sábado, 5 de maio de 2018

“Equipa Portugal/Daniela Campos ganha com autoridade”

Por: José Carlos Gomes

Daniela Campos venceu hoje a prova de cadetes da etapa da Taça de Espanha Cofidis de ciclismo de estrada, disputada em Balmaseda, País Basco. A corredora algarvia finalizou com autoridade o trabalho da Equipa Portugal.

A Equipa Portugal encarou os 41,8 quilómetros da prova de cadetes com ambição de lutar pela vitória. Por isso, funcionou em coletivo, na primeira metade da corrida, anulando as várias movimentações.

Quando se deu o primeiro ataque mais forte, de seis corredoras, Daniela Campos integrou a fuga. O sexteto foi ganhando vantagem, mas a ciclista nacional não desistiu de se isolar. Aproveitando uma subida, a cinco quilómetros do fim, a algarvia reduziu a frente de corrida a três elementos. E nova dificuldade orográfica, a dois quilómetros da meta, Daniela Campos deu o golpe de misericórdia, destacando-se para um triunfo em solitário.

A corredora da Equipa Portugal cruzou a meta ao fim de 1h13m30s de corrida, menos 38 segundos do que as perseguidoras mais diretas, Maria Garau e Eva Anguela, segunda e terceira, respetivamente.

Apesar do esforço coletivo, a Equipa Portugal colocou mais duas corredoras entre as dez mais, Beatriz Pereira foi nona e Rafael Ramalho foi décima, ambas a 3m41s da compatriota. Beatriz Roxo foi 32.ª, a 6m44s.

A Equipa Portugal compete, na manhã de domingo, em mais uma jornada da Taça de Espanha feminina. Será em Valle de Mena, província de Burgos.

Fonte: FPC

“PORTUGUÊS EDGAR PINTO PERDE A LIDERANÇA DA VOLTA A MADRID”

O ciclista colombiano Fabio Duarte é o novo líder da prova velocipédica.

O colombiano Fabio Duarte (Manzana Postobón) arrebatou hoje a liderança da Volta à Comunidade de Madrid ao português Edgar Pinto (Vito-Feirense-Blackjack), após vitória na segunda etapa da prova velocipédica do compatriota Nelson Soto (Caja Rural).

O também colombiano Nelson Soto concluiu os 134,5 quilómetros entre Alcobendas e San Sebastián de los Reyes em 03.01.46 horas, impondo-se ao ‘sprint’ aos espanhóis Carlos Barbero (Movistar) e Enrique Sanz (Euskadi), segundo e terceiros na tirada, respetivamente.

Domingos Gonçalves (Radio Popular-Boavista) foi o português mais bem classificado, ao concluir a viagem na quarta posição.

Edgar Pinto não foi além do 13.º posto, atrás de Fábio Duarte, que agora ocupa o primeiro lugar, com o mesmo tempo de outros 17 corredores, entre os quais o anterior líder.

Neste grupo de 18 corredores com o mesmo tempo contam-se dois da Vito-Feirense-Blackjack (Xuban Erarzkin, além de Pinto], três da W52-FC Porto (César Fonte, Gustavo Veloso e Ricardo Mestre) e um da Efapel (Henrique Casimiro).

A vitória na corrida madrilena vai ser decidida no domingo, na terceira e última etapa, provavelmente aos pontos, após um percurso de 101,6 quilómetros, em Madrid, com uma chegada adequada aos ‘sprinters’.

Fonte: Sapo on-line

“Equipa Portugal/Luís Costa a 700 metros do pódio”

Por: José Carlos Gomes

O português Luís Costa foi hoje o quarto classificado na prova de fundo de classe H5 da primeira etapa da Taça do Mundo de Paraciclismo, em Ostend, Bélgica.

O corredor da Equipa Portugal realizou uma exibição personalizada, atacando sensivelmente a meio dos 64 quilómetros de corrida, tentando a vitória. “O Luís Costa fez uma prova espectacular. Atacou a meio do percurso, chegou a ter 2m20s de vantagem e foi alcançado apenas a 700 metros da meta”, descreve o selecionador nacional de paraciclismo, José Marques.

Depois do sexto lugar no contrarrelógio, Luís Costa revelou ambição, mas os adversários fizeram lograr a fuga. O português acabou no quarto posto, a 14 segundos do trio que discutiu as medalhas ao sprint. O vencedor foi o australiano Stuart Tripp, diante do holandês Johan Reekers e do estadunidense Óscar Sánchez.

