segunda-feira, 11 de setembro de 2017

“Passeio de Bicicleta “Guimarães à noite” (Semana Europeia da Mobilidade)”

O Passeio de Bicicleta “Guimarães à noite” realiza-se no dia 22 de setembro no âmbito do programa da Semana Europeia da Mobilidade promovido pela Câmara Municipal de Guimarães, Laboratório da Paisagem e pela Unidade de Missão "Candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia". A participação no Passeio de Bicicleta “Guimarães à noite” é gratuita (oferta do seguro desportivo) e as inscrições podem ser efetuadas online (www.acm.pt).

Com partida e chegada no Largo Cónego José Maria Gomes, junto à Câmara Municipal de Guimarães, o passeio promovido pela Associação de Ciclismo do Minho terá um percurso de dificuldade baixa, procurando-se assim incentivar a participação de todos os interessados, independentemente da idade e da condição física. Em simultâneo, será organizada no Largo Cónego José Maria Gomes, em parceria com a AFAcycles, uma exposição e demonstração de bicicletas elétricas.

A partida está marcada para as 21h00 e o trajeto inclui passagens pelas principais artérias do Centro Histórico de Guimarães. As inscrições são gratuitas (oferta do seguro desportivo) e devem ser formalizadas no website da Associação de Ciclismo do Minho.

A Semana Europeia da Mobilidade é uma iniciativa promovida pela União Europeia que tem como principal objetivo consciencializar os cidadãos europeus para a importância e implicações que a melhoria das condições de mobilidade urbana podem ter na evolução da qualidade de vida nas cidades, no ambiente e saúde pública.

Sob o slogan “A partilhar chegamos mais longe”, a campanha deste ano foca-se essencialmente no tema "Mobilidade verde, partilhada e inteligente", pretendendo promover soluções de mobilidade partilhada e realçar os benefícios dos meios de transportes mais ecológicos.

A mobilidade partilhada dá prioridade à importância da chegada a um destino, frequentemente com um custo individual e social menor comparativamente à utilização de um veículo particular. Como consequência, o poder de compra dos agregados familiares aumenta na medida em que não têm de comprar e manter um carro. As novas tecnologias através das suas aplicações e plataformas online contribuem para tornar a mobilidade mais eficiente e, desta forma, economizar dinheiro e ajudar o ambiente.

Diversos estudos demostram que optar por uma mobilidade partilhada pode ter um impacte positivo nas cidades e vilas. Por exemplo, cada carro partilhado equivale a 15 carros particulares que não circulam na estrada. Por outro lado, esta partilha permite-nos com maior facilidade conjugar diferentes modos de transporte: carro, bicicleta, transportes públicos.

A Semana Europeia da Mobilidade é uma campanha anual sobre mobilidade urbana sustentável, organizada com o apoio da Direção Geral da Mobilidade e dos Transportes da Comissão Europeia, coordenada em Portugal pela Agência Portuguesa do Ambiente, e que será organizada em Guimarães pelo Laboratório da Paisagem, Município de Guimarães e a Unidade Operacional de Transporte Local da Estrutura de Missão da Candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020.

O objetivo é alertar para os benefícios de um correto planeamento e da utilização racional dos transportes para a economia local, sabendo-se que a transição para modos de mobilidade alternativos conduz à diminuição dos impactos negativos do uso individual do automóvel, o que, por sua vez, permite a redução dos custos que lhe estão associados.

Fonte: ACM

“ASFIC TERMINA DE FORMA BRILHANTE A ÉPOCA 2017”

Asfic vence 2 prémio de Taveiro – Coimbra, individualmente e coletivamente

A equipa de ciclismo riomaiorense ASFIC – Grupo Parapedra / Dinazoo / Riomagic deslocou-se ontem, 10 de setembro, à localidade de Taveiro – Coimbra, onde participou no 2.º Prémio Ciclismo União das freguesias Taveiro, Ameal e Arzila.

O circuito foi composto por 6 voltas de 13 km e no qual participaram diversas equipas e ciclistas individuais.

A ASFIC – Grupo Parapedra / Dinazoo / Riomagic participou nesta competição, que foi a ultima da época 2017, com 8 atletas (Luís Vicente, Rui Rodrigues, Edgar Oliveira, , Humberto Careca, Hugo Feijão, Jorge Letras, João Portela e Anibal Santo).

