domingo, 23 de abril de 2017

“Daniel Mestre em segundo na Taça de Portugal”

Ciclista acabou Volta à Bairrada a oito segundos do vencedor

O terceiro lugar alcançado na chegada da segunda etapa da Volta à Bairrada, permitiu a Daniel Mestre concluir esta prova na segunda posição. Com este resultado, e como esta ronda de dois dias pontua para a Taça de Portugal, o alentejano da EFAPEL está na discussão da vitória da competição. Neste momento é segundo a 13 pontos do líder, Antonio Angulo, da LA Alumínios.

Ao longo de dois dias, a EFAPEL assumiu a postura de sempre. Atacante quando é necessário, controladora noutras situações. E no risco de meta, lutou pelo triunfo, desta vez com Daniel Mestre. O grande trabalho realizado pelo colectivo liderado por Américo Silva permitiu ao alentejano estar na discussão pela vitória da Taça de Portugal, prova que tem mais uma jornada na terça-feira, dia 25 de Abril.

“Só nos falta ganhar. Fizemos uma grande corrida. A equipa fez um grande trabalho. Só nos falta a primeira, é o que queremos. Sabemos que a partir desse momento, mais virão. Hoje controlámos a corrida do início ao fim. Os corredores estão de parabéns. Conseguimos segundo a nível individual e por equipas. Apenas nos está a escapar a vitória”, explicou o director desportivo da EFAPEL, Américo Silva.

Para o responsável da formação de Ovar, o segundo lugar de Daniel Mestre na Taça de Portugal não significa que este seja já um objectivo. Não está descartado, longe disso, mas é preciso analisar e definir bem uma estratégia. “Vamos ver, dia a dia, corrida a corrida. Apostar na vitória do Daniel Mestre para a Taça pode ser uma das opções. O trabalho tem sido feito em condições.  Só precisamos da primeira vitória. Mas sabemos que quando se trabalha bem, mais cedo ou mais tarde os resultados aparecem”, concluiu.

Terminada a Volta à Bairrada, a equipa prepara o Grande Prémio de Mortágua. Esta prova realiza-se na terça-feira e também pontua para a Taça de Portugal. “Vai ser mais do mesmo. Vamos estar na luta. Temos a consciência que estamos bem e sabemos fazer o nosso trabalho. Relativamente à prova, é mais parecida com a primeira etapa da Bairrada. A de hoje foi mais dura”, explicou Américo Silva.

Classificação final

    Antonio Angulo        LA-Alumínios/Metalusa/Blackjack    7h29m08s

    Daniel Mestre            EFAPEL                a 8s

    Xuban Errazquin        RP-Boavista                a 11s


10º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                a 3m09s

12º    Jesus Del Pino        EFAPEL                a 9m49s

16º    Rafael Silva            EFAPEL                a 12m41s

Nome da prova

Grande Prémio de Mortágua

Data

25 de Abril de 2017

Director desportivo

Américo Silva

Ciclistas

António Pereira Barbio (Contra-relogista/Rolador)

Álvaro Trueba (Contra-relogista/Trepador)

Bruno Silva (Trepador)

Daniel Mestre (Sprinter)

Henrique Casimiro (Trepador)

Jesus Del Pino (Trepador)

Rafael Silva (Rolador/Sprinter)

Sérgio Paulinho (Completo)

Fonte: Efapel

“Alejandro Valverde vence Liège-Bastogne-Liége”

Rui Costa foi 14º na clássica das Ardenas

Por: Ana Paula Marques

Foto: EPA

Alejandro Valverde, da Movistar, é o ciclista do momento, tendo ganho este domingo a Liège-Bastogne-Liége, última clássica das Ardenas, e depois de ter vencido há uma semana a Flèche Wallonne.
Rui Costa, da UAE, não foi além do 14º posto, a 10 segundos, isto depois de ter dito que gostava este ano de chegar à vitória, depois de já ter sido terceiro e quarto. Seguiram-se José Gonçalves (Katusha), em 51º (a 1,10 minutos), Tiago Machado em 64º (a 3,50), André Cardoso (Trek) em 69º (a 4,42 m), Ruben Guerreiro (Trek) em 88º (a 7,40 m) e José Mendes (Bora) 100º (a 7,40).

No final da prova, Valverde dedicou o triunfo ao falecido Michele Scarponi, anunciando ainda que o prémio, de 20 mil euros, será entregue à família do ciclista italiano falecido no sábado vítima de atropelamento.

Fonte: Record on-line

“Taça de Portugal de Juniores”

Troféu José Poeira coloca Pedro Lopes na frente da Taça

Pedro Lopes (Alcobaça CC/Crédito Agrícola) é o novo comandante da Taça de Portugal de Juniores, graças à regularidade demonstrada neste fim-de-semana, no Troféu José Poeira, conjunto de duas provas pontuáveis, disputadas no concelho de Odemira.