João Pinto competiu como individual nos 64 quilómetros da corrida de classe H3, terminando na 30.ª posição, a uma volta do vencedor, o francês David Franek. A luta pela vitória foi ao sprint, a três, com o paraciclista de França a superiorizar-se ao belga Jean-François Deberg e ao italiano Paolo Cecchetto.

A manga de Ostend da Taça do Mundo de Paraciclismo termina neste domingo. Telmo Pinão, ao serviço da Equipa Portugal, em C2, e Bernardo Vieira, como individual, em C1, vão correr as respetivas provas de fundo, de 64 quilómetros, durante a manhã.

Fonte: FPC

“Taça de Portugal de Juniores”

Pedro Pinto e Guilherme Mota vencedores em Sobrado

Por: José Carlos Gomes

Pedro Pinto (Silva & Vinha/ADRAP/Sentir Penafiel) venceu hoje, em Sobrado, Valongo, a quarta prova da Taça de Portugal de Juniores, uma corrida que permitiu a Guilherme Mota (Alcobaça CC/Créito Agrícila) subir ao comando da geral.

A prova de 115 quilómetros, disputada sob tempo quente, num terreno rompe-pernas, destroçou por completo o pelotão. Pedro Pinto, afastado das contas da Taça de Portugal, teve liberdade para aproveitar a dureza do percurso para se impor em solitário.

O corredor da equipa penafidelense foi o único dos fugitivos da jornada que não foi absorvido pelo pelotão, que eliminou a escapada na última subida. Pedro Pinto cumpriu a prova em 2h52m13s, menos 7 segundos do que o trio perseguidor. O segundo classificado foi João Macedo (Sicasal/Liberty Seguros/Bombarralense) e o terceiro foi António Ferreira (Vito/Feirense/BlackJack).

O campeão nacional de fundo júnior, Guilherme Mota, foi o quarto classificado, um resultado que o deixou de sorriso nos lábios, pois é suficiente para guindar o ciclista leiriense ao topo da classificação geral da Taça.

A uma prova do final da competição, Guilherme Mota comanda com 192 pontos, mais 15 do que o anterior primeiro classificado, Diogo Ribeiro (Sporting/Tavira/Formação Eng. Brito da Mana). O terceiro, a 19 pontos do primeiro classificado, é João Macedo.

Os três mais pontuados são os mais fortes candidatos à conquista da Taça de Portugal.  No entanto, matematicamente, os seis primeiros da geral almejam à vitória no troféu de regularidade. As contas serão acertadas neste domingo, na Palmeira, Braga. É ali que se disputa o Prémio Peixoto Alves, a partir das 9h15. O percurso terá 110 quilómetros, chegada em subida, e duas passagens pelo alto do Sameiro. Estão, pois, reunidas todas as condições para um empolgante duelo na estrada.

Na geral coletiva está atribuída a Taça de Portugal. O Sporting/Tavira/Formação Eng. Brito da Mana será coroado amanhã, no final da corrida bracarense.

Fonte: FPC

“ROHAN DENNIS SOBE À LIDERANÇA E GONÇALVES PROSSEGUE EM QUARTO”

Elia Viviani vence 2.ª etapa

Por: ;Lusa

O italiano Elia Viviani (Quick Step Floors) venceu este sábado a segunda etapa da Volta a Itália, em Telavive, onde o australiano Rohan Dennis (BMC) chegou à liderança da corrida, enquanto José Gonçalves (Katusha-Alpecin) segue no quarto lugar.

Viviani impôs-se ao 'sprint' no final dos 167 quilómetros desde Haiva em 03:51.20 horas, ao compatriota Jakub Marecko (Willier Triestina) e ao irlandês Sam Bennett (Bora hansgrohe), segundo e terceiro classificados, respetivamente, com o mesmo tempo do vencedor.

Dennis, que ocupava o segundo lugar, trocou de posição com o holandês Tom Dumoulin (Sunweb), detendo um segundo de vantagem sobre o vencedor da edição de 2017 do Giro, graças à bonificação num 'sprint' intermédio.

José Gonçalves, o único português na 'corsa rosa', prossegue no quarto posto, a 13 segundos da liderança, depois de ainda ter tentado destacar-se do pelotão nos últimos quilómetros da etapa.