Logo de início a corrida foi atacada com várias fugas, sempre com atletas da Asfic presentes, mas sempre a ser anuladas pelo pelotão.

À 4 volta, deu-se uma fuga com 11 elementos, entre eles estavam 3 atletas da ASFIC, João Portela, Humberto Careca e Hugo Feijão.

Esta fuga viria a vingar e a ganhar cerca de 3 minutos ao pelotão.

A faltarem cerca de 20 km para o fim, ( cerca de 1 volta e meia), há um novo ataque de 5 atletas no grupo dos fugitivos, estando entre eles o atleta da Asfic Humberto Careca, os quais vieram a ganhar alguma vantagem aos outros 5, ficando o grupo repartido em 2.

A faltarem cerca de 7 km para o final, o atleta da ASFIC, Humberto Careca, atacou a corrida tentando fugir aos seus 4 colegas de fuga. Nesse ataque consegue ganhar alguns segundos, o que a 4 km para a meta já eram cerca de 25 segundos.

Humberto Careca cortou a meta isolado, com cerca de 36 segundos de vantagem em relação aos 4 colegas de fuga.

O grupo perseguidor, onde estavam os outros 2 atletas da ASFIC, que tinham incorporado a fuga inicial, cortando o João Portela a meta em primeiro do grupo e 6º a geral, com uma diferença de 18 segundos em relação aos 4 atletas. Hugo Feijão cortou a meta em 9º.

O pelotão chegou com um atraso de cerca de 1 minuto para o ultimo atleta da fuga, tendo Rui Rodrigues cortado a meta em primeiro do pelotão e 12º a geral.

A ASFIC iria venceu também coletivamente, arrecadando o 1º lugar por equipas.

A ASFIC venceu ainda na categoria Master 40 e na categoria master 30 obteve o 2º e 3º lugar.

A ASFIC acaba assim uma boa época, onde a equipa esteve sempre combativa e em grande evidência em todas as corridas.

Queremos agradecer a todos os atletas da equipa, pela excelente época, onde os ciclistas da ASFIC desempenharam um trabalho exímio durante toda a época, lutando muitas vezes em minoria, mas sempre obtendo bons resultados, elevando ao mais alto nível o nome dos patrocinadores, da União de Freguesias de S .joão da Ribeira e Ribeira de S. João, e da cidade de Rio Maior.

A ASFIC Grupo Parapedra/Dinazoo/Riomagic, agradece a todos os seus patrocinadores, e a todos que estão sempre connosco, e de alguma forma nos ajudam ou apoiam.

Muito obrigado

Fonte: ASFIC

“Penha (Guimarães) recebe o o Campeonato do Minho de BTT DHI – CISION”

A Montanha da Penha, em Guimarães, recebe no dia 17 de setembro o Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION. Para o 8º BTT DHI Penha (Guimarães), quarta prova do Campeonato do Minho, é esperada a participação de muitos atletas e de muito público.

Promovido pela Associação de Ciclismo do Minho, o 8º BTT DHI Penha será a quarta prova pontuável para o Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION. A competição terá início junto ao Mini Golfe da Penha, numa pista de Down Hill onde se destaca a paisagem verdejante, fortemente pontuada pela imponência do granito e recantos singulares.

A prova, além das categorias de competição, será aberta à participação de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção. Com um período para treinos entre as 10h00 e as 12h00 (competição) e as 10h30 e as 12h00 (promoção), a manga de qualificação começará às 14h00 e a manga final (sistema de manga única) às 15h00. A cerimónia de entrega de prémios está marcada para as 18h00.

A participação no 8º BTT DHI Penha é gratuita para atletas federados. O secretariado para confirmação das inscrições decorrerá entre as 9 e as 10 horas (promoção) e as 10 horas e as 12 horas (competição). As pré-inscrições devem ser efetuadas através do email geral@acm.pt.

O 7º BTT DHI Penha tem o apoio das seguintes entidades: Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, AFAcycles, Controlsafe, Hotel ibis - Guimarães e  Bike Magazine (revista oficial).

Na última edição do DHI da Penha, Fernando Silva e Filipa Peres voltaram a inscrever o seu nome na lista de vencedores do Campeonato do Minho de BTT DHI – CISION de 2016, ao vencerem, no escalão de elites, o 7º BTT DHI Penha, quarta etapa do campeonato minhoto. Na pista vimaranense, com um traçado renovado, também saíram vitoriosos Bruno Almeida (juniores), João Teixeira (cadetes), Manuel Bessa (master 30), Maurício Conceição (master 40), Joaquim Dias (master 50), Miguel Martins (promoção) e Restauradores da Granja – Centro Óptico de Fafe (equipas).

