quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

“Galeria Multimédia da Revista Notícias do Pedal”

Por: José Morais

A Galeria Multimédia mudou, a partir de 2019 passou a ser exclusiva da Revista Notícias do Pedal, sem estar ligada a qualquer instituição.

Para visualizar a nova Galeria Multimédia da Revista Notícias do Pedal, clique em: https://galeriamultimedianoticiasdopedal.blogspot.com/ , pode ainda subscrever a nossa “Galeria Multimédia” para receber as nossas fotos na sua caixa de correio, no canto superior esquerdo, insira o seu mail na caixa, e receba todas as notícias das fotos em primeiro, assim que as mesmas sejam publicadas.

Bons momentos…

“Blogue diário da Revista Notícias do Pedal”

Por: José Morais

Para visualizar o Blogue diário da Revista Notícias do Pedal, clique em: https://revistanoticiasdopedal.blogspot.com/ , pode ainda subscrever o nosso “BLOGUE” para receber as nossas notícias na sua caixa de correio, no canto superior esquerdo, insira o seu mail na caixa, e receba todas as notícias em primeiro, assim que as mesmas sejam publicadas.

Boas leituras…

“Hora de mudança…”

Nova página mensal da Revista Notícias do Pedal, e outras publicações

Por: José Morais

Como já se aperceberam, o nosso logotipo tanto do Facebook como do nosso Blogue diário, mudaram a partir do dia 1 de janeiro de 2019.

Temos novos desafios, temos novos visuais, a nossa Revista mensal Notícias do Pedal apresenta a primeira edição de 2019 com novo visual, e algumas alterações, as quais esperemos que sejam melhores, com mais facilidade para visitar e ter acesso aos nossos artigos.

Não só a Revista mensal mudou, como o nosso Blogue diário, e a nova Galeria Multimédia, a qual é totalmente nova, e pertencendo exclusivamente à Revista Notícias do Pedal, não existindo parceria com nenhuma entidade.

Esperamos assim poder continuar a chegar até vós como sempre, não desiludindo as expetativas, tentando sempre apresentar mais e melhor. A aposta também se vai estender ao nosso canal de televisão instalado no MEO e no YouTube, vamos tentar trazer emissões mais regulares, entrevistas, reportagens, e algumas novidades. É certo que os canais de televisão têm estado desatualizados, e ainda existem alguns filmes em atraso, mas problemas que tem surgido deu origem a isso, mas em breve todos estarão publicados.

Para visualizar a Revista Notícias do Pedal clique em: www.noticiasdopedal.com ai pode ter também acesso a todas as nossas rubricas.

Obrigado a todos, e um bom ano de 2019.

“Nova edição mensal da Revista Notícias do Pedal”

A “Revista Notícias do Pedal” acabou de lançar a edição número 281, de janeiro, a mesma contém uma grande diversidade de notícias, nas mais diversas modalidades, descubra e conheça a mesma, e ainda outras novidades, e outros projetos, e participe.

Temos espaço para divulgar o seu evento antes e após a realização do mesmo, pode divulgar ainda tudo o que se relaciona com a bicicleta, como um acontecimento, um passeio onde participou, uma novidade.

Temos espaço diário, e mensal, e damos liberdade aos nossos leitores, de se pronunciarem, e fazerem as suas divulgações, para que isso aconteça, basta enviarem um pequeno texto, algumas fotos, ou cartazes, e nós tratamos do resto.

Todas as notícias podem ser enviadas para os nossos mails:


A nossa publicação pode mensalmente ser visualizada em: www.noticiasdopedal.com onde vai encontrar todos os nossos projetos.

 Boas leituras…

“Última hora… Retificação…”

Pedimos desculpa pelo lapso, a data é 7 e não 5 como foi anunciada.

“XV Passeio de Cicloturismo do Penteado”

Penteado, 7 de Abril de 2019

Por: José Morais

Vai para a estrada no próximo dia 7 de abril, o 15º Passeio de Cicloturismo do Penteado, Moita, numa organização do Núcleo de Cicloturismo do Penteado, o qual está integrado nas comemorações do 54º aniversário da Coletividade.

O Penteado, tem ao longo dos anos superado alguma crise que tem surgido na modalidade, sendo um dos passeios acarinhado por muitos, com participantes a deslocarem-se muitas vezes de longe, para participarem.

O Notícias do Pedal, desde o primeiro dia que tem apoiado este evento, o qual foi colocado na estrada pela primeira vez pelo saudoso e meu Amigo José Manuel, um grande Amigo, que em conjunto com outros elementos da coletividade, e ainda tendo como padrinhos o Grupo de Cicloturismo Moitense, levaram há 15 anos este passeio para as estradas do concelho da Moita.

Ao longos dos anos, eles foram tomando posição, superando as dificuldades, e afirmando-se na modalidade, infelizmente os tempos são outros, e os tempo áureos de juntar grande multidões, tem descido, mas mesmo assim, com outros passeios muitas vezes a realizar-se no mesmo dia, a participação é sem dúvida muito boa, e muito positiva, o que engrandece este grande e bonito passeio, praticamente para rolar, ideal para inicio de época.

A apresentação fica feita, o convite a participar também fica aqui presente, resta a si, inscrever-se, e vir participar neste bonito passeio que muito promete, e se desejar no final, será servido um excelente almoço, apreciado por muitos.

