sábado, 15 de maio de 2021

“Tóquio'2020: Regressado Dumoulin vai liderar seleção holandesa de ciclismo nos Jogos”


Por: Lusa

Foto: Instagram

Tom Dumoulin, que está de regresso ao pelotão após uma pausa na carreira, vai estar nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, revelou este sábado a Federação holandesa de ciclismo, confirmando ainda a presença do prodígio Mathieu van der Poel no BTT.

A seleção de Dumoulin, vencedor do Giro2017, é o grande destaque na lista de 'convocados' dos Países Baixos para as provas de ciclismo dos Jogos Olímpicos, com o ciclista da Jumbo-Visma a ser o eleito para enfrentar o contrarrelógio na capital japonesa e a unir-se a Bauke Mollema (Trek-Segafredo), Wilco Kelderman (Bora-hansgrohe), Dylan van Baarle (INEOS) e Yoeri Havik (BEAT Cycling) na prova de fundo.

Dumoulin, que foi segundo no Giro e na Volta a França de 2018, venceu um título mundial de contrarrelógio e a prata do Rio2016, também no 'crono', anunciou em janeiro uma pausa na carreira para pensar no futuro, confessando que a pressão pública e dos meios de comunicação social eram "mais difíceis de gerir" do que esperava.

Agora, estará em Tóquio'2020 para defender a medalha conquistada e tentar contribuir para o sucesso dos Países Baixos no ciclismo, modalidade em que são grandes favoritos no BTT, graças à presença do prodígio Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix).

Os Jogos Olímpicos Tóquio'2020, adiados devido à pandemia de covid-19, vão decorrer entre 23 de julho e 08 de agosto

Fonte: Record on-line

“Tavfer-Measindot-Mortágua/Joaquim Silva em 5º da Geral após o 1º dia do GP O Jogo”


Por: Pedro Silva

A Equipa Continental UCI Tavfer-Measindot-Mortágua iniciou hoje a sua participação no Grande Prémio O Jogo, logo com uma dupla jornada. Da parte da manhã 77,4 quilómetros em Castro Daire e da parte da tarde cerca de 67 quilómetros em São Pedro do Sul.

 

Etapa da manhã que acabou por correr bastante bem para a equipa. Percurso muito duro fez com que um grupo de apenas 15 unidades resistisse na frente da corrida, onde contávamos com Gaspar Gonçalves e Joaquim Silva.

Com um bom espírito de entre ajuda entre ambos, na dura chegada a Castro Daire, Joaquim Silva foi o 3º classificado, apenas batido por Luís Mendonça (Efapel), uma vez que o vencedor da etapa, José Neves (W52/FC Porto) já se encontrava destacado. Setor da manhã positivo, fez com que Joaquim Silva fosse o nosso melhor homem na 3ª posição da Classificação Geral.


 

Da parte da tarde, de novo etapa muito dura com passagem em São Macário a cerca de meio da etapa. Acabou por chegar uma fuga de 3 elementos que já haviam perdido algum tempo no setor da manhã, não representando qualquer perigo para a Classificação Geral.

A etapa foi ganha por Gustavo Veloso (Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel) e os nossos homens mais bem colocados na Geral viriam a chegar no grupo principal. Alguns cortes na chegada fizeram com que Joaquim Silva perdesse alguns segundos importantes e caísse para a 5ª posição da Classificação Geral. Gaspar Gonçalves que chegou bem colocado subiu aos 10 mais da Classificação Geral.


 

A Tavfer-Measindot-Mortágua mantém-se também em bom plano a nível coletivo, encontra-se na 7ª posição na Classificação Geral por equipas.

 

O GP O Jogo termina neste domingo. A terceira etapa, com 138,2 quilómetros, começa (11h55) e termina (15h20) em Vieira do Minho. Será mais uma jornada de terreno ondulado, pelo que o resultado final permanece uma incógnita, uma vez que o percurso permite mexer com a corrida.