Fonte: ACM

“Bicla Fest – Lisboa Ciclável”

O Passeio de Bicicleta Bicla Fest – Lisboa Ciclável realiza-se no dia 17 Setembro de 2017, no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade, com partida e chegada ao Terreiro do Paço.

Todos os participantes inscritos receberão uma t-shirt e um bidon.

Irá haver uma tômbola de três bicicletas, duas cadeiras porta bebés e um fim-de-semana no Algarve, que será feita antes do início do passeio.

A organização estará no Terreiro do Paço desde as 8h30 para a entrega das t-shirts e dos bidons. O passeio iniciará por volta das 10 horas. Entretanto haverá animação musical.

As inscrições são GRATUITAS mas obrigatórias em: https://app.weventual.com/detalheEvento.action?iDEvento=4415

O percurso será plano e acessível a toda a gente, junto à frente ribeirinha, saindo do Terreiro do Paço, vai à rotunda 25 de Abril no sentido Parque das Nações, volta para trás na rotunda, passa pelo Terreiro do Paço e vai até  Belém e volta para terminar no Terreiro do Paço. Para crianças ou adultos menos experientes, podem fazer apenas a parte do percurso Terreiro do Paço – Belém – Terreiro do Paço.

A travessia nos comboios da Fertagus será gratuita.

Fonte: FPCUB

“Equipa Portugal/Seleção definida para o Mundial de estrada”

Por: José Carlos Gomes

O selecionador nacional de estrada, José Poeira, já escolheu os corredores que vão representar a Equipa Portugal no Campeonato do Mundo, que decorre em Bergen, Noruega, de 17 a 24 de setembro.

O ritmo competitivo, a capacidade de adaptação a provas extensas e a experiência no pelotão internacional foram os principais critérios para a escolha dos seis corredores que vestirão as cores nacionais na prova de fundo para elite, no dia 24 de setembro. Os convocados são José Gonçalves (Team Katusha Alpecin), Nelson Oliveira (Movistar Team), Ricardo Vilela (Manzana Postobón), Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo), Rui Costa (UAE Team Emirates) e Tiago Machado (Team Katusha Alpecin). Nelson Oliveira e Rui Costa também competem no contrarrelógio individual, no dia 20 de setembro.

A corrida de fundo, que encerra o programa do Campeonato do Mundo, terá 276,5 quilómetros. O tiro inicial será dado em Rong, a partir de onde os corredores farão 40 quilómetros planos até Bergen, onde cumprirão 12 voltas ao circuito de 19,1 quilómetros. O circuito é essencialmente plano, embora com alguns topos. A principal dificuldade, que terá de ser ultrapassada 12 vezes, é a subida de Salmon Hill, uma escalada com 1,5 quilómetros de extensão e uma inclinação média de 6,4 por cento. Este topo está colocado entre o quilómetro 6 e o quilómetro 7,5 do circuito.

“Vai ser a eterna luta entre as seleções que pretendem endurecer a corrida para descartar os sprinters e aquelas às quais interessa um ritmo moderado para que os homens mais rápidos possam estar na discussão da corrida. As dez seleções com nove elementos terão maior responsabilidade de gerir a corrida. Pela nossa parte estaremos concentrados em manter todas as opções em aberto até final. Quando os percursos não são declaradamente para velocistas temos sempre a ambição de bater-nos para um lugar nos dez primeiros e, desta vez, não será exceção”, avança José Poeira.

O contrarrelógio de elite tem duas particularidades: é mais curto do que o habitual em Campeonatos do Mundo, com apenas 31 quilómetros, e termina numa subida difícil. A meta está instalada no monte Floyen, uma escalada com 3,4 quilómetros e uma inclinação média de 9,1 por cento. Cerca de um terço da subida tem rampas constantes acima dos 10 por cento de pendente.

“É um contrarrelógio que, em teoria, favorece mais os nossos corredores do que um longo exercício totalmente plano. No entanto, por ser diferente de tudo aquilo a que estamos habituados será uma incógnita, obrigando a analisar bem o terreno para uma correta escolha de andamentos e para decidirmos uma eventual troca de bicicleta no início da subida final”, revela o selecionador nacional.