Peça informações e inscreva-se em:

 E-mail: nc.pentado@gmail.com - Telefones: 968 693 740 ou 962 885 721

Marque já na sua agenda, marque presença, e faça como nós que vamos marcar presença para reportagem completa de todo o evento, como diretos antes, durante e após o evento.

Participe…

“José Gonçalves foi o melhor português na primeira prova do Challenge de Maiorca”

Português da Katusha foi 18.º; Jesús Herrada (Cofidis) venceu a prova

Por: Lusa

Foto: Filipe Farinha

O ciclista espanhol Jesús Herrada (Cofidis) venceu esta quinta-feira a primeira das quatro provas do Challenge de Maiorca, em Espanha, com José Gonçalves (Katusha-Alpecin) a ser o melhor português.

No final dos 176,9 quilómetros, entre Ses Salines e Felanitx, Herrada foi o mais forte, cortando a meta em 4:12.29 horas, menos 11 segundos do que um trio de ciclistas, composto pelo francês Guillaume Martin (Wanty-Groupe Gobert), pelo holandês Bauke Mollema (Trek-Segafredo) e pelo espanhol Alejandro Valverde (Movistar), campeão do mundo.

Ainda antes da subida final, ao alto de Puig de Sant Salvador, uma queda coletiva afetou vários ciclistas, entre os quais o espanhol Mikel Landa (Movistar), que acabou por ter de ser transportado para o hospital, devido a uma pancada no ombro.

Na ascensão para a meta, José Gonçalves (Katusha-Alpecin) foi o primeiro a atacar e, juntamente com Guillaume Martin, ainda entrou no último quilómetro com 15 segundos de avanço, mas acabaram por ser apanhados pelo grupo de perseguidores, tendo o corredor luso terminado no 18.º posto, com mais 54 segundos.

Na sexta-feira, corre-se o Troféu Andratx-Lloseta, num percurso entre as duas localidades maiorquinas, com 172,4 quilómetros.

Fonte: Record on-line

“Mikel Landa cai e vai parar ao hospital com golpe profundo no ombro”

Companheiro de Nelson Oliveira na Movistar azarado na sua primeira corrida da época

Por: Alexandre Reis

Foto: Reuters

O espanhol Mikel Landa, companheiro de Nelson Oliveira na Movistar, teve esta quinta-feira uma queda aparatosa no Challenge de Maiorca, sendo transportado de urgência para o hospital.

O corredor basco, que se estreou na nova temporada, viu-se envolvido numa queda coletiva a 15 km da chegada a Puig de Sant Salvador, onde estava instalada a meta.

O 4º classificado no Tour'2017, onde foi fiel escudeiro do vencedor Chris Froome (Sky), sofreu um golpe profundo no ombro, acabando estendido no chão.

O dinamarquês Rasmus Iversen (Lotto Soudal) também foi parar ao hospital, com suspeitas de fratura numa clavícula.

Quem aproveitou da melhor maneira a tirada foi o espanhol Jesús Herrada (Cofidis), que bateu por 11 segundos o francês Guillaume Martin (Wanty-Gobert), o holandês  Bauke Mollema (Trek) e o espanhol Alejandro Valverde (Movistar), colocados nos lugares imediatos.

Já José Gonçalves (Katusha) foi 18º (a 54 segundos), Nelson Oliveira (Movistar) foi 43º (a 4.14 minutos) e Rui Oliveira (UAE) foi 54º (a 5.05).

Fonte: Record on-line

“Equipa Portugal/Seleção de sub-23 nos Camarões a pensar na Volta a França do Futuro"

Por: José Carlos Gomes

A Equipa Portugal participa, de 4 a 9 de fevereiro, no Tour de l’Espoir, prova da Taça das Nações de Sub-23 que se realiza nos Camarões e que é a primeira oportunidade de somar pontos tendo em vista a qualificação para a Volta a França do Futuro.

Portugal é a única seleção europeia presente, mas vai encontrar forte oposições das equipas nacionais africanas, mais adaptadas ao clima e com alguns corredores já rodados na Tropicale Amissa Bongo.

Para a estreia dos portugueses na época de 2019, José Poeira convocou Francisco Campos e Jorge Magalhães (W52-FC Porto), Gonçalo Carvalho (UC Monaco), Gonçalo Leaça (LA Alumínios-LA Sport), Miguel Salgueiro (Sicasal/Constantinos) e Pedro Miguel Lopes (UD Oliveirense-InOutBuild).

A prova terá cinco etapas e um dia de descanso. Começa, na segunda-feira, com um contrarrelógio por equipas de 18,8 quilómetros, em redor de Doula, com início às 13h00 (hora portuguesa). No dia seguinte, Douala recebe também a partida e a chegada da segunda etapa, que tem 101,2 quilómetros, parece talhada para sprinters e começa às 8h45.

A terceira tirada, na quarta-feira, é a etapa-rainha, apesar de contar apenas 66,8 quilómetros, entre Nkongsamba e Dschang. A 6800 metros da meta está colocado um prémio de montanha, que resulta de uma subida de 9,3 quilómetros a 7,6 por cento de inclinação média.

