segunda-feira, 26 de agosto de 2019

“Dia 25 de agosto realizou-se a Taça do Mundo de Karlovy Vary”

Três triatletas marcaram presença na Taça do Mundo de Karlovy Vary, República Checa, a 25 de agosto de 2019.

Andreia Ferrum, Alexandre Nobre e Helena Carvalho participaram na Taça do Mundo que decorreu na distância standard este fim de semana na República Checa.

Com um percurso exigente técnica e fisicamente, a natação de duas voltas foi realizada na piscina natural de Rolava, onde havia bastantes retornos em sentidos opostos. Depois da natação, os atletas tinham um segmento de ciclismo com um troço até à cidade para depois pedalarem sete voltas num percurso duro que incluía uma subida de um quilómetro com quase 20% de inclinação. Depois da segunda transição, os atletas correram o terceiro segmento de corrida num percurso urbano e exigente de quatro voltas com algum sobe e desce.

Helena  Carvalho ficou na 39ª posição com 02:20:44. Apesar de uma natação muito agressiva, a atleta saiu muito bem colocada na natação, de onde partiu integrada no primeiro grupo de ciclismo. «Depois de uma natação violenta, consegui pedalar na frente, o nosso grupo de atletas foi apanhado pelo segundo grupo», conta Helena Carvalho que, apesar de já estar recuperada da lesão, tinha a corrida condicionada por isso já que não conseguiu treinar o suficiente este segmento.»

André Campos, o técnico que acompanhou os atletas na competição, disse que a prova correu dentro das expectativas, já que sabiam que a corrida poderia estar um pouco condicionada pela lesão anterior, mas a participação tinha também como objetivo testar o ciclismo, um segmento que pode revelar-se decisivo.

Andreia Ferrum não se sentiu bem na água, e embora ainda tenha feito um primeiro segmento consistente, foi perdendo posições no ciclismo, acabando por ter que desistir da competição.

Na prova feminina, a atleta mais forte foi Vendula Frintova, da República Checa, com 02:09:08, na segunda posição ficou a americana Tamara Gorman, com 02:09:12 e o terceiro lugar foi ocupado por Caroline Pohle, da Alemanha, com a marca de 02:10:41.

Alexandre Nobre ficou em 44º lugar, com 02:08:40. O atleta sofreu bastante no contacto com água, o que condicionou o resto da prova.

Apesar de estar completamente recuperado da sua lesão, Nobre explicou ‘que esteve num dia não, que neste percurso pode pagar-se caro’. «No triatlo há altos e baixos, acontece a todos os atletas». Alexandre não teve boas sensações desde o início, tendo tido um segmento de natação complicado, onde engoliu água o que lhe provocou cólicas. «Estava confiante que poderia fazer uma prova de bom nível, mas não foi o meu dia!».

Na primeira posição ficou Samuel Dickinson, da Grã-Bretanha, com o tempo de 01:56:11, o segundo lugar do pódio foi ocupado pelo francês Raphael Montoya com 01:56:22 e Grant Sheldon, também da Grã-Bretanha, ficou no terceiro lugar com 01:56:40.

Força para as próximas provas!

Fonte: FTP

“Irlandês Bennett vence ao sprint a terceira etapa da Vuelta”

Nicolas Roche mantém a camisola vermelha

Por: Lusa

Foto: EPA

O irlandês Sam Bennett (BORA-hansgrohe) venceu esta segunda-feira ao sprint a terceira etapa da Volta à Espanha em bicicleta, à frente de um extenso pelotão, tendo a classificação geral individual se mantido sem alterações de relevo.

Após os 188 quilómetros da ligação entre Ibi e Alicante, a camisola vermelha, símbolo da liderança, continua com o irlandês Nicolas Roche (Sunweb), com dois colombianos muito perto - Nairo Quintana (Movistar) está a dois segundos e Rigoberto Urán (Education First) a oito.

Na terça-feira, a quarta etapa liga Cullera a El Puig, em 175 quilómetros na Comunidade Valenciana, novamente sem grandes dificuldades, tirando uma subida de terceira categoria.

Fonte: Record on-line