domingo, 21 de abril de 2019

“Comunicado inscritos no 32º Triatlo de Oeiras 2019”

Devido aos problemas verificados no site e consequentemente nas inscrições em provas, pedimos a todos os inscritos no 32º Triatlo de Oeiras, prova que se irá realizar no dia 5 de maio, que verifiquem se o seu nome consta nas listas (consoante a prova onde se inscreveram).

Caso não esteja, por favor envie um email: inscricoes@federacao-triatlo.pt

Fonte: FTP

“Rui Costa em 13.º na Amstel Gold Race”

Mathieu van der Poel vence a prova 29 anos após triunfo do pai

Por: Lusa

Foto: Instagram 1/2

O campeão holandês de ciclismo de estrada e campeão mundial de ciclocrosse, Mathieu van der Poel (Corendon-Circus), venceu este domingo a clássica Amstel Gold Race, 29 anos depois do triunfo do pai, Adri van der Poel, na mesma prova.

Depois de um esforço inesperado na fase final, quando parecia arredado da luta, van der Poel acabou por se impor ao 'sprint' no final dos 265,7 quilómetros entre Maastricht e Berg en Terblijt, cortando a meta ao fim de 6:28.18 horas.

No arranque da semana de clássicas das Ardenas, o holandês, de 24 anos, voltou a impor-se ao pelotão, quatro dias depois de ganhar a La Fléche Brabançonne, que o pai também tinha conquistado em 1985.

Em segundo lugar ficou o australiano Simon Clarke (Education First), o dinamarquês Jakob Fuglsang (Astana) fechou o pódio e o francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-Quick Step), o grande favorito numa época em que já conta oito vitórias, foi quarto classificado.

No primeiro ano como profissional do ciclismo de estrada, o campeão mundial de ciclocrosse, à imagem do pai, somou a quinta vitória da época, com destaque para a 'Fléche' e a Dwars door Vlaanderen, na Bélgica.

Desde 2001, por Erik Dekker, que nenhum holandês ganhava a prova mais importante do seu país, e depois do esforço nos últimos quilómetros, o próprio van der Poel parecia incrédulo.

"Nem sequer acreditei que podia ganhar. Não esperava mesmo tudo aquilo, de todo. Soube muito bem e tentei antecipar-me no Guiperberg, mas não resultou. Depois, acelerei ao máximo e esperei que os líderes fossem olhando uns para os outros", descreveu, no final da corrida.

O português Rui Costa (UAE Emirates) esteve em bom plano, ao terminar no 13.º posto, a 46 segundos do vencedor, enquanto Rúben Guerreiro (Katusha-Alpecin) abandonou, a par de dezenas de outros corredores, como o eslovaco Peter Sagan (BORA-hansgrohe), tricampeão mundial entre 2015 e 2017.

A semana das Ardenas continua na quarta-feira, com a clássica La Fléche Wallonne, vencida por Alaphilippe em 2018, culminando no domingo, com a Liége-Bastogne-Liége.

Na sexta edição da corrida feminina, na qual a portuguesa Daniela Reis (Doltcini-Van Eyck Sport) não participou, devido a lesão, a vitória foi para a polaca Katarzyna Niewiadoma (Canyon SRAM Racing).

Fonte: Record on-line

“Edgar Pinto em quinto numa Volta à Turquia conquistada por Grossschartner”

Estreia da W52-FC Porto em provas WorldTour

Por: Lusa

Foto: DR

O ciclista português Edgar Pinto (W52-FC Porto) terminou este domingo a 55.ª edição da Volta à Turquia no quinto lugar da classificação geral, na estreia da equipa 'azul e branca' em provas WorldTour, vencida pelo austríaco Felix Grossschartner (BORA-hansgrohe).

Numa última etapa disputada ao sprint, após 172,4 quilómetros entre Sakarya e Istambul, o australiano Caleb Ewan (Lotto Soudal) conseguiu a segunda vitória na prova, depois de já ter triunfado na quarta tirada, ao cumprir a distância em 4:10.41 horas.

Em segundo lugar ficou o holandês Fabio Jakobsen (Deceuninck-Quick Step), vencedor da terceira etapa, seguido do irlandês Sam Bennett (BORA-hansgrohe), que ganhou as duas primeiras tiradas e vestiu a camisola amarela até ao quinto dia.

Grossschartner fechou o último dia no oitavo lugar, com o mesmo tempo do vencedor, e confirmou a vitória final, no maior triunfo da carreira, aos 25 anos, à frente do italiano Valerio Conti (UAE Emirates), segundo colocado, a 19 segundos, e do eritreu Merhawi Kudus (Astana), terceiro, a 25.

Na estreia da W52-FC Porto no calendário WorldTour, no primeiro ano dos dragões no escalão Pro Continental, Edgar Pinto conseguiu o quinto posto, um dos melhores resultados da carreira.