Após a jornada montanhosa que se adivinha determinante para acertar as contas da geral, até então, certamente marcadas pelo contrarrelógio coletivo, o pelotão beneficia de um dia de descanso. A quarta etapa chega no dia 8 de fevereiro, ligando Ngoulemakong a Yaoundé, através de um percurso de 106,9 quilómetros, que começa a ser percorrido às 9h00.

O Tour de l’Espoir fecha com uma etapa a disputar num circuito de sobe e desce, em Yanoundé, totalizando 100,5 quilómetros, a disputar desde as 9h00.

“Queremos conquistar o maior número de pontos possível, para isso teremos de estar na discussão das etapas e da classificação geral e é essa a nossa ambição para esta corrida”, afirma José Poeira.

Fonte: FPC

“Triatlo Critérios de Seleção 2019”

Desde o início de janeiro que se encontram publicados pela Federação de Triatlo de Portugal (FTP) os critérios de Seleção para a temporada 2019 para as participações internacionais dos atletas da Seleção Nacional de Triatlo, Triatlo Longo, Duatlo e Paratriatlo.

Para 2019 foram realizadas um conjunto de alterações propostas pela Comissão Técnica Nacional e aprovadas pela direção de FTP, passando os níveis FTP a estar equiparados às grelhas de integração nos Programas de Preparação Olímpica e de Esperanças Olímpicas do Comité Olímpico de Portugal.

Também com a extinção do anterior nível 3 da FTP, foi criado um modelo de progressão entre as diferentes tipologias de competições. Este modelo exige aos atletas a obtenção de resultados de mérito desportivo para que continuem a garantir as suas participações futuras e a progressão entre os diferentes patamares de acesso às competições internacionais.

Consideramos que é também um modelo mais assertivo e desafiante para quem procura a excelência e luta por uma participação olímpica ou por resultados em Campeonatos da Europa ou do Mundo.

No ano do último período de qualificação olímpica com o objetivo de Tóquio 2020, é importante proporcionar um grupo de trabalho coeso de modo a reforçar a qualificação individual e da equipa de estafetas mistas para obter o maior número possível de atletas a representar as cores de Portugal na prova desportiva mais consagrada de todas: Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Que 2019 seja um ano pleno de sucessos para os nossos triatletas!

Critérios de Seleção 2019 – inclusão do Cut-Off 5% para os atletas masculinos e 8% para as atletas femininas


Fonte: FTP

“W52-FC Porto apresenta-se no Estádio do Dragão com seis caras novas”

Formação 'azul e branca' subiu para o escalão Continental Profissional

Por: Lusa

Foto: MOVENOTICIAS

A equipa de ciclismo W52-FC Porto apresentou esta quarta-feira, publicamente, o grupo de trabalho para a temporada de 2019, numa formação que tem seis novos corredores.

A formação nortenha, vencedora das últimas três edições da Volta a Portugal em bicicleta, esteve esta noite no relvado do estádio do Dragão, antes da partida entre o FC Porto e Belenenses, da 19.ª jornada da Liga NOS, recebendo a primeira ovação da época.

Para este ano, em que a formação 'azul e branca' subiu para o escalão Continental Profissional, o segundo mais elevado da modalidade a nível internacional, foi composto um grupo com 16 elementos.

Dos seis reforços assegurados, merece destaque o regresso de Rafael Reis e Joaquim Silva, que alinhavam na Caja Rural, de Espanha, além das contratações de Daniel Mestre (ex-Efapel), Edgar Pinto (ex-Vito-Feirense) e dos jovens Jorge Magalhães e Francisco Campos, que corriam na Miranda-Mortágua.

O grupo, que continua ser liderado pelo diretor desportivo Nuno Ribeiro, mantém como chefe de fila Raul Alarcón, espanhol que venceu as duas últimas edições da Volta a Portugal.

Gustavo Veloso, Rui Vinhas e Ricardo Mestre, que também já venceram a prova rainha do ciclismo nacional, continuam de dragão ao peito, assim como Samuel Caldeira, Tiago Ferreira, João Rodrigues, César Fonte, Angel Sánchez, António Carvalho.

A temporada velocipédica em Portugal começa em 10 de fevereiro, com a Prova de Abertura - Região de Aveiro, seguindo-se a Volta ao Algarve, que estará na estrada entre 20 e 24 de fevereiro.

Fonte: Record on-line

“Fernando Gaviria vence quarta etapa da Volta a San Juan, Alaphilippe ainda líder”

Alaphilippe tem agora oito segundos de avanço para Gaviria e 22 para o italiano Valério Conti.

O ciclista colombiano Fernando Gaviria (EAU – Emirates) venceu ao 'sprint' a quarta etapa da Volta a San Juan, na Argentina, subindo ao segundo lugar, atrás do francês Julian Alaphilippe (Quick Step).

Gaviria, que já foi líder da competição, cumpriu os 185,8 quilómetros entre San José de Jáchal e Villa San Agustín em 4:20.26 horas, batendo o eslovaco Peter Sagan (Bora) e o colombiano Álvaro José Hodeg (Quick-Step).

Alaphilippe tem agora oito segundos de avanço para Gaviria e 22 para o italiano Valério Conti (EAU – Emirates) e para o belga Remco Evenepoel (Quick Step).

