sexta-feira, 15 de julho de 2016

“Os Novos modelos sapatos Shimano 2017 são apresentados na feira Outdoor”

Agrada os teus pés com os novos modelos para estrada, Cross-Country,Enduro, Triatlo, Touring e os modelos para aventura.

A Shimano vai  aproveitar este ano a feira Outdoor (Friedrichshafen, 13-16 Julho) para fazer a apresentação de alguns modelos selecionados da gama 2017, desenhados para supreender atletas profissionais e ciclitas urbanos igualmente.

PERFORMANCE:

Riders ligados à montanha vão ter à disposição novos modelos especificos  para trail e Enduro ME7 e ME5. Na categoria de Enduro vem garantir aos ciclistas um sapato leve com a eficiencia de um sapato Cross-country mas com maior durabilidade, aderência e a dureza caracteristica preferida dos amantes do Enduro. Incluem tecnologia de Torsão TORBAL na sola de carbono e sistema de aperto rápido ( ME7 ), o sapato ME7 e o ME5 são compativeis com encaixe SPD, estão disponiveis em preto ou cinza, pesando 375gr e 385gr respectivamente.

Triatletas vão beneficiar de um novo modelo especifico. Partilhando um design semelhante ao sapato de elite TR9, o TR5 foi desenvolvido na parte superior com uma pele sintética respirável com uma malha revestimento 3D, com correias de aperto rápidas e uma aentrada extra larga, para facilitar a entrada do pé e transições rápidas na bicicleta. O TR5 é compativel com SPD e SPD-SL  com um peso de 265gr.

Mais ainda, damos 2 razões menos para deixar de andar de bike no Inverno, agora que chegam ao mercado o sapato especifico Inverno para montanha MW5 e um sapato para estrada RW5. Ambos os modelos caracterizam-se pela utilização de uma membrana protectora DRYSHIELD, um revestimento em velo e o colar do tornozelo em Noeprene caracterizam estes dois modelos. Um simples e eficaz sistema de aperto, permite um rápido ajuste quando temos os dedos dormentes do frio.

O MW5 é compativel com SPD, pesa 445gr, o RW5 é também compativel com SPD-SL, pesando 340gr.

Os novos sapatos para andar em estrada e fora desta na categoria de turismo e passeio foram desenhados para complementar as novas gamas de acessórios, luvas, malas e vestuário da Shimano para cidade e montanha.

Sapatos de estrada com estilo clássico com a parte superior em pele sintética respirável e perfurada, foram desenhados para andar e pedalar com pedais SPD sempre com máximo conforto. O RT5 traz 3 correias de velcro, enquanto que o RT4 recua até à era passada do ciclismo com um simples fecho de laçar.

Num nivel idêntico, novos off-road MT5 e MT3 foram desenhados para satisfazer o nosso gosto pela exploração da natureza, compativeis com SPD, são robustos exteriormente e bastante práticos e confortáveis para andar ou pedalar . Para tempo mais quente a sandália SPD  SD5, garante a opção de um encaixe ao pedal seguro mantendo sempre o pé fresco. Ambos os modelos RT e MT estão disponiveis para homem e mulher, a sandália SD5 é unisexo.

Os modelos de turismo e passeio para estrada foram desenhados para combinar com a linha de casacos, polos, calções e luvas,quanto aos modelos de Turismo para montanha foram desenhados a pensar nas linhas de camisolas casuais para cidade ou camisolas lycra para montanha e aventura.

“Tour/Nelson Oliveira termina em terceiro no contrarrelógio”

Foto: Direitos reservados

Apenas Tom Dumoulin e Chris Froome fizeram melhor do que o português

O português Nelson Oliveira terminou o primeiro contrarrelógio individual da Volta a França, correspondente à 13.ª etapa, na terceira posição, apenas atrás do vencedor, Tom Dumoulin, e do camisola amarela, Chris Froome.
O ciclista holandês Tom Dumoulin (Giant-Alpecin) foi quem conseguiu o tempo mais rápido (50 minutos e 15 segundos) no contrarrelógio de 37,5 quilómetros que ligava Bour Saint-Andéol até Caverne du Pont d'Arc. Chris Froome (Sky), que foi o último a partir para o contrarrelógio por ser o detentor da camisola amarela, ficou na segunda posição, a 1 minuto e 3 segundos. A fechar o pódio, ficou Nelson Oliveira (Movistar) a 1 minuto e 31 segundos de Tom Dumoulin.
Na classificação geral, Froome leva agora vantagem de 1 minuto e 47 segundos para Bauke Mollema, que subiu à segunda posição. Adam Yates caiu para o terceiro posto, a 2 minutos e 45 segundos
de Froome.

Fonte: Record on-line

“Tour/Dumoulin vence contrarrelógio, Nelson Oliveira terceiro”

Foto: Lusa

Froome reforçou a liderança na geral, Dumoulin vence contrarrelógio, Nelson Oliveira terceiro.

O ciclista holandês Tom Dumoulin (Giant-Alpecin) venceu hoje o contrarrelógio da 13.ª etapa da Volta a França, no qual o português Nelson Oliveira (Movistar) foi terceiro.

Dumoulin cumpriu os 37,5 quilómetros entre Bourg-Saint-Andeol e Le Caverne de Pont d’Arc em 50.15 minutos, relegando para a segunda posição o camisola amarela Chris Froome (Sky), que gastou mais 1.03 minutos. Nelson Oliveira, atual tricampeão português de contrarrelógio, foi terceiro, a 1.31 minutos do holandês.