O ciclista, de 33 anos, já tinha vencido, em 2018, a Volta Ciclista à Comunidade de Madrid, além de uma etapa da Volta a Portugal de 2014, entre outros êxitos, sendo que este constitui o resultado de maior peso no 'ranking' internacional, pelo estatuto da prova turca.

Na classificação por equipas, os portistas ocuparam igual quinto lugar, tendo ainda colocado o espanhol Raúl Alarcón no 17.º posto da geral final. Ricardo Mestre foi 27.º e Rafael Reis acabou no 31.º posto.

Mais abaixo, Samuel Caldeira terminou no 48.º lugar, enquanto José Ferreira foi 68.º e o espanhol Gustavo Veloso subiu, no último dia, ao 93.º posto final. Nuno Bico (Burgos-BH) foi 56.º posicionado.

A próxima corrida dos 'azuis e brancos' realiza-se em Espanha, na Volta a Castela e Leão, que arranca em 25 de abril, antes do regresso a Portugal, para a Clássica Aldeias do Xisto, a 1 de maio.

Fonte: Record on-line

“Gondar acolhe Campeonato Nacional Universitário e o Campeonato do Minho de BTT XCO - SCORE Tech”

Realiza-se no próximo dia 28 de abril, em Gondar (Guimarães), o 22º BTT XCO C.N.E. - Agr. 409 / Paróquia S. João Baptista de Gondar - Taça Manuel Abreu, terceira prova do Campeonato do Minho de BTT XCO - SCORE Tech e Campeonato Nacional Universitário de BTT Cross Country Olímpico.

Na prova que também homenageia Manuel Abreu, ciclista vimaranense que se sagrou campeão nacional de ciclismo de estrada e de rampa e venceu o Grande Prémio do Minho de 1996, serão este ano atribuídos os títulos de Campeões Nacionais Universitários de BTT XCO.

Organizada em conjunto pela Associação de Ciclismo do Minho, Agrupamento 409 - Gondar do Corpo Nacional de Escutas e Paróquia S. João Baptista de Gondar, a iniciativa terá o Largo do Cruzeiro (Gondar - Guimarães) como locais de partida e de chegada.

O programa da terceira etapa do Campeonato do Minho de BTT XCO - SCORE Tech começará às 10 horas com o as provas de Pupilos/Benjamins e Iniciados. Às 11 horas começará a prova de Infantis e Juvenis, estando a cerimónia protocolar dos escalões de Escolas está marcada para as 12 horas.

Pelas 13 horas começará a corrida de cadetes, femininos, paraciclismo e promoção e às 14h30 arrancará a competição de elites, sub23, juniores e masters. A cerimónia protocolar está prevista para as 16h00. Como habitualmente, a organização terá em funcionamento um serviço de restauração.

O 22º BTT XCO C.N.E. - Agr. 409 / Paróquia S. João Baptista de Gondar - Taça Manuel Abreu conta com o apoio da Junta de Freguesia de Gondar, Paróquia de São João Baptista de Gondar, Município de Guimarães, Federação Portuguesa de Ciclismo, FADU - Federação Académica do Desporto Universitário, Score Tech, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Cision, Arrecadações da Quintã, POPP Design e AFAcycles.

 

Manuel Abreu

Manuel Abreu nasceu em Gondar (Guimarães) a 5 de janeiro de 1963 e faleceu a 25 de fevereiro de 1997, tendo sido distinguido pela Câmara Municipal de Guimarães com a medalha de mérito desportivo e pela Associação de Ciclismo do Minho e Federação Portuguesa de Ciclismo.

Enquanto jovem, Manuel Luís Campos de Abreu acompanhou de perto a carreira de ciclista dos seus irmãos João e Jerónimo, quando estes representavam a equipa da Coelima. Com 20 anos de idade, em 1983, deixou a fiação onde trabalhava para se dedicar em exclusivo ao ciclismo. Representou a equipa da Coelima, de 1983 a 1985, tornou-se profissional nesse ano pelo Vitória Sport Clube e representou a seguir a equipa Garcia Joalheiro.

Manuel Abreu alinhou ainda nas formações Tensai / Mundial Confiança / Santa Marta, Sicasal /Acral e Maia / Jumbo, nesta última ao lado do seu irmão mais novo Joaquim Sampaio.

Sagrou-se Campeão Nacional de ciclismo de estrada, Campeão Nacional de Rampa por duas vezes e venceu várias provas, entre as quais o Grande Prémio do Minho de 1996.

Na Volta a Portugal em bicicleta ganhou o prémio do combinado em 1992, ano em que terminou a prova rainha do ciclismo português em segundo lugar.

Representou Portugal em diversos Campeonatos do Mundo e marcou presença em várias Voltas a Espanha e no Giro de Itália.

Fonte: ACM