terça-feira, 3 de outubro de 2017

“5.º Open de BTT da Amadora”

Dia 8 outubro | 09h00 | Pista do Regimento de Lanceiros N.º 2

A Câmara Municipal da Amadora, com a organização técnica do Grupo de Cicloturismo Estrelas da Amadora, promove, na manhã do próximo dia 8 de outubro (domingo), o 5.º Open de BTT da Amadora, prova em regime de resistência, com a duração de 3 horas.

A 5.ª Edição do Open de BTT da Amadora está integrada na Taça Intermunicipal Sintra-Oeiras-Amadora-Cascais.

A prova irá decorrer na pista do Regimento de Lanceiros n.º 2 (ex-Comandos), com início às 9 horas.

Os vencedores nos diferentes escalões serão os participantes que mais voltas completarem ao percurso, durante as 3 horas de competição.

Inscrições obrigatórias, até 5 de outubro em http://apedalar.pt/trofeus/info/6

Fonte: Gabinete de Imprensa e Relações Públicas

“Sendim recebe o Campeonato do Minho de BTT DHI – Cision”

A freguesia de Sendim, Felgueiras, acolhe no dia 8 de outubro o Campeonato do Minho de BTT DHI - Cision. O 5º BTT DHI de Sendim, penúltima etapa do Campeonato do Minho, além das categorias de competição, será aberto à participação de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção.

Organizada conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho e pelo Bicicleta Clube de Felgueiras, a prova será disputada na pista de Down Hill de Sendim que se tem revelado do agrado generalizado. Atraindo habitualmente milhares de espetadores, que acompanham do princípio ao fim o desempenho dos pilotos, a expetativa para o 5º BTT DHI de Sendim é redobrada devido ao facto de ser uma prova decisiva para a definição das classificações finais do Campeonato do Minho de BTT DHI - Cision.

A penúltima etapa do Campeonato do Minho, que contará com cronometragens a cargo da SportChip, além das categorias de competição, é aberta à participação de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção.

A prova, que conta com o apoio da Junta de Freguesia de Sendim e da Câmara Municipal de Felgueiras, incluirá um período para treinos entre as 10h00 e as 12h00 (competição) e as 10h30 e as 12h00 (promoção), realizando-se uma manga de qualificação às 14h00 e a manga final (sistema de manga única) às 15h30. A cerimónia de entrega de prémios está marcada para as 18h00.

A participação no 5º BTT DHI de Sendim é gratuita para atletas federados. O secretariado para confirmação das inscrições decorrerá entre as 9 e as 10 horas (promoção) e as 10 horas e as 12 horas (competição). As pré-inscrições devem ser efetuadas através do email geral@acm.pt.

O 5º BTT DHI de Sendim tem o apoio das seguintes entidades: Câmara Municipal de Felgueiras, Junta de Freguesia de Sendim, Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, www.sportchip.net, AFAcycles, POPP Design, Salvaggio, MAPFRE | Seguros, Controlsafe, Bike Magazine (revista oficial) e do comércio e indústria local.

Em 2016, Fernando Silva venceu em elites o 4º BTT DHI de Sendim, sexta prova do Campeonato do Minho de BTT DHI - Cision (2016). Os vencedores das restantes categorias foram João Teixeira (cadetes), Bruno Almeida (juniores), Manuel Bessa (master 30), Antero Oliveira (master 40), Augusto Pedrosa (master 50), Rui Almeida (promoção) e o Desportivo Jorge Antunes (equipas).

Fonte: ACM

“Alexandre Geniez vence Tre Valli Varesine”

Rui Costa foi o melhor português, em 49.º

Por: Lusa

O ciclista português Rui Costa (UAE Team Emirates) terminou esta terça-feira na 49.ª posição a Tre Valli Varesine, com o francês Alexandre Geniez (AG2R) a ser o vencedor da corrida de um dia.

Após 192,9 quilómetros, entre Saronno e Varese, em Itália, Geniez impôs num sprint a três muito apertado, vencendo em 4:49.08 horas, à frente do compatriota Thibaut Pinot (FDJ) e do italiano Vincenzo Nibali (Barhain Merida).

Rui Costa concluiu a prova no 49.º posto, a 1.28 minutos do vencedor. Já os outros portugueses presentes - José Mendes (Bora), Nuno Bico (Movistar) e João Almeida (Unieuro Trevigiani-Hemus 1896) acabaram por desistir.

Fonte: Record on-line

“Stefano Pirazzi suspenso quatro anos por doping”

Italiano acusou positivo num controlo uma semana antes da Volta a Itália

Por: Lusa

Foto: EPA

O italiano Stefano Pirazzi foi suspenso por quatro anos, por ter acusado positivo num controlo antidoping realizado uma semana antes da Volta a Itália de 2017, anunciou esta terça-feira a União Ciclista Internacional (UCI).

