terça-feira, 19 de setembro de 2017

“3.º Portugal de Lés-a-Lés Off-Road”

Boticas – Belmonte – Arraiolos – Lagoa

20 a 23 de setembro 2017

Vila Pouca de Aguiar marca arranque da reflorestação que motociclistas vão promover em Portugal… de Lés-a-Lés

A grande aventura ambiental

Primeiro passo do compromisso assumido pela Federação de Motociclismo de Portugal na ajuda à reflorestação das áreas ardidas, não só durante os últimos meses como em anos recentes, a plantação de um carvalho-negral e uma cerejeira-brava em Vila Pouca de Aguiar marca o arranque de campanha que acompanhará o 3.º Portugal de Lés-a-Lés Off-Road. Cerimónia agendada para dia 20 de setembro, quarta-feira, às 15 horas, na Praça João Paulo II, com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, Alberto Machado, e do presidente da Federação de Motociclismo de Portugal, Manuel Marinheiro.

Iniciativa singular, que prosseguirá ao final da tarde do mesmo dia, em Boticas, com plantação de um castanheiro e um carvalho-negral, e que consiste na plantação de jovens árvores autóctones de oito dos concelhos atravessados pelo 3.º Portugal de Lés-a-Lés Off-Road (Boticas, Vila Pouca de Aguiar, Belmonte, Covilhã, Góis, Pedrógão Grande, Mação e Silves), evento que, de 20 a 23 de setembro, une Boticas a Lagoa. Passeio sem qualquer carácter competitivo na ligação de duas extremidades do mapa nacional, com paragem em Belmonte e Arraiolos, através de caminhos de terra batida na descoberta do mais encantador e desconhecido património paisagístico e natural de Portugal. E que, pela enorme proximidade com as paisagens devastadas aliada ao sentimento de respeito e proteção ambiental, sente ainda mais de perto o drama ambiental causado pelas chamas.

Escolha criteriosa das árvores a plantar, assente na pesquisa sobre as características de cada região, cuidadosamente estudada para potenciar a fertilidade do espaço rural e equilíbrio ecológico das paisagens, funcionando ainda como salvaguarda de importantes locais de abrigo, alimento e reprodução de grande número de espécies animais da fauna portuguesa, algumas delas em vias de extinção.

Campanha de solidariedade para com as populações afetadas, que, depois, em altura mais própria para a sua plantação, entregará algumas centenas de árvores aos munícipes de cada concelho, apoiando e acompanhando de perto o ressurgimento ecológico de cada local. Na esperança de que, populações e futuros visitantes, possam tirar partido da melhoria ambiental esperada ao longo do percurso da grande aventura fora de estrada que liga, ao longo de três etapas e 1000 quilómetros, dois extremos do mapa nacional através de caminhos menos conhecidos. Com etapas a rondar os 300 km diários e índice de dificuldade bastante acessível, sem grandes complicações de condução ou obstáculos de difícil transposição, está aberto a motos ‘trail’ de todas as dimensões e cilindradas, marcas e modelos.

Fonte: Gabinete de Imprensa Portugal de Lés-a-Lés/Parceria Notícias do Pedal

“5º Passeio Cicloturismo Clube Desportivo Lisboa e Águias”

Realiza-se já este domingo 24 de setembro, mais um passeio de cicloturismo do Clube Desportivo Lisboa e Águias, o evento percorrerá alguns pontos mais emblemáticos da capital.

A concentração está marcada para as 8 horas no Complexo Desportivo do CDLA - Bairro da Boavista, Lisboa, sendo a partida dada pelas 9 horas.

Para informações e inscrições utilizar os telefones: 933 010 461, ou 917 841 341 ou pelo e-mail: cdlaguias.cicloturismo@hotmail.com

Participe neste passeio que muito promete, e faça como nós, marque presença, onde faremos a reportagem completa do mesmo.

Participe…

“1º Passeio Team 31 Manique”

Dia 5 de Outubro de 2017

No âmbito das Festas em Honra da Nossa Senhora das Neves, o Grupo de Cicloturismo Team 31 Manique vai realizar um passeio de cicloturismo pelo concelho, será o seu primeiro passeio, que promete a organização, um grande passeio com muita animação, a partida está marcada para as 8,30 e a partida para a 9,30 no recinto das Festas, na Capela Nossa Senhora das Neves.

