sexta-feira, 27 de setembro de 2019

“Este domingo mais um direto do Notícias do Pedal no Facebook…”

Este domingo 29 de setembro, o Notícias do Pedal-TV vai marcar presença na em Lisboa, no Complexo Desportivo Lisboa e Águias, no Bairro da Boavista, no 7º Passeio Clube Desportivo Lisboa e Águias - CDLA.


A partir das 8,30 horas da manhã iremos estar em direto para o Facebook, no Complexo Desportivo Lisboa e Águias, no Bairro da Boavista em Lisboa, onde será feita a concentração deste grande passeio.


Entrevistas, a partida, chegada dos participantes, entre outros momentos, poderão ser vistos em direto. Se não vai participar neste grande evento, assista a bons momentos.


Não se esqueça, domingo a partir das 8,30 horas, aqui em direto para todos, um evento que muito promete.

Reportagem completa da Revista Notícias do Pedal.

Nota da Redação.

“Equipa Portugal/André Carvalho 30.º no Mundial de Sub-23”

Por: José Carlos Gomes

André Carvalho, 30.º classificado, foi o melhor corredor da Equipa Portugal na prova de fundo para sub-23 do Campeonato Mundial de Estrada, disputada na região inglesa de Yorkshire.

O corredor famalicense foi o mais resistente do quarteto nacional, numa dura corrida de 171,6 quilómetros, disputada entre Doncaster e Harrogate, à impressionante média de 44,025 km/h. Além da exigência do percurso, os corredores enfrentaram chuva, frio e vento forte, nada que impedisse um espectáculo fantástico, concluído de forma inesperada: o holandês Nils Eekhoff, vencedor do sprint final, foi desclassificado por abrigo prolongado no carro de apoio numa fase intermédia da prova, fazendo com que o título fosse entregue ao italiano Samuele Battistella.

Um grupo de 12 corredores pedalou na frente da corrida, indiferente às quedas e avarias que iam seccionando o pelotão, desde o quilómetro 50 até à subida de Greenhow, ao quilómetro 118,4. Foi nesta dificuldade que se fez a seleção principal. Dos quatro elementos da Seleção Nacional, apenas Emanuel Duarte, que viria a abandonar, não estava no grupo principal na subida. Apesar disso, só Miguel Salgueiro se apresentou verdadeiramente bem colocado, abordando as primeiras rampas na cabeça do pelotão.

A dureza da subida e a forma como foi atacada ditaram o fim da fuga, mas também deixaram a nu a fragilidade de boa parte do pelotão, que chegou ao topo muito reduzido. Miguel Salgueiro, rolador, resistiu como pôde, mas perdeu alguns metros para a cauda do grupo, que não viria a recuperar até final.

João Almeida e André Carvalho pagaram caro a má colocação já no planalto que sucedeu à subida. Foi aí que o que sobrava do pelotão se partiu em dois grupos principais, deixando alguns corredores ainda mais para trás. Foi o caso de João Almeida, que não se encontrou ao longo da prova.

André Carvalho deu luta, mas ficou-se pelo segundo grupo. “A corrida foi muito exigente desde o início, a alta velocidade e sempre com toda a gente a lutar para estar bem colocado e para evitar as quedas. Eu sabia que devia colocar-me melhor na fase decisiva e tentei fazê-lo, mas tive um toque com um corredor dos Estados Unidos. Não caí, mas perdi alguns metros para a frente e fiquei com o guiador virado para baixo, tendo de fazer mais de 50 quilómetros numa posição incómoda”, lamenta André Carvalho.

O grupo do português esteve quase a alcançar a dianteira da corrida, mas a entrada no circuito urbano de Harrogate e os ataques entre os homens da frente lançaram definitivamente a luta pelas medalhas entre os ciclistas do primeiro grupo. Nils EEkhoff, Samuele Basttistella, Stefan Bissegger e Thomas Pidcock comandaram a prova, mas, no quilómetro final, permitiram a chegada de Sergio Higuita, Andreas Lorentz Kron e Tobias Foss.

No sprint a sete impôs-se Nils EEkhoff, cuja desclassificação entregou o ouro ao italiano Battistella, a prata ao suíço Bissegger e o bronze ao britânico Pidcock. André Carvalho foi o 30.º, gastando mais 3m02s do que o vencedor. Seguiram-se Miguel Salgueiro, 57.º, e João Almeida, 76.º, ambos a 12m42s.

O Mundial de Estrada prossegue no sábado com a prova de fundo para elite feminina. Portugal estará representado por Maria Martins nesta corrida de 149,4 quilómetros, entre Bradford e Harrogate, com início às 11h40.

Fonte: FPC

“XV Maratona BTT “Trilhos da Raia”

Estamos nos últimos dias para que possas concretizar a inscrição na XV Maratona BTT “Trilhos da Raia”, em Idanha-a-Nova, se for esse o teu desejo, que se realiza a 13 de Outubro.

Vem partilhar uma manhã/tarde, bem passada, em percursos com paisagens naturais de rara beleza, visitar as aldeias históricas e lugares, com a sua arquitectura muito bem preservada e conviver com o bem receber destas gentes.

Queremos que este evento seja uma festa e por isso no final da prova, teremos um repasto, bem regado, para quem quiser, ao mesmo que tempo que cavaqueia com companheiros, que por vezes, já não confraternizamos há algum tempo.

As inscrições decorrem até 6 de Outubro em www.acin.com.pt

Boas pedaladas.