No domingo, o pelotão da corrida italiana vai disputar a terceira etapa, a última em solo israelita, ente Be'er Sheva e Eilat, numa distância de 229 quilómetros.

Fonte: Record on-line

“Efapel/Rafael Silva e Daniel Mestre no top-15 do dia”

         Marcos Jurado venceu duas metas volantes da etapa

          Ciclista espanhol está a dois pontos da liderança desta classificação

          Equipa vence etapa colectivamente

          Decisão da geral individual reservada para o circuito de amanhã

Na segunda etapa da Vuelta Ciclista Comunidad de Madrid, a Equipa EFAPEL colocou dois ciclistas entre os 15 primeiros, Rafael Silva (oitavo) e Daniel Mestre 12º), venceu duas metas volantes com Marcos Jurado, que agora é segundo neste particular, e ainda foi o melhor conjunto do dia.

Num dia em que a etapa era mais curta - 133,4 quilómetros - os ciclistas pedalaram entre Alcobendas e San Sebastian de los Reyes. A média foi alta, quase a bater nos 45 km/h. A Equipa EFAPEL assumiu a vontade de subir ao pódio no último dia e teve em Marcos Jurado o representante na fuga do dia. Com isso, o espanhol procurou as metas volantes e venceu duas. Ascendeu ao segundo posto dessa classificação a dois pontos do líder, Sergio Rodriguez, da Euskadi.

No final da etapa, a equipa colocou os seus ciclistas mais velozes na discussão pela vitória e tanto Rafael Silva como Daniel Mestre terminaram entre os melhores. Na geral individual, Henrique Casimiro continua a ser o melhor elemento da formação. É 12º classificado.

“Estivemos na fuga para tentar vencer as metas volantes e subir ao pódio no final da prova. O Marcos venceu duas do dia e está a dois pontos do primeiro classificado. Na chegada não fomos tão felizes. A classificação geral está a ser definida pelos pontos conseguidos na meta e não pelas diferenças de tempo. Isso favorece os ciclistas mais rápidos no final.

Mas continuamos a pensar na geral e vamos ver como corre o dia de amanhã, numa etapa que é disputada em circuito”, afirmou o director desportivo da Equipa EFAPEL, Américo Silva.

Amanhã realiza-se a última etapa da Vuelta a Comunidad de Madrid. É um circuito em pleno centro da capital espanhola.


Classificação na segunda etapa

    Nelson Soto            Caja Rural                3h01m46s

    Carlos Barbero        Movistar Team            m.t.

    Enrique Sanz            Euskadi Basque Country        m.t.


    Rafael Silva            EFAPEL                m.t.

12º    Daniel Mestre        EFAPEL                m.t.

28º    Henrique Casimiro        EFAPEL                m.t.

42º    Jesus del Pino        EFAPEL                m.t.

49º    David Arroyo        EFAPEL                m.t.

60º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                a 25s

78º    Marcos Jurado        EFAPEL                a 6m23s


Classificação geral

    Fabio Duarte            Manzana Postobon            7h10m02s

    Edgar Pinto            Vito-Feirense-Blackjack        m.t.

    Xuban Errazkin        Vito-Feirense-Blackjack        m.t.


12º    Henrique Casimiro        EFAPEL                mt

30º    Jesus del Pino        EFAPEL                a 40s

43º    Rafael Silva            EFAPEL                a 2m29s

44º    Daniel Mestre        EFAPEL                m.t.

66º    Sérgio Paulinho        EFAPEL                a 8m22s

75º    David Arroyo        EFAPEL                a 13m11s

79º    Marcos Jurado        EFAPEL                a 19m34s

Fonte: Efapel

“31º Passeio Vinha em Flor”

Texto: José Morais

Cartaz: Organização

Dia 13 de Maio de 2018

Vai para a estrada no próximo dia 13 de maio, o 31º passeio de cicloturismo de Palmela, numa organização da Associação Desportiva Palmelense, com a Junta de freguesia de Palmela, um evento do calendário oficial da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB).

 O evento tem concentração marcada para as 8 horas em Palmela, e o início do passeio marcado para as 9 horas, para um trajeto de 60 quilómetros.

Para informações e inscrições devem de contatar pelos telefones: 933 284 016, ou 212 351 231, ainda pelo Fax: 212 332 812.

Ainda pelos e-mails: adpalmelense@gmail.co ou j.f.palmela@gmail.com

Participe, um passeio que promete.