terça-feira, 3 de setembro de 2019

“XIV Curso de Treinadores de Triatlo Grau I”

Nos meses de novembro e dezembro 2019 irá decorrer um Curso de Treinadores Grau I com formação geral e especifica.

Com o aumento de pessoas que procuram praticar triatlo, vindas ou não de outros desportos, existe necessidade de aumentar o número de treinadores para jovens ou iniciados na modalidade. Um treinador pode contribuir para o aumento da performance do atleta, mas, também, disponibiliza conhecimentos que podem evitar lesões e também treinar melhor e com maior segurança.

Nos dias 15, 16, 17, 29 e 30 de novembro e 1 de dezembro irá realizar-se uma formação que integra como habitualmente uma componente específica de 40 horas presenciais, além das 40h online.

Este terceiro curso de treinadores de grau I, dinamizado pela FTP, em 2019 tem como objetivo a formação de profissionais que pretendam trabalhar na área do triato, com  triatletas jovens ou que estejam a iniciar a modalidade.

Atenção candidatos dos distritos de Coimbra, Leira, Santarém e Portalegre: estes formandos pagarão metade do valor da inscrição, já que uma parte do curso implica despesas de deslocação.

O curso de Treinador de Triatlo Grau I divide-se em 3 componentes

Geral – 40h, online, com a nossa parceira de formação Gnosies;

Específica – 40h presenciais nos dias 15/11 e 29/11 das 18h30 às 22h e 16,17,30/11 e 1/12  das 9h às 18h. Se o formando ultrapassar o limite de 10% de faltas na componente específica (presencial) será excluído do curso.

Estágio – 550h, aproximadamente uma época desportiva, em que se pretende que os treinadores trabalhem no terreno, em treino e acompanhamento a competições.

A componente específica, que inclui atividades teóricas e práticas, decorrerá no Complexo Desportivo Nacional do Jamor.

Limite de vagas: 25 formandos

Fonte: FTP

“Duas medalhas de Prata nos Jogos de Praia do Mediterrâneo 2019”

Os II Jogos de Praia do Mediterrâneo, em Patras, na Grécia, contaram com a presença de três triatletas portugueses na prova de Aquatlo.

Esta é uma vertente do Triatlo que inclui apenas as modalidades de natação e corrida, realizados por esta ordem, no caso de água estar fria, como acontece muitas vezes em Portugal. Nesta situação, com as temperaturas muito agradáveis do Mar Mediterrâneo, a prova foi constituída por um primeiro segmento de corrida, seguido da natação terminando com uma segunda corrida.

Num cenário de praia do mediterrâneo, com muito calor e a temperatura da água quente, os nossos atletas participaram numa prova com características pouco habituais, tanto no formato – correr 2,5km, nadar 1km e correr 2,5km, como nas condições climatéricas.

Ana Ramos foi a primeira atleta a entrar em prova, neste último dia dos Jogos de Praia do Mediterrâneo, conseguindo estar sempre no grupo da frente da prova desde a primeira corrida, sendo na água que a espanhola conseguiu ganhar vantagem. «Não consegui acompanhar o ritmo imposto pela Sara Guerrero Manso que foi muito elevado», explica Ana Ramos, que saiu da água na segunda posição, mantendo-a até ao final.

Ana Ramos teve muito boas sensações durante a competição, a atleta espanhola ganhou vantagem para a nacional que também conseguiu manter cada vez mais distância para Stavroulla Pericleous, do Chipre. «Estou muito satisfeita com o resultado obtido, foi uma grande experiência», explica Ana Ramos.

A atleta nacional ficou na segunda posição conquistando a medalha de prata com 00:36:09, ultrapassada apenas pela atleta de Espanha Sara Guerrero Manso e à frente de Stavroulla Pericleous, do Chipre.

Pedro Mendes e Rafael Domingos entraram na prova da elite masculina, com Pedro Mendes a arrecadar a segunda posição que lhe valeu a segunda medalha de prata do dia com 00:29:21, perdendo apenas para o espanhol Kevin Vinuela Gonzalez que fez a marca de 00:29:18. Rafael Domingos ficou na 6ª posição com 00:32:05.