A Equipa Portugal também estará presente no contrarrelógio e na prova de fundo para sub-23. O quarteto selecionado nesta categoria é composto por André Carvalho (Cipollini Iseo Serrature Rime), Francisco Campos (Miranda/Mortágua), Ivo Oliveira (Axeon Hagens Berman) e José Neves (Liberty Seguros/Carglass). Todos disputam os 191 quilómetros da prova de fundo, no dia 22. Ivo Oliveira compete nos 37,2 quilómetros de contrarrelógio individual, que não inclui a subida que marca o “crono” de elite, no dia 18.

Os juniores apenas competem nas provas de fundo. No setor masculino, cuja prova terá 135,5 quilómetros e será disputada no dia 23, estão convocados Afonso Silva (Sporting/Tavira/Formação Eng. Birto da Mana), Pedro José Lopes (Alcobaça CC/Crédito Agrícola) e Pedro Miguel Lopes (Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact). Maria Marins (Bairrada) será a representante lusa na prova de fundo para juniores femininas, 76,4 quilómetros a percorrer no dia 22.

Provas com participação da Equipa Portugal

18 de setembro, 12h05: Contrarrelógio Individual Sub-23, 37,2 km

20 de setembro, 12h05: Contrarrelógio Individual Elite, 31 km

22 de setembro, 9h05: Prova de Fundo Juniores Femininas, 76,4 km

22 de setembro, 12h15: Prova de Fundo Sub-23, 191 km

23 de setembro, Prova de Fundo Juniores, 135,5 km

24 de setembro, 9h05: Prova de Fundo Elite, 276,5 km

Hora de Portugal Continental

Fonte: FPC

“Memorial Bruno Neves”

Mario González vence com autoridade

Por: José Carlos Gomes

Mario González (Sporting-Tavira) impôs-se no Memorial Bruno Neves, última prova do calendário português de estrada, disputada no concelho de Oliveira de Azeméis.

O corredor espanhol concluiu em solitário os 143 quilómetros, entre a sede do concelho oliveirense e Nogueira do Cravo, terra natal de Bruno Neves. Mario González precisou de 2h48m43s para fechar a prova, menos 30 segundos do que Joaquim Silva (W52-FC Porto) e menos 33 segundos do que o vencedor, ontem, do Troféu Concelhio de Oliveira de Azeméis, Domingos Gonçalves (RP-Boavista), segundo e terceiro, respetivamente.

Numa prova em que apenas dez corredores terminaram a menos de 7 minutos do vencedor, o melhor sub-23 foi o basco Xuban Errazquin (RP-Boavista), oitavo da geral absoluta. Rafael Silva (Efapel) venceu a classificação da montanha), Luís Gomes (RP-Boavista) foi o primeiro nas metas volantes, Nuno Almeida (Louletano-Hospital de Loulé) impôs-se na classificação dos sprints e André Ramalho (Jorbi/Team José Maria Nicolau) foi o melhor elemento das equipas de clube.

A RP-Boavista impôs-se coletivamente.

Fonte: FPC

“TRIATLO DE MONTEMOR-O-VELHO”

ESCOLA TRIATLO TORRES NOVAS CONQUISTA 3ºLUGAR NO CAMPEONATO NACIONAL JOVEM 2017

A ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS terminou no sábado, dia 9 de Setembro, a sua época desportiva de 2017, com a participação na última etapa do Campeonato Nacional Jovem de Estafetas, que se realizou no Centro Náutico em Montemor-o-Velho.

Depois da derradeira etapa do Campeonato Nacional de Triatlo Jovem, disputada em Folgosa – Armamar, no passado dia 26 de Agosto, que confirmou o 3ºLUGAR (entre 47 equipas) no CAMPEONATO NACIONAL DE TRIATLO JOVEM 2017 para a ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS, os triatletas torrejanos despediram-se desta época, conquistando na última etapa do Campeonato Nacional Jovem de Estafetas em Montemor-o-Velho, um excelente 3ºlugar por equipas.

Relembre-se que, a ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS, que desde 2011 tem vindo a manter a sua regularidade no Campeonato Nacional Jovem, sendo uma referência nacional no triatlo jovem, já se sagrou por 4 vezes Vice-Campeã Nacional e alcançou o título de Campeã Nacional em 2013.