O organismo regulador da modalidade a nível mundial indicou que a suspensão de Pirazzi, de 30 anos, se prolonga até 3 de maio de 2021, mas o ciclista italiano pode recorrer da decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

Pirazzi, que venceu a classificação da montanha no Giro de 2013, acusou uma hormona do crescimento num controlo realizado durante um treino, em maio, pouco antes do início da edição deste ano da prova italiana.

Fonte: Record on-line

“Monção recebe a última e decisiva etapa do Campeonato do Minho de BTT XCM - Raiz Carisma”

Última e decisiva etapa do Campeonato do Minho de BTT XCM - Raiz Carisma, a Maratona BTT Berço do Alvarinho realiza-se no dia 8 de outubro em Monção. A iniciativa também se destina a praticantes desportivos informais que participam em atividades numa perspetiva de lazer, estando previstos percursos de Meia-Maratona e de Maratona. As inscrições podem ser efetuadas online (www.acm.pt).

Organizada pelo Clube de Cicloturismo de Monção (www.ccmoncao.org), em parceria com a Associação de Ciclismo do Minho, a Maratona será disputada em trilhos da vila raiana de Monção, começando e terminando no centro da localidade Berço do Alvarinho. A partida está marcada para as 9h30.

Aberta à participação de todos os interessados, independentemente de serem ou não atletas federados, a Maratona BTT Berço do Alvarinho prevê a inscrição nas habituais categorias de competição, de lazer e de paraciclismo, estando contemplados percursos de Maratona (61,5 kms, cerca de 1500m de acumulado) e de Meia-Maratona (39,5 kms, cerca de 850m de acumulado).

A participação na Maratona ou na Meia-Maratona tem o custo de 8 euros para atletas federados e de 10 euros para não federados (inclui seguro). As inscrições podem ser formalizadas no site da Associação de Ciclismo do Minho (www.acm.pt).

O secretariado da Maratona BTT Berço do Alvarinho funcionará no Museu do Alvarinho (Praça Deu-la-Deu - Monção) no sábado (7 de Outubro) das 16 às 20 horas e no domingo (8 de outubro) das 07h30 às 08h30.

A Maratona BTT Berço do Alvarinho tem o apoio do Município de Monção, Federação Portuguesa de Ciclismo, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Cision, Arrecadações da Quintã, Salvaggio, Controlsafe e Ciclismo a Fundo (revista oficial).

No ano passado a vila de Monção consagrou os campeões minhotos de Maratonas ao acolher a derradeira prova do Campeonato do Minho de BTT XCM - Arrecadações da Quintã. José Rodrigues e Ana Rita Vale venceram em eleites a 3ª Maratona BTT - Berço do Alvarinho, última competição do Campeonato do Minho de BTT XCM - Raiz Carisma  que conheceu ainda os seguintes vencedores: Patrícia Almeida (master femininas), Humberto Castro (master 30), Pedro Dias (master 40), Manuel Pinto (master 50) e F. C. Famalicão / Soniturismo / Bikeworld (equipas)

Monção: Berço do Alvarinho

A fama histórica de Monção,  perpetuada pela tradição, deve-se, essencialmente, ao carácter da heroína Deu-la-Deu Martins, uma personagem lendária da história de Monção a quem é atribuído o feito de ter enganado os castelhanos à época das Guerras fernandinas. Os castelhanos tinham imposto cerco à vila de Monção, que já durava há demasiado tempo e dentro das muralhas não havia já mantimentos. Sabendo que os invasores também já estavam desmoralizados e sem provisões, a heroína terá lançado pães feitos com a pouca farinha que restava em Monção, gritando-lhes a frase "Deus lo deu, Deus lo há dado". Em consequência, os castelhanos levantaram o cerco acreditando que ainda havia muita resistência dentro das muralhas.

Esta vila que recebeu foral em 1261, e na qual foi construído um castelo no reinado de D. Dinis (séc. XIII), destaca-se pelas suas termas que proporcionam tratamentos e momentos de relaxamento a quem as frequenta.

Além das termas destaca-se o Vinho Alvarinho, o qual constitui um dos principais produtos da economia do território.

Monção, berço do Alvarinho e vila termal, é igualmente uma referência pela gastronomia tradicional. Para além do Cordeiro à Moda de Monção, a Lampreia acompanhada pelo arroz malandro apresenta-se como um dos ex-libris gastronómico desta vila raiana.

Falar de Alvarinho é falar de Monção e de Melgaço . Razões naturais de microclima e solo, fizeram da sub-região delimitada por estes dois concelhos, não só o berço, mas o solar do Alvarinho, pois proporcionam a este vinho uma elevada tipicidade.