Froome reforçou a liderança na geral, tendo agora 1.47 minutos de vantagem sobre o holandês Bauke Mollema (Trek-Segafredo), que subiu ao segundo lugar, e 2.45 sobre o compatriota britânico Adam Yates (Orica-BikeExchange).

Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Paredes de Coura recebe o Portugal Open de DHU”

Paredes de Coura recebe no dia 24 de julho a primeira prova do Portugal Open de DHU. O 1º Downhill Urbano de Paredes de Coura é aberto à participação (além das categorias de competição) de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção.

As inscrições são gratuitas e devem ser formalizadas no website da Federação Portuguesa de Ciclismo (www.uvp-fpc.pt).

O Portugal Open de DHU é uma competição instituída e organizada sob a égide da UVP – Federação Portuguesa de Ciclismo e pelas Associações de Ciclismo do Minho, Porto e da Madeira, estando a primeira prova agendada para o dia 24 de julho em Paredes de Coura.

O 1º Downhill Urbano de Paredes de Coura - promovido conjuntamente pela Câmara Municipal de Paredes de Coura e pela Associação de Ciclismo do Minho - terá uma pista bastante dinâmica, aproveitando ao máximo o declive natural do percurso, complementada por diversos obstáculos artificiais, pretendendo simultaneamente fazer as delícias dos pilotos em termos de condução e o deleite do público, em termos da espetacularidade das manobras necessárias à transposição dos obstáculos.

A participação (além das categorias de competição, de cadetes a master) é aberta a todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção. As inscrições são gratuitas (inscrição e seguro suportados pelo Município de Paredes de Coura) e devem ser formalizadas no website da Federação Portuguesa de Ciclismo (www.uvp-fpc.pt).

Com um período para treinos entre as 09h00 e as 12h00, a manga de qualificação começará às 13h00 e a manga final (sistema de manga única) às 15h00. A cerimónia de entrega de prémios está marcada para as 17h30. Na véspera da competição (23 de julho) a pista estará aberta para treinos entre as 15 e as 18 horas.

A pista do 1º Downhill Urbano de Paredes de Coura, com uma extensão superior a mil metros, tem início no Penedo-do-Milho, integrado no Parque de Lazer do Penedo-das-Vistas, a 453m de altitude, um miradouro privilegiado para contemplação da paisagem urbana da Vila, bem como de parte do território do concelho de Paredes de Coura.

O epicentro da prova é o Parque Urbano das Portas do Corno de Bico, junto ao Centro Cultural de Paredes de Coura, localização da porta de chegada. Contiguamente a esta situa-se o Paddock, a zona de assistência e o parque de carga do transporte até à porta de saída, localizada no Penedo-do-Milho.

O 1º Downhill Urbano de Paredes de Coura tem o apoio das seguintes entidades: Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, Controlsafe e Bike Magazine (revista oficial).

O Portugal Open de DHU, além do 1º Downhill Urbano de Paredes de Coura a realizar no dia 24 de julho, integrará provas nas áreas das Associações de Ciclismo do Porto e da Madeira.

Fonte: ACM

“’Teleperformance Os Belenenses’ leva sete atletas portugueses ao Challenge Roth”

Realiza-se na Alemanha uma das mais duras e emblemáticas competições da modalidade de Triatlo.

A Teleperformance, empresa líder mundial em customer service management e patrocinadora oficial da ‘Teleperformance Os Belenenses’ leva, no próximo dia 17 de Julho, uma equipa de Triatlo composta por sete atletas portugueses ao Challenge Roth - um dos maiores eventos europeus de Triatlo.

A competição, que decorre todos os anos na Alemanha e se caracteriza por ser uma das mais emblemáticas provas de triatlo de longa distância, conta com cerca de 5.000 atletas em competição, tendo 3.000 a competir a nível individual e 2.000 em provas de estafetas.

“Teremos sete atletas a participar na prova em distância Ironman, que é composta por 3,8 quilómetro de natação, 180 quilómetros de ciclismo e 42 quilómetros de corrida e tem um total de 10 horas de competição. Números verdadeiramente impressionantes que fazem da prova uma das mais duras em todos o mundo”, refere João Cardoso, CEO da Teleperformance.

Este ano, Portugal vai levar à Alemanha mais de 20 atletas a competir num evento que conta com cerca de meio milhão de espetadores em todo o mundo.

Fonte: Atrevia

“XXIII Passeio Cicloturismo de Arraiolos”



Por: Manuel Ramalho

No passado dia 10 de julho de 2016 o Núcleo Cicloturismo de Arraiolos levou a efeito o seu XXIII Passeio Cicloturismo integrado no programa da Feira de São Boaventura de Arraiolos.

O evento contou com a presença de 16 equipas e a presença de muitos participantes individuais que se deslocaram do Centro e do Sul do País dos quais no total de toda a comitiva estiveram cerca de 180 pessoas, que percorreram um percurso constituído em cerca de 55 km tendo o seu início em Arraiolos na Praça da Republica, seguindo depois por Aldeia da Serra, Casa Novas, São Gregório, Carrascal, Bardeiras, Vimieiro, Comenda Grande, Igrejinha e finalizando na zona de partida em Arraiolos.