Os triatletas que competiram nesta etapa de estafetas, apresentaram-se organizados por formações de 3 elementos, distribuídas por 2 agrupamentos, onde alinharam à partida no 1ºagrupamento, equipas constituídas por atletas Benjamins e Infantis, e no 2ºagrupamento, equipas constituídas por atletas Iniciados e Juvenis, que foram desafiados a percorrer distâncias que variaram entre 50m de natação, 1km de ciclismo, 400m de corrida e 200m de natação, 4km de ciclismo e 1000m de corrida.

Os melhores resultados das equipas torrejanas, foram alcançados no 2ºagrupamento, com a equipa masculina formada por João Nuno Batista (iniciado 1ºano), Pedro Afonso Silva (iniciado de 1ºano) e Gustavo do Canto (iniciado de 2ºano) a terminarem no 4ºlugar, o mesmo lugar obtido pela formação feminina com Ana Margarida Silva (juvenil de 2ºano), Constança Martins (iniciada 2ºano) e Beatriz Neves (juvenil de 2ºano).

Parabéns a TODOS OS ATLETAS que demonstraram espirito de equipa, coragem, esforço e sacrifício em todas as provas ao longo desta época, à dedicação e esforço da EQUIPA TÉCNICA, constituída por Paulo Antunes e Marco Sousa, que sempre acreditaram nesta grande equipa, a todos os PAIS e AMIGOS, que foram também indispensáveis para o sucesso dos nossos jovens, e aos nossos parceiros BATADEC, Lda., LIBERTY SEGUROS, FARMÁCIA CARLOS PEREIRA LUCAS, AVENTUR Aventura e Lazer.

Entretanto, a nova época está a começar, e já estão abertas as inscrições para a ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS.

Basta saber nadar e aparecer nas Piscinas Municipais de Torres Novas, às Terças e Sextas a partir das 18 horas.

CAMPEONATO DO MUNDO DE TRIATLO

EM ROTERDÃO (HOLANDA) – 16.09.17

O triatleta torrejano RICARDO BATISTA vai representar pela 7ªvez nesta época de 2017, a Selecção Nacional de Triatlo, no Campeonato do Mundo de Triatlo em Juniores que se realiza em Roterdão na Holanda, no próximo sábado, dia 16 de Setembro.

E no fim-de-semana seguinte, está mais uma vez selecionado para integrar a Selecção Nacional na categoria de Elite, para disputar a Taça da Europa de Triatlo, que se realiza no Funchal, no dia 23 de Setembro (sábado à tarde), juntamente com o seu colega de equipa, JOSÉ PEDRO VIEIRA.

Fonte: ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS

“Vuelta/Mais uma vitória de Trentin na consagração de Froome”

"Vuelta 2017 termina em Madrid com o italiano a impor-se no sprint final

Foto: Reuters

O italiano confirmou o estatuto de melhor sprinter na edição deste ano da Volta a Espanha ao impor-se na última etapa da prova, uma chegada em pelotão compacta a Madrid, num dia que serviu para consagrar o britânico Chris Froome como o grande vencedor da Vuelta 2017.

Se para Trentin foi o quarto triunfo em etapas este ano, Froome fez história ao tornar-se no terceiro ciclista a vencer o Tour e a Vuelta na mesma época: Jacques Anquetil conseguiu-o em 1963 e Bernard Hinault em 1978, mas estes não alcançaram as respetivas vitóras de forma sucessiva. É que, então, a prova espanhola abria a temporadas das grandes voltas e a francesa surgia apenas depois do Giro.

Esta derradeira etapa ficou ainda marcada pela despedida de Alberto Contador, que termina a carreira. O ciclista espanhol - que é natural da região madrilena - teve mesmo a oportunidade de circular alguns minutos à frente do pelotão pelas ruas de Madrid, para o adeus ao seu público. Depois, o corredor da Trek-Segafredo perdeu algum tempo na chegada e acabou por cair para o 5.º posto da geral, sendo ultrapassado pelo holandês Wilco Kelderman.

No pódio, além do vencedor Chris Froome, estiveram ainda o italiano Vincenzo Nibali (2.º) e o russo Ilnur Zakarin (3.º), uma das surpresas da Vuelta 2017. Destaque ainda para o facto de Froome ter também conquistado a camisola verde, símbolo da classificação por pontos, terminando com mais dois pontos do que Matteo Trentin, depois de ter sido 11.º na etapa final. O britânico venceu ainda o combinado, enquanto o italiano Davide Villella (Cannodale) foi o rei da montanha. Já a Astana triunfou por equipas.