 

 

Classificação 1ª Etapa

Castro Daire – Castro Daire: 77,4 kms

 

1.º José Neves (W52/FC Porto), 2h09m19s

3.º Joaquim Silva (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 29s

11.º Gaspar Gonçalves (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 57s 32.º Francisco Morais (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 14m28s 34.º Ash Coning (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 14m40s

73.º Rui Carvalho (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 16m21s 79.º Ángel Sanchez (Tavfer-Measindot-Mortágua), mt

96.º Pedro Paulinho (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 26m30s

 

Classificação 2ª Etapa

S. Pedro do Sul – S. Pedro do Sul: 67,5 kms

 

1.º Gustavo Veloso (Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel), 1h47m18s 14.º Gaspar Gonçalves (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 1m53s

16.º Joaquim Silva (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 2m03s 29.º Ángel Sanchez (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 2m20s 38.º Rui Carvalho (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 2m39s 39.º Pedro Paulinho (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 3m03s 44.º Francisco Morais (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 6m42s DNF Ash Coning (Tavfer-Measindot-Mortágua)

 

Classificação Geral

1.º José Neves (W52/FC Porto), 3h58m30s

 

5.º Joaquim Silva (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 39s

10.º Gaspar Gonçalves (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 57s 38.º Ángel Sanchez (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 16m48s 40.º Rui Carvalho (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 17m07s 43.º Francisco Morais (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 19m17s 57.º Pedro Paulinho (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 24m40s

 

Classificação por Equipas

 

1.º Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel, 11h56m18s

7º Tavfer-Measindot-Mortágua, a 15m43s

Fonte: Tavfer-Measindot-Mortágua

“Efapel/Luís Mendonça ocupa segunda posição na Geral de O JOGO mas amanhã quer repetir título”


Luís Mendonça, da Equipa Profissional de Ciclismo EFAPEL, ocupa a 2.ª posição da Geral da 9.ª edição do Grande Prémio O JOGO, após as duas primeiras etapas, sendo o líder da Geral por Pontos. Vencedor da última edição, alinhou hoje com o dorsal 1 e ambiciona repetir o feito amanhã, durante a etapa-rainha que fecha a prova, em Vieira do Minho. Destaque também para Rafael Reis, que fecha o Top 15 da Geral.

Foi um sábado cheio, com dupla jornada no Grande Prémio O JOGO. No setor matutino, onde foram percorridos 77,9 km por Castro Daire, Mendonça terminou em 2.º lugar a etapa. De tarde, nova tirada curta com partida e chegada a São Pedro do Sul, num total de 64,1 km, o corredor da EFAPEL chegava na 4.ª posição. Contudo, recuperou 6 segundos, mantendo-se em 2.º na Geral, ficando a 12 segundos de José Neves (W52-FC Porto), vencedor do primeiro setor, que segurou a Camisola Amarela.

Os dois finais inclinados nas tiradas de hoje favoreciam Luís Mendonça, que teve toda a equipa consigo. Mas os ataques dos trepadores, tendo em conta a presença de contagens de montanha e com elas um conjunto de dificuldades, em ambos os setores, não facilitaram o desempenho do corredor da EFAPEL.

“A equipa está a fazer uma grande corrida. Estamos um pouco limitados por alinharmos só com seis atletas, mas todo o bloco está de parabéns pela entrega e união nesta competição tão importante para o nosso calendário”, adiantou o diretor desportivo da EFAPEL, Rúben Pereira.

Amanhã chega a terceira etapa do 9.º Grande Prémio O JOGO, que se disputa em Vieira do Minho. A partida será da frente dos Bombeiros, às 12 horas, para o pelotão percorrer 138,2 km e cruzar a meta cerca das 15.38 horas, no Jardim da Praça Dr. Guilherme de Abreu, em frente à Câmara Municipal de Vieira do Minho. Pelo caminho não vão faltar subidas, com destaque para as escaladas de Covide e Tabuaças na fase final.

 

CLASSIFICAÇÕES:

9.º GRANDE PRÉMIO O JOGO

 

1.ª ETAPA: Castro Daire - Castro Daire» 77,9 km

2.ª ETAPA: São Pedro do Sul - São Pedro do Sul» 64,1 km

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL INDIVIDUAL - AMARELA (após a 1.ª e 2.ª Etapas)

 

1.º José Neves (W52-FC Porto), 03h58m30s

2.º Luís Mendonça (EFAPEL), a 12s

15.º Rafael Reis (EFAPEL), a 03m19s

23.º André Domingues (EFAPEL), a 08m14s

34.º Karel Hník (EFAPEL), a 15m31s

37.º Fábio Costa (EFAPEL), a 15m44s

46.º António Carvalho (EFAPEL), a 20m00s

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL EQUIPAS

 

1.ª Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel, 11h56m18s

4.ª EFAPEL, a 10m00s

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL PONTOS – BOLINHAS

 

