quinta-feira, 12 de julho de 2018

“A festa do ciclismo no “Bragança Granfondo 2018”

Ricardo Vilela, Gustavo César Veloso, Marco Chagas e Óscar Pereiro são alguns dos ciclistas presentes no “Bragança Granfondo 2018” a realizar no próximo, dia 15 de julho, a partir das 09h00.

Em 2018, Bragança renova o convite aos ciclistas e fãs da modalidade para a segunda edição da prova do Bragança Granfondo. Com data marcada para o próximo dia 15 de julho, o “Bragança Granfondo 2018” pretende ser um momento de aproximação de atletas e fãs deste desporto e de contacto com a natureza, tradições e encantos transmontanos.

Os ciclistas Ricardo Vilela, Gustavo César Veloso, Marco Chagas e Óscar Pereiro estão confirmados na segunda edição do Bragança Granfondo.

Hernâni Dias, presidente da Câmara Municipal de Bragança, refere “depois do sucesso de 2017 estamos convictos que a edição deste ano vai ser muito concorrida, por se tratar de uma prova que dá a conhecer a região, o património histórico impar e repleta de belezas naturais como é o Parque Natural de Montesinho, mas, também por ir além fronteira com uma incursão à vizinha Espanha, nomeadamente à vila de Puebla de Sanábria. Em 2018, queremos afirmar Bragança como passagem obrigatória do grande ciclismo. Queremos deixar Bragança ainda mais perto”.

O “Bragança Granfondo 2018” terá três percursos à escolha: Granfondo (157 km), Mediofondo (104 km) e o Minifondo (66 km). Entre os pontos de passagem estão algumas das mais típicas aldeias inseridas no Parque Natural de Montesinho, com especial destaque para Rio de Onor, uma das Sete Aldeias Maravilha de Portugal. A vizinha Espanha não fica de fora e está também prevista uma visita à vila de Puebla de Sanábria.

Para os familiares e amigos dos participantes do Bragança Granfondo a organização sugere a Caminhada Solidária. Enquanto a prova de ciclismo está a decorrer será possível participar na iniciativa solidária cujos fundos angariados revertem para a associação “Casa de Trabalho”.  A inscrição tem um valor de 7 euros e inclui a entrega de uma t-shirt a cada participante. As vagas para a Caminhada Solidária são limitadas a 300 participantes.

Os mais pequenos não ficam fora deste programa dedicado aos fãs do ciclismo. Na véspera do evento principal, a organização promove o “Bragança Granfondo Kids” permitindo a inclusão dos mais novos na iniciativa ao mesmo tempo que promove também o gosto pela modalidade.

A prova realiza-se no dia 14 de julho, sábado, a partir das 17 horas, na Av. D. Sancho I, junto ao Pavilhão Municipal Arnaldo Pereira.

Sobre o Bragança Granfondo:

O Bragança Granfondo, promovido pelo Município de Bragança, é mais do que apenas uma prova de ciclismo. Trata-se de um dos projetos vencedores do Orçamento Participativo que, na primeira edição, reuniu mais de 1500 ciclistas dando a conhecer uma região rica em património histórico e repleta de belezas naturais, mas também atravessou a fronteira – em sentido literal, para o lado espanhol, mas também metaforicamente, isto é, fazendo-os olhar para lá dos limites geográficos e do seu próprio físico.

Conta com o apoio do Ayuntamiento de Puebla de Sanábria, das três Associações de Ciclismo Locais: Associação dos Amigos do Campo Redondo, Associação Team Giant e Associação Velo Clube e do Clube desportivo “El Pinar”, de Puebla de Sanábria

Fonte: Multicom

 

“TOUR/DANIEL MARTIN VENCE SEXTA ETAPA DO TOUR”

Van Avermaet segue no comando da prova

Por: Lusa

Foto: Reuters

O irlandês Daniel Martin (UAE Emirates) venceu esta quinta-feira a sexta etapa da Volta a França, entre Brest e Mûr-de-Bretagne, na distância de 181 quilómetros, após a qual o belga Greg van Avermaet (BMC) conservou a liderança.

Martin atacou na curta subida final, de terceira categoria, e completou a tirada em 4:13.43 horas, com um segundo de avanço sobre o francês Pierre Latour (AG2R La Mondiale) e três em relação ao espanhol Alejandro Valverde (Movistar), que encabeçou o primeiro grupo, no seio do qual chegou Van Avermaet, em 12.º.

O britânico Chris Froome (Sky), que procura o quinto triunfo no Tour, chegou a oito segundos, enquanto o francês Romain Bardet (AG2R La Mondiale) e o holandês Tom Dumoulin (Sunweb), dois dos seus principais adversários, foram vítimas de problemas mecânicos na parte final e chegaram a 31 e 53 segundos do vencedor, respetivamente.

Na sexta-feira, o pelotão enfrenta a mais longa etapa da corrida, a sétima, com 231 quilómetros essencialmente planos, a ligar Fougères a Chartres.

