sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

“VOLTA A ABU DHABI: VIVIANI GANHA SEGUNDA ETAPA E RUI COSTA NO PELOTÃO”

Italiano é também o novo líder

Por: Ana Paula Marques

O italiano Elia Viviani, da Quick Step, venceu a segunda etapa da Volta a Abu Dhabi, com Rui Costa, da UAE Emirates, a chegar à meta integrado no pelotão, na posição 36.ª.

Com a vitória na etapa e com o facto de o norueguês Alexander Kristoff, colega de Rui Costa e primeiro líder, ter sido 'apenas' sétimo, Elia Viviani é agora o novo comandante da corrida do World Tour, ainda que com o mesmo tempo de Kristoff.

Já Rui Costa subiu algumas posições, para ser agora 36.º, a 10 segundos, ele que defende o título na corrida do país onde está sediada a equipa.

Fonte: Record on-line
 
 

“Campeonato do Mundo de Pista/Portugal vai à Holanda para fazer história”

Por: José Carlos Gomes

A Equipa Portugal parte para o Campeonato do Mundo de Pista, que vai realizar-se em Apeldoorn, Holanda, de 28 de fevereiro a 4 de março, com intenção de fazer história. A conquista da primeira medalha portuguesa em Mundiais de elite é o foco da Seleção Nacional, que também pretende ganhar pontos e experiência, na caminhada para a qualificação olímpica.

Portugal vai estar representado por três corredores em quatro disciplinas. O selecionador nacional, Gabriel Mendes, convocou Ivo Oliveira e Rui Oliveira (Hagens Berman Axeon) e João Matias (Vito-Feirense-BlackJack). O trio vai distribuir-se pelas provas de scratch, perseguição individual, corrida por pontos e omnium.

Ivo Oliveira foi medalha de prata nas três últimas grandes competições internacionais em que participou na disciplina de perseguição individual, Europeus de sub-23 e de elite e Taça do Mundo. A ambição para Apeldoorn é continuar no pódio. “O objetivo é lutar pela qualificação para uma das finais. Sabemos que o lote de candidatos é de grande qualidade, mas nós, por direito próprio, fazemos parte desse grupo”, acredita Gabriel Mendes.

No Mundial de 2017, disputado em abril, Ivo Oliveira foi o sexto classificado em perseguição, resultado que o gaiense quer melhorar. “Venho de dez dias de estágio com a minha equipa. As sensações e os testes que fiz foram bons. Preparei-me melhor do que há um ano e acredito que posso melhorar o resultado. Depois do pódio na Taça do Mundo, quero tentar bater-me outra vez pelo pódio. O facto de o Mundial ser, em 2018, mais cedo também ajuda, porque chegarei lá com menos desgaste. Agora, é esperar que esteja num dia ‘sim’”, afirma Ivo Oliveira.

A perseguição individual está marcada para o dia 2 de março. A corrida de apuramento acontece às 14h00, estando a final apontada para as 19h00. No mesmo dia, às 17h30, João Matias alinha na corrida por pontos.

Rui Oliveira abre e fecha a presença lusa no Campeonato do Mundo de 2018. No dia 1, às 19h00, compete na prova de scratch. No dia 3, entre as 13h40 e as 20h00, alinha nas quatro corridas pontuáveis para o concurso olímpico de omnium.

A Equipa Portugal, além de procurar o inédito pódio em perseguição, lutará por conseguir posições nos oito primeiros nas outras competições. O omnium, enquanto disciplina olímpica, tem um papel central. “Queremos alcançar o maior número possível de pontos, pois precisamos de qualificar-nos para a Taça do Mundo, que é determinante para a qualificação para Tóquio”, explica Gabriel Mendes.

O Campeonato do Mundo de Pista pode ser visto em Portugal através das transmissões em direto da Eurosport 2.

Fonte: FPC