A casta Alvarinho é considerada, por muitos, a melhor casta branca enxertada nas vinhas portuguesas. A sua raridade, a baixa produção e, principalmente, o facto de dar origem a vinhos únicos em termos de aroma e sabor, leva a que as uvas Alvarinho sejam as mais valiosas e bem pagas de todo o País. Tal facto faz com que o vinho Alvarinho seja um vinho nobre e com grande capacidade de concorrência nos mercados nacionais e internacionais, que talvez poucos vinhos portugueses terão.

Esta casta só se produz até 200 metros de altitude, sendo nesta sub-região (concelhos de Monção e Melgaço) onde existem as condições ideais de  microclima e solo para o cultivo e maturação  desta uva única e genuína.

Fonte: ACM

“Quatro portugueses correm em Varese”

97.ª edição da Tre Valli Varese em ação

Rui Costa competiu hoje

Foto: EPA

Parte do pelotão mundial regressou hoje à competição, para disputar a 97ª edição da Tre Valli Varese. Entre os inscritos, contam-se quatro portugueses: Rui Costa (UAE), José Mendes (Bora), Nuno Bico (Movistar) – todos do World Tour – e ainda João Almeida, que corre pela Unieuro Trevigiani-Hemus 1896, formação búlgara do terceiro escalão da UCI.

O holandês Tom Dumoulin (Sunweb), campeão do Mundo de contrarrelógio, os italianos Vincenzo Nibali (Bahrain), 2º na Vuelta), e Fabio Aru (Astana), assim como Nairo Quintana (Movistar) são algumas das estrelas.

Quintana, refira-se, não compete desde a Volta a França, onde foi 12º da geral, desconhecendo-se por isso a forma em que se encontra o colombiano.

O pelotão vai manter-se por Itália até ao final da semana, já que na quinta-feira há outra clássica, a Milão-Turim, sendo que no domingo disputa-se a mais importante delas, a Volta à Lombardia, onde Rui Costa foi 3º em 2014. Esta prova faz parte do World Tour, mas será a Volta à Turquia (começa dia 10) a fechar o calendário.

Fonte: Record on-line

“Triatlo da Figueira da Foz”

Triatlo Torres Novas 2º lugar absoluto

 na última etapa do Campeonato Nacional de Clubes

Terminou da melhor forma a época 2017 para o Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas com a conquista do 2ºlugar por equipas no Triatlo da Figueira da Foz realizado no sábado de manhã, dia 30 de setembro, garantindo desta forma o 5ºlugar entre 51 clubes participantes no Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo.

Foi a última etapa do Campeonato Nacional de Clubes, disputada em sistema de Contra-Relógio na distância Sprint (750m de natação, 20km de ciclismo e 5km de corrida) e o Triatlo de Torres Novas fez-se representar pelos seus atletas RICARDO BATISTA, JOSÉ PEDRO VIEIRA e AFONSO DO CANTO, que orientados pelo seu técnico PAULO ANTUNES, alcançaram um excelente 2ºlugar entre 34 equipas participantes, tendo sido apenas batidos pela equipa do Alhandra Sporting Club, a qual foi mais rápida 27 segundos, mas ficando à frente da equipa atual bi-campeã nacional, Portugal Talentus, que obteve a 3ªposição do pódio.

Para Paulo Antunes, este resultado fica para a história do Clube de Natação torrejano, e também para a Federação de Triatlo de Portugal, uma vez que foi alcançado por 3 jovens atletas que ainda integram o escalão de Cadetes (com apenas 16 anos de idade). O treinador torrejano sente-se bastante contente e orgulhoso com este resultado, que só é possível face ao enorme compromisso e dedicação que estes atletas demonstram diariamente. De salientar ainda que, a equipa torrejana foi constituída apenas com 3 competidores (podendo ser constituída até 6 elementos) exclusivamente nacionais (as restantes equipas do pódio e a 4ªclassificada tiveram atletas espanhóis a competir).

Nesta prova da Figueira da Foz estiveram em ação mais 2 equipas torrejanas. No setor feminino, Carolina Serra (junior), Joana Miranda e Mariana Correia (cadetes) obtiveram também um excelente 5ºlugar, o que permitiu a subida ao 4ºlugar na competição feminina do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo. Pedro Serra (SUB23), Paulo Leirião, Pedro Razões Silva, Ricardo do Canto e José Sério (todos Veteranos) formaram a outra equipa torrejana que terminou na 33ªposição.

Uma palavra especial para Afonso do Canto e Joana Miranda, que regressaram à competição após lesões prolongadas, conseguindo demonstrar que estão no bom caminho.

Entretanto, a nova época está a começar, e já estão abertas as inscrições para a ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS.

Basta saber nadar e aparecer nas Piscinas Municipais de Torres Novas, às Terças e Sextas a partir das 18 horas.

Fonte: ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS