domingo, 24 de julho de 2016

“15ª Edição “14 Horas a Pedalar em Pombal”

Festa das bicicletas, festa do povo

Texto e fotos: José Morais

Realizou-se este fim-de-semana sábado 23 e domingo dia 24, mais uma edição das “14 Horas a Pedalar em Pombal”, um evento que fazia parte do calendário oficial da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta (FPCUB), numa organização do Clube de Cicloturismo de Pombal, que este ano se realizou pelo 15º ano, juntando cerca de quatro centenas de ciclistas, divididos por 11 equipas.

Pombal, uma terra de tradições, com pontos de interesse sem dúvida muito interessantes, de figuras notáveis da nossa história, proporciona por quem lá passa, locais sem dúvida muito agradáveis, situado no centro do país, e foi por estas terras cheias de riqueza histórica, que este fim-de-semana estivemos a acompanhar mais uma edição das “14 horas a Pedalar”, um evento diferente, único no nosso país, onde a festa é totalmente dedicada à bicicleta, a qual, continua a ser a maravilhosa maquina movida totalmente pelo homem, onde o mesmo pode sem dúvida disfrutar os melhores momentos, que a mesma dá.

O evento ao pormenor:

Começou á 15 anos por mera brincadeira, hoje levado muito a serio por muitos, é um evento sem fim competitivo, onde o desejo é pedalar durante as 14 horas, e conviver, um convívio sem dúvida inexplicável, que tinha um alvo de participantes da zona de Pombal e arredores, não excluindo outros que queiram participar, como foi o caso este ano da equipa de Alcanhões “O Cantinho da Avó”, que veio da zona de Santarém, uma equipa de cicloturismo que pedala noutro tipo de eventos, mas este ano fez questão de experimentar, com uma satisfação muito grande no final.

E que tipo de participantes aqui temos, muitos que é raro andarem de bicicleta, mas nesta organização estão presentes, são associações ou empresas da zona que se juntam, forma equipas, e vem conviver e confraternizar durante muitas horas, montam as suas tendas, umas típicas barraquinhas, e alem de pedalarem, convivem com os amigos, juntando o útil ao agradável, não faltando muitos petiscos, porque a noite é longa, e tem de se restabelecer as energias, cada equipa, obrigatoriamente terá de possuir no mínimo de 12 ciclistas, com idades entre os 14 e os 75 anos de idade, mas existem muitas que ultrapassam esse número, e este ano uma consegui juntar 64 elementos, durante as 14 horas que se pedala, todas as equipas tem de possuir elementos a pedalar, e o circuito está sempre ocupada, o qual tem um perímetro de 400 metros.

Este ano foi ver e acompanhar o evento, os preparativos começaram bem cedo logo no sábado, de tarde o local foi cortado ao trânsito, e bem cedo as equipas começaram a chegar, a montar os seus standes, pelas 20 horas era tempo de confirmar as inscrições, e pelas 22 horas iniciavam-se as pedaladas, primeiro com uma passagem pelo circuito, depois umas pedaladas pela cidade de Pombal, num pequeno passeio, pelos locais mais emblemáticos, com a entrada depois no circuito, e pedalando no mesmo até às 10 horas de domingo, alturas em que novamente os ciclistas fizeram novo passeio pela cidade, mas desta vez de dia para mostrarem a sua boa disposição, com regresso novamente ao circuito, para darem as últimas pedaladas até as 12 horas, momento em que terminou a 15ª edição.

Depois, foi tempo de retomar forças, arrumar as bicicletas, seguindo-se a entrega das lembranças a todos os participantes, como ainda prémio para a bicicleta antiga mais original, e outro para a bicicleta mais original que fosse transformada, o qual contou com a presença do Edil de Pombal, o qual agradeceu a presença de todos, reconheceu o sacrifício feito, em especial pelo muito calor que se fazia sentir, e a promessa de continuar a apoiar a iniciativa, convidando a marcarem presença na próxima edição.

Foi um evento sem dúvida muito positivo, muito animado, e com bastante interesse, não só para pedalar, mas como animação também, tivemos ginástica acrobática com a participação da AcroPombal, a Luso Terapias esteve presente com uma equipa de paramédicos para assistir os participantes, a FullProtein deu energéticos pelas 9 hora da manhã para restabelecer o desgaste noturno, mas não só aqui ficamos pelos destaques, a animação musical com DJ, o bar tropical, a distribuição do caldo verde pelas 2 horas da manhã, não esquecendo as concertinas que fizeram uma grande Arruada, animando a festa, tanto com a sua bela musica, como ainda alguns momentos de desgarrada, que muito animaram noite dentro, não faltando ainda alguns sorteios, um deles um presunto, e de lembranças oferecidas pelos patrocinadores, destacando os dois, o primeiro uma bicicleta, e o segundo uma viagem no Douro.

Armando Vieira, presidente do Clube de Cicloturismo de Pombal, dava-nos no inicio do evento uma entrevista, onde nos falava do evento, de algumas novidades, e da sua positividade em relação ao mesmo, e no final o mesmo dizia-nos; “15 anos depois, continua a ser um sucesso, este ano tivemos mais participantes, uma equipa de fora, o que foi positivo, e que abre o apetite e o incentivo a que outras possam vir em futuras edições. É um evento que exige muito trabalho, é muito cansativo, mas no final muito gratificante, o que nos deixa feliz, e que nos dá mais força ainda para trabalhar. Correu tudo bem, como em tudo às vezes não se pode agradar a todos, mas foi positivo, e a satisfação geral dos participantes é gratificante, assim temos a partir de hoje pensar já em 2017.

Mas para que este evento se possa realizar, existem muitas pessoas que nos ajudam, que nos apoiam, e sem esses apoios não podíamos realizar o evento, por isso são muitos os apoios, o qual quero agradecer, são todos muito importantes, com um especial para a Câmara Municipal de Pombal, que é sem dúvida uma das peças principais, assim, quero agradecer a todos, o nosso muito obrigado, e faço votos de quem em 2017 possam vir todos novamente, e outros que venham experimentar”.

E quase em final de reportagem, que temos mais para dizer, uma organização que tentou dar o seu melhor, se esmerou para que tudo tenha corrido bem, soube receber na sua terra promovendo a mesma, e fez mais um ano a “Festa da Bicicleta, a Festa do Povo”, mais uma edição das “14 Horas a Pedalar”, que teve ao longo da noite um temperatura maravilhosa para andar de bicicleta, apesar de o domingo acordar muito quente, e onde os termómetros ultrapassam sem dúvida os 35º já no final do evento.

Parabéns, é o que temos de referir, continuem, com um agradecimento muito especial a toda a organização, como recebeu a nossa reportagem mais uma vez em Pombal, com um obrigado, ficam os votos de bons passeio, boas pedaladas.   

Para poder ver as fotos deste evento clique em:

 

“Galeria Multimédia” divulgação das Fotos das “14 Horas a Pedalar em Pombal.2016”

Já estão on-line na “Galeria Multimédia”, as fotos “14 Horas a Pedalar em Pombal.2016” realizado este domingo em Pombal, as mesmas podem ser visualizadas em: