quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

“Campeão do mundo Valverde confirmado na primeira edição da Volta aos Emirados”

A Volta aos Emirados é a única prova de categoria ‘World Tour’ que decorre no Médio Oriente.

O espanhol Alejandro Valverde (Movistar), campeão do mundo de ciclismo de fundo, é um dos primeiros nomes confirmados para a edição inaugural da Volta aos Emirados Árabes Unidos, a par do britânico Chris Froome (Sky).

Ao lado de Valverde e de Froome, quatro vezes vencedor da Volta a França, estarão também nomes como o holandês Tom Dumoulin (Sunweb), vencedor da Volta a Itália em 2017, ou o italiano Vincenzo Nibali (Bahrain Mérida), um de sete corredores que já venceram as três ‘grandes voltas’.

A Volta aos Emirados é a única prova de categoria ‘World Tour’ que decorre no Médio Oriente, sucedendo à Volta a Abu Dhabi, que em 2017 teve como vencedor o português Rui Costa (UAE Team Emirates), com Valverde a triunfar este ano, e à Volta ao Dubai.

Entre 24 de fevereiro e 02 de março, as sete etapas vão percorrer uma distância de 1.090 quilómetros, arrancando com um contrarrelógio por equipas.

Fonte: Sapo on-line

“Vuelta de 2019 com muita montanha”

Percurso foi dado a conhecer ontem

Por: Ana Paula Marques

Foto: EPA

O percurso da Volta a Espanha de 2019 foi dado a conhecer ontem e a montanha salta à vista. Haverá oito chegadas em alto, seis etapas favoráveis a chegadas em pelotão e 36 km de contrarrelógio individual, numa prova que no próximo ano comemorará dez anos da instituição da cor vermelha na camisola de líder.

Entretanto, Nelson Oliveira (Movistar) desconhece para já qual das Grandes Voltas fará na próxima temporada, sabendo de antemão que começará o ano no Challenge de Maiorca, seguindo-se as Voltas a Valência, Abu Dhabi e depois Tirreno-Adriático.

A Volta ao Algarve parece descartada das opções da Movistar, pelo que Nelson não correrá no nosso país.

Fonte: Record on-line

“Equipas de topo na Volta ao Algarve de 2019”

Por: José Carlos Gomes

A 45.ª edição da Volta ao Algarve vai trazer às estradas do sul de Portugal, entre 20 e 24 de fevereiro, muitas das melhores equipas e das maiores estrelas do ciclismo internacional. Estarão presentes as formações vencedoras dos rankings mundial, europeu e português de 2018.

À semelhança dos anos anteriores, as formações de topo reconhecem que a corrida portuguesa, de classe 2.HC, a mais elevada do circuito Europe Tour, é essencial para lançar uma época de sucesso desportivo.

A Volta ao Algarve contará com dez a doze equipas do WorldTour, o patamar máximo da modalidade. Uma dessas equipas será a mais vitoriosa de 2018 e vencedora do ranking mundial por equipas, a formação belga Deceuninck-Quick Step. Do WorldTour estão também confirmadas as presenças da Bora-hansgrohe, da CCC Team, com o português Amaro Antunes, Team Dimension Data, Team Katusha Alpecin, com José Gomçalves e Rúben Guerreiro, e Team Sunweb.

Os conjuntos mais fortes do Europe Tour também marcam presença, destacando-se os belgas da Wanty-Groupe Gobert, equipa número um do ranking europeu, e os franceses da Cofidis, Solutions Crédits, número dois da mesma tabela. A espanhola Caja Rural-Seguros RGA, do campeão nacional de fundo e contrarrelógio, Domingos Gonçalves, irá também participar.

Aos coletivos internacionais vão juntar-se as nove equipas profissionais portuguesas. À continental profissional W52-FC Porto vão juntar-se as continentais Aviludo-Louletano, Efapel, LA Alumínios-LA Sport, Miranda-Mortágua, Rádio Popular-Boavista, Sporting-Tavira (vencedora do ranking nacional 2018), UD Oliveirense e Vito-Feirense-PNB.

Os contactos para completar o pelotão estão adiantados. Dentro das próximas duas semanas divulgaremos a lista final de equipas participantes.

 

Etapas

20 de Fevereiro - 1.ª Etapa: Portimão - Lagos, 199,1 km

21 de Fevereiro - 2.ª Etapa: Almodôvar - Fóia, 187,4 km

22 de Fevereiro - 3.ª Etapa: Lagoa - Lagoa, 20,3 km (CRI)

23 de Fevereiro - 4.ª Etapa: Albufeira - Tavira, 198,3 km

24 de Fevereiro - 5.ª Etapa: Faro - Malhão, 173,5 km

 

Últimos Vencedores da Volta ao Algarve

2018 - Michal Kwiatkowski (Team Sky)

2017 – Primoz Roglic (Team Lotto NL-Jumbo)

2016 – Geraint Thomas (Team Sky)

2015 – Geraint Thomas (Team Sky)

2014 – Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-QuickStep)

2013 – Tony Martin (Omega Pharma-QuickStep)

2012 – Richie Porte (Sky)

2011 – Tony Martin (HTC-Highroad)

2010 – Alberto Contador (Astana)

2009 – Alberto Contador (Astana)

Fonte: FPC

“Rede GIRA – Bicicletas de Lisboa”

Por: Teresa Loureiro

A EMEL congratula-se com a Instrução Técnica elaborada pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), que vem confirmar a não obrigatoriedade do uso de capacete na utilização de velocípedes simples e velocípedes com motor auxiliar, que abrange toda a rede GIRA – Bicicletas de Lisboa.

Sendo o bem-estar das pessoas uma das principais preocupações da EMEL, desde o primeiro dia de entrada em funcionamento da rede que todos os utilizadores da GIRA beneficiam de um seguro de acidentes pessoais e de um seguro de responsabilidade civil.

Para reforçar esta preocupação, a EMEL recomenda o uso de acessórios de segurança, que possam contribuir para uma maior proteção individual, deixando, no entanto, essa opção ao critério de cada utilizador da rede GIRA. 

No que respeita às coimas passadas pela PSP por condução de bicicleta sem utilização de capacete, a EMEL informa que devem ser seguidos os procedimentos de reclamação para a ANSR descritos no verso da contraordenação.

Na reclamação, deve ser referido que a coima  não é devida, já que, de acordo com a Instrução Técnica n.º 1/2018 da ANSR, a utilização de bicicletas, tais como as disponibilizadas na rede GIRA, não obriga ao uso de capacete, e ser solicitado o seu arquivamento.

Fonte: EMEL - Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa, E.M., S.A.