Queremos agradecer a todos os participantes pois sem eles o evento não seria o que é, levando-nos assim a manter a tradição de realização do mesmo.

Agradecer a todas as entidades e particulares que nos apoiaram nesta iniciativa dos quais destacamos o Município de Arraiolos, Freguesia de Arraiolos, União de Freguesias de São Gregório e Santa Justa, Freguesia de Igrejinha, Bombeiros Voluntários de Arraiolos, Caixa Agrícola, Diário do Sul, Rádio Telefonia do Alentejo, Intermarchê de Arraiolos

Fonte: Núcleo Cicloturismo de Arraiolos




 

“Seleção Nacional/Liberty Seguros/Campeonato da Europa de Pista”

Ivo Oliveira quinto a meio da competição de omnium

O português Ivo Oliveira completou hoje na quinta posição da geral a primeira metade da competição de omnium para sub-23 do Campeonato da Europa de Pista, que se realiza em Montichiari,Itália.

O gaiense soma 94 pontos, resultantes do sexto lugar em scratch e em eliminação e do quarto posto na perseguição individual. Ao fim destas três corridas, o ciclista mais pontuado é o francês Thomas Boudat, com 118 pontos. O concurso de omnium termina neste sábado, dia em que Ivo Oliveira terá de disputar as provas de 1 km contrarrelógio, volta lançada e corrida por pontos.

A júnior Soraia Silva também termina no sábado a participação no omnium. Hoje, terminou a primeira metade da competição no oitavo posto, com 74 pontos. Comanda a russa Mariia Novoloskaia, com 118 pontos.

Miguel do Rego concluiu nesta sexta-feira o concurso de omnium para juniores masculinos. Foi o nono classificado, com 121 pontos, menos 82 do que o vencedor, o polaco Szymon Krawczyk.

Maria Martins, que iniciou o Campeonato da Europa com a medalha de prata em scratch, fechou hoje a participação com o nono lugar na corrida de 500 metros contrarrelógio para juniores femininas. A lusa gastou 21,785 segundos, enquanto a vencedora, a francesa Mathilde Gros, cortou a meta com 20,006s.

“Foi mais um dia com os nossos corredores a progredirem face aos resultados anteriores. Amanhã fechamos a participação neste Campeonato da Europa com a conclusão dos programas de omnium da Soraia e do Ivo. A Soraia irá tentar segurar um lugar no top 10 e o Ivo ainda terá uma palavra a dizer na classificação”, considera o selecionador nacional, Gabriel Mendes.

Após o Europeu, Ivo Oliveira regressa ao Porto na manhã de domingo. A restante comitiva viaja para a Suíça, onde competirá no Campeonato Mundial Júnior, entre 20 e 24 de julho.

Fonte: FPC

“Seleção Nacional/Liberty Seguros/ Taça do Mundo de Paraciclismo”

Luís Costa à procura de vencer a Taça do Mundo em Bilbao

O português Luís Costa parte para a última prova da Taça do Mundo de Paraciclismo, que se realiza no próximo fim-de-semana, em Bilbao, País Basco, com intenção de assegurar a conquista do troféu na classe H5.

O corredor da Seleção Nacional/Liberty Seguros comanda a Taça do Mundo com 126 pontos, mais seis do que o único rival que ainda pode desfeiteá-lo, o sul-africando Ernst van Dyk. Luís Costa, único europeu que participou na etapa da África Sul, aproveitou o facto de os pontos serem a dobrar nessa prova para se destacar dos outros rivais e agora terá um duelo a dois com van Dyk.

Luís Costa corre o contrarrelógio na sexta-feira, às 11h15. No sábado, às 16h00, alinha na corrida de fundo.

Além de Luís Costa, a Seleção Nacional/Liberty Seguros apresenta-se na prova basca com Telmo Pinão, que correrá na classe C2. São estes os dois corredores que vão representar Portugal nos Jogos Paralímpicos, em setembro.

Na prova do próximo fim-de-semana, haverá em liça mais 14 paraciclistas lusos. Aproveitando a proximidade e o apoio logístico fornecido pela Federação Portuguesa de Ciclismo, estes corredores vão competir e submeter-se a classificações para alinharem nas classes corretas em função do grau de deficiência de cada um.

Fonte: FPC

“Ranking Ciclista do Ano”

Rafael Reis chega à Volta como número um nacional

Rafael Reis (W52-FC Porto) vai iniciar a Volta a Portugal, no dia 27 de julho, como número um do pelotão nacional. O estatuto é-lhe conferido pela liderança no Ranking Ciclista do Ano, mais folgada a cada mês.

O corredor de Palmela está no topo da classificação pelo quarto mês consecutivo. A vitória no prólogo do Troféu Joaquim Agostinho, há uma semana, garantiu a Rafael Reis mais 50 pontos. Neste momento soma 649 pontos, mais 258 do que o rival mais próximo, Joni Brandão (Efapel), que tem 391. O terceiro passou a ser o espanhol Raul Alarcón (W52-FC Porto), com 326.

Apesar da diferença folgada, tendo em conta que está anunciado como trabalhador de equipa na Volta a Portugal e como há muitas centenas de pontos a distribuir naquela corrida, Rafael Reis está longe de ter garantido o triunfo no Ranking Ciclista do Ano.

