sexta-feira, 26 de agosto de 2016

“Inscrições quase esgotadas para o 2.º Portugal de Lés-a-Lés Off-Road”

Pilotos do ‘Dakar’ regressam às pistas

Aventura única na travessia do País de Norte a Sul, numa descoberta diferente, sempre através de caminhos de terra batida e trilhos serranos, o 2.º Portugal de Lés-a-Lés Off-Road será, também, oportunidade ímpar para rodar ao lado de alguns dos melhores pilotos de todo-o-terreno de todos os tempos. Enduristas com provas dadas no Rali Paris-Dakar que agora regressam às pistas de off-road no evento organizado pela Federação de Motociclismo de Portugal. As inscrições terminam a 31 de agosto… se não esgotarem antes! 

Nomes bem conhecidos como Paulo Marques, Miguel Farrajota, João Lopes, Bernardo Villar ou António Lopes são alguns dos que já confirmaram presença no evento delineado pela Comissão de Mototurismo da FMP que, de 14 a 17 de setembro, vai ligar Chaves a Faro ao longo de 1000 quilómetros de evasão e aventura, através de percursos de todo-o-terreno. Lista de participantes que deverá atingir o limite máximo de 250 motociclistas ainda antes do final previsto para as inscrições, disponíveis em www.les-a-les.pt.


Diversão e descoberta de paisagens únicas, só possível na travessia de caminhos de todo-o-terreno, com grau de dificuldade acessível a todos os amadores, que apenas precisam de… não deixar tudo para a última hora. É que pode ser demasiado tarde para garantir um lugar na caravana que, ao longo de três etapas com paragens no Fundão e Évora, vai oferecer dias bem passados, em paisages incomparáveis, e com a oportunidade única para partilhar enorme experiência de condução de pilotos consagrados, com muitos títulos nacionais e presenças de destaque em provas internacionais como o Rali Paris-Dakar.

Possibilidade ainda de ouvir estórias únicas em ambiente de boa disposição e grande animação, em evento sem qualquer intuito competitivo, que se destaca se pela beleza ímpar de locais realmente marcantes, em trajecto divertido mas com nível de dificuldade bastante acessível, pensado para todos os utilizadores das maxi-trail. Percurso muito variado ao longo das três etapas a rondar os 300 quilómetros diários, através dos melhores e mais bonitos estradões e trilhos de Portugal Continental, na descoberta do enorme potencial cultural e paisagístico do nosso País.


Fornecido aos participantes em road-book ou através de ficheiros GPS (‘descarregados’ pela organização nos equipamentos pessoais), o percurso varia entre as serranias nortenhas, os sempre espetaculares vinhedos da região duriense, as planícies alentejanas e os montes algarvios até à chegada à beira-mar. Paisagem muito variada, tal como os pisos, com possibilidade de apreciar locais inesquecíveis, da majestosa imponência das serras à serena tranquilidade das amplas planícies, sempre com facilidade que permite desfrutar da melhor forma da travessia continental

Para facilitar a logística a todos os participantes, a FMP disponibiliza, além da assistência mecânica e médica ao longo do evento, do parque de lavagem e da interessante campanha de pneus Dunlop a preços especiais, interessantes soluções para transportar as motos desde Porto, Lisboa ou Faro até ao local de partida e o regresso ao mesmo local. Além da possibilidade de marcar a estadia para o evento em diversas unidades hoteleiras a preços mais competitivos, com dormidas em quarto duplo ou single.

O Gabinete de Imprensa 2.º Portugal de Lés-a-Lés Off-Road/Parceria Notícias do Pedal

“Sandro Branco em segundo e vitória coletiva”

Realizou-se no passado sábado dia 20, a 20ª edição do Troféu Feira do Mato, com mais uma boa prestação da nossa equipa de juniores Jorbi -Team José Maria Nicolau, que conseguiu alcançar um brilhante segundo lugar por intermédio de Sandro Branco. A este excelente lugar individual, juntou-se a vitória coletiva.

Para a história da corrida fica a iniciativa do nosso atleta, Sandro Branco, que rolou grande parte da prova isolado, a pouca distância do Campeão Nacional de fundo João Almeida, que seguia na frente e seria o vencedor do troféu. O nosso atleta manteve um excelente ritmo e mesmo com a perseguição movida pelo pelotão, conseguiu alcançar a segunda posição.

Classificações: 2º Sandro Branco13º Bernardo Gonçalves16º André Cunha33º Bernardo Norte35º João Silva38º Rafael Espadinha


Equipa: 1º lugar

Fonte: Clube de Ciclismo José Maria Nicolau

“Goldwin com três pódios nos circuitos de Veráo”

Realizaram-se os habituais circuitos de Verão, pós-volta a Portugal em bicicleta e o nosso atleta André Ramalho esteve em plano de destaque em todos eles, primeiro em Alcobaça, ondefoi o 3º melhor sub-23, depois na Malveira onde foi novamenteo melhor ciclista sub-23 na prova em linha e conseguiu a primeira posição na prova de Eliminaçãorealizada na pista da Malveiraao terminar empatado na 1ª posição com Gustavo Veloso da W-52/Porto. Já na segunda mais um grande resultado no Circuito de Nafarros, com nova vitória na classificação dos Sub-23de André Ramalho, desta feita ladeado pela terceira posição de Marcelo Salvador.