1.º Luís Mendonça (EFAPEL), 57 Pontos

17.º Rafael Reis (EFAPEL), 2 Pontos

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL MONTANHA – AZUL

 

1.º José Neves (W52-FC Porto), 10 Pontos

3.º Rafael Reis (EFAPEL), 8 Pontos

5.º André Domingues (EFAPEL), 6 Pontos

7.º Luís Mendonça (EFAPEL), 4 Pontos

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL METAS VOLANTES – LARANJA

 

1.º José Neves (W52-FC Porto), 3 Pontos

3.º Rafael Reis (EFAPEL), 2 Pontos

4.º Luís Mendonça (EFAPEL), 1 Ponto

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL SPRINTS – VERMELHA

 

1.º José Neves (W52-FC Porto), 3 Pontos

5.º Rafael Reis (EFAPEL), 1 Ponto

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL JUVENTUDE – BRANCA

 

1.º Afonso Eulálio (Antarte-Feirense), 04h02m57s

2.º André Domingues (EFAPEL), 04h06m44s

6.º Fábio Costa (EFAPEL), 04h14m14s

Fonte: Efapel

“José Neves lidera Grande Prémio O Jogo após duas primeiras etapas”


Dragão foi mais forte e venceu isolado a primeira tirada

 

Por: Lusa

Foto: FPC

O português José Neves venceu, este sábado, a primeira etapa do Grande Prémio O Jogo em bicicleta, segurando a liderança da geral após a segunda tirada, vencida pelo espanhol Gustavo Veloso.

Num primeiro dia da nona edição da prova, dividido em duas etapas, o dragão foi o homem mais forte, após vencer isolado a primeira tirada, de 77,9 quilómetros, com partida e chegada em Castro Daire.

Neves aproveitou uma fuga bem-sucedida para vencer isolado à frente de Luís Mendonça (Efapel), vencedor em 2020, segundo a 18 segundos.

Em terceiro chegou Joaquim Silva (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 29 segundos, com os azuis e brancos a colocarem ainda Joni Brandão a 34 segundos.

A liderança alcançada na prova, da manhã de sábado, permitiu ao camisola amarela abordar os 64,1 quilómetros com partida e chegada em São Pedro do Sul com outra autoridade, e a vitória foi para o veterano Gustavo Veloso, também a solo.

Colocou 26 segundos de vantagem para o segundo classificado, o espanhol Jesús del Pino (Louletano), e para o terceiro, Tiago Machado, no primeiro triunfo desde que saiu da W52-FC Porto, enquanto Luís Mendonça foi quarto.

No final do dia, José Neves, que também encabeça a classificação da montanha, lidera com 12 segundos de vantagem para Luís Mendonça, líder dos pontos, enquanto Joni Brandão é terceiro, a 34 do colega de equipa.

No domingo, a terceira e última etapa arranca pelas 11h55 de Vieira do Minho, onde vai também terminar, para uma tirada de 138,2 quilómetros que encerra a nona edição da corrida.

Fonte: Record on-line

“Líder da classificação dos pontos Caleb Ewan desiste na oitava etapa do Giro”


Vencedor de cinco etapas no Giro tinha vestido a 'maglia ciclamino' na sexta, deixando agora a prova em que conquistou a quinta e sétima etapas

 

Por: Lusa

Foto: EPA

O líder da classificação dos pontos da Volta a Itália, o australiano Caleb Ewan (Lotto Soudal), desistiu este sábado da prova durante a oitava etapa, entre Foggia e Guardia Sanframondi.

Ewan, de 26 anos, abandonou durante as primeiras horas de corrida, no dia seguinte à segunda vitória em etapa nesta 104.ª edição, ambas ao 'sprint', sem que tenha sido dada uma indicação clara sobre se aconteceu algo durante a tirada.

"Infelizmente, Caleb Ewan teve de abandonar o Giro, devido a dores num joelho", escreveu a Lotto Soudal na rede social Twitter.

O vencedor de cinco etapas no Giro tinha vestido a 'maglia ciclamino' na sexta-feira, deixando agora a prova em que conquistou a quinta e sétima etapas.

O belga Tim Merlier (Alpecin Fenix), até aqui segundo classificado, ascende, para já, à liderança da classificação dos pontos.

O velocista australiano tem como objetivo para 2021 o Tour, onde também já venceu por cinco vezes, e a Volta a Espanha, onde conquistou uma tirada em 2015.