Para inscrições e informações contactar os telefones: 960 245 210 ou 964 164 767

Não perca este grande passeio, marque já na sua agenda, faça como nós, que iremos fazer a reportagem completa do passeio.

“10º Mega Passeio Lisboa-Santarém (Festival Bike)”



 
.          Data: Domingo, 08 de Outubro de 2017 às 09:00

          Fim: Domingo, 08 de Outubro de 2017 às 13:00

          Local: Lisboa

          Contactos: 213 159 648, 912 504 851, fpcub@fpcub.pt

          Organização: Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta

          Distância: +/- 70 kms

          Concentração: Parque das Nações, foz do rio Trancão (debaixo do viaduto do IC2)

Este ano, dado os contratempos de anos anteriores em que o acompanhamento policial se fez com atraso na partida e com pouco elementos, e porque cada pessoa quer fazer o percurso ao seu ritmo, o que nos tem trazido grandes dificuldades em controlar um grupo coeso do início ao fim, e também por pedido da grande maioria dos associado participantes, a FPCUB decidiu fazer este trajecto apenas para associados da FPCUB com as quotas em dia, que se terão de inscrever como habitualmente.

Será um passeio de bicicleta informal e com cumprimento escrupuloso do código da estrada, funcionando em autonomia, com partidas a partir das 8 horas, com intervalos de tempo entre si, com saída do Parque Tejo e chegada ao Festival Bike.

Será dado um abastecimento de água e fruta e pulseira de acesso ao Festival Bike para o participante e acompanhante, se for caso disso.

Para quem não é sócio, poderá fazer-se sócio até ao final do ano de 2018 por 29.50€, campanha que teremos também na feira.

Inscrições:


Facebook (evento):
https://www.facebook.com/events/1524389747647829/

“OLP diz que arranque do Giro em Jerusalém é tentativa de "normalizar ocupação"

Palestinianos contestam escolha de Israel para o início da Volta a Itália de 2018

Foto: EPA

A Organização de Libertação da Palestina (OLP) considerou que o arranque anunciado para Jerusalém da próxima edição do Giro de Itália constitui "uma campanha israelita para normalizar a ocupação".

"Isto faz parte da campanha israelita geral de normalizar a ocupação e, no caso de Jerusalém em particular, a anexação ilegal de Jerusalém Oriental, incluindo a cidade antiga", declarou o porta-voz da OLP, Xavier Abdu Eid.

A Volta a Itália de 2018 vai ter início, em 4 de maio, na cidade de Jerusalém, em Israel, tornando-se a primeira grande prova de ciclismo a começar fora da Europa, anunciou a organização do evento.

Mauro Vegni, diretor do Giro, disse que Jerusalém foi escolhida para acolher a prova devido à sua "história e singularidade".

"Um novo centenário começa para o Giro e com ele um novo bloco. É a primeira vez que é feito fora da Europa e a história e singularidade de Jerusalém são os motivos pelos quais escolhemos esta cidade para começar", disse Vegni.

A 101.ª edição da prova italiana inicia-se com uma prova de contrarrelógio (10,1 quilómetros), em Jerusalém.

No dia seguinte, na segunda etapa, os atletas irão de Haifa até Telavive (167 quilómetros) e, por fim, na terceira tirada, os ciclistas vão de Beer-Sheva até Eilat, ao longo do Mar Vermelho.

O Giro de Itália é uma das três principais corridas de ciclismo, juntamente com a Volta à França e a Volta à Espanha, e são estimados para a prova cerca de 175 dos melhores ciclistas mundiais.

Fonte: Record on-line

“Mundiais: Holandesa van Vleuten vence contrarrelógio feminino”

Foi a única ciclista a baixar dos 29 minutos

Por: Lusa

Foto: EPA

A holandesa Annemiek van Vleuten venceu esta terça-feira o contrarrelógio feminino de elite, nos Mundiais de ciclismo de estrada, a decorrer em Bergen, Noruega, à frente da compatriota Anna van der Breggen, segunda, e da australiana Katrin Garfoot.

A campeã holandesa de 'crono', de 34 anos, coroou-se campeã do mundo pela primeira vez, ao ser a única corredora a baixar dos 29 minutos, terminando com um tempo de 28.50,35 minutos, no final dos 21,1 quilómetros de prova.

A holandesa, campeã nacional da especialidade em 2014, 2016 e 2017, culmina um ano muito positivo, em que logrou o terceiro lugar da geral do Giro Rosa, versão feminina da Volta a Itália, bem como a vitória na Volta a Holanda e no 'La Course', prova organizada pela Volta a França.

Van der Breggen, que foi a segunda a partir e em 2016 conseguiu o bronze nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, além do ouro na prova de fundo, deteve o primeiro lugar durante 45 minutos, mas acabou por ficar em segundo com 29.02,51, com a campeã australiana da especialidade Katrin Garfoot a fechar o pódio com 29.09,08, a mesma posição conquistada em 2016.

A 'desilusão' do dia foi a norte-americana Amber Neben, vencedora no ano passado, que ficou fora do 'top 10', no 11.º posto.

Antes, no 'crono' de juniores masculinos, o britânico Tom Pidcock terminou os 21,2 quilómetros do percurso em 28.02,15 minutos, 12 segundos a menos que o italiano Antonio Puppio, segundo, e o polaco Filip Maciejuk, que fechou o pódio a 13.

Fonte: Record on-line

“Festival Bike: A grande festa do mundo da bicicleta”

De 6 a 8 de Outubro, no CNEMA, em Santarém

Por: Pedro Oliveira

O Centro Nacional de Exposições, em Santarém, volta a receber mais uma edição do Festival Bike Portugal – Festival Internacional da Bicicleta, Equipamentos e Acessórios e Salão de Ciclismo Profissional, que decorre de 06 a 08 de Outubro, evento que recebe clubes ligados à modalidade, instituições do sector e que é o espaço privilegiado para conhecer as novidades do mercado e um ponto de encontro para todos aqueles que de forma profissional, desportiva ou de lazer se encontram ligados a este ramo.

O certame é a referência do mercado nacional e tem como objectivo realçar as marcas e as empresas nacionais e internacionais que operam nesta área.  Importadores, lojistas, distribuidores, organizadores de eventos, comunicação social, atletas profissionais e amadores, e muito público interessado, transformam o Festival Bike num evento único e incontornável.

O evento conta com vários sectores em exposição como Associações, Centros de Estágio, Clubes, Comunicação Social, Federações e Outras Entidades Oficiais, Ginásios, Hotelaria e Ecoturismo, Importadores e Fabricantes, Lojas de Bicicletas e Equipamentos, Organizadores de Eventos Desportivos, Parques Desportivos e Centros de Férias, Suplementos Alimentares, Taças e Troféus e Vestuário, entre outros.

 

Clubes de Ciclismo no Festival Bike

Como habitualmente, são diversos os clubes de ciclismo de estrada ou de outras modalidades que utilizam a bicicleta, que irão estar presentes no Festival Bike, enquanto expositores.

O maior evento português dedicado à Bicicleta receberá algumas das equipas mais importantes das duas rodas, que trarão as suas viaturas de apoio, distribuirão brindes de patrocinadores, promoverão sessões de autógrafos, entre outras iniciativas.

O Alcobaça Clube de Ciclismo, o Clube de Ciclismo José Maria Nicolau, a Efapel – Clube Desportivo Fullracing, o Núcleo do Sporting Clube de Portugal da Golegã, e a W52/F.C. Porto são presenças confirmadas no evento a par de diversas associações como a Associação Desportiva da Aldeia da Ribeira ou a Associação Humanitária Recreativa e Cultural Beselguense.