Os três primeiros lugares do Ranking Equipa do Ano são ocupados pelos mesmos conjuntos que dominavam a tabela no mês passado. A W52-FC Porto comanda, com 1592 pontos, seguida pela Efapel, com 988, e pelo Sporting-Tavira, com 795.

O Ranking é atualizado pela Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais, sob a égide da Federação Portuguesa de Ciclismo.

Ranking Ciclista do Ano

1.º Rafael Reis (W52-FC Porto), 649 pontos

2.º Joni Brandão (Efapel), 391

3.º Raul Alarcón (W52-FC Porto), 326

4.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), 309

5.º António Carvalho (W52-FC Porto), 266

6.º Amaro Antunes (LA Alumínios-Antarte), 265

7.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), 261

8.º Nelson Oliveira (Movistar), 260

9.º João Benta (Louletano-Hospital de Loulé), 252

10.º David de la Fuente (Sporting-Tavira), 219

Equipa do Ano

1.ª W52-FC Porto, 1592 pontos

2.ª Efapel, 988

3.ª Sporting-Tavira, 795

4.ª LA Alumínios-Antarte, 691

5.ª Louletano-Hospital de Loulé, 681

Fonte: FPC

“Campeonato do Minho de BTT XCO em Paredes de Coura”

No dia 17 de julho, Paredes de Coura recebe o Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros com a realização do 5º BTT XCO de Paredes de Coura.

Organizado pela Associação de Ciclismo do Minho e pela Câmara Municipal de Paredes de Coura, a concentração está marcada para o Largo 5 de Outubro, sendo o 5º BTT XCO de Paredes de Coura aberto à participação (além das categorias de competição) de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção.

O 5º BTT XCO de Paredes de Coura integrará provas para as categorias de elites, paraciclismo, juniores, masters, cadetes, juvenis, infantis, iniciados, benjamins e promoção.

Começará com um período para treinos entre as 10 e as 12h00, realizando-se a partir dessa hora as atividades para pupilos, benjamins e iniciados. Pelas 14 horas começará a prova para infantis, juvenis, cadetes, femininos (sub 23/elites e master), paraciclismo e promoção e às 15h30 a corrida de juniores, elites/sub 23 e masters. A cerimónia protocolar está prevista para as 17h30. A participação na prova é gratuita para atletas federados sendo também aberta à participação na vertente de promoção (custo de inscrição inclui seguro de acidentes pessoais). O secretariado para confirmação de inscrições abrirá às 9 horas e as inscrições devem ser efetuadas através do email geral@acm.pt.

Desde a sua estreia no Campeonato do Minho de BTT XCO, em 2012, Paredes de Coura tem brindado os participantes com um circuito bastante elogiado e de rara beleza. Conjugando a excelência e as caraterísticas do percurso com o alto nível competitivo e organizativo, o BTT XCO de Paredes de Coura transforma-se com facilidade num surpreendente dia de ciclismo.

O 5º BTT XCO de Paredes de Coura tem o apoio da Câmara Municipal de Paredes de Coura, Federação Portuguesa de Ciclismo, MAPFRE | Seguros, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Arrecadações da Quintã, POPP Design, Salvaggio, Controlsafe, Bike Magazine (revista oficial).

No ano passado, o 4º BTT XCO de Paredes de Coura foi ganho em elites por Jacinto Fiúza e Joana Monteiro tendo-se destacado nas restantes categorias da oitava prova do Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros João Rocha (juniores), Hélder Braga (master 30), Mário Fernandes (masters 40), Joaquim Ferreira (masters 50), Vinício Rodrigues e Marta Branco (cadetes), Pedro Silva e Ana Santos (juvenis), Hugo Cruz e Beatriz Pereira (infantis), João Martins e Íris Torres (iniciados), Hugo Ramalho e Lara Azevedo (pupilos-benjamins) e Mário Ferreira (promoção). Coletivamente triunfaram ASC / Focus Team - Vila do Conde (competição) e Seissa/A.C.R.Roriz/Matias & Araújo/Frulact (escolas).

Fonte: ACM

“EFAPEL prepara Volta a Portugal nas Aldeias do Xisto”

Fim-de-semana antes da competição intenso para a equipa

A equipa de ciclismo EFAPEL ultima os preparativos para a Volta a Portugal nas Aldeias do Xisto. Num fim-de-semana com um programa intenso, haverá uma cerimónia de despedida da equipa e votos de boa sorte na sede do principal patrocinador da formação, a EFAPEL.

Assim, amanhã, sábado, todos os elementos da estrutura reúnem-se no Auditório da Fábrica EFAPEL, em Serpins, às 16 horas, onde receberão os votos de boa prova por parte dos responsáveis da empresa. Nesta cerimónia, um dos pontos altos será o da apresentação da Escola de Ciclismo.

No domingo, dia 17, as bicicletas entram em acção. A formação de ciclismo associa-se ao desafio Subidas Épicas, uma iniciativa das Aldeias do Xisto que vão inaugurar mais duas subidas, a de Lousã - Trevim e a de Castanheira de Pêra - Trevim, no âmbito do projecto Bike Roads ® Aldeias do Xisto. À semelhança do que se observa nalguns destinos de montanha noutros países, com esta iniciativa estão a ser caracterizadas e sinalizadas algumas das subidas mais desafiantes para se fazer em bicicleta. Estas subidas são equipadas com sinalética permanente que dão aos ciclistas e demais utilizadores a indicação da distância ao cume, da altitude e da inclinação no próximo km, tornando-se assim pistas de treino permanentes para quem faz do ciclismo o seu desporto favorito, sobretudo para os apaixonados pela montanha, que assim poderão vir em autonomia, sozinhos ou com os seus amigos, ultrapassar estes desafios, voltando depois para bater sucessivamente os seus recordes.