A oitava etapa da corrida, liderada pelo húngaro Attila Valter (Groupama-FDJ), liga Foggia a Guardia Sanframondi e conta com uma chegada em alto.

Fonte: Record on-line

“Victor Lafay acaba com jejum de 11 anos da Cofidis no Giro”


Por: SIF // AMG

O francês Victor Lafay venceu hoje a oitava etapa da Volta a Itália em bicicleta, encerrando um jejum de 11 anos da Cofidis na prova, num dia em que Nelson Oliveira (Movistar) voltou a ficar perto do triunfo.

Lafay, de 25 anos, cumpriu os 170 quilómetros entre Foggia e Guardia Sanframondi em 4:06.47 horas, fazendo vingar a muito disputada fuga do dia, com nove elementos, após uma aceleração na subida até à meta.

O italiano Francesco Gavazzi (EOLO-Kometa) acabou no segundo lugar, a 36 segundos, e o alemão Nikias Arndt (DSM) no terceiro, a 37, com Nelson Oliveira a 41 e João Almeida (Deceuninck-QuickStep) no 10.º lugar, primeiro do pelotão, a 4.48 minutos.

Nas contas da geral, o húngaro Attila Valter (Groupama-FDJ) chegou junto dos restantes candidatos e segura a liderança da geral, à frente do belga Remco Evenepoel (Deceuninck-QuickStep), segundo a 11 segundos, e do colombiano Egan Bernal (INEOS), terceiro a 16

A discussão da etapa começou praticamente ao quilómetro zero, após uma hora de acirrada competição pela formação da fuga do dia, com Ruben Guerreiro (Education First-Nippo) a tentar, entre dezenas de ciclistas que procuravam atacar, apenas para o pelotão, por uma ou outra razão, entre as várias equipas, os apanhar.

Acabou por vingar uma escapada com Nelson Oliveira, mas também o ‘sprinter’ colombiano Fernando Gaviria (UAE Emirates), a apontar aos ‘sprints’ intermédios para procurar aproximar-se da liderança da classificação dos pontos, hoje órfã do líder após o abandono do australiano Caleb Ewan (Lotto Soudal).

Nos últimos 10 quilómetros, e já depois de Gaviria cair na descida, acabando por perder força para acompanhar, a luta ‘aqueceu’, com Nelson Oliveira muito envolvido a tentar ‘abafar’ ataques dos rivais.

Ele próprio ainda tentou uma aceleração, a 8,2 quilómetros da meta, mas quem acabou por sair foi o italiano Giovanni Carboni (Bardiani-CSF-Faizanè) e o belga Victor Campenaerts (Qhubeka ASSOS), além do francês Alexis Gougeard (AG2R Citroën), deixando o luso na perseguição.

Esse trabalho do português acabou por beneficiar Victor Lafay, que acabou por se isolar da perseguição, alcançar Carboni, já sozinho na frente, e depois descolar a dois quilómetros da meta.

A vantagem só aumentou até final, numa vitória autoritária do jovem, que se estreia como profissional, dando à Cofidis uma primeira vitória no Giro desde 2010, e a primeira em grandes Voltas desde 2019 para a equipa que este ano é de escalão WorldTour. A França, de resto, também não vencia na ‘corsa rosa’ desde há dois anos.

"Sabia que os outros não eram trepadores, mas o Nelson Oliveira era o melhor, mantive-me de olho nele. Tinha confiança nas minhas pernas e ataquei a três quilómetros [foi a 2,4 quilómetros da meta], e não consigo acreditar, ainda, que ganhei. [...] O dia foi muito duro, com dificuldade em entrar na fuga. Depois, o pelotão deu-nos sete minutos e deu para recuperar", explicou.

Atrás, Gavazzi carimbou o 31.º segundo lugar da carreira, enquanto Nelson Oliveira, num dos melhores momentos de forma da carreira, voltou a ficar perto, como na quarta etapa, mas não conseguiu lá chegar.

Na luta pela geral, as equipas iam impondo um ritmo alto, para ‘ameaçar’ Attila Valter, mas uma queda no pelotão, envolvendo o espanhol Pello Bilbao (Bahrain Victorious), acabou por ser a única coisa a fazer diferenças de tempo.

O espanhol cedeu alguns segundos, assim como o australiano Jai Hindley (DSM), segundo em 2020, na sequência desse momento, mas de resto todos os favoritos chegaram ao mesmo tempo, com João Almeida a liderar o grupo para fechar o ‘top 10’.

