quinta-feira, 6 de setembro de 2018

“Primoz Roglic é o novo líder da Volta à Grã-Bretanha”

Português José Neves é 100.º na geral

Por: Lusa

Foto: EPA

A equipa da LottoNL-Jumbo venceu esta quinta-feira o contrarrelógio por equipas da volta à Grã-Bretanha, que ditou a subida do seu ciclista esloveno Primoz Roglic, na sexta etapa.

A LottoNL-Jumbo concluiu o percurso de 14 quilómetros entre Cockermouth e Whinlatter Passe em 19.37 minutos, 16 segundos mais rápida do que a Quick-Step Floors do francês Julian Alaphilippe, que subiu a segundo da geral, a seis segundos de Roglic.

José Neves (Education First-Cannondale Drapac) galgou seis posições na geral, para 100.º, a 23.10 do novo comandante.

Na sexta-feira vai ser disputada a sexta etapa, uma tirada de 168,3 quilómetros, entre Barrow-in-Furness e Whinlatter Pass.

Fonte: Record on-line

"Vuelta/Alexandre Geniez vence 12.ª etapa ao sprint e Jesus Herrada é o novo líder”

Ciclista francês cumpriu 181,1 quilómetros em 4:22.59 horas

Por: Lusa

O francês Alexandre Geniez (AG2R) venceu esta quinta-feira ao 'sprint' a 12.ª etapa da Volta a Espanha, que ditou a subida a líder do espanhol Jesus Herrada (Cofidis), destronando o britânico Simon Yates (Mitchelton-Scott).

Geniez cumpriu 181,1 quilómetros entre Mondoñedo e Mañón, com duas contagens de montanha de terceira categoria, em 4:22.59, batendo o holandês Dylan van Baarle (Sky) e o ucraniano Mark Padun (Bahrain).

Herrada foi apenas 16.º, a 2.32, mas Yates, que seguia no pelotão com os principais favoritos, cruzou a meta a mais de 11 minutos - o espanhol, que não está entre os favoritos, tem agora vários minutos de vantagem para o segundo.

Na sexta-feira disputa-se a 13.ª etapa, uma ligação de 174,8 quilómetros entre Candás e Valle de Sabero, com uma contagem de terceira categoria e duas de primeira, a derradeira na chegada ao Alto de la Camperona.

Fonte: Record on-line

“Volta Portugal Futruro/Filho de peixe sabe ganhar”

Venceslau Fernandes é o novo Camisola Amarela Liberty Seguros

Chama-se Venceslau Fernandes, tem 22 anos, corre na equipa Liberty Seguros–Carglass e venceu esta quinta-feira, 6 de setembro, a 2ª etapa da 26ª Volta a Portugal do Futuro que terminou com a fantástica subida ao Monte do Colcurinho, a 1235 metros de altitude, na linha divisória entre o concelho de Oliveira do Hospital e Arganil.

Venceslau, o filho mais novo do mítico vencedor da Volta a Portugal de 1984, Venceslau Fernandes, e irmão da medalhada olímpica, Vanessa Fernandes, é o novo Camisola Amarela Liberty Seguros depois de arrancar para o triunfo a 150 metros da chegada, ultrapassando Hugo Nunes (Miranda-Mortágua) que seria segundo a 3 segundos. “Sabia que era uma etapa que me assentava bem e vencer era um grande objetivo, um grande sonho, mas não acreditava que ia conseguir”, confessou Venceslau que fez antecipadamente o reconhecimento da subida. “Trabalhei bastante e este vai ser um dia para recordar!”

A etapa que partiu de Oliveira do Hospital teve apenas 136 quilómetros, mas incluiu três contagens de montanha – de primeira, segunda e terceira categoria – que definiram o desfecho de uma jornada gloriosa. Venceslau Fernandes muito ativo durante toda a etapa integrou ao quilómetro 55 um grupo de nove fugitivos onde também estava Hugo Nunes. João Barbosa (Fortunna-Maia) que seria o terceiro classificado a 15 segundos chegou à frente da corrida já na subida final. Com o decorrer dos quilómetros e no início da dificílima subida final, já o grupo estava desfeito.

O basco Oier Echevarria (Baqué/Ideus) chegou 1 minuto e 2 segundos depois do vencedor da etapa e perdeu a liderança da prova conservando, ainda assim, a Camisola Preta dos Pontos KIA. Ao ser o “Homem do Dia”, Venceslau Fernandes passou a liderar também a classificação da Montanha simbolizada na Camisola Castanha Delta Cafés e Ander del Castaño (Froiz) é o novo líder da Juventude envergando a Camisola Laranja KTM.

3ª Etapa – Arganil – Abrantes – 151,5 KM

Depois de uma fantástica jornada de ciclismo, concluída num futuro cenário de final de etapa da Volta a Portugal, que levou muitos espectadores à beira da estrada e mesmo ao alto do Monte Colcurinho, junto ao Santuário de Nª Sra. das Necessidades, a terceira etapa da Volta do Futuro vai continuar a brindar o pelotão com um percurso montanhoso. São quatro Prémios de Montanha e três Metas Volantes que abrem caminho pelo centro do território continental. A caravana sai de Arganil pelas 11h30 e 151,5 quilómetros depois chegará à Avenida Dr. Francisco Sá Carneiro, em Abrantes, quando forem cerca de 15h30.

