quarta-feira, 2 de outubro de 2019

“Taça da Europa do Funchal chega dia 19 de outubro 2019”

Nos dias 19 e 20 de outubro chega 4ª edição da Taça da Europa do Funchal e a segunda da Taça do Mundo de Paratriatlo

Este evento internacional é constituído pela Taça da Europa de Triatlo que se irá realizar no dia 19 de outubro e a Taça do Mundo de Paratriatlo que terá lugar no dia 20, provas que decorrerão no Clube Naval do Funchal – Posto Náutico de São Lazaro. O segmento de natação é feito no cais na cidade do Funchal, os atletas terão a seguir um percurso de ciclismo duro e técnico e um segmento de corrida  plano. No dia 19 de outubro, antes da Taça da Europa, realiza-se o Aquatlo do Funchal, uma prova dirigida a grupos de idade.

A Taça da Europa é uma prova de elite disputada na distância sprint e onde irão participar 17 atletas nacionais, sete femininas e dez masculinos. Alinharão à partida desta competição Ana Ramos, Inês Oliveira, Inês Rico, Lúcia Vera Cruz, Madalena Almeida, Maria Tomé, Mariana Vargem, Alexandre Montez, Alexandre Nobre, João Mansos, José Vieira, Miguel Arraiolos, Miguel Tiago Silva, Pedro Afonso Gaspar, Pedro Mendes, Tiago Fonseca e Ricardo Batista.

O dia 20 está reservado à Taça do Mundo de Paratriatlo onde os melhores paratriatletas do mundo marcarão presença, entre eles Filipe Marques da categoria PTS5, Rodolfo Alves na categoria PTVI e José Mendonça na categoria PTS3.


Horário das provas

No dia 19 de outubro, o evento começa às 9h com o Aquatlo do Funchal. A prova da elite feminina inicia às 14h15 e a elite masculina tem a partida marcada para as 16h15.

Aquatlo do Funchal: 19 de outubro, 9h30.

Taça da Europa do Funchal: 19 de outubro, 14h15 – elite feminina / 16h15 elite masculina.

A Taça do Mundo de Paratriatlo realiza-se no dia 20 de outubro, às 9h30.

Em 2018 participaram nesta prova 15 portugueses, cinco triatletas femininas e dez triatletas masculinos. Ricardo Batista foi o primeiro triatleta português a cortar a meta e alcançou a sexta posição da geral na final da Taça da Europa de elite, um excelente resultado para o triatleta de apenas 17 anos. Na prova feminina, Gabriela Ribeiro foi a melhor triatleta nacional conquistando o 10º lugar.

O Triatlo do Funchal é uma organização da Associação Regional de Triatlo da Madeira (ARTM), com o apoio técnico da Federação de Triatlo de Portugal (FTP) e apoio institucional do Governo Regional da Madeira / SR Turismo e da Câmara Municipal do Funchal (CMF).

Fonte: FTP

“Europeu de clubes disputa-se no sábado entre Alhandra e Vila Franca de Xira”

Benfica tenta voltar ao mais alto lugar do pódio

Por: Flávio Miguel Silva

Foto: Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

O Campeonato Europeu de Clubes de Triatlo em estafetas mistas disputa-se no sábado entre Alhandra e Vila Franca de Xira com o Benfica a tentar voltar a conquistar o mais alto lugar do pódio no escalão de elites, algo que sucedeu em 2017, depois de em 2018 se ter quedado atrás dos franceses do Poissy Triathlon e do Metz Triathlon. Além das águias também, no referido escalão, também irão participar os portugueses do Clube de Natação Torres Novas e do Portugal Talentus.

Na categoria júnior, o Alhandra Sporting Clube tenta repetir ou melhorar o bronze de há um ano em Lisboa alcançado por Gabriela Ribeiro, João Queiroz, Joana Oliveira e André Bôto. Neste escalão, além do Alhandra que joga em 'casa', participam também Benfica e Sporting em representação de Portugal.

Cada equipa composta por quatro atletas (duas femininos e dois masculinos) cumpre no total a distância de quatro triatlos super sprint sem paragens de cronómetro. A prova vai decorrer no Rio Tejo (250 metros no segmento de natação), na Estrada Nacional 10 entre Alhandra e Sobralinho (7 quilómetros do segmento de ciclismo) e no Passeio Ribeirinho entre Alhandra e Vila Franca de Xira (1,7 quilómetros do segmento de atletismo).

O município tem já experiência na organização de provas da modalidade à imagem do que aconteceu em junho com a realização do 'Triatlo Alhandra / Vila Franca de Xira - Troféu José Luís Matos', que vai na sua terceira edição.