O corredor da equipa alcobacense foi o terceiro classificado no contrarrelógio de 23,4 quilómetros, realizado no sábado, na Zambujeira do Mar, com vitória de Fábio Costa (CC Barcelos/AFF/Orbea/Onda), e foi quarto na prova em linha de domingo, uma ligação de 129 quilómetros, entre Vila Nova de Milfontes e Odemira, ganha por José Sousa (Silva & Vinha/ADRAP/Sentir Penafiel).

A regularidade valeu-lhe o comando da Taça de Portugal, com 160 pontos, mais cinco do que o homónimo Pedro Lopes, Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact. Seguem-se Fábio Costa (CC Barcelos/AFF/Orbea/Onda) e João Dinis (RP-Boavista), com 140 pontos.

A competição deste domingo demonstrou, mais uma vez, que o pelotão júnior nacional, em 2017, não tem uma equipa nem um corredor que dominem de forma hegemónica. Daí que não tenha sido possível controlar a corrida, acabando por assistir-se a uma chegada a conta-gotas, depois de o pelotão se ter partida durante a viagem.

José Sousa (Silva & Vinha/ADRAP/Sentir Penafiel) e Pedro Lopes (Seissa/KTM Bikeseven/Matias e Araújo/Frulact) destacaram-se a bateram-se pela vitória, objetivo alcançado pelo ciclista da equipa penafidelense. Pedro Lopes foi segundo, com o mesmo tempo. O terceiro, a 8 segundos, foi José Bastos (Mato Cheirinhos/Vila Galé/Etopi).

No contrarrelógio de sábado impôs-se Fábio Costa, com 17 segundos de vantagem sobre Pedro Lopes (Seissa/KTM Bikeseven/Matias e Araújo/Frulact) e com 22 segundos à melhor sobre Pedro Lopes (Alcobaça CC/Crédito Agrícola).

Feitas as contas, depois de disputadas três provas pontuáveis para a Taça de Portugal, houve três vencedores diferentes, sinal denunciador do equilíbrio reinante no pelotão júnior luso, tanto mais que na competição não pontuável para a Taça, a Volta ao Concelho de Loulé, impôs-se um ciclista que ainda não venceu na Taça.

Classificação Contrarrelógio

Zambujeira do Mar – Zambujeira do Mar, 23,4 km

1.º Fábio Costa (CC Barcelos/AFF/Orbea/Onda), 31m59s

2.º Pedro Lopes (Seissa/KTM Bikeseven/Matias e Araújo/Frulact), a 17s

3.º Pedro Lopes (Alcobaça CC/Crédito Agrícola), a 22s

4.º Afonso Silva (Sporting/Tavira/Formação Eng. Brito da Mana), a 32s

5.º Pedro Teixeira (Maia), a 41s

Classificação Prova em Linha

Vila Nova de Milfontes - Odemira, 129 km

1.º José Sousa (Silva & Vinha/ADRAP/Sentir Penafiel), 3h22m34s

2.º Pedro Lopes (Seissa/KTM Bikeseven/Matias e Araújo/Frulact), mt

3.º José Bastos (Mato Cheirinhos/Vila Galé/Etopi), a 8s

4.º Pedro Lopes (Alcobaça CC/Crédito Agrícola), a 10s

5.º Guilherme Valverde (Academia Joaquim Agostinho/UDO), a 12s

Fonte: FPC

“Taça de Portugal de Elite e Sub-23”

Antonio Angulo conquista Bairrada e lidera Taça

O espanhol Antonio Angulo (LA Alumínios-Metalusa BlackJack) conquistou hoje a segunda etapa e a geral da Volta à Bairrada – 4 Maravilhas da Mesa da Mealhada, assumindo o comando da Taça de Portugal de Elite. Xuban Errazquin (RP-Boavista) é o melhor sub-23.

Os 170,3 quilómetros que ligaram o Luso à Pampilhosa do Botão foram atacados desde o início, com as três contagens de montanha da primeira metade da prova a serem aproveitadas para dizimar o pelotão. O Sporting-Tavira não teve argumentos para responder e não conseguiu defender a camisola amarela de Jesús Ezquerra.

Das movimentações da fase inicial da tirada, resultou um grupo com 13 corredores na dianteira. Foi este minipelotão que discutiu a etapa e a geral da Volta à Bairrada. Estando dois sprinters no grupo, Samuel Caldeira (W52-FC Porto) e Daniel Mestre (Efapel), os adversários tentaram surpreender de longe. Domingos Gonçalves (RP-Bavista) tentou, mas foi alcançado nas últimas centenas de metros. Antonio Angulo foi mais eficaz, comemorando o triunfo.

