sprint a segunda etapa do Circuito Internacional das Ardenas, entre Beauring e Givet, e assumiu a liderança da classificação geral individual.

Roy, de 27 anos, foi o mais forte no segundo de três dias da prova, depois de já ter sido segundo classificado no primeiro dia nas Ardenas, desta feita batendo o holandês Cees Bol (SEG Racing Academy) e o francês Anthony Maldonado (St Michel - Auber93).

Todos os portugueses em prova terminaram integrados no pelotão, com Tiago Antunes (Centre Mondial du Cyclisme) no melhor posto, em 29.º lugar, seguido de três homens da Hagens Axeons Berman, Ivo Oliveira (48.º), João Almeida (78.º) e Rui Oliveira (84.º).

Na geral, individual, Rui Oliveira caiu do sétimo lugar para o 33.º, com Tiago Antunes a subir 30 posições para o 34.º posto, João Almeida no 40.º e Ivo Oliveira em 41.º.

No domingo, o último dia é duplo, com uma primeira etapa de 79 quilómetros entre Donchery e Vivier-au-Court, terminando com uma tirada de 104 quilómetros em Charleville-Mézières.

Fonte: Record on-line