Horários - Sábado, 5 de outubro:

9h30: Campeonato Europeu Clubes Estafetas Mistas (elites)

9h35: Campeonato Europeu Clubes Estafetas Mistas (juniores)

15h: Campeonato Nacional de Grupos de Idade

17h: Campeonato Nacional de Clubes

Fonte: Record on-line

“Nuno Bico acaba carreira de ciclista devido a problemas em artéria ilíaca”

Luso lembrou que depois de uma cirurgia em 2017 se tornou complicado “lidar com a dor”

O português Nuno Bico anunciou hoje a retirada do ciclismo profissional, aos 25 anos, decisão tomada com “profunda tristeza” e motivada por problemas em uma artéria ilíaca.

Numa publicação na rede social Instagram, o corredor luso lembrou que depois de uma cirurgia em 2017, para corrigir o problema, se tornou complicado “lidar com a dor” durante a Volta a Espanha deste ano, em que se estreou em ‘grandes Voltas’ e que acabou por ser a última corrida da carreira.

 “Foi um imenso prazer viver o sonho de fazer o que amo enquanto trabalho. (...) Ao falar da dor com médicos mal cheguei a casa, aconselharam-me a deixar o desporto competitivo”, pode ler-se na publicação.

Nuno Bico agradeceu o apoio ao longo dos anos e lembrou a oportunidade de “pedalar por todo o mundo e conhecer pessoas incríveis”.

O português correu o ano de 2019 pela espanhola Burgos-BH, do ProContinental, segundo escalão do ciclismo mundial, após dois anos no WorldTour com a Movistar, numa carreira profissional que arrancou na Rádio Popular-Onda, em 2013, e passou também pela checa Klein Constantia.

Nuno Bico foi campeão nacional de fundo de sub-23 em 2015 e tem como principal resultado da carreira o sétimo lugar final da Volta ao Alentejo em 2016, ano em que participou nos Mundiais de sub-23.

Fonte: Sapo on-line

“Caramulo recebe primeiro evento de gravel em Portugal”

O evento é organizado pela associação Poroma e conta já com cerca de 80 inscritos

A Serra do Caramulo recebe, nos dias 12 e 13, o primeiro evento de gravel (uma variante do ciclismo) em Portugal, que deverá reunir perto de uma centena de ciclistas de vários países.

O evento é organizado pela associação Poroma (que tem sede em Viseu) e conta já com cerca de 80 inscritos, entre os quais se encontram brasileiros, australianos, ingleses, alemães e espanhóis.

“São pessoas que se vão dar ao trabalho de vir para o Caramulo só e apenas para andar de bicicleta e usufruir um bocadinho do que a serra tem”, frisou hoje o presidente da Poromo, Nelson Martins, durante a conferência de imprensa de apresentação do evento.

Segundo o responsável, o gravel é uma modalidade “em ascensão na Europa” e, “nos Estados Unidos, já é muito praticada”. Em Portugal, não terá nem 500 praticantes e não havia qualquer evento que lhe fosse dedicado.

“Queremos demonstrar em Portugal o que é a modalidade e potenciá-la”, afirmou Nelson Martins, considerando que atualmente o ciclismo “está a ser praticado de uma forma muito desportiva e muito profissional”, mas “é mais do que isso, deve ser prazeroso, em detrimento da parte competitiva, dos treinos de alto rendimento e de limitações alimentares”.

Os dias 12 e 13 terão programas diferenciados, sendo que o do primeiro terá um grau de dificuldade médio a médio alto, com um percurso de cerca de 100 quilómetros, que envolverá praticamente todo o concelho de Tondela.

Nelson Martins explicou que parte do percurso será feito na ecopista do Dão e depois os ciclistas entrarão “numa encosta um bocadinho mais agressiva”, na zona de S. Marcos.

O segundo dia terá como objetivo “a interação com a comunidade e a envolvência das pessoas da região”, explicou.

A escolha do Caramulo teve em conta a ligação emocional de alguns dos elementos da Poromo ao concelho de Tondela e o facto de se tratar de “uma serra simples, bonita, com muito por explorar” e com características que são cada vez mais procuradas pelos turistas.

Ao salientar a adesão que o evento está a ter, Nelson Martins contou que a Poroma foi contactada por um ultra ciclista, conhecido por Jack, que está habituado a fazer grandes distâncias de bicicleta sem parar e propôs fazer a ligação de Girona ao Caramulo em três dias (chegando no dia 10).

O vice-presidente da Câmara de Tondela, Pedro Adão, sublinhou a importância deste evento na promoção da Serra do Caramulo e do concelho, lembrando que este tem acolhido encontros nacionais de várias modalidades.

A Câmara de Tondela financiou o evento com cinco mil euros e vai prestar apoio logístico.