O russo Alexander Grigoryev voltou a ser o melhor do Sporting-Tavira, em 15.º, com o mesmo tempo do vencedor, mantendo-se em 14.º, a 58 segundos.

Fonte: Sapo on-line

“Petição sobe a plenário/Parlamento debate “direito a pedalar em segurança”

Por: José Carlos Gomes

A petição popular “Pelo Direito a Pedalar em Segurança”, cujo primeiro subscritor é o ciclista olímpico David Rosa, será debatida pela Assembleia da República, durante a sessão plenária que se inicia às 10h00 desta sexta-feira, 1 de fevereiro.

O documento, que reuniu mais de dez mil assinaturas, foi lançado em janeiro de 2016 e entregue na Assembleia da República um ano depois, sendo agora apreciado pelos deputados. Apesar de lançado há três anos, o texto mantém-se atual.

Os signatários da petição instam o Governo e demais entidades competentes "a fiscalizar com mais intensidade o cumprimento da lei, de forma diligente, regular e consistente, principalmente comportamentos perigosos em relação aos utilizadores vulneráveis: excessos de velocidade, incumprimento de regras de ultrapassagem (abrandamento da velocidade, ocupação da via adjacentes, no caso da ultrapassagem de ciclistas, e a distância mínima de 1,5 metros), o estacionamento ilegal sobre ciclovias e passeios".

A petição defende a revisão do Regulamento de Sinalização de Trânsito, "de forma a incluir sinalética específica para proteger peões e condutores de bicicleta e alertar para a necessidade de comportamentos mais responsáveis por parte de condutores de automóvel". Um exemplo seria a colocação de sinais de informação de presença de ciclistas, complementados com afixação de sinalética sobre a distância mínima de um metro e meio na ultrapassagem.

A iniciativa surgiu porque "Portugal continua a apresentar estatísticas vergonhosas no que respeita ao número de vítimas mortais e feridos graves", apesar das melhorias significativas na proteção aos utilizadores vulneráveis, conseguidas com a revisão do Código da Estrada, em 2014.

A petição foi uma iniciativa da Federação Portuguesa de Ciclismo, da Estrada Viva e da MUBi – Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta.

O texto completo da petição pode ser consultado nesta ligação: https://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT79814  

Fonte: FPC

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

“Julian Alaphilippe vence terceira etapa da Volta a San Juan/Alexander Grigoryev foi 16.º”

Por: Lusa

Foto: EPA

O ciclista francês Julian Alaphilippe (Quick Step) venceu esta terça-feira a terceira etapa da Volta a San Juan, na Argentina, conquistando a liderança da competição, que viu o leão Alexander Grigoryev ser 16.º.

Num contrarrelógio de 12 quilómetros, com início e fim em Pocito, Alaphilippe gastou 13.41 minutos, deixando o italiano Valério Conti (EAU -- Emirates) e o belga Remco Evenepoel (Quick Step) a 12 segundos.

Alaphilippe, que tinha vencido a segunda tirada ao sprint, tem agora 18 segundos para o antigo líder, o colombiano Fernando Gaviria (EAU -- Emirates) e 22 para Conti e Evenepoel.

O russo Alexander Grigoryev foi o melhor do Sporting-Tavira, em 16.º, a 48 segundos do vencedor, caindo seis posições, para 14.º, a 58 segundos.

A quarta de sete etapas vai ligar na quarta-feira San José de Jáchal a Villa San Agustín, num total de 185,8 quilómetros.

Fonte: Record on-line

“Cofidis patrocina 45ª. Volta ao Algarve e apoia a reflorestação da Serra de Monchique”

Por: Teresa Salgueiro

A Cofidis é, novamente, patrocinadora da Volta ao Algarve em bicicleta e, este ano, assumiu a missão de ajudar na reflorestação da Serra de Monchique, afetada por graves incêndios em agosto do ano passado. Através do patrocínio da Algarve Granfondo Cofidis, a empresa oferecerá, por cada inscrição, uma árvore para a Serra de Monchique. Recorde-se que, no ano passado, a prova teve 800 inscritos.

“Quando a Federação Portuguesa de Ciclismo nos lançou o desafio de ajudar a reflorestar a Serra de Monchique, a nossa resposta não podia deixar de ser positiva. Posso adiantar que estamos até a prever envolver alguns dos nossos colaboradores na plantação das árvores. A solidariedade e o apoio ao desporto são duas das nossas bases de atuação e, por isso, não hesitámos em juntar o melhor dos dois mundos”, refere Sébastien Haquette, Diretor Geral da Cofidis Portugal.

A 45ª edição da Volta ao Algarve vai percorrer as principais cidades da região entre 20 e 24 de fevereiro, num percurso com 778,6 quilómetros divididos por cinco etapas. O evento contará com alguns dos atletas nacionais e internacionais mais importantes do mundo do ciclismo, onde se inclui a equipa profissional de ciclismo da Cofidis. Portimão vai receber o início da Volta ao Algarve, que acaba mais uma vez no Alto do Malhão, no concelho de Loulé.