A EFAPEL vai estar na partida, na Lousã, às 9h30, mas antes disso será feito o anúncio da parceria ADXTUR com a EFAPEL, que será visível durante a Volta a Portugal 2016.

Fonte: Efapel

“Pelotão da Volta descansa em Viseu”

Etapa da Volta em Viseu pelo 5º ano

Viseu é uma das cidades que ao longo dos anos mais tem aplaudido a Volta a Portugal. O município é ponto de paragem da caravana consecutivamente desde 2003. Este ano, na 78ª Volta a Portugal Santander Totta, a cidade recebe o final da 5ª etapa, no dia 1 de agosto, e todas as atividades da jornada de Descanso no dia seguinte.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, “para além da sua dimensão desportiva, a Volta a Portugal é uma montra privilegiada para dar a conhecer o melhor do país. Mais uma vez, Viseu revela-se boa anfitriã e um destino turístico e de eventos com potencialidade por toda a sua história, cultura e património. A “Melhor Cidade para Viver” defende a prática desportiva e incentiva o uso da bicicleta como meio de transporte alternativo. Para nós, acolher um evento desta magnitude ao longo destes anos é uma mais-valia na estratégia de promoção da cidade”.

A 5ª etapa, que vai encerrar a fase inicial da competição, será a mais pequena desta edição, que se corre entre 27 de julho e 7 de agosto, e vai ligar Lamego a Viseu. Depois das sempre complicadas travessias da Serra de São Macário e Arada, a chegada na Avenida da Europa vai acontecer cerca das 17h20.

Nessa mesma noite começam as diversas e animadas iniciativas preparadas pela autarquia e pela organização da prova para festejar a presença da Volta em Viseu. Para o Concerto da Volta com David Fonseca que vai atuar no Adro da Sé, às 22 horas, estão já todos convidados. A animação continuará noite fora, a partir das 00h30, na Discoteca NB.

Na terça-feira, 2 de agosto, enquanto os profissionais da Volta aproveitam o Dia de Descanso para recuperar forças, realiza-se, em Viseu, a já tradicional “Etapa da Volta” dedicada à vasta comunidade cicloturista. A “Etapa da Volta Via Verde RTP” comemora este ano o décimo aniversário.

A partida da 10ª Etapa da Volta acontece às 10 horas. Os cicloturistas têm reservado um percurso de aproximadamente 90 quilómetros, sendo os últimos 20 percorridos em “andamento livre”. Na edição 2016 uma das novidades é o almoço convívio, realizado junto à meta. 
A Etapa da Volta contará, mais uma vez, com a Classe Vintage,
que convida todos os amantes do ciclismo a sair à rua com as bicicletas antigas. Os mais pequenos têm a 3ª Mini Etapa da Volta, uma aventura para crianças entre os 6 e os 13 anos, com partida às 9 horas.

As inscrições na prova estão abertas até às 24 horas do dia 26 de julho e poderão ser efetuadas em www.volta-portugal.pt ou no site da Via Verde, onde são englobadas num pacote promocional que inclui jersey oficial, alojamento e descontos em combustível e portagens.

Toda a programação da 78ª Volta a Portugal Santander Totta disponível em www.volta-portugal.pt.

Fonte: Podium

“Comunidade Intermunicipal do Oeste pedala na etapa mais longa da Volta”

Nazaré e Arruda dos Vinhos são novidade na prova
“Região de fervorosos amantes do ciclismo e berço de equipas e ciclistas de nomeada, como é o caso do malogrado Joaquim Agostinho, há muito que os territórios do Oeste já mereciam o justo prémio de acolher uma etapa completa da Volta a Portugal.” As palavras de Pedro Folgado, presidente da Comunidade Intermunicipal do Oeste espelham a satisfação de ver Nazaré e Arruda dos Vinhos no mapa da 78ª Volta Portugal Santander Totta, que se realiza entre 27 julho e 7agosto. Os dois municípios constituem uma dupla novidade na Volta deste ano porque nunca figuraram no percurso da prova.
A oitava etapa que sairá da Nazaré, a 5 agosto, leva o pelotão até Arruda dos Vinhos, e terá 208,5 quilómetros, que, entre o Atlântico e a Serra de Montejunto, visitará os Municípios de Alcobaça, Caldas da Rainha, Óbidos, Bombarral, Lourinhã, Torres Vedras, Cadaval, Alenquer e Sobral de Monte Agraço. Será o penúltimo dia de competição e a mais longa tirada dos últimos cinco anos. No início do dia, a caravana instala-se no Sítio da Nazaré, o emblemático centro histórico da vila nazarena às 10h. Antes da chegada à vila de Arruda dos Vinhos, serão discutidas três metas volantes (Bombarral, Torres Vedras e Sobral Monte Agraço) e três contagens de montanha (Montejunto – 2ª cat., Alenquer – 4ª cat. e Arranhó – 3ª cat.). A meta em Arruda estará instalada na Av. Eng. Adriano Brito da Conceição e vai receber o fim da etapa cerca das 17h15. 