O presidente do Turismo Centro de Portugal, Pedro Machado, referiu a “predisposição que o Caramulo tem para a realização de grandes eventos” e lembrou que ainda em setembro se realizou o Caramulo Motorfestival.

Pedro Machado realçou “a singularidade da prova”, a sua “capacidade de internacionalização” e também de atrair personalidades que podem influenciar as escolhas das pessoas.

Fonte: Sapo on-line

“José Gonçalves regressa à Delko Marseille Provence em 2020”

Atual campeão português de contrarrelógio deixa a suíça Katusha-Alpecin

Por: Lusa

Foto: João Fonseca / Cofina Media

O português José Gonçalves vai correr pela francesa Delko Marseille Provence, que já representou em 2013 e 2014, deixando a suíça Katusha-Alpecin, foi anunciado esta terça-feira.

O atual campeão português de contrarrelógio deixa o escalão WorldTour ao fim de três anos para correr pela equipa francesa, com a equipa a destacar vários resultados e a anunciar um "papel de líder absoluto".

Citado em comunicado, o português destacou os "bons resultados no WorldTour" e a "experiência e subida de nível" que conseguiu, ainda que "um vírus tenha feito com que 2019 não tenha sido o melhor".

"Ainda tenho muito a dar, tenho a certeza. Hoje, estou muito feliz e motivado por voltar à Delko Marseille Provence. Agradeço ao 'manager' e à equipa por voltarem a confiar em mim, e acho que esse apoio me vai levar de novo ao pódio", acrescentou.

Já o diretor da equipa, Frédéric Rostaing, destacou o "potencial" que vai de encontro às aspirações da equipa para o próximo ano.

"Será o líder em corridas de uma semana e em eventos WorldTour. Estamos a contar com o valor acrescentado que nos vai trazer", rematou.

Fonte: Record on-line

“Paredes de Coura decide Campeões do Minho de BTT Maratonas"

Estão abertas as inscrições para a 5ª Maratona BTT de Paredes de Coura que se realiza no dia 13 de outubro. Última etapa do Campeonato do Minho BTT XCM - Discover Melgaço, a iniciativa prevê a inscrição nas categorias de competição, paraciclismo e promoção. As inscrições devem ser formalizadas online no website da Associação de Ciclismo do Minho (www.acm.pt).

Promovida pela Associação de Ciclismo do Minho e pelo Município de Paredes de Coura, a Maratona BTT de Paredes de Coura será disputada em caminhos rurais, florestais e trilhos de freguesias do concelho de Paredes de Coura, tendo como pontos de partida e de chegada o Largo 5 de Outubro  em pleno centro da Vila de Paredes de Coura. A partida está marcada para as 10h00.

Nas categorias de competição (Elites Masculinos; Master 30; 35; 40 e 45) após a primeira passagem pela linha de meta, os atletas terão ainda de efetuar o percurso suplementar da Maratona-Elites, com a quilometragem total de 77,6 kms. As atletas pertencentes às categorias Elites Femininas, Master 30 e 40 Femininas e os atletas masculinos pertencentes às categorias Master 50, 55 e 60 e os Paraciclistas, seguindo o mesmo esquema de prova, percorrem o percurso suplementar da Maratona Feminina, a qual perfaz a quilometragem total de 65,5 kms.

Para além das diversas categorias em competição, a prova destina-se igualmente a praticantes na vertente de promoção, os quais percorrerão exclusivamente o percurso da Meia-Maratona Lazer, com uma distância aproximada de 40,43 kms.

Pretendendo assumir-se como um evento de referência que contribua para a promoção da prática desportiva e corresponda ao crescente interesse por atividades de BTT, a Maratona BTT de Paredes de Coura visa igualmente fins de lazer e turístico/culturais.

A inscrição tem o custo de 5 euros, sendo assegurado o seguro desportivo, abastecimentos ao longo do percurso, lavagem de bicicletas e banhos que funcionarão nas piscinas municipais a 250 m do paddock. As inscrições revertem para a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paredes de Coura que, há mais de 90 anos, desenvolve em Paredes de Coura uma ação de cariz humanitária/social repartida pelas vertentes de combate a incêndios florestais e urbanos, socorro de sinistrados, emergência médica, transporte de doentes e apoio à organização de competições desportivas.

O secretariado funcionará na sede da União das Freguesias de Paredes de Coura e Resende (Largo 5 de outubro) no sábado (12 de outubro) das 16 às 20 horas e no domingo (13 de outubro) das 08h00 às 09h30.

Promovida conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho e pelo Município de Paredes de Coura, a Maratona BTT de Paredes de Coura tem o apoio das seguintes entidades: Federação Portuguesa de Ciclismo, Score Tech, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Discover Melgaço, Arrecadações da Quintã e POPP Design.

Fonte: ACM