Fonte Podium

“Equipa Portugal/Raquel Queirós décima classificada no Mundial júnior”

Por: José Carlos Gomes

A portuguesa Raquel Queirós foi hoje a décima classificada na prova de cross country olímpico (XCO) para juniores femininas do Campeonato do Mundo de BTT, que decorre em Lenzerheide, Suíça.

Raquel Queirós partiu da posição 32 e cedo recuperou posições para se instalar no top 10, conseguindo manter-se entre as dez melhores do Mundo até ao final da prova.

A corrida foi ganha pela austríaca Laura Stigger, que demonstrou grande superioridade sobre a concorrência. A segunda classificada, a 3m03s, foi a checa Tereza Saskova, enquanto a britânica Harriet Harnden fechou o pódio, a 3m37s.

Raquel Queirós foi a décima classificada, a 6m54s da vencedora, mas apenas a 1m50s do top 5. O resultado de hoje confirma Raquel Queirós como uma das juniores mais consistentes do panorama internacional, sucedendo ao nono lugar conseguido no Campeonato da Europa.

Portugal esteve representado por Rafael Rita na prova de juniores masculinos. O corredor algarvio foi o 38.º classificado, a 7m43s do vencedor, o suíço Alexandre Balmer. Rafael Rita perdeu posições nas primeiras voltas, mas fez uma segunda metade de corrida sempre em recuperação.

“A prestação da Raquel Queirós foi excelente, uma confirmação do que aconteceu no Campeonato da Europa e um pouco acima das expectativas iniciais. O Rafael estragou a corrida na primeira volta, perdendo muitas posições. Fez toda a corrida a recuperar lugares, mas foi um resultado aquém do que esperávamos, porque ele tem valor para muito mais”, explica o selecionador nacional, Pedro Vigário.

A luta pelo título mundial foi empolgante, sorrindo ao corredor da casa Alexandre Balmer, mas o alemão Leon Reinhard Kaiser deu luta até à meta, terminando apenas a 2 segundos. O terceiro, a 1m13s, foi o francês Mathis Azzaro.

A Equipa Portugal continua em ação nesta sexta-feira. De manhã disputam-se as mangas de qualificação de downhill, nas quais vão participar os corredores de elite Emanuel Pombo, Francisco Pardal e Vasco Bica, e o júnior Tiago Ladeira. Às 13h30 é a vez da sub-23 Marta Branca correr a respetiva prova de XCO.

Fonte: FPC

“Domingos Gonçalves: «Continuo a andar para ir ao Mundial»”

Campeão nacional é uma das novidades na lista para Innsbruck

Por: Por: Alexandre Reis

Foto: EPA

Domingos Gonçalves está a viver a sua melhor época de sempre, pelo que o selecionador José Poeira não ficou indiferente aos resultados alcançados pelo ciclista da RP-Boavista.

O bicampeão nacional de contrarrelógio, campeão nacional de fundo e vencedor da 6ª etapa da Volta a Portugal é uma das novidades da pré-convocatória (elites) para o Mundial da Áustria, que se realiza em Innsbruck, entre os próximos dias 24 e 30.

"Fui chamado, mas não quer dizer que vá. No ano passado também estava bem e nem entrei na pré-lista. E tendo em conta que o Mundial tem um traçado muito duro, poderá haver a tentação de chamar trepadores.

Seja como for, se estiver na lista final, irei com gosto. Aliás, continuo a andar para estar preparado para o Mundial", revelou Domingos Gonçalves.

Para além de Domingos, Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira) também é uma das novidades da pré-lista, sem corredores da W52-FC Porto, que dominou a Volta a Portugal.

Rui Costa é trunfo

Os restantes pré-convocados também estiveram na mesma lista para o Mundial de 2017, sendo de destacar o trunfo Rui Costa (UAE), campeão de fundo em 2013 e provável titular, à semelhança de Nelson Oliveira (Movistar), 4º no contrarrelógio de 2017.

Já Tiago Machado (Katusha) e Ruben Guerreiro (Trek) – titulares em 2017 – também se mantêm na pré-convocatória, tal como Amaro Antunes (CCC) e José Mendes (Burgos).

De fora em relação ao mesmo ano ficaram Ricardo Vilela (Manzana) e José Gonçalves (Katusha) – não está a sentir-se bem na Vuelta –, irmão gémeo de Domingos. A lista final deverá sair até 16, dia limite para as inscrições.

Refira-se que nas provas de fundo, Portugal alinhará com quatro corredores em elite (dia 30) e em sub-23 (28), e com dois em juniores (27). No contrarrelógio, a Seleção apresentará dois ciclistas em cada categoria.

Concorrência de luxo

Com o tricampeão eslovaco Peter Sagan (Bora) na defesa do ouro, o Mundial terá relevo acentuado, pelo que a prova de fundo, entre Kufstein e Innsbruck (265 km), será bastante dura.

Quanto ao contrarrelógio de elite (dia 26), entre Alpbachtal Seenland e Innsbruck (52,5 km), também será seletivo, numa prova onde o holandês Tom Dumoulin (Sunweb) defenderá o ouro de 2017.

Fonte: Record on-line