Fonte: Associação Cicloturismo Idanha Nova

“Triatlo e Duatlo Sentir Penafiel 2019”

Nos dias 12 e 13 de outubro irá realizar-se o Triatlo / Duatlo Sentir Penafiel que inclui duas provas abertas.

Este evento recebe o Campeonato Nacional de Clubes, Cadetes, Juniores e Paratriatlo de Triatlo Cross, o Campeonato Nacional de Clubes de Duatlo Cross e duas provas para não federados.


Percursos Triatlo – Duatlo Penafiel

O Triatlo de Penafiel irá decorrer entre a Praia Fluvial de Luzim – Rio Tâmega, local onde está localizado o Parque de Transição 1, e o Parque da Cidade de Penafiel onde está instalado o PT2. Os atletas realizarão o percurso de corrida no Parque da Cidade de Penafiel, terminando no mesmo local.

O percurso de natação é feito na praia Fluvial de Luzim, no rio Tâmega, o ciclismo é realizado em linha com uma altimetria exigente, incluindo subidas relativamente curtas, mas com inclinação significativa. Alguns troços incluem pedra solta, tornando o trajeto fisicamente mais exigente, com um grau de dificuldade técnica média. A corrida será terá um percurso circular no parque da cidade, maioritariamente plano, mas constituída por algumas subidas e descidas.

O percurso de duatlo exclui o segmento de natação, com uma corrida inicial, o segmento de ciclismo e uma segunda corrida que finaliza a competição.


Horários das provas

12 de outubro, 15h00: Partida do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo Cross, Cadetes, Juniores e Paratriatlo (federados e não federados).

13 de outubro, 10h: Partida do Campeonato Nacional de Clubes de Duatlo Cross. (federados e não federados).

Para participar no Campeonato Nacional é necessária a filiação prévia na Federação de Triatlo de Portugal.

O Triatlo e o Duatlo Cross de Penafiel são organizados pela Câmara Municipal de Penafiel e pela Mozinho Rocing Team e contam com o apoio técnico da Federação de Triatlo de Portugal.

Fonte: FTP

“Equipa Portugal/Maria Martins estreia-se entre a elite de estrada”

Por: José Carlos Gomes

Maria Martins será a representante portuguesa na jornada de sábado do Campeonato do Mundo de Estrada, competindo na prova de elite feminina, 149,4 quilómetros, entre Bradford e Harrogate.

É a primeira presença de Maria Martins num Mundial de estrada para a categoria de elite, sendo a ribatejana ainda sub-23 de segundo ano. A ciclista da Equipa Portugal vai encontrar um pelotão de luxo, com as melhores corredoras do WorldTour feminino, e um percurso muito exigente.

A prova termina com três voltas ao circuito urbano de Harrogate, mas as dificuldades começam antes. Ao quilómetro 15,4 as ciclistas chegam ao topo de Norwood, uma subida de 1900 metros, com inclinação média de 8,3 por cento e rampas que chegam aos 12,3 por cento. Quando estiverem percorridos 47,8 quilómetros, será atingido o alto de Lofthouse, uma subida de 3500 metros, com inclinação média de 7,6 por cento e pendentes que chegam aos 13,6 por cento.

“Sei que vou ter uma tarefa árdua. O percurso é muito exigente e as adversárias são muito fortes. Tenho de ser fria na análise. Sei que sou ainda sub-23 e que há aqui corredoras que já estão noutro patamar de desenvolvimento. Estar presente neste Mundial é uma oportunidade para continuar a evoluir”, frisa Maria Martins.

A corredora portuguesa vai alinhar com o dorsal 143. A partida será dada às 11h40 e a corrida poderá ser vista em direto no Eurosport 1.

Fonte: FPC

“Equipa Portugal/Daniela Campos 83.ª em corrida marcada por quedas”

Por: José Carlos Gomes

A portuguesa Daniela Campos foi hoje a 83.ª classificada na prova de fundo para juniores femininas do Campeonato do Mundo de Estrada, em Harrogate, Inglaterra.

A corrida de 86 quilómetros, entre Doncaster e Harrogate, ficou marcada por inúmeras quedas, desde a partida simbólica. Daniela Campos foi uma das corredoras acidentadas ainda antes da partida real.

Já com a prova lançada, pouco depois do quilómetro 20, a ciclista da Equipa Portugal voltaria a cair, ficando irremediavelmente para trás. “A corrida foi caótica. A dada altura, para tentar evitar uma queda, fiz um movimento da perna que me deixou com o pé preso entre o quadro e a roda de trás. A bicicleta começou a travar e as corredoras que vinham atrás chocaram comigo e caí pela segunda vez”, descreve Daniela Campos.

A segunda queda, tendo obrigado à mudança de bicicleta, ditou um atraso irrecuperável, tanto mais que o carro de apoio da Equipa Portugal estava fora dos vinte primeiros da caravana. Apesar dos contratempos, Daniela Campos deu mostras de resiliência, fazendo questão de levar a corrida até ao fim. Foi a 83.ª, a 13m21s da campeã mundial.

Na luta pelo pódio, foram os derradeiros 500 metros, em subida, que ditaram a sorte da corrida. A estadunidense Megan Jastrab foi a mais forte num sprint de força, deixando a medalha de prata para a belga Julie de Wilde e a de bronze para a holandesa Lieke Nooijen.

A partir das 14h00 é a vez de João Almeida, André Carvalho, Emanuel Duarte e Miguel Salgueiro representarem a Equipa Portugal na prova de fundo para sub-23.

Fonte: FPC