sexta-feira, 21 de abril de 2017

“Ambição renovada em nova fase da época”

EFAPEL quer discutir vitórias na Bairrada

Mais de um mês depois da última competição, a equipa EFAPEL regressa à estrada para uma competição de dois dias. É já amanhã e domingo que a formação de Ovar corre na Volta à Bairrada, prova que pontua para a Taça de Portugal. Os comandados por Américo Silva não pararam durante as últimas semanas e estão prontos para retomar as corridas com a ambição de sempre: discutir os triunfos em cada etapa.

A Volta à Bairrada começa na Mealhada e os ciclistas têm pela frente, no primeiro dia, quase 150 quilómetros pela frente. No segundo, são mais de 170 km entre o Luso e Pampilhosa do Botão. Para o director desportivo da equipa EFAPEL, esta corrida significa o reinício da temporada. “A volta à Bairrada é quase como que um recomeço depois de mais de um mês sem competições. Apesar disso, tudo iremos fazer para entrar com o pé direito nesta segunda parte da época”, assegurou o responsável.

No primeiro dia, os corredores têm várias metas volante pela frente mas o destaque vai para as três contagens de quarta categoria que poderão tornar a corrida muito selectiva e fazer com que a vitória seja discutida por um grupo reduzido de corredores. Na derradeira etapa, as dificuldades mais importantes estão logo na primeira fase da corrida. São duas contagens de segunda categoria. Para além disso, há ainda várias metas volante. A chegada está prevista por volta das 15 horas.

Nome da prova

Volta à Bairrada - 4 Maravilhas da Mesa da Mealhada

Data

22 e 23 de Abril de 2017

Director desportivo

Américo Silva

Ciclistas

António Pereira Barbio (Contra-relogista/Rolador)

Álvaro Trueba (Contra-relogista/Trepador)

Bruno Silva (Trepador)

Daniel Mestre (Sprinter)

Henrique Casimiro (Trepador)

Jesus Del Pino (Trepador)

Rafael Silva (Rolador/Sprinter)

Sérgio Paulinho (Completo)

Fonte: Efapel

“Geraint Thomas segura triunfo final na Volta aos Alpes”

Britânico acabou com sete segundos de avanço sobre Thibaut Pinot

Por: Lusa

Foto: EPA

O ciclista britânico Geraint Thomas (Sky) conquistou esta sexta-feira a vitória final da Volta aos Alpes, após a quinta e última etapa, entre Smarano e Trento, Itália, ganha pelo francês Thibaut Pinot (FDJ).
No final de um acidentado percurso de 199,6 quilómetros, Pinot foi o mais rápido, cortando a meta em 5:13.01 horas, o mesmo tempo do norte-americano Brent Bookwalter (BMC), de Thomas e do italiano Domenico Pozzovivo (AG2R La Mondiale).

Na geral, Geraint Thomas terminou a prova com sete segundos de avanço sobre Thibaut Pinot e 20 sobre Domenico Pozzovivo.
O português José Mendes (Bora-Hansgrohe) não partiu para a última etapa, enquanto Rinaudo Nocentini, do Sporting e que está ao serviço da seleção italiana, não chegou ao final.

Fonte: Record on-line

“Lagoa da Ervedeira recebe 3ª Etapa da Taça de Portugal”

O próximo dia 29 de Abril, sábado, será marcado pela segunda edição do Triatlo da Lagoa da Ervedeira, Leiria. À semelhança do ano passado o evento assinala a 3ª etapa da Taça de Portugal e oferece a possibilidade de competir numa Prova Aberta.

Depois de disputadas duas etapas iniciais da Taça de Portugal de Triatlo em terras algarvias, a competição muda-se para a Região do Centro do país. Com partida assinalada na Lagoa da Ervedeira, onde os triatletas terão de percorrer 750m de natação, a prova percorrerá as estradas do município de Leiria e terá a sua meta na Praia de Pedrogão. Os 20km de ciclismo que farão a ligação entre as duas zonas serão caracterizados por percursos essencialmente planos que contribuirão para uma prova rápida e entusiasmante. Depois de efetuarem a transição para o segmento final, os triatletas em competição terão como pano de fundo, ao longo de 5km de corrida, a bonita Praia de Pedrogão.

Após duas etapas concluídas o Sporting Clube de Portugal segue isolado na liderança da competição feminina, com duas vitórias consecutivas, e o Alhandra Sporting Club assume a frente na competição masculina. Fatores que não serão conclusivos para o desenrolar da prova e que, certamente, motivam as formações a apresentarem as suas melhores estratégias e esforços para pontuar.