Rafael Domingos fez uma corrida muito forte, entrou para a primeira transição na primeira posição, mas foi na natação que se sentiu exausto, não conseguindo acompanhar o atleta espanhol e o seu compatriota Pedro Mendes, com quem entrou em primeiro na água, seguidos do atleta espanhol. «Dei tudo na primeira corrida e falhei na natação, também por causa da agitação da água.»

Pedro Mendes manteve-se sempre com o atleta espanhol na primeira corrida, na natação houve alteração da liderança mas o triatleta nacional manteve-se nos primeiros lugares, saindo da água na segunda posição logo a seguir da natação ao atleta espanhol.

«Muito satisfeito por termos conseguido representar as cores nacionais a um grande nível nestes II Jogos do Mediterrâneo. Atletas e treinadores estão de parabéns por este feito!» afirma o presidente da Federação de Triatlo de Portugal, Vasco Rodrigues.

A prova contou com uma boa organização e um excelente acompanhamento por parte do Comité Olímpico de Portugal, em missão nestes II Jogos de Praia do Mediterrâneo.

Fonte: FTP

“Ineos anuncia contratação de Richard Carapaz”

Vencedor do último Giro

Por: Lusa

A equipa de ciclismo Ineos anunciou esta segunda-feira a contratação do equatoriano Richard Carapaz, vencedor do último Giro e em fim de contrato com a Movistar, passando assim a contar com quatro potenciais chefes de fila na sua formação.

Carapaz assina por três épocas, a partir de 2020, pela formação britânica, orientada por Dave Brailsford.

Com o equatoriano de 26 anos, a Ineos passará a ter quatro vencedores de grandes voltas, pois já conta com os britânicos Christopher Froome (quatro Tours, um Giro e duas Vueltas) e Geraint Thomas (um Tour) e o colombiano Egan Bernal (um Tour).

"Penso que é uma excelente ocasião para prosseguir o meu desenvolvimento e progressão enquanto corredor, a trabalhar para uma equipa que continua a progredir, ano após ano", congratula-se Carapaz, no site da sua futura equipa.

Carapaz foi o primeiro equatoriano a ganhar uma grande volta, impondo-se no Giro a favoritos como o italiano Vincenzo Nibali e o esloveno Primoz Roglic.

A entrada na Ineos, seguno Brailsford, já estava equacionada há semanas: "Admiramos há muito tempo os seus talentos de corredor e seguimos a sua progressão há anos, sempre o considerámos um elemento potencial para a nossa equipa."

"É um trepador fantástico, mas tem também uma grande polivalência, como mostrou no Giro deste ano. É relativamente novo e não duvido que ainda vai progredir e melhorar, na Ineos", acrecentou.

Fonte: Record on-line

“Prémio de Ciclismo "Fafe - Sala de Visitas do Minho"”

Realiza-se no dia 7 de setembro o Prémio de Ciclismo "Fafe - Sala de Visitas do Minho" pontuável para a Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã. Organizada pela Associação de Ciclismo do Minho, com o apoio da Câmara Municipal de Fafe, a iniciativa incluirá provas para os escalões de pupilos, benjamins, iniciados, infantis, juvenis e cadetes.

As diversas provas do Prémio de Ciclismo "Fafe - Sala de Visitas do Minho", pontuáveis para a Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã, serão realizadas nas imediações do Parque da Cidade, com partida e chegada junto ao pavilhão multiusos de Fafe.

Numa organização da Associação de Ciclismo do Minho, as atividades decorrerão entre as 15 e as 17h00, altura em que se realizará a cerimónia protocolar e de entrega de prémios.

Patrocinado pela Câmara Municipal de Fafe, o Prémio de Ciclismo "Fafe - Sala de Visitas do Minho" conta com a colaboração da Federação Portuguesa de Ciclismo, Arrecadações da Quintã, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Score Tech, Guimarpeixe, Jopedois, Auto Terror, Navega Rías Baixas, Polícia Municipal de Fafe, Bombeiros Voluntários de Fafe e Infraestruturas de Portugal.