O Algarve Granfondo Cofidis, um desafio para ciclistas amadores, realiza-se em Loulé a 24 de fevereiro, o último dia da Volta ao Algarve, e divide-se em Mediofondo (60 quilómetros) e Granfondo (110 quilómetros). Em ambas as categorias, os participantes vão passar nas icónicas subidas de Vermelhos e do Ameixial, duas das mais belas paisagens nas serras algarvias.

 Sobre a Cofidis Portugal

A Cofidis é uma sociedade financeira que criou um conceito simples e inovador: o crédito ao consumo à distância. Em Portugal desde 1996, a Cofidis conta com uma equipa constituída por cerca de 800 colaboradores e acompanha os clientes e parceiros numa relação sustentável e personalizada, conquistando uma posição de referência na venda e na gestão do crédito a particulares.

Fonte: Cofidis

“Agenda de Ciclismo/Títulos nacionais de pista em disputa no Velódromo Nacional”

Por: José Carlos Gomes

O Campeonato Nacional de Pista vai disputar-se, sábado e domingo, no Velódromo Nacional, em Sangalhos, Anadia. Ao longo dos dois dias, haverá doze horas de corrida, prevendo-se a atribuição de 32 títulos.

A competição começa na manhã de sábado, dia em que as corridas irão desenrolar-se das 10h30 às 13h20 e as 15h00 às 19h20. No domingo, a pista terá agitação desportiva entre as 10h00 e as 15h00.

Vão participar corredores desde a categoria de cadetes até aos veteranos com mais de 60 anos, incluindo paraciclistas. As disciplinas com títulos em disputa são eliminação, scratch, corrida por pontos, perseguição por equipas, perseguição individual e 1 km contrarrelógio.

A entrada para o público é gratuita.


Mais eventos oficiais

1, 2 e 3 de fevereiro: Race Nature Lagoa, Lagoa - Algarve

3 de fevereiro: Raid das Masseiras, Póvoa de Varzim

3 de fevereiro: 1.º BTT Trilhos Luso – Buçaco, Mealhada

3 de fevereiro: 3.º Almodôvar Cycling Challenge, Almodôvar

Fonte: FPC

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

“Formação em Classificações”

A FTP irá promover uma formação gratuita em Classificações em Lisboa a 10 de fevereiro.

É já no dia 10 de fevereiro, às 14h, que se irá realizar uma formação em Classificações de Provas organizada pela Federação de Triatlo de Portugal. A formação irá decorrer na Pista de Atletismo Municipal Prof. Moniz Pereira.

A formação terá uma componente teórica e prática, esta última dada na pista.

A inscrição é gratuita, mas é obrigatória.

Pode obter mais informações e inscrever-se através do e-mail: joao.costa@federacao-triatlo.pt

Fonte: FTP

“I Duatlo Marvila recebeu Campeonato Nacional de Clubes Cross”

No dia 27 de janeiro realizou-se a primeira prova do calendário 2019 com a estreia do Duatlo de Marvila.

Esta competição na distância sprint realizou-se no Parque da Bela Vista, em Marvila, Lisboa, e contou com a participação dos principais triatletas de cross nacionais.

O percurso em circuito era técnico, o que em geral agradou aos triatletas que correram 5km na primeira corrida, pedalaram 18km em BTT e correram 2,5km na segunda corrida.

 O primeiro lugar de clubes pertenceu ao Amiciclo Grândola com Rui Dolores, que concluiu a prova em 01:12:25, Diogo Filipe Silva, que terminou em 01:16:10, e Octávio Vicente com 01:18:13.

Rui Dolores referiu-se positivamente a esta primeira edição do Duatlo de Marvila: «A nível de percursos, exigência física e técnica, a organização está de parabéns». O Campeão Nacional de Duatlo e Triatlo Cross 2018 posicionou-se no grupo da frente na primeira corrida, o que fez com que chegasse destacado com mais quatro atletas ao parque de transição.

«Fiz uma transição mais rápida e acabei por me isolar logo no início do percurso de BTT. Ao longo dos 18km ganhei uma vantagem considerável para o segundo e fiz a última corrida de 2,5km isolado até à meta», conta Rui. Depois foram também o contributo do terceiro lugar com o Diogo Silva e o oitavo do Octávio Vicente, que deu a vitória ao Amiciclo de Grândola.

O Outsystems Olímpico de Oeiras conseguiu a segunda posição com Nuno Silva a fazer o tempo de 01:16:40, Rui Narigueta com a marca de 01:17:04 e Nuno Carvalho a terminar a competição em 01:19:48.

O SFRAA Triatlo conquistou a terceira posição no pódio com Cláudio Paulinho com o tempo de 01:16:59, Nuno Preciado com 01:19:12 e Luís Cordeiro com 01:23:28.

A Escola Triatlo Santo António de Évora venceu a competição feminina desta primeira etapa de clubes de duatlo cross com Mariana Talhinhas a terminar em 01:57:09, Ana Torres com 02:07:26 e Beatriz Saramagaio com 02:07:50.


Duatlo de Marvila: resultados absolutos

A competição geral foi ganha por Rui Dolores, em segundo ficou António Barata (01:15:44), do Sport Lisboa e Benfica e na terceira posição, colega da equipa do primeiro classificado, ficou Diogo Silva (01:16:10).