Pedro Folgado, presidente da Comunidade Intermunicipal do Oeste, considera a presença da prova um contributo para o desenvolvimento económico e social do Oeste. “A par do vasto público que a caravana arrasta, a Volta a Portugal é um veículo de marketing territorial de excelência, podendo beneficiar em muito a região.”
Região Oeste na Volta
Seis concelhos e 65 presenças são os “números redondos” da contribuição do litoral oeste para a história da mais importante prova do calendário velocipédico nacional. A título de exemplo, a cidade de Caldas da Rainha é uma das protagonistas mais assíduas da Região Oeste. Nos quase 90 anos que a prova celebra, já foi palco de 16 partidas e 14 chegadas. A estreia aconteceulogo na 1ª edição, em 1927, com uma presença dupla. António Carvalho (Carcavelos) consolidou a liderançana chegada às “Termas da Rainha”, como também é conhecida a cidade, e no dia seguintedaí saiu de Amareloaté Lisboa onde foi consagrado vencedor da 1ª Volta a Portugal em Bicicleta.
Fonte: Podium

“9.ª Volta a Portugal de Cadetes Liberty Seguros/ Volta a Portugal de Cadetes”

Rodrigo Caixas mais forte na rampa do Monte Crasto

Rodrigo Caixas (LA Alumínios/SGR Ambiente/CCA Paio Pires) assumiu hoje o comando da Volta a Portugal de Cadetes Liberty Seguros, impondo-se na primeira etapa, 63,5 quilómetros entre Oliveira de Azeméis e Anadia.

Disputada sob um calor intenso, com temperaturas a aproximarem-se dos 40 graus, a etapa terminou com um entusiasmante sprint entre o grupo restrito dos corredores que conseguiram manter-se no pelotão da frente.

A reta da meta, na curta mas íngreme subida do Monte Crasto, revelou um Rodrigo Caixas em clara superioridade sobre os adversários. Cortou a meta ao fim de 1h42m54s, deixando os rivais mais próximos, Guilherme Mota (Tormetais/Marrazes/Ecosprint) e Wilson Esperança (Alcobaça CC/Crédito Agrícola), a 2 segundos. Não havendo bonificações, a geral individual está ordenada da mesma forma.

“Foi um dia muito difícil, com um calor terrível. Não conhecia esta chegada, que é muito dura. Ataquei na última curva e ninguém me respondeu. Estou muito feliz. Agora quero levar a camisola amarela até ao final”, disse o vencedor, após cortar a meta.

Além da camisola amarela, Rodrigo Caixas é o primeiro na classificação por pontos. António Ferreira (Moreira Congelados/Feira/Bicicletas Andrade) é o melhor trepador e Vicent Martí (Gandia/Renaut Ginestar) é o cadete de primeiro ano mais bem colocado.

Amanhã corre-se a segunda etapa, ao longo de 82,7 quilómetros, desde a Figueira da Foz até à sede do Alcobaça Clube de Ciclismo. A segunda etapa é também designada Troféu Timóteo de Matos, homenageando o histórico dirigente do ciclismo alcobacense.

Classificação

1.ª Etapa: Oliveira de Azeméis - Anadia, 63,5 km

1.º Rodrigo Caixas (LA Alumínios/SGR Ambiente/CCA Paio Pires), 1h42m54s

2.º Guilherme Mota (Tormetais/Marrazes/Ecosprint), a 2s

3.º Wilson Esperança (Alcobaça CC/Crédito Agrícola), mt

4.º Diogo Gonçalves (Mato Cheirinhos/Liberty Seguros/Vila Galé), mt

5.º Daniel Lopes (Sporting/Tavira/Formação Eng. Brito da Mana), a 5s

6.º Rúben Simão (Sporting/Tavira/Formação Eng. Brito da Mana), mt

7.º Afonso Silva (Mato Cheirinhos/Liberty Seguros/Vila Galé), mt

8.º Renato Costa (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact), a 8s

9.º Aitor Arroyo (Gandia/Renaut Ginestar), mt

10.º Vicent Martí (Gandia/Renault Ginestar), a 12s

Fonte: FPC

“Vitória portuguesa dá Amarela”

Luís Gomes venceu, em Oliveira de Azeméis, a segunda etapa da 24ª Volta a Portugal do Futuro Liberty Seguros, competição dedicada a atletas do escalão Sub 23. O corredor de 22 anos (Liberty Seguros/Carglass) repetiu a vitória do ano passado em Oliveira de Azeméis, sede da equipa, e roubou a liderança ao espanhol, Xuban Errazkin (Café Baque), vencedor da etapa inaugural que gastou mais 15 segundos a cortar a meta.

Atrás de Luís Gomes, natural de Vila Nova de Gaia, terminou Francisco Campos (Moreira Congelados – Feira) e o colombiano Miguel Florez (BoyacaRaza de Campeones) que na classificação geral estão agora a escassos dois segundos do novo Camisola Amarela Liberty Seguros.

“A etapa foi um bocado descontrolada!”, desabafou Luís Gomes, para depois explicar a estratégia delineada pelo Diretor Desportivo Manuel Correia: “Assumimos a corrida muito cedo, mas como o terreno era duro e a fuga tinha muito tempo tivemos de desgastar muito os nossos homens. No fim ficámos um bocado desfalcados, mas eu meti na cabeça que tinha de fazer de tudo para dar esta vitória aos meus colegas, à equipa e aos patrocinadores e foi isso que fiz.” Para além da Amarela Liberty Seguros, Luís Gomes lidera também a classificação por Pontos, Camisola Vermelha KIA, e a Montanha, traduzida na Camisola Castanha Cafés Delta. O segundo lugar na etapa de Francisco Campos, de apenas 18 anos, “empurrou-o” para o topo da juventude dando-lhe a Camisola Branca RTP.