A primeira prova a ser realizada foi o XXV Circuito de S. Bernardo em Alcobaça com o nosso atleta André Ramalho a terminar na terceira posição dos sub-23.

Numa corrida marcada pelo forte ritmo imposto pela W52 -F.C. Porto, logo na primeira metade da prova, onde seleccionou desde logo os candidatos a vitória final, o nosso jovem ciclista conseguiu andar sempre bem colocado no grupo da frente, aguentando com grande valentia a dureza do circuito, que lhe valeu no final a 12ª posição da geral e 3º melhor sub-23.

Seguiu-se no Domingo, dia 28 a 75º edição do Circuito da Malveira marcada logo nas voltas iniciais pela formação de um fuga de 6 ciclistas, onde o nosso ciclista Sub-23Andre Ramalhose integrava. Nas voltas finais o grupo acabaria por se desmembrar, com o nosso jovem ciclista a chegar na 5ª posição, 1º classificado na categoria de Sub-23.

Na parte datarde decorreu o tradicional Festival na Pista da Malveira. Uma vez maisAndre Ramalhoesteve em destaque na prova de Eliminação,ao terminar empatado na 1ª posição com Gustavo Veloso da W-52/Porto.

Para termnar seguiu-se na Segunda feira dia 29, o Circuito de Nafarros comAndre Ramalhoa vencer a prova na Classificação dos Sub-23, seguido deMarcelo Salvadorque foi 3º classificado.João Fernandesfechou a equipa na 23ª posição da classificação geral.

Classificação:

Circuito de Alcobaça

12ºlugar(3º sub-23)

Circuito da Malveira

Prova em linha

5º lugar(1º sub-23)

Pista:

1º lugar –Prova de elimininação

Classificação Nafarros

14º André Ramalho (1º sub-23)

22º Marcelo Salvador (3º sub-23)

23º João Fernandes (4º sub-23)

Fonte: José Maria Nicolau

“Portugal apenas com três atletas nos Mundiais”

Foto: Paulo Calado

Tal como no último ano, em Richmond, nos Estados Unidos, Portugal voltará a contar com apenas três ciclistas nos Mundiais de estrada, que este ano se disputarão no Qatar, de 9 a 16 de outubro. As vagas foram ontem confirmadas pela União Ciclista Internacional. Há dois anos, em Pontevedra, Portugal apresentou-se com seis atletas, no ano em que defendia o título mundial de Rui Costa.

No contrarrelógio, Portugal, tal como as restantes nações, poderá apresentar dois atletas. Na prova masculina de sub-23, Portugal tem três vagas, enquanto nas elites femininas e de juniores masculinos o nosso país não tem, para já, qualquer vaga.

França, Espanha, Bélgica, Itália, Grã-Bretanha, Colômbia, Holanda, Austrália, Noruega e Suíça são as nações que levarão a cota máxima de nove ciclistas à prova masculina de estrada de elites.

Fonte: Record on-line

“Nélson Oliveira termina em terceiro Tour de Poitou-Charentes”

O português terminou a competição com o mesmo tempo do segundo, o holandês Wilco Kedermans (Lotto), ambos a 30 segundos de Chavanel.

Foto: AFP
O português Nélson Oliveira, ciclista da Movistar, concluiu no terceiro lugar o Tour de Poitou-Charentes, competição de cinco dias que hoje terminou em Poitiers, com a vitória do francês Sylvain Chavanel, da Direct Energie.
Nélson Oliveira terminou a competição com o mesmo tempo do segundo, o holandês Wilco Kedermans (Lotto), ambos a 30 segundos de Chavanel.
A classificação final acabou por refletir o que aconteceu na véspera, um contrarrelógio de 19,4 quilómetros entre Saint-Sauveur e Châtellerault, justamente ganho por Chavanel com menos 30 segundos do que Kedermans e Oliveira.

Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Vuelta/Jonas Van Genetchen vence 7.ª etapa”

Mais rápido nos 158,5 km entre Maceda e Puebla de Sanabria

Por: Lusa

Foto: Facebook Vuelta

O belga Jonas Van Genetchen, da IAM, foi esta sexta-feira o vencedor ao sprint da sétima etapa da Volta a Espanha em bicicleta, que se disputou ao longo de 158,5 km, entre Maceda e Puebla de Sanabria.

O vencedor gastou 3:55.44 horas para terminar a etapa, liderando um pequeno grupo de dez unidades, ligeiramente adiantado ao pelotão principal. A camisola vermelha continua na posse do colombiano Darwin Atapuma, da BMC.

O final da tirada voltou a ser marcado por várias quedas, que envolveram, entre outros, o espanhol Alberto Contador, chefe de final da Tinkoff, e o português José Gonçalves, da Caja Rural.

 

Fonte: Record on-line

“Mais uma semana a subir nas estatísticas”

Mais uma semana as nossas estatísticas subiram no Facebook, e fizemos um pelo, alcançamos mais visitas com um aumento de 163%. O alcance semanal também subiu 172,2 %. Tivemos um envolvimento de pessoas e mais 281,7 %. E o número de gostos na página subiu ainda mais 1,2%.

São números sem dúvida muito positivos, o qual sem a colaboração dos nossos leitores não poderíamos alcançar os mesmos, sendo assim aqui um agradecimento a todos, por nos apoiarem e apostarem nas nossas publicações.

Obrigado.

A redação.