 

Federações marcam presença no Festival Bike

A Federação Portuguesa de Ciclismo volta a marcar presença no Festival Bike Portugal. Neste âmbito, esta instituição organiza o 6º Troféu da Juventude em colaboração com o Cube de Ciclismo José Maria Nicolau, o Passeio de Cicloturismo para Famílias Duas Pontes Santarém – Almeirim, o Circuito de Iniciação para Crianças e Provas de Gincanas alusivas ao Desporto Escolar. Simultaneamente, a Federação também vai promover Sessões de Autógrafos e publicitar diversas iniciativas que decorrem ao longo do ano.

A Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta (FPCUB) é presença habitual no Festival Bike e promove a realização do 10º Mega Passeio de Cicloturismo,  iniciativa que conta com centenas de participantes. Paralelamente, não deixará de promover a defesa do ambiente, defesa e divulgação do Património através da promoção da bicicleta como forma de mobilidade sustentável (bem como a defesa da segurança dos seus utilizadores), e o desenvolvimento da prática do cicloturismo ecologista de lazer, manutenção e turismo.

 

Já a Federação de Triatlo de Portugal organiza no último dia do Festival Bike a X edição do Duatlo, competição que traz habitualmente ao CNEMA alguns dos melhores praticantes nacionais da modalidade e várias dezenas de atletas de pelotão, de um desporto com cada vez mais adeptos.

A prova, mais uma vez em circuito fechado, consta de uma corrida de 5 kms, seguindo-se 20 kms de BTT e termina com mais 2,5 km de corrida, com o enquadramento único e espectacular do CNEMA, que permite ao público assistir a grande parte do desenrolar da competição.

Os atletas podem optar por fazer a prova completa ou através formato do Run & Bike, ou seja, a pares, onde um participante assegura os percursos de corrida e outro o circuito de BTT.

 

Exposição de Equipamentos e Acessórios

O certame é a referência do mercado nacional e tem como objectivo realçar as marcas e as empresas nacionais e internacionais que operam nesta área. Importadores, lojistas, distribuidores, organizadores de eventos, comunicação social, atletas profissionais e amadores, e muito público interessado, transformam o Festival Bike num evento único e incontornável.

O evento conta com vários sectores em exposição como Associações, Centros de Estágio, Clubes, Comunicação Social, Federações e Outras Entidades Oficiais, Ginásios, Hotelaria e Ecoturismo, Importadores e Fabricantes, Lojas de Bicicletas e Equipamentos, Organizadores de Eventos Desportivos, Parques Desportivos e Centros de Férias, Suplementos Alimentares, Taças e Troféus e Vestuário, entre outros.

 

Provas e demonstrações animam Festival Bike

O Festival Bike volta a contar com diversas atividades, proporcionando aos visitantes uma escolha ampla e variada de carácter lúdico e competitivo, tais como a “13ª Maratona BTT”, o “Campeonato Nacional de Dirt Jumping”, as “Gincanas – Desporto Escolar”, as demonstrações de “Bike Trial”, o “10º Mega Passeio de Cicloturismo”, o “2º Granfondo Festival Bike - Tejo e Serras”, o “2º Passeio de Bicicletas Antigas”, o “6º Passeio de Cicloturismo “Duas Pontes” (Festival Bike – Festival Bike), o “10º Duatlo Festival Bike Portugal Run & Bike”, o “6º Troféu da Juventude”, as provas de BMX, entre outras.

 

Horários

Sexta-feira, 6 de Outubro: 10h00 às 17h0 (Profissionais)

Sexta-feira, 6 de Outubro: 17h00 às 20h00 (Público)

Sábado, 7 de Outubro: 10h00 às 20h00 (Público)

Domingo, 8 de Outubro: 10h00 às 20h00 (Público)

 

Entradas

1 Bilhete: 6,00 € (Válido para apenas 1 Entrada)

Entrada Gratuita para crianças até aos 11 anos (inclusive)

Parque de Estacionamento: Gratuito

Fonte: CNEMA - Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, S.A.

“Campeonato do Mundo de Estrada”

Rui Costa e Nelson Oliveira preparados para “crono” exigente

Por: José Carlos Gomes

Rui Costa e Nelson Oliveira representam Portugal no contrarrelógio individual de elite do Campeonato do Mundo de Estrada, amanhã, em Bergen, Noruega. Os dois corredores reconheceram hoje o duro percurso de 31 quilómetros.