No mesmo dia será realizada uma Prova Aberta que antecederá a prova da Taça de Portugal. Este evento será disputado na distância super-sprint (300m – 8,45km – 2km) e terá como público-alvo todos os interessados em participar. Esta prova mostra-se uma excelente oportunidade para iniciantes ou para quem procura dar os primeiros passos na modalidade.

Esperamos encontrar um grande número de clubes e atletas para mais uma tarde de Triatlo numa organização conjunta da Câmara Municipal de Leiria e da Federação de Triatlo de Portugal.

Fonte: FPT

“Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã”

Grande Prémio Manuel Abreu - RS Bikes (cadetes e juniores)

Está agendado para o dia 29 de abril o 1º Grande Prémio Manuel Abreu - RS Bikes, prova de ciclismo para as categorias de cadetes e juniores que homenageará o ciclista vimaranense que se sagrou campeão nacional de ciclismo de estrada e de rampa e venceu o Grande Prémio do Minho de 1996. Com partida e chegada na freguesia de Gondar (Guimarães), de onde era natural Manuel Abreu, a iniciativa é promovida conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho e pela RS Bikes.

O 1º Grande Prémio Manuel Abreu - RS Bikes, pontuável para a Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã, integrará corridas para as categorias de cadetes e de juniores, começando e terminando ambas na rua da Cabreira (Gondar – Guimarães). A corrida de cadetes terá início às 14h00 e a de juniores às 16h00, prevendo-se a chegada, respetivamente, para as 15h12 e para as 17h48.

As provas serão disputadas num percurso de 45,8 Kms (cadetes) e 68,6 Kms (juniores) com passagens pelos seguintes locais: Rua da Cabreira (Gondar), Rua da Variante, Rua da Liberdade, Rua  1º Maio, Rua 25 Abril, Rua Albano Martins Coelho Lima (partida real), seguindo-se o seguinte circuito: em frente para Serzedelo, Rua Arnaldo Gama, VIM, Avenida de  São Pedro, Rua da Liberdade e Rua da Cabreira. No decurso da prova os corredores da categoria de cadetes terão metas volantes na primeira passagem pela meta (Pneus Batoca), Rua Varziela (Pão Quente das Carreiras), na segunda Passagem pela meta (Moto Jomi), Avenida São Pedro (Freguesia de Pedome), Rua da Liberdade (RS Bikes) e na terceira passagem pela meta (MibilBanho). Por sua vez, o pelotão de juniores terá em disputa metas volantes na Rua Varziela (Pão Quente das Carreiras), na segunda (Moto Jomi), terceira (MibilBanho), quarta (Café Cruzeiro) e quinta (Pneus Batoca) passagem pela meta, assim como na Avenida São Pedro (Freguesia de Pedome) e na Rua da Liberdade (RS Bikes).

O 1º Grande Prémio Manuel Abreu - RS Bikes conta com o apoio das Juntas de Freguesia de Gondar e Pedome, Federação Portuguesa de Ciclismo, Arrecadações da Quintã, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, Controlsafe, Guimarpeixe, Pevigel, Interfios, MibilBanho, Moto Jomi, Pneus Batoca, Pão Quente das Carreiras, Café Cruzeiro - Gondar, Agrupamento de Gondar do Corpo Nacional de Escutas, Infraestruturas de Portugal, Ciclismo a fundo (revista oficial) e do comércio e industria local.

Entretanto, no dia 7 de maio realiza-se também em Gondar o 20º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu, quinta etapa do Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros. Organizado em conjunto pela Associação de Ciclismo do Minho, Agrupamento de Gondar do Corpo Nacional de Escutas e Gondar Jovem - Associação Juvenil, a prova de Cross Country Olímpico será aberto à participação (além das categorias de competição) de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção.

Manuel Abreu

Manuel Abreu nasceu em Gondar (Guimarães) a 5 de janeiro de 1963 e faleceu a 25 de fevereiro de 1997, tendo sido distinguido pela Câmara Municipal de Guimarães com a medalha de mérito desportivo e pela Associação de Ciclismo do Minho e Federação Portuguesa de Ciclismo.

Enquanto jovem, Manuel Luís Campos de Abreu acompanhou de perto a carreira de ciclista dos seus irmãos João e Jerónimo, quando estes representavam a equipa da Coelima. Com 20 anos de idade, em 1983, deixou a fiação onde trabalhava para se dedicar em exclusivo ao ciclismo. Representou a equipa da Coelima, de 1983 a 1985, tornou-se profissional nesse ano pelo Vitória Sport Clube e representou a seguir a equipa Garcia Joalheiro.

Manuel Abreu alinhou ainda nas formações Tensai / Mundial Confiança / Santa Marta, Sicasal /Acral e Maia / Jumbo, nesta última ao lado do seu irmão mais novo Joaquim Sampaio.