Fonte: ACM

“Dupla conquista Bronze no Campeonato Nacional”

Texto: AfterTwo //works

Fotos: João Calado | FPC e AfterTwo //works

A dupla da Sicasal Constantinos formada por Iúri Leitão e Wilson Esperança conquistou a medalha de bronze na disciplina de "Madison" do Campeonato Nacional de ciclismo de Pista realizado sexta-feira no Velodromo Nacional em Sangalhos.

Os dois atletas participaram na prova de elite enfrentando os melhores portugueses da especialidade que atualmente lutam por uma vaga de acesso aos jogos olímpicos de Tóquio 2020.

A dupla amealhou 24 pontos, menos 30 que os novos campeões nacionais, João Matias e Rui Oliveira. Entre sábado e domingo realizaram-se dois festivais internacionais de pista com a participação de atletas vindos da Suiça, Bélgica, Espanha e Irlanda. Iúri e Wilson alcançaram o 5º e 6º lugar na disciplina de "scratch" e a 10ª e 14ª posição no conjunto de "omnium", respetivamente.

 

Sardinha foi 26º em Albergaria-a-velha

Diogo Sardinha foi o melhor elemento da Sicasal Constantinos na 19ª edição da Volta a Albergaria, terminando a prova na 26ª posição a apenas 2 segundos do vencedor, Rafael Silva da Efapel.

O atleta de Sintra evidenciou um bom momento de forma ao rodar sempre no grupo da frente durante os 156 km duma corrida que ficou marcada pelo ótimo desempenho dos Sub-23.

Os atletas deste escalão estão a afinar os últimos pormenores com vista à participação na 27ª Volta a Portugal do Futuro e demonstraram grande ritmo competitivo ao preencherem 10 posições entre as 25 primeiras da classificação geral. 


Francisco Guerreiro cruzou a meta 3 minutos e 50 segundos depois do colega na 40ª posição, enquanto Guilherme Simão gastou mais 4 segundos ao concluir a prova no 50º posto. Miguel Salgueiro foi o 62º e fechou as contas para a equipa terminar na 10ª posição da geral coletiva.

A formação de Torres Vedras iniciou de imediato um período de recuperação com o objetivo de estar ao melhor nível para enfrentar a Volta a Portugal do Futuro que sai para a estrada já a partir da próxima 5ª feira.

A competição irá decorrer nos concelhos da Sertã, Abrantes, Castelo de Vide e Portalegre, sendo esta última cidade que vai acolher a meta final da competição ao fim de 495 km percorridos ao longo de 4 etapas e um contra-relógio individual.

Fonte: Academia Joaquim Agostinho

“Vuelta/Roglic vence contrarrelógio e arrebata camisola vermelha”

10.ª etapa da Volta a Espanha

Por: Lusa

O ciclista esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma) foi esta terça-feira o vencedor da 10.ª etapa da Volta a Espanha, um contrarrelógio de 36,2 quilómetros entre Besançon e Pau, que lhe permitiu conquistar a camisola vermelha.

Nesta 'visita' da caravana aos Pirinéus franceses houve um português em destaque, Nélson Oliveira (Movistar), que foi autor do quinto melhor tempo - a 1.02 minutos do primeiro - entre os 166 ciclistas que ainda estão na prova.

Roglic, um dos favoritos à vitória final, está agora com uma liderança confortável de 1.52 minutos sobre o segundo, o espanhol Alejandro Valverde (Movistar).

O colombiano Nairo Quintana, também da Movistar, que estava de vermelho vestido, hoje foi somente 27.º, a 3.06 de Roglic, e caiu para quarto lugar, a 3.00.

O novo líder venceu em 47.05 minutos, à média de 46,131 quilómetros por hora, deixando o neozelandês Patrick Bevin (CCC) a 25 segundos.

Na classificação geral, Roglic tem 1.52 sobre Valverde, 2.11 sobre o colombiano Miguel Angel López, da Astana, 3.00 sobre Quintana e 3.05 sobre o esloveno Tadej Pogacar, da UAE Team Emirates, que fecha o top-5.

Na quarta-feira, a etapa é entre Saint-Palais e Urdax-Dantxarinea. São 180 quilómetros com duas contagens de terceira e uma de segunda categoria.

Fonte: Record on-line