A véspera do dia de corrida foi uma jornada de trabalho para a dupla lusa, que despertou cedo para a realização de um controlo antidopagem – procedimento normal nas grandes competições –, antes de realizar um treino com cerca de duas horas.

O treino permitiu reconhecer o percurso do contrarrelógio, que será uma prova de grande exigência, pois o circuito, a percorrer duas vezes, é marcado pela quase ausência de terreno plano, um tradicional rompe-pernas com sobe e desce permanente.

Endurecendo ainda mais o exercício individual, os derradeiros 3,4 quilómetros serão realizados em registo de “crono-escalada”, em pleno monte Floyen. A fase final tem uma inclinação média de 9,1 por cento, mas várias curvas apresentam pendentes que se aproximam dos 20 por cento de inclinação.

“O reconhecimento feito na manhã de hoje deu para perceber que todo o contrarrelógio é muito duro, não apenas a subida final. No entanto, será nessa subida que serão marcadas as maiores diferenças, pelo que a escolha do material terá de ser muito bem ponderada”, afirma Nelson Oliveira, que sairá para a estrada às 15h12m30s (hora de Portugal Continental).

Rui Costa considera que o contrarrelógio deste Mundial “não é para especialistas puros. As duas voltas ao circuito são muito duras e ainda há a subida para a meta, que ditará os resultados da prova”. O poveiro parte às 12h51m30s portuguesas.

Tendo em conta as especificidades do percurso, a organização criou uma área especial para troca de bicicletas, no sopé do monte Floyen. Os corredores portugueses fizeram hoje a subida e tomaram nota da dificuldade, de modo a escolherem o material adequado para conseguirem um bom resultado.

Será ponderada, entre os ciclistas e a equipa técnica, a melhor estratégia em termos de material, pois, entre outros aspetos, é necessário avaliar necessidades de andamentos e o tipo de rodas a usar. A decisão definitiva sobre a troca ou não de bicicleta será tomada na manhã desta quarta-feira.

“As decisões, que podem até nem ser as mesmas para cada um dos corredores, terão de ser muito bem ponderadas e analisadas, porque disso depende um bom resultado no Campeonato do Mundo. A prova que viemos encontrar aqui em Bergen tem uma fase, as duas voltas ao circuito, que constitui um bom contrarrelógio para as caraterísticas dos portugueses e que podemos considerar um exercício convencional, mas a subida para a meta torna esta prova atípica”, explica o selecionador nacional, José Poeira.

Fonte: FPC

“Agenda de Ciclismo”

Fim-de-semana de ciclismo insular

Por: José Carlos Gomes

A época nacional de BTT termina, no próximo domingo, com a disputa de duas competições, nas ilhas. A Madeira recebe a sexta e última prova da Taça de Portugal de Downhill (DHI). Os Açores são palco da Azores MTB Marathon, prova do circuito World Marathon Series, que se realiza em Ponta Delgada. Em Lisboa realiza-se, no sábado, a espectacular e festiva Subida à Glória Jogos Santa Casa.

Inicialmente agendada para o dia 1 de outubro, a maratona açoriana foi antecipada uma semana, de modo a não coincidir com as eleições autárquicas. A mudança de datas não diminuiu o interesse dos betetistass, tendo cativado mais de 320 participantes.

O português Tiago Ferreira, campeão europeu e vice-campeão mundial, e o campeão belga, Frans Claes, são os nomes mais sonantes, mas terão a oposição dos praticantes nacionais de elite, que estarão presentes em luta pela geral da Taça de Portugal, troféu para o qual também pontua a Azores MTB Marathon.

O evento conta com provas de competição e corrida aberta. A competição divide-se em dois percursos. O mais extenso, com 94 quilómetros, será percorrido pelos ciclistas de elite e pelos veteranos até master 45. A corrida mais curta terá 79 quilómetros, destinando-se às femininas e aos masters a partir de master 50.