Sagrou-se Campeão Nacional de ciclismo de estrada, Campeão Nacional de Rampa por duas vezes e venceu várias provas, entre as quais o Grande Prémio do Minho de 1996.

Na Volta a Portugal em bicicleta ganhou o prémio do combinado em 1992, ano em que terminou a prova rainha do ciclismo português em segundo lugar.

Representou Portugal em diversos Campeonatos do Mundo e marcou presença em várias Voltas a Espanha e no Giro de Itália.

Fonte: ACM


 


 

“Volta a Portugal Santander Totta da Beira Alta a Trás-os-Montes atravessando o Douro Superior”

A paisagem de Figueira de Castelo Rodrigo, entrecortada pela beleza dos campos de cereais e das árvores de fruto com majestosas manifestações de arquitetura religiosa, será um dos cenários da próxima Volta a Portugal em Bicicleta Santander Totta. A edição que vai assinalar os 90 anos da competição, e percorre o país de 4 a 15 de agosto, terá a partida da 3ª etapa na vila de Figueira de Castelo Rodrigo.

O percurso extremamente sinuoso deste dia de competição, com cerca de 170 quilómetros, vai terminar em Bragança. Joaquim Gomes, o diretor da Volta, antecipa, desde já, o 7 de agosto. “O calor e a travessia da Serra de Bornes serão os principais obstáculos desta etapa. As primeiras dificuldades registar-se-ão logo no primeiro terço do percurso com a passagem em Vila Nova de Foz Côa e Torre de Moncorvo, onde estarão instalados dois prémios de montanha de 3ª categoria. Com as três Metas Volantes, bonificáveis, instaladas na segunda metade da etapa - St.ª Comba de Vilariça, Macedo de Cavaleiros e na primeira passagem em Bragança - será já em estradas brigantinas, com o Castelo Medieval como pano de fundo, que a derradeira seleção se fará. Provavelmente será um pelotão muito fracionado que vai chegar ao final de etapa na Avenida D. Sancho I.”

Assistir à partida da Volta em Figueira de Castelo Rodrigo, tal como já aconteceu o ano passado, após muitos anos de ausência do mapa da competição, será para o município mais um motivo de alegria e mostra da grande hospitalidade que caracteriza o território. Paulo Langrouva, o presidente da Câmara Municipal, não tem dúvidas em afirmar que “a Volta a Portugal tem uma projeção enorme e é um evento fundamental para a promoção e divulgação da nossa região. A possibilidade que as gentes de Figueira de Castelo Rodrigo têm em conviver com toda a logística e emoção que a Volta a Portugal proporciona é única e importante para a dinânima da economia local. Existem aqui muitos aficionados do ciclismo, pessoas que percorrem muitos quilómetros para ver as várias etapas da Volta e que são também praticantes. Este ano têm uma vez mais o ciclismo à porta!

Rui Vinhas e Joni Brandão no arranque da Academia da Volta

O ciclismo chegou mais cedo a Figueira de Castelo Rodrigo com o arranque, esta sexta-feira, das atividades da Academia da Volta que teve a presença de Rui Vinhas e Joni Brandão. Mais de 90 crianças da região receberam dos “campeões das duas rodas” algumas dicas e truques para dominar a arte de bem pedalar. A propósito da 3ª etapa, o vencedor da Volta de 2016, Rui Vinhas, lembrou: “Nesta zona faz sempre muito calor e isso pode fazer diferença. Espero que seja um bom espetáculo, nós vamos tentar contribuir para isso!” . Com Joni Brandão a acrescentar que “esta pode ser uma daquelas etapas que é traiçoeira, porque é um sobe e desce constante e depois temos a chegada a Bragança que não é propriamente fácil.A Academia da Volta realiza-se pelo terceiro ano consecutivo e é uma extensão do maior evento de ciclismo em Portugal. Tem o objetivo de criar novos momentos de relacionamento com os públicos mais jovens, divulgando a prática desportiva, e o ciclismo em particular, como um hábito de vida saudável e o uso da bicicleta como meio de transporte limpo.

As “voltas” em Figueira de Castelo Rodrigo e Bragança

No historial de partidas e chegadas da Volta a Portugal, Figueira de Castelo Rodrigo conta já 9 participações. A etapa que aí vai começar no próximo mês de agosto será a sexta ocasião em que a prova partiu da vila. Por outro lado, a chegada a Bragança vai representar a 17ª vez em que a capital nordestina assiste a um final de etapa. Já em 1927, aquando da realização da primeira Volta a Portugal, a cidade foi escolhida para acolher uma meta. Em 2015 foi a última vez que a Volta chegou a Bragança depois de uma das mais longas tiradas dessa edição.

Fonte: Podium