De Penela para esta segunda etapa partiram 84 corredores. Apesar do calor, o pelotão “voou” na primeira hora de prova à média de 44,5 KM/hora. Ataques e contra ataques foram uma constante ao longo dos 145 KM que trouxeram o pelotão até Oliveira de Azeméis. A 35 quilómetros da chegada, num momento em que o pelotão estava fraccionado em diversos grupos, e mesmo tendo um homem entre o quarteto fugitivo, o director desportivo da Liberty, Manuel Correia, acreditando nas potencialidades da equipa e conhecedor da chegada apropriada às características de Luís Gomes, deu ordens para todos os membros da equipa aguardarem pelo corredor que estava num grupo mais atrasado. A estratégia resultou plenamente porque nos quilómetros finais já o pelotão estava compacto e Luís Gomes aproveitou a longa reta da meta em subida para sobrepor-se ao conjunto dos que terminaram na frente. Gomes terminou com 2 segundos de vantagem.

3ª Etapa || 16 julho 2015

Lousada - Boticas | 134,1 Km

Com o fim-de-semana chegam ainda mais dificuldades à 24ª Volta a Portugal Liberty Seguros! A partida da terceira etapa está marcada para o meio-dia em Lousada e terá como destino Boticas. Fafe, Salto e Boticas são as Metas Volantes, esta última coincidente com a 1ª passagem na meta. Os principais problemas para o pelotão residem nas quatro contagens de montanha: dois Prémios de 3ª categoria, em Fojos e Virtelo, e outros dois de 1ª categoria, em Salto e Torneiros. Depois da última contagem, a 16,6 KM da meta, será sempre a descer até Boticas onde a chegada ao centro da vila está prevista para as 16h.

A 24ª Volta Portugal do Futuro Liberty Seguros tem o apoio da Associação de Desenvolvimento Terras de Sicó e das autarquias de Soure, Condeixa-a-Nova, Penela, Oliveira de Azeméis, Lousada, Boticas e Montalegre. São patrocinadores: Liberty Seguros, RTP, KIA, Delta Cafés, Vitalis, Pacto, Dietsport, Classificações.net, Centro de Informação Geoespacial do Exército, Infraestruturas de Portugal, Jornal de Notícias, Antena 1, KTM Bikes e Shimano.

Fonte: Podium

“XI EDIÇÃO DO CARAMULO MOTORFESTIVAL”

Novidades de A a Z no maior evento automóvel nacional

REGRESSA DE 2 A 4 DE SETEMBRO

• Painel de pilotos de luxo conta com Elisabete Jacinto, André Villas-Boas, Tiago Magalhães e Ivo Lopes, entre outros.

• Concurso de fotografia comemorativo das dez edições passadas.

• Rampa Histórica do Caramulo, ralis e concentrações celebram o espírito dos clássicos.

• Espetáculo aéreo de aviões clássicos e actividades lúdicas e outdoors completam programa para toda a família.

• Nova exposição “BMW – 100 Anos em Movimento” aberta em horário alargado no Museu do Caramulo durante os dias do festival.

Caramulo, 14 de Julho de 2016 – Na preparação da XI edição do Caramulo Motorfestival – Festival Internacional de Veículos Clássicos e Desportivos, que regressa à serra do Caramulo nos dias 2, 3 e 4 de Setembro, a organização apresenta os destaques e as novidades de um programa excepcional.

O Caramulo Motorfestival vai contar com um leque de luxo de convidados, que irão marcar presença no evento e participar na rampa em demonstração, mostrando ao público o que de melhor sabem fazer! Estão confirmadas as presenças de André Villas-Boas, com o seu BAC Mono e de Elisabete Jacinto, com o seu camião todo-terreno. Em representação das duas rodas, estará Tiago Magalhães, o actual campeão nacional de Superbike e Ivo Lopes, ambos pilotos da Museu do Caramulo – Fundação Abel e João de Lacerda Rua Jean Lurçat 42, 3475-031 Caramulo Tel.: 232 861 270 Fax: 232 861 308 info@museu-caramulo.net www.museu-caramulo.net

Kawasaki Oneundret Racing Team e, ainda, Rodrigo Correia, o jovem piloto que se encontra a disputar o Campeonato Nacional de Karting – Cadetes e que percorrerá os palcos do Caramulo em duas ou quatro rodas. Como não poderia faltar, o campeão do Campeonato Nacional de Montanha 2015, João Fonseca, marcará também presença neste Caramulo Motorfestival, exibindo a sua perícia técnica, em velocidade, na mítica rampa do Caramulo.

Um dos pontos altos do Caramulo Motorfestival será, como já é tradição, a Rampa Histórica do Caramulo, prova direcionada aos automóveis clássicos, históricos e de competição, nas categorias de velocidade e regularidade, que, este ano, conta com a co-organização do Núcleo de Desportos Motorizados de Leiria. A organização preparou um conjunto de novidades quer ao nível da distribuição das categorias, quer na reorganização das subidas ao longo dos dois dias de prova, potenciando o espectáculo para os pilotos e público, que poderá ainda disfrutar de um conjunto de outros atractivos entre as subidas.