O português subiu um posto para o 25.º lugar, a 4.49 minutos da 'maglia rosa' que vestiu por 15 dias no ano passado, enquanto Ruben Guerreiro, hoje 42.º, se mantém em 28.º, a 6.11. Nelson Oliveira subiu quatro lugares, para o 33.º posto, a 11.02.

No domingo, a nona etapa liga Castel di Sangro a Campo Felice em 158 quilómetros, com a chegada em alta montanha, numa tirada com uma contagem de terceira categoria, duas de segunda e outra de primeira, a coincidir com a meta.

Fonte: Lusa


“Taça do Mundo de XCO/Raquel Queirós 19.ª na República Checa”


Por: José Carlos Gomes

Raquel Queirós foi hoje a melhor portuguesa na prova da Taça do Mundo de Cross Country Olímpico (XCO), disputada em Nové Město na Moravě, República Checa, conseguindo o 19.º lugar na corrida de sub-23 femininas.

A corredora da Seleção Nacional partiu da posição 17 e fez uma corrida equilibrada, sempre dentro das vinte melhores da competição. Raquel Queirós acabou no 19.º lugar, melhorando duas posições relativamente à prova da semana passada, em Albstadt, Alemanha. A ciclista portuguesa gastou hoje mais 6m53s do que a austríaca Mona Mitterwallner, que venceu um apertado duelo com a dinamarquesa Caroline Bohé, que gastou mais 2 segundos. A terceira foi a húngara Kata Blanka Vas, a 1m17s.

Ana Santos também correu a prova de sub-23, embora em representação da equipa e não da Seleção. Num percurso endurecido pela lama, o que não se adequa às caraterísticas da corredora, Ana Santos recuperou alguns lugares face à posição de partida, defendendo uma posição no top 40. Fechou no 40.º posto, a 12m00s da vencedora.

Em paralelo com a Taça do Mundo, a pista checa acolheu hoje provas do circuito UCI Junior Series. A Seleção Nacional esteve representada por João Cruz, que foi o 41.º, a 5m50s do vencedor, o suíço Finn Treudler.

João Cruz teve um início de prova atribulado, ficando preso devido a uma queda dos corredores que estavam imediatamente à frente. Atrasando-se na fase mais precoce da prova, fez uma corrida em progressão. Tomás Frazão competiu pela equipa e também não teve uma participação isenta de percalços, sofrendo uma avaria. Foi o 126.º, já fora da volta do vencedor.

Na corrida de juniores femininas, Mariana Líbano ficou sensivelmente a meio da tabela, no 33.º posto, a 11m34s da vencedora, a helvética Lea Huber.

Fonte: Federação Portuguesa Ciclismo

sexta-feira, 14 de maio de 2021

“Conheça a lista de ciclistas inscritos no 9.º Grande Prémio O JOGO/Leilosoc”


Vão alinhar 123 corredores, de 18 equipas nacionais, na dura prova que este sábado e domingo terá três etapas e muita montanha

Luís Mendonça, vencedor da última edição, vai alinhar com o dorsal 1 no 9.º Grande Prémio O JOGO/Leilosoc, que na manhã deste sábado partirá de Castro Daire, para ter a segunda etapa à tarde, em São Pedro do Sul, e encerrar no domingo, com partida e chegada em Vieira do Minho.

Vão alinhar 123 corredores, em representação das 18 melhores equipas nacionais, metade delas de Elite e as restantes de Sub-23.


Sendo a prova um concentrado de dificuldades, com montanha em todas as etapas e finais inclinados nas duas primeiras, é difícil antecipar favoritos, embora a corrida conte com João Rodrigues, que no passado domingo venceu a internacional Volta ao Algarve, um dos maiores êxitos da história da W52-FC Porto.

O Grande Prémio O JOGO/Leilosoc abrirá este sábado com 77,9 km que terão partida e chegada em Castro Daire (9h50 a 12h03), realizando-se depois de almoço a etapa São Pedro do Sul-São Pedro do Sul (16h20 a 18h11), com 64,1 km.


A corrida terminará domingo, com os 138,2 km da etapa Vieira do Minho-Vieira do Minho (11h20 a 15h27), que terá as subidas de Covide e Tabuaças na fase final.