“A ideia era discutir a Volta à Bairrada com o César Fonte. Mas vi-me na frente numa corrida louca, alcançando uma vitória há muito ambicionada”, confidenciou Antonio Angulo, após cortar a meta.

A vitória na geral da Volta à Bairrada valeu a Antonio Angulo o comando da Taça de Portugal. O ciclista espanhol soma 100 pontos, mais 13 do que Daniel Mestre e mais 20 do que Xuban Errazquin, mais diretos perseguidores.

O basco da RP-Boavista, além do terceiro posto no ranking absoluto, comanda a classificação de sub-23. O segundo melhor jovem é César Martingil (Liberty Seguros/Carglass) e o terceiro é Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros/Carglass).

Na geral coletiva da Taça de Portugal manda a W52-FC Porto, estando a primeira posição entre as equipas de clube ocupada pela Liberty Seguros/Carglass.

A Taça de Portugal continua já na próxima terça-feira, 25 de Abril, dia em que se disputará o Grande Prémio de Mortágua. Vai ser uma corrida exigente, com 144 quilómetros. A partida será dada na Câmara Municipal, às 12h00, estando a chegada, ao mesmo local, prevista para pouco depois das 15h00.

Taça de Portugal de Paraciclismo

Além da Taça de Portugal de Elite e Sub-23, a Pampilhosa do Botão acolheu, neste domingo, a primeira prova da Taça de Portugal de Paraciclismo. Alinharam 16 corredores com deficiência, que competiram em oito classes de deficiência. Os ciclistas com menos condicionamento físico foram, naturalmente, os mais rápidos. Foi o caso dos corredores de classe D, deficiência auditiva, entre os quais sobressaiu João Marques (Academia Joaquim Agostinho/UDO).

Classificação – Volta à Bairrada

2.ª Etapa: Luso – Pampilhosa do Botão, 170,3 km

1.º Antonio Angulo (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), 4h04m17s

2.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), mt

3.º Daniel Mestre (Efapel), mt

4.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), mt

5.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), mt

6.º Óscar Hernández (Louletano-Hospital de Loulé), mt

7.º Ricardo Mestre (W52-FC Porto), mt

8.º David de la Fuente (Louletano-Hospital de Loulé), mt

9.º Rui Vinhas (W52-FC Porto), a 9s

10.º David Livramento (Sporting-Tavira), a 0s

Geral Individual

1.º Antonio Angulo (LA Alumínios-Metalusa BlackJack), 7h29m08s

2.º Daniel Mestre (Efapel), a 8s

3.º Xuban Errazquin (RP-Boavista), a 11s

4.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), a 14s

5.º Ricardo Mestre (W52-FC Porto), a 18s

6.º Rui Vinhas (W52-FC Porto), a 45s

7.º Óscar Hernández (Louletano-Hospital de Loulé), a 55s

8.º David Livramento (Sporting-Tavira), mt

9.º David de la Fuente (Louletano-Hospital de Loulé), a 1m49s

10.º Sérgio Paulinho (Efapel), a 3m09s

Fonte: FPC

“Taça de Portugal de Enduro”

José Borges e Ana Leite ganham em Vouzela

O Enduro BTT de Braga dominou a primeira prova da Taça de Portugal de Enduro, vencendo, hoje, em Vouzela, as corridas de elite, através de José Borges e de Ana Leite.

José Borges assinou o desempenho mais consistente no setor masculino, triunfando depois de gastar 24m34s para completar as cinco especiais classificativas. Seguiram-se Emanuel Pombo (Ciclo Madeira Clube Desportivo), a 5 segundos, e Gonçalo Gaspar (Penacova DH/UD Lorvanense), a 53 segundos.

A corrida feminina decidiu-se com um mano a mano entre duas representantes de equipa minhotas. Ana Leite foi a mais forte, concluindo o esforço em 32m46s, menos 24 segundos do que Leandra Gomes (Batotas/Ponte de Lima). Margarida Bandeira (Montanha Clube/Louzanpark) foi a terceira, a 4m25s.

Tiago Ladeira (Casa do Povo de Abrunheira) destacou-se entre os juniores, enquanto o melhor cadete foi Bernardo Tavares (Maiatos/Reabnorte). Nas categorias de veteranos os triunfos sorriram ao master 30 Lino Correia (Vasconha BTT Vouzela), ao master 40 Vasco Correia (Penacova DH/UD Lorvanense) e ao master 50 José Salgueiro (MCF/XDream/Município de S. Brás).

O Vasconha BTT Vouzela triunfou por equipas.

Fonte: FPC