 

Classificação da sexta etapa:

1. Daniel Martin, Irl (UAE-Team Emirates), 4:13.43 horas

2. Pierre Latour, Fra (AG2R La Mondiale), a 01 segundo

3. Alejandro Valverde, Esp (Movistar), a 03

4. Julian Alaphilippe, Fra (Quick-Step Floors), m.t.

5. Rafal Majka, Pol (BORA-hansgrohe), m.t.

6. Adam Yates, GB (Mitchelton-Scott), m.t.

(média: 42,9 km/h)

7. Peter Sagan, Svq (BORA-hansgrohe), m.t.

8. Bauke Mollema, Hik (Trek-Segafredo), m.t.

9. Geraint Thomas, GB (Sky), m.t.

10. Primoz Roglic, Slo (LottoNL-Jumbo), m.t.

11. Richie Porte, Aus (BMC), m.t.

12. Greg van Avermaet, Bel (BMC), m.t.

13. Nairo Quintana, Col (Movistar), m.t.

14. Vincenzo Nibali, Ita (Bahrain-Mérida), m.t.

15. Jakob Fulgsang, Din (Astana), m.t.

16. Mikel Landa, Esp (Movistar), m.t.

17. Tejay van Garderen, EUA (BMC), a 06

18. Chris Froome, GB (Sky), a 08

19. Rigoberto Uran, Col (Education First--Drapac), a 11

21. Bob Jungels, Lux (Quick-Step Floors), a 12

23. Ilnur Zakarin, Rus (Katusha-Alpecin), m.t.

33. Romain Bardet, Fra (AG2R La Mondiale), a 31

46. Tom Dumoulin, Hol (Sunweb), a 53

 

Classificação geral:

1. Greg van Avermaet, Bel (BMC), 22:35.46 horas

2. Geraint Thomas, GB (Sky), a 03 segundos

3. Tejay van Garderen, EUA (BMC), a 05

4. Julian Alaphilippe, Fra (Quick-Step Floors), a 06

5. Philippe Gilbert, Bel (Quick-Step Floors), a 12

6. Bob Jungels, Lux (Quick-Step Floors), a 18

7. Rigoberto Uran, Col (Education First--Drapac), a 45

8. Alejandro Valverde, Esp (Movistar), a 51

9. Rafal Majka, Pol (BORA-hansgrohe), a 52

10. Jakob Fulgsang, Din (Astana), a 53

11. Richie Porte, Aus (BMC), m.t.

12. Mikel Landa, Esp (Movistar), a 55

13. Adam Yates, GB (Mitchelton-Scott), a 1.02 minutos

14. Chris Froome, GB (Sky), m.t.

15. Tom Dumoulin, Hol (Sunweb), a 1.03

...

17. Vincenzo Nibali, Ita (Bahrain-Merida), a 1.08.

21. Daniel Martin, Irl (UAE-Emirates), a 1.27

23. Romain Bardet, Fra (AG2R La Mondiale), a 1.45

25. Ilnur Zakarin, Rus (Katusha-Alpecin), a 2.02

27. Nairo Quintana, Col (Movistar), a 2.10

Fonte: Record on-line

“1ª Etapa/Grande Prémio Internacional de Torres Vedras – Troféu Joaquim Agostinho

Rafael Reis mais veloz no Turcifal

Por: José Carlos Gomes

O português Rafael Reis (Caja Rural-Seguros RGA) é o primeiro dono da camisola amarela do 41.º Grande Prémio Internacional de Torres Vedras – Troféu Joaquim Agostinho, graças ao triunfo no prólogo, hoje disputado no Turcifal.

A prova abriu, pelo quarto ano consecutivo, com um contrarrelógio de 8 quilómetros e Rafael Reis mostrou, mais uma vez, que é um dos melhores especialistas nacionais na matéria. O palmelense completou o exercício individual em 10m33s, à média de 45,498 km/h. José Neves (W52-FC Porto) foi o segundo classificado, a 3 segundos, e o australiano Nicholas Schultz (Caja Rural-Seguros RGA) fechou o pódio do dia, a 10 segundos.

Rafael Reis já havia triunfado, no mesmo percurso, em 2016. Apesar de hoje ter precisado de mais 14 segundos que então para completar o contrarrelógio, conseguiu um triunfo com um significado pessoal muito importante.

“É uma vitória muito importante, porque é a primeira ao serviço da Caja Rural, uma equipa que sempre acreditou no meu trabalho e nas minhas capacidades. Espero poder contribuir com mais vitórias para a equipa. Vestir a camisola amarela neste prólogo era um dos principais objetivos, agora vou tentar defender-me da melhor maneira, embora os adversários estejam muito fortes, porque a Volta a Portugal está perto, mas eu tenho-me preparado bem e espero conseguir defender a liderança”, promete Rafael Reis.

O segundo lugar no prólogo garantiu a José Neves a primeira posição na classificação da juventude. A W52-FC Porto assumiu o comando da geral coletiva.

O prólogo deixou em aberto a luta pela classificação geral final, uma vez que as diferenças são escassas entre os principais candidatos. Entre estes, os mais bem posicionados são Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), quarto, a 12 segundos de Rafael Reis, Joni Brandão (Sporting-Tavira), quinto, a 13 segundos e João Benta (Rádio Popular-Boavista), sexto, a 17 segundos.

A primeira etapa em linha corre-se nesta sexta-feira. Será uma viagem de 162 quilómetros, com partida, às 12h30, na Adega Cooperativa da Ventosa, Torres Vedras, e chegada prevista para as 16h30, em Sobral de Monte Agraço. Atendendo ao perfil, espera-se uma tirada com final ao sprint.

 

Classificação do Prólogo e Geral Individual

1.º Rafael Reis (Caja Rural-Seguros RGA), 10m33s (Média: 45,498 km/h)

2.º José Neves (W52-FC Porto), a 3s

3.º Nicholas Schultz (Caja Rural-Seguros RGA), a 10s

4.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), a 12s

5.º Joni Brandão (Sporting-Tavira), a 13s

6.º João Benta (Rádio Popular-Boavista), a 17s

7.º Alejandro Marque (Sporting-Tavira), a 18s

9.º Óscar Hernández (Aviludo-Louletano-Uli), mt

10.º Cyril Barthe (Euskadi Basque Country-Murias), a 21s

Fonte: FPC