 

Os inscritos são os seguintes:

 

EFAPEL

 

Diretor: PEREIRA Ruben

1 MENDONÇA Luís

2 CARVALHO António

3 REIS Rafael

4 HNÍK Karel

5 COSTA Fábio

6 DOMINGUES André

7 FIGUEIREDO Frederico

 

W52/FC PORTO

 

Diretor: RIBEIRO Nuno

11 RODRIGUES João

12 MESTRE Ricardo

13 NEVES FERNANDES José

14 MAGALHÃES Jorge

15 VINHAS Rui

16 BRANDÃO Jóni

17 VILELA Ricardo

 

ANTARTE – FEIRENSE

 

Diretor: ANDRADE Joaquim

21 GARCIA DE MATEOS Vicente

22 FERREIRA António

23 SILVA Bruno

24 EULÁLIO Afonso

25 FERNANDES Venceslau

26 OLIVEIRA Fábio

27 AMADO Gonçalo

 

TAVFER-MEASINDOT-MORTÁGUA

 

Diretor: MIRANDA Hélder

31 PAULINHO Pedro

32 GONÇALVES Gaspar

33 SILVA Joaquim

34 SANCHEZ REBOLLIDO Angel

35 CONING Ash

36 CARVALHO Rui

37 MORAIS Francisco

 

L.A. ALUMINIOS/L.A. SPORT

 

Diretor: BRÔCO Hernâni

41 LEAÇA Gonçalo

42 RAMALHO André

43 SCHEULEN Marvin

44 CAIXAS Rodrigo

45 GOUVEIA Rafael

46 SALGUEIRO Carlos

47 SALVADOR Marcelo

 

RÁDIO POPULAR/BOAVISTA

 

Diretor: SANTOS José

51 MACHADO Tiago

52 CARVALHO Gonçalo

53 BENTA João

54 FERNANDES Luís

55 SILVA Afonso

56 RODRIGUES Vinício

57 GALLEGO Alberto

 

ATUM GENERAL/TAVIRA/MARIA NOVA HOTEL

 

Diretor: FITAS Vidal

61 CESAR VELOSO Gustavo

62 MARQUE Alejandro

63 LIVRAMENTO David

64 SIMÃO Rúben

65 BLANCO Samuel

66 DUARTE Emanuel

67 GRIGOREV Aleksandr

 

KELLY/SIMOLDES/UDO

 

Diretor: CORREIA Manuel

71 CASIMIRO Henrique

72 FONTE César

73 GOMES Luís

74 LOPES Pedro

75 MOTA Guilherme

76 GONÇALVES Hélder

77 MACHADO Ricardo

 

FORTUNNA / MAIA

 

Diretor: RODRIGUES José

81 VIDEIRA Patrick

82 CHAVES Artur

83 FERNANDES Fábio

84 BEATO Gonçalo

85 PEREIRA Henrique

86 CARDOSO Roberto

87 SILVA Rui

 

JV PERFIS/GONDOMAR CULTURAL

 

Diretor: BARROS José

91 VALE FERREIRA Tiago

92 SOUSA FERREIRA Tiago

93 GUIMARÃES Henrique

94 MOREIRA Francisco

95 MARTINS CLARA Rodrigo

 

ALMODÔVAR/DELTA CAFÉS/ CRÉDITO AGRÍCOLA

 

Diretor: VIEIRA Fernando

101 RIBEIRO Raúl

102 SANTOS André

103 GIL Ricardo

104 PINHEIRO Ivo

105 ALEXANDRE Daniel

106 SEQUEIRA Quevin

 

ADEGA MOR-G.D.M.-CACB

 

Diretor: ALVES Nuno

111 DOMINGOS ALVES Alexandre

112 PAULINO JORGE Bernardo

113 MIXÃO Duarte

114 CASAL Gabriel Cruz

115 POLIDO Gonçalo

116 OLIVEIRA João

117 CORREIA Miguel

 

LOULETANO - LOULÉ CONCELHO

 

Diretor: PIEDADE Jorge

121 PAREDES Cesar Nicolas

122 DEL PINO Jesus

123 MATIAS João

124 ISIDORO Micael

125 RODRIGUES Rui

126 OYARZÚN Carlos

127 MEIRELES Nuno

 

SANTA MARIA DA FEIRA/SEGMENTO D EPOCA/REOL

 

Diretor: DIAS José

131 DIAS Pedro

132 PAIVA André

133 CUNHA António

134 CAMPOS Filipe

135 MARTINS Gonçalo

136 ANTÓNIO João

137 CARVALHO Miguel

 