«Apesar de ser a primeira prova da época, e ainda não estar no melhor momento de forma, as sensações foram muito boas», contou Rui Dolores que tem como objetivos para 2019, «o Circuito Europeu Xterra, o Campeonato do Mundo de Triatlo Cross, que se realiza em Pontevedra e revalidar os títulos de Campeão Nacional de Duatlo e Triatlo Cross».

A primeira mulher a cortar a meta foi Pauline Vie, do Alhandra Sporting Club, com 01:32:51. Beatriz Ferreira, do Núcleo do Sporting da Golegã, ficou em segundo lugar com o tempo de 01:35:26 e Cristina Pereira, do GCA Donas – TRIATLO, foi a terceira a concluir a prova com 01:37:03.

A vencedora do Duatlo de Marvila encontrava-se um pouco nervosa porque estava há três meses sem competir e não sabia bem o seu estado de forma. Mas deixa um elogio à prova: «A organização está de parabéns tanto pelo percurso desafiante como pelas pessoas presentes nos diferentes locais. Um grande agradecimento a todos os envolvidos»!

Este evento foi organizado pelo Grupo Recreativo Janz e Associados, com o apoio técnico da Federação de Triatlo de Portugal e com a colaboração da Junta de Freguesia de Marvila e Município de Lisboa. Paulo Gaspar, vice-presidente do Grupo Recreativo de Manz e Associados, afirma: «Ficámos muito satisfeitos com o feedback dos atletas com quem íamos falando pessoalmente à medida que passavam a meta.

Contentes com o local, com o percurso, com a organização que disponibilizou um serviço pós prova com banhos quente no Polidesportivo». Este grupo recreativo já organiza uma prova de resistência em BTT, mas foi a primeira vez que, com a ajuda da FTP., conseguiram montar este tipo de infraestruturas. O Parque da Bela Vista é um excelente local para a prática desportiva, para treinos e provas: localizado na área oriental da cidade, com zona arborizada, prado e relvado, o parque conta com um parque de merendas, polidesportivo com balneários, pérgula, parque infantil, lago, circuito de manutenção e equipamentos de fitness.

«Queremos continuar com este Duatlo porque tem muito potencial para crescer, além de que o público pode continuar a usufruir deste espaço como habitualmente; temos connosco o apoio essencial da Junta de Freguesia que acredita na prova e por isso a nossa perspetiva é fazer mais edições!» conta Paulo Gaspar.

Até ao próximo Duatlo de Marvila!

Fonte: FTP

“Francês Alaphilippe vence segunda etapa da Volta a San Juan”

Alaphilippe cumpriu os 132,5 do traçado entre Chimbas e Peri Lago Punta Negra.

O ciclista francês Julian Alaphilippe (Quick Step) venceu, na segunda-feira, ao sprint, a segunda etapa da Volta a San Juan, na Argentina, na qual a equipa do Sporting-Tavira chegou integrada no pelotão.

Alaphilippe cumpriu os 132,5 do traçado entre Chimbas e Peri Lago Punta Negra – inicialmente estavam previstos 160,2 quilómetros, mas a tirada foi encurtada devido ao intenso calor (39º) - em 3:08.39 horas, batendo o italiano Simone Consonni (Team Emirates) e o eslovaco Peter Sagan (Bora).

O colombiano Fernando Gaviria (UAE-Emirates) manteve a liderança, com 6:58.38, com três segundos de avanço para Alaphilippe e sete para Consonni.

A equipa do Sporting chegou integrada no pelotão, sendo que, devido às bonificações, o russo Aleksandr Grigorev é o melhor 'leão' em prova, no nono lugar, a 13 segundos do comandante.

A terceira etapa decorre hoje, um contrarrelógio de 12 quilómetros, com início e fim em Pocito.

Fonte: Sapo on-line

“CIDESD 2019 leva especialistas do Desporto ao ISMAI”

Mais de 300 participantes, de 7 países, vão marcar presença no evento

Por: Patrícia Posse

Investigadores do Reino Unido, Irlanda, Espanha e Portugal vão marcar presença no Congresso Internacional do Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano (CIDESD), que terá lugar no Instituto Universitário da Maia, de 31 de janeiro a 2 de fevereiro.

«O panorama atual das Ciências do Desporto é extremamente desafiador e motivante. O desenvolvimento tecnológico tem potenciado o aparecimento de investigação cada vez mais holística, permitindo que se formulem novas perguntas e que sejam as academias, em conjunto com as comunidades, a procurar as melhores soluções. Desta forma, é ultrapassado o eterno problema da transferência do conhecimento, porque ele é simultaneamente criado e absorvido pela sociedade. O congresso do CIDESD certamente espelhará esta perspetiva», refere o diretor Jaime Sampaio.

O programa do CIDESD 2019 inclui uma dezena de conferências proferidas por especialistas nacionais e internacionais, seis workshops e um simpósio sobre exercício para pacientes em hemodiálise.

Os investigadores ingleses Alice Smith e Craig Sale são os primeiros a subir ao palco do CIDESD 2019, seguindo-se as intervenções de Bethan Phillips e Iain Gallagher. O primeiro dia encerrará com o tema da criatividade, que será explorado pelas investigadoras Ann MacPhail e Sara Santos.