A Taça de Portugal de DHI fecha na Madeira, um dos locais com maior tradição desta disciplina em Portugal. Os corredores vão descer os cerca de 1800 metros da pista de 4 Estradas, Santa Cruz, para encontrar os mais rápidos. A manga de qualificação acontece às 11h00 e a final às 14h00.

A noite de sábado será, como é hábito, animada e festiva no Bairro Alto, no coração lisboeta. Mas, desta vez, o ciclismo terá um papel de relevo na agitação notívaga, tudo porque a Calçada da Glória vai ser palco da centenária Subida à Glória Jogos Santa Casa. O início está marcado para as 20h00 e os concorrentes terão a desafiante missão de ultrapassar as inclementes rampas que ligam os Restauradores ao Jardim de S. Pedro de Alcântara.

Mais eventos oficiais

22 a 24 de setembro: Powerade Madrid - Lisboa Non Stop

22 de setembro, 21h00: Passeio Noturno, Oliveira de Azeméis

23 de setembro, 9h00: XCO de Avioso, Maia

23 de setembro, 14h00: 2.º Prémio de Ciclismo de Estrada de Mesão Frio

23 de setembro, 14h30: 3.º Prémio João Franco - Zé Gato, Póvoa da Galega, Mafra

23 de setembro, 20h00: 3 Horas Resistência BTT de Freamunde

24 de setembro, 9h00: 2.ª Rota da Zorra, S. Pedro da Cova, Gondomar

24 de setembro, 9h15: XIV Raid BTT Lama Solta, Louriçal, Pombal

24 de setembro, 9h30: Rota BTT das Gândaras, Cantanhede

24 de setembro, 9h30: Maratona BTT Solancis, Alcobaça

24 de setembro, 9h30: Circuito BTT Norte Alentejano, Póvoa e Meadas, Castelo de Vide

24 de setembro, 9h30: 7.ª Maratona BTT Desenferruja Canelas, Odemira

24 de setembro, 10h00: Diversão sobre 2 Rodas, S. João da Madeira

24 de setembro, 10h15: X Bike Tour Famalicão-Joane, Vila Nova de Famalicão

24 de setembro, 14h00: IV Circuito de Ciclismo Jovem das Vindimas, Alenquer

Fonte: FPC

"12ª Edição Prémio Nacional “Mobilidade em Bicicleta”


Texto e fotos: José Morais

Realizou-se esta segunda-feira em Lisboa, no Auditório da Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro, a Telheiras, mais uma edição do Prémio Nacional “Mobilidade em Bicicleta”, a organização esteve a cargo da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicletas (FPCUB), no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade.

 Na 12ª edição, o Prémio Nacional “Mobilidade em Bicicleta” o mesmo tem vindo a considerar as seguintes categorias; Autarquias, Cidadania, Comunicação Social, Empresas, Ativismo e Intervenção Social, Dinamização Cultural da Bicicleta, Site e Empresas de Transportes Públicos, sendo Prémio simbólico, e constituído por peças em vidro artesanal português.

Ao longo dos anos, muitos já foram os agraciados com este prémio, distinguindo-se em prol da bicicleta, nas diversas categorias, este ano, os galardoados foram, Ricardo Marques Silleron de Espanha, e a Yupi, na categoria Ativismo e Intervenção Social, Ciclo Expresso do Oriente na categoria Cidadania. Na categoria de Empresas foram galardoadas a Kombina, Easy Cicle//Urban Cicle Café, Intempral Bikes, e a Get Green. Na categoria de Comunicação Social a galardoada foi a Quercus, no programa Minuto verde da RTP. A EMEL foi galardoada na categoria de Entidade Publica. E o galardão para as Autarquias, foi este ano atribuído à Câmara Municipal de Lisboa e de Águeda. E a Secretaria de Estado do Turismo também esta galardoada, pelo desempenho dos organismos da sua dependência, em especial o Turismo de Portugal pelo projeto EuroVelo, e como trabalham para um cicloturismo sustentável, em particular um cicloturismo ciclável.

O Prémio Nacional “Mobilidade em Bicicleta” contou com a presença da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, e o Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, e a presença da Embaixada da Dinamarca e o Presidente da Federação Dinamarquesa para a bicicleta.