TEAM PORMINHO SUB23

 

Diretor: CUNHA Bruno

141 SOUSA Tiago

142 SILVA Rodrigo

143 SILVA Henrique

144 MAGALHÃES Gonçalo

145 GABRIEL Marcelo

146 ROCHA João

147 ALMEIDA João

 

ACDC TROFA / WPROTEK

 

Diretor: MARTINS José

151 BARBOSA Márcio

152 OLIVEIRA Fábio

153 RODRIGUES André

154 FONSECA André

155 VARVERDE Guilherme

156 SILVA Luís

157 OLIVEIRA Carlos

 

ACD MILHARADO / DRIVEONHOLIDAYS / MAFRA

 

Diretor: DUARTE Jorge

161 RODRIGUES Carlos

162 DUARTE Franscisco

163 BAUWENS Tomás

164 PEREIRA Diogo

165 BENTO Duarte

166 SANTOS Rafael

167 VIE François

 

SICASAL / MITICAR / TORRES VEDRAS

 

Diretor: CALDEIRA Jorge

171 GUERREIRO Francisco

172 LEAL Tiago

173 TORRES Rafael

174 LOPES Pedro José

175 PEREIRA Francisco

176 SILVA André

177 MARQUES Francisco

Fonte: O Jogo On-line

“Alberto Contador lembra sintomas graves de Covid-19: «Passei nove dias com febre nos 39 graus»”


Antigo ciclista espanhol admite que apenas conseguia comer quando esteve infetado

 

Por: Lusa

Foto: Pedro Ferreira

O antigo ciclista espanhol Alberto Contador, vencedor das três grandes Voltas, disse esta sexta-feira que teve sintomas muito fortes aquando da infeção pelo novo coronavírus, com a covid-19 a deixá-lo "apenas a conseguir comer".

"Passei nove dias com febre nos 39 graus, apenas a conseguir comer. Nunca imaginei que pudesse passar tão mal", lembrou o madrileno, de 38 anos, que está retirado desde 2017, numa transmissão televisiva da Eurosport sobre a Volta a Itália.

O madrileno já recuperou, mas revelou que os sintomas da doença "foram muito fortes" e deram-lhe uma lição sobre este "tema sério", pedindo aos mais jovens que "estejam conscientes" para a possibilidade de infeção.

Contador, vencedor de Volta a França, Espanha e Itália durante a carreira, não pôde acompanhar a sua equipa, a EOLO-Kometa, que este ano se estreia no Giro.

Como ciclista, venceu o Tour em 2007 e 2009, a 'corsa rosa' em 2008 e 2015, e a Vuelta em 2008, 2012 e 2014, sendo um de sete ciclistas a vencer todas as três, e um de dois com pelo menos duas vitórias em cada uma.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.333.603 mortos no mundo, resultantes de mais de 160,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Fonte: Record on-line

“Campeão mundial Julian Alaphilippe renuncia aos Jogos Olímpicos”


Ciclista francês sustentou que esta é uma "decisão pessoal e muito ponderada"

 

Por: Lusa

O francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep), campeão do mundo em título, renunciou esta sexta-feira aos Jogos Olímpicos Tóquio2020, invocando uma "decisão pessoal e muito ponderada".

"Informo-vos que, após uma longa reflexão, e conjuntamente com o selecionador francês e a minha equipa, a Deceuninck-QuickStep, decidi não ser candidato a uma seleção para os próximos Jogos de Tóquio", escreveu o ciclista francês, de 28 anos, na sua conta nas redes sociais Instagram e Twitter.

Aquele que seria um dos principais candidatos às medalhas na prova de fundo de Tóquio'2020 refere que ausência na capital japonesa é fruto de "uma decisão pessoal e muito ponderada".

"Os objetivos para o final da temporada foram definidos e, nesse sentido, escolhas têm de ser feitas. Terei todo o orgulho em vestir a camisola da seleção francesa nos próximos Mundiais", concluiu.

Julian Alaphilippe, que é o principal nome do ciclismo francês na atualidade e um dos corredores mais carismáticos do pelotão, esteve em destaque nas clássicas de primavera, conquistando a Flèche Wallonne, sendo segundo na Liège-Bastogne-Liège e sexto na Amstel Gold Race.

Loulou deverá ser o principal nome da formação belga na Volta a França, que decorre entre 26 de junho e 18 de julho.

Fonte: Record on-line