O último dia do Congresso será focado na investigação em torno do futebol, contando com os contributos de Javier Fernández, do FC Barcelona, Hugo Folgado, da Universidade de Évora, João Brito, da Federação Portuguesa de Futebol, e Ian Rollo, do Gatorade Sports Science Institute.

O evento tem ainda a certificação do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) com três créditos para diretores técnicos, treinadores e técnicos de exercício, bem como a certificação do Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua (CCPFC) para professores de Educação Física (14 horas).

Ao longo dos três dias do Congresso, esperam-se mais de 300 participantes, provenientes de sete países europeus.

 

«A colaboração é a nova competição. O Congresso do CIDESD vai permitir que as investigações façam um ponto de situação sobre os seus projetos e tracem novas parcerias internacionais que facilitem o seu desenvolvimento. É sempre esse o nosso grande objetivo, que o Congresso seja um marco referencial no desenvolvimento dos investigadores e das instituições», conclui o diretor Jaime Sampaio.

 

Sobre o CIDESD – Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano

Com mais de 120 investigadores, o CIDESD resulta de um consórcio de 10 instituições nacionais de Ensino Superior: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Desporto de Rio Maior – Instituto Politécnico de Santarém, Universidade da Beira Interior, Instituto Universitário da Maia (ISMAI), Universidade da Madeira, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Instituto Politécnico de Viseu, Universidade de Évora, Instituto Politécnico de Viana do Castelo e Instituto Politécnico da Guarda.

Fundado em 2007 e avaliado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) como “Muito Bom” (2015-2020), o CIDESD procura difundir o conhecimento científico através de publicações, eventos e intercâmbio com instituições nacionais e internacionais. Por isso, mantém vários acordos de cooperação com centros de investigação e redes científicas dispersos pelos cinco continentes.

O CIDESD é apoiado pela Fundação para Ciência e a Tecnologia, I. P. por fundos nacionais do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Fonte: CIDESD – Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano

“Raid do Facho BTT / Maratona XCM em Barcelos”

Realiza-se no próximo dia 17 de fevereiro, em Roriz (Barcelos), o 10º Raid do Facho BTT / Maratona XCM, primeira prova do Campeonato do Minho BTT XCM - Discover Melgaço. A iniciativa também se destina a praticantes desportivos informais que participam em atividades numa perspetiva de lazer, estando previstos percursos de Meia-Maratona, Maratona, Mini-Raid e uma caminhada saudável para os acompanhantes.

Referência no panorama do BTT promovido em Barcelos pela Associação Cultural e Recreativa de Roriz e pela Associação de Ciclismo do Minho, o 10º Raid do Facho - Maratona de BTT será a primeira prova do Campeonato do Minho BTT XCM - Discover Melgaço.

Com um percurso diversificado e transversal às múltiplas preferências dos participantes, a 10ª edição do Raid do Facho BTT decorrerá por freguesias do concelho de Barcelos e englobará um percurso entre os vales do rio Neiva e do rio Cávado, entre as cidades do Galo e dos Arcebispos, onde a História e a Natureza convivem mutuamente.

O Monte do Facho, coroado pelo santuário homónimo, será o centro nevrálgico do evento, fazendo jus à designação que o evento ostenta.

Pelo terceiro ano consecutivo o Raid do Facho é a prova de abertura do Campeonato do Minho BTT XCM - Discover Melgaço, estando prevista a presença de alguns dos melhores especialistas da atualidade que tudo farão para suceder ao anterior vencedor, o vianense David Vaz e assim levar para casa o mítico Troféu do Cruzeiro do Facho.

Para além da vertente competitiva o evento concilia de um modo saudável o lazer e a competição, onde várias centenas de betetistas apenas participam para desfrutar dos belos trilhos da região e passar alguns bons momentos de convívio.

A participação no 10º Raid do Facho BTT / Maratona XCM pode ocorrer nas seguintes vertentes: Maratona XCM (75 kms), Maratona (Não Federados - 60 Kms), Meia Maratona (40 Kms), Passeio BTT (20 Kms) e Aula de Zumba (Prof. Cátia Coelho) e Caminhada (gratuito).

As inscrições de federados devem ser efetuadas no website da Federação Portuguesa de Ciclismo www.fpciclismo.pt e dos não federados em www.prozis.com/  BTT / Maratona XCM conta com o apoio, entre outros, da Federação Portuguesa de Ciclismo, Discover Melgaço, Seissa, Frulact, Matias & Araújo, SA, Roque - Supermercados, Bikeseven / KTM, Cision, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Score Tech, Givec, Class Wash, Edencolors, Flexaco, Almeida & Miranda, Reciol, Confort Barcelos – Eletrodomésticos, ACC - Materiais de construção, Grupo Medicávado, EDC Adrasa, Salvaggio, Optibor, Carnes Landeiro, Barbearia Amorim, Cordeiro, Campos & Cª., Lda., Sinctime, FisiPadrão, Ferrilbombas, Prozis, Ferreirolux, Nicos Kids, MCG - Manuel Costa Gomes, Metal Gémeos, Cavalux, Iolanda & Cristina – Confecções, Leão d´Ouro, G&M – Confecções, Padaria Miranda e Inovacarnes.

Fonte: ACM

“Equipa Portugal/David Rosa 12.º classificado em Lanzarote”

José Carlos Gomes

O corredor português David Rosa terminou a 4 Stage MTB Lanzarote, prova internacional de BTT por etapas, em Espanha, na 12.ª posição, tendo melhorado a classificação diariamente.