Quanto aos portugueses, Rui Costa (UAE Emirates Team) perdeu hoje mais de dois minutos para os primeiros, mas manteve o estatuto de melhor ciclista nacional na Vuelta deste ano ao terminar no 43.º posto. Nélson Oliveira (Movistar) acabou em 47.º e Ricardo Vilela (Manzana Postobón) surge no 50.º lugar, enquanto Rafael Reis (Caja Rural) ficou na 132.ª posição.

Classificação da 21.ª e última etapa

1. Matteo Trentin (Itália/Quick-Step Floors), 3:06:25"

2. Lorrenzo Manzin (França/FDJ), m.t.

3. Soren Kragh (Dinamarca/Team Sunweb), m.t.

4. Tom Van Asbroeck (Bélgica/Cannondale-Drapac), m.t.

5. Ivan Garcia (Espanha/Bahrain-Merida), m.t.

6. Magnus Cort (Dinamarca/Orica-Scott), m.t.

7. Kenneth Vanbilsen (Bélgica/Cofidis), m.t.

8. Sacha Modolo (Itália/UAE Team Emirates), m.t.

9. Michael Schwarzmann (Alemanha/Bora-hansgrohe), m.t.

10. Daniel Hoelgard (Noruega/FDJ), m.t.

(...)

29. Nelson Oliveira (Portugal/Movistar Team), +0:09''

61. Ricardo Vilela (Portugal/Manzana Postobon), +0:14''

118. Rafael Reis (Portugal/Caja Rural-Seguros RGA), +0:58''

150. Rui Costa (Portugal/UAE Team Emirates), +2:15''

Classificação geral final

1. Chris Froome (Grã-Bretanha/Team Sky), 82:30:02"

2. Vincenzo Nibali (Itália/Bahrain-Merida), +2:15"

3. Ilnur Zakarin (Rússia/Katusha-Alpecin), +2:51"

4. Wilco Kelderman (Holanda/Team Sunweb), +3:15"

5. Alberto Contador (Espanha/Trek-Segafredo), +3:18"

6. Wout Poels (Holanda/Team Sky), +6:59"

7. Michael Woods (Canadá/Cannondale-Drapac), +8:27"

8. Miguel Ángel López (Colômbia/Astana Pro Team), +9:13"

9. Steven Kruijswijk (Holanda/LottoNL-Jumbo), +11:18"

10. Tejay van Garderen (Estados Unidos/BMC Racing Team), +15:50"

(...)

43. Rui Costa (Portugal/UAE Team Emirates), +1:58:46"

47. Nelson Oliveira (Portugal/Movistar Team), +2:16:03"

50. Ricardo Vilela (Portugal/Manzana Postobon), +2:25:21"

132. Rafael Reis (Portugal/Caja Rural-Seguros RGA), +4:27:14"

Fonte: Record on-line

“Reportagem no “Jornal de Ciclismo” do evento: “7º Festival da Bicicleta Solidária.2017”

OJornal de Ciclismo”, publicou a reportagem do evento: “16º Passeio de Montemuro/Mafra.2017” este domingo em Montemuro, a mesma pode ser visualizada em: http://jornalciclismo.com/?p=46278 ou em: http://jornalciclismo.com  onde pode ainda visualizar outras notícias.

“Reportagem no “A Notícia” do evento: “7º Festival da Bicicleta Solidária.2017”

O A Notícia”, publicou a reportagem do evento: “7º Festival da Bicicleta Solidária.2017” realizado este domingo em Lisboa a mesma pode ser visualizada em: https://www.anoticia.pt/pt/201709/Desporto/1176/VII-Festival-da-Bicicleta-Solid%C3%A1ria-teve-lugar-este-domingo-em-Lisboa.htm ou em: http://anoticia.pt/ onde pode ainda visualizar outras notícias.

Reportagem no “O Praticante” do evento: “7º Festival da Bicicleta Solidária.2017”

O “O Praticante” publicou a reportagem do evento: “7º Festival da Bicicleta Solidária.2017” realizado este domingo em Lisboa, a mesma pode ser visualizada em: http://www.opraticante.pt/festival-da-bicicleta-solidaria  ou em: http://www.opraticante.pt/  onde pode ainda visualizar outras notícias.