Característicos do Caramulo Motorfestival, regressam o Rally Histórico Luso-Caramulo, o Passeio Clássico Tondela-Caramulo, o Rally Targa-Caramulo, os passeios Porsche, Honda S2000, MX-5, MG TF e Salamanca-Caramulo, entre outros, a concentração Vespa Caramulo, a Raiada, dedicada às bicicletas antigas, as Concentrações de automóveis e motociclos clássicos no Caramulo (Clubes) e a Feira de Automobilia do Caramulo, cujos visitantes ficarão habilitados a ganhar subidas de rampa entre outros prémios, a sortear nos dias de sábado e domingo, como capacetes da marca portuguesa CMS Helmets ou produtos marca Archoil.

A organização mantém a aposta numa programação abrangente e dirigida ao público em geral e às famílias em particular, que inclui atividades lúdicas e radicais Outdoor, parques infantis insufláveis, e bares e zonas chill out com música durante todo o evento. Junta-se, ainda, o Glamping, uma modalidade de alojamento que pretende oferecer alternativas para quem pretende desfrutar do evento do primeiro ao último dia, conjugado com animação de rua que, este ano, será mais uma novidade.

Ao longo de todo o fim-de-semana, o público vai poder ainda deliciar-se com mais um clássico do Motorfestival que atrai todos os olhares: o espetáculo aéreo de aviões clássicos, a cargo do Aero Club Vintage e do Museu Aero Fénix, que conta com modelos históricos pilotados por experientes aviadores.

No ano em que se comemora cem anos da BMW, o Museu do Caramulo apresenta a exposição temporária “BMW – 100 Anos em Movimento”, que pretende dar a conhecer os principais Museu do Caramulo – Fundação Abel e João de Lacerda Rua Jean Lurçat 42, 3475-031 Caramulo Tel.: 232 861 270 Fax: 232 861 308 info@museu-caramulo.net www.museu-caramulo.net

marcos da história da marca alemã. Esta exposição pode ser visitada no museu, que estará aberto em horário alargado nos três dias do evento. No exterior, destaque para os passeios dos clubes oficiais da marca – BMW Auto Clube de Portugal e BMW M Clube de Portugal – que visitarão o evento no Domingo, assinalando assim o aniversário da marca.

Para assinalar os dez anos do evento (2006-2016), a organização lança o repto a todos os visitantes das edições passadas para que nos enviem, até 20 de Agosto, as melhores fotos tiradas por si no Caramulo Motorfestival, desde a primeira edição em 2006 até à edição de 2015, realizando assim o concurso de fotografia “Caramulo Motorfestival - 10 Anos, 10 Flashs”. As dez fotos vencedoras poderão ser vistas em exposição no Museu do Caramulo, durante o próprio evento.

Este evento conta com o apoio do Museu do Caramulo, Câmara Municipal de Tondela, rádio M80, RTP, Jornal dos Clássicos e Banco BPI.

Fonte: Museu Caramulo/Parceria Notícias do Pedal

“8ª Maratona V. C. Bike”

No passado dia 10/07, os atletas do ; Jorge Martins, Nuno Almeida, Filipe Tavares, Marcelo Sousa, Filipe Ferreira e o amigo Carlos Almeida, deslocaram-se ao Lobão, Santa Maria da Feira, para participar na 8ª Maratona V. C. Bike.

A manhã começou com um ligeiro nevoeiro, que rapidamente se dissipou com o raiar do sol, assim estavam reunidas umas boas condições, para mais uma jornada de puro BTT. 

Partida dada pelas 9:00h e todos os participantes se apressaram a conquistar posições, para a entrada nos trilhos da região. 

Com um ritmo bastante elevado e com um sol bem sorridente de verão, os atletas foram percorrendo trilhos atrás de trilho, num percurso misto com um total de 39kms, marcado por um sobe e desce constante, num piso com algum pó, uns singletracks à beira rio, uns estradões e um serrote de subidas curtas, mas com bastante inclinação, mas tudo superado.

Reforços líquidos abundantes e bem distribuídos, ajudaram a combater o calor abrasador que se fez sentir com o avançar da manhã.

Marcações visíveis e nos sítios corretos, facilitaram a realização do circuito desenhado pela organização, resultando numa chegada à meta sem enganos.


Os parabéns à organização V.C.Bike, pela simpatia e pelo sucesso do evento.

Classificação meia-maratona:

Nuno Almeida - 6º da geral e 3º Master B

Filipe Tavares - 37º geral na classe Promoção e 4º Sub23/Elite

Filipe Ferreira - 39º geral na classe Promoção e 18º Master A

Marcelo Sousa - 44º geral na classe Promoção e 6º Sub23/Elite

Classificação maratona:

Jorge Martins - 17º da geral e 6º Master B

Carlos Almeida, a correr pela Saertex Portugal, fez 14º geral e 3º em Sub23/Elite 

Agradecimento aos nossos patrocinadores;


- Lojas da Visão

- Polisport

- Tavares Auto

- Crédito Agrícola Vale de Cambra

- Leirinox

- Polivale

- Municipio de Vale de Cambra

- PartilhAdrenalina

- Luz do Horizonte

- Fullbike

- Associação Inter Caima Pinheiro Manso

Fonte: Intercaima