Na quarta e última etapa, a mais longa, com 81 quilómetros, o representante da Equipa Portugal foi o 12.º a cruzar a meta, o que lhe valeu igual lugar na geral, uma posição acima daquela em que iniciou a tirada. O português gastou mais 12m42 do que o polaco Wawak Bartlomej, que foi coroado vencedor.

David Rosa mostra-se satisfeito com o desempenho, uma vez que regressou à competição em Lanzarote, após uma paragem por lesão que se iniciou em maio de 2018. Apesar da melhoria contínua na tabela, o olímpico natural de Fátima ressentiu-se do esforço das jornadas anteriores.

“Paguei finalmente a fatura dos outros dias. Foi também outro dia de muito vento. Estive no grupo da frente até pouco depois de uma hora de corrida. Depois fiquei perto desse grupo mas já sem capacidade de voltar a encostar. De qualquer maneira ainda subi mais um lugar na geral. Pensei que estivesse pior”, reconhece o ciclista da Seleção Nacional, em jeito de balanço deste regresso ao ativo.

“Foi uma boa prova para nós, na qual cumprimos o objetivo principal, que era testar em corrida o trabalho que vinha sendo feito em treinos e, ao mesmo tempo, permitir ao David ganhar novamente hábitos de competição e ritmo. O resultado é positivo, fomos melhorando dia a dia”, considera o selecionador nacional de BTT, Pedro Vigário.

Fonte: FPC

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

“Ruben Guerreiro 15.º na Cadel Evans Great Ocean Road Race”

Ciclista português terminou integrado no pelotão, com o mesmo tempo do vencedor, o italiano Élia Viviani (Deceuninck-Quick Step)

Por: Lusa

Foto: DR

O ciclista português Ruben Guerreiro (Katusha - Alpecin) foi este domingo 15.º classificado na Cadel Evans Great Ocean Road Race, prova de um dia disputada com partida em chegada em Geelong, na Austrália.

Ruben Guerreiro terminou integrado no pelotão, com o mesmo tempo do vencedor, o italiano Élia Viviani (Deceuninck-Quick Step), que cumpriu os 164 quilómetros da prova em 3:34.35 horas, à média de 41,95 km/h.

Viviani bateu ao sprint o australiano Caleb Ewan (Loto Soudal), segundo classificado, e o sul-africano Daryl Impey (Mitchelton-Scott), terceiro.

Ao contrário de Ruben Guerreiro, o outro português presente, Ivo Oliveira (UAE-Team Emirates), não completou a prova.

Fonte: Record on-line

“Tiago Machado fecha primeiro dia em San Juan no top-10”

Português é sexto, mercê das bonificações nos sprints

O português Tiago Machado, do Sporting-Tavira, é o sexto colocado na classificação geral da Volta a San Juan, cumprida que está a primeira etapa da prova, numa distância de 159,1 quilómetros, a ligar San Juan a Pocito. 45.º na etapa, que teve discussão ao sprint, o ciclista luso surge no top-10 mercê do facto de os pontos conquistados nos sprints intermédios darem segundos de bonificação (foi o segundo num deles e bonificou 2 segundos).

De resto, na discussão ao sprint, ganha por Fernando Gaviria, o melhor elemento do Sporting foi o russo Aleksandr Grigorev, no 19.º posto, isto numa etapa na qual Rinaldo Nocentini foi apenas 162.º, já com 6:55 minutos perdidos. Quanto aos restantes leões, Alejandro Marque foi 36.º, José Mendes 49.º e Nicola Toffali 78.º, todos com o mesmo tempo do vencedor.

Fonte: Record on-line

“MOVE.Faro põe cidadãos a correr e a pedalar no dia 2 de fevereiro”

O evento MOVE.Faro – «Por ti, pela saúde e pela vida» promete um dia de animação em Faro, em 2 de fevereiro, com marchas-corrida, um passeio de BTT e muita animação no Forum Algarve.

A iniciativa, promovida pela Associação Oncológica do Algarve (AOA), em parceria com o Forum Algarve e o município de Faro, pretende assinalar o Dia Mundial de Luta Contra o Cancro, alertar para a prevenção do cancro e para a prática de um estilo de vida saudável e angariar fundos para a obra da AOA.

Repetindo as edições anteriores, o evento integra duas variantes principais: uma marcha/corrida de 5 quilómetros e de 9,5 quilómetros e um passeio guiado de bicicleta de 21 quilómetros, realizadas com os apoios do Grupo de BTT Leões de Olhão, dos Temivels da Atalaia e do Grupo Pegadas à 4.ª Feira.

Durante todo o dia de sábado, 2 de fevereiro, os visitantes do Forum Algarve poderão participar em diversas atividades desportivas, rastreios de saúde, uma gincana infantil, uma sessão de esclarecimento na Fnac e muita animação, que se prolongará até ao anoitecer, culminando o dia com um concerto dos The Black Teddys.

Os interessados poderão inscrever-se neste sítio online  ou, a partir de 28 de janeiro, na sede da AOA, no Forum Algarve e no Gymnasium Faro.

Fonte: Diário Online