domingo, 13 de novembro de 2016

“Taça de Portugal de Ciclocrosse”

Mário Costa e Joana Monteiro ganham em Vouzela

Mário Costa e Joana Monteiro, da ASC/Focus Team/Vila do Conde, entraram a ganhar na edição de 2016/2017 da Taça de Portugal de Ciclocrosse, triunfando hoje, em Vouzela, nas corridas de elite.

A prova de elite masculina foi equilibrada, com um duelo apertado entre Mário Costa e o campeão nacional, Vítor Santos (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão). A corrida começou equilibrada, mas, na entrada para a segunda metade, o vilacondense acelerou e destacou-se. No entanto, nas voltas finais, Vítor Santos respondeu e aproximou-se da dianteira.

Mário Costa venceu, mas deixou o rival apenas a 11 segundos. Fábio Ribeiro (ProRebordosa/Garrafeira Gomes/Oforsep) fez uma corrida de trás para a frente, terminando na terceira posição, a 31 segundos.

Joana Monteiro ganhou com autoridade a corrida feminina de elite, deixando a segunda classificada, Ana Rita Vigário (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão), a 1m56s. Ana Vale (Batotas/Ponte de Lima) fechou o pódio, a 2m59s da primeira classificada. 

Carlos Salgueiro (ProRebordosa/Garrafeira Gomes/Oforsep) foi o melhor júnior. Na categoria feminina de sub-23, que agrega também as corredoras juniores, venceu Marta Branco (Maiatos/Reabnorte/BikeZone). Tiago Sousa e Ana Santos, ambos do ASC/Focus Team/Vila do Conde, foram os mais fortes em cadetes.

Entre os veteranos, Vouzela assistiu aos triunfos do master 30 Rúben Nunes (ASC/Focus Team/Vila do Conde), do master 40 António Sousa (ProRebordosa/Garrafeira Gomes/Oforsep), do master 50 Rodolfo Lopes (EDV-Viana Cycles/EntrePortas/MyPharma) e da master Marina Leitão (Vasconha BTT Vouzela).

Também competiram os juvenis, embora numa prova independente, que não pontua para qualquer ranking, mas que permite um primeiro contacto com esta disciplina aos jovens que estão na transição das escolas para as categorias de competição. O primeiro classificado foi João Cruz (ASC/Focus Team/Vila do Conde).

A Taça de Portugal de Ciclocrosse continua no dia 27 de novembro, em Torre D. Chama, Mirandela.

Fonte: FPC

“Seleção Nacional/Liberty Seguros/ Taça do Mundo”

Ivo Oliveira sexto no omnium da Taça do Mundo

Ivo Oliveira terminou hoje em bom plano a participação na segunda etapa da Taça do Mundo de Pista, em Apeldoorn, Holanda, sendo o sexto classificado no concurso de omnium, o melhor resultado de sempre de um português em provas da Taça do Mundo de Pista.

O ciclista luso revelou grande regularidade no concurso de quatro provas disputado neste domingo, conseguindo, de forma sistemática colocar-se na primeira metade da tabela. Ivo Oliveira começou a competição desta disciplina olímpica com o oitavo lugar em scratch, seguindo-se a sétima posição na tempo race, na qual venceu dois sprints pontuáveis, e o décimo posto em eliminação.

Ivo Oliveira chegou à corrida por pontos, quarta e última prova pontuável, no oitavo lugar da geral, com os mesmos pontos do sexto. O desempenho de Ivo Oliveira foi notável na derradeira prova, ganhando dois sprints intermédios e pontuando em mais dois. Concluiu a competição com 88 pontos, os mesmos do quinto classificado, o britânico Christopher Lathan. A vitória pertenceu ao polaco Szymon Wojciech Sajnok, com 127 pontos.

O omnium foi a terceira competição de Ivo Oliveira na etapa holandesa da Taça do Mundo. Na noite de sexta-feira, o gaiense foi o 13.º classificado na corrida de scratch, ganha pelo bielorrusso Raman Ramanau. No sábado, Ivo Oliveira foi o 19.º na corrida por pontos, na qual se impôs o irlandês Mark Downey.

Fonte: FPC

“Reportagem no “O Praticante” do “Festival da Bicicleta Solidária.2016”

Já está on-line a reportagem no “O Praticante” do “Festival da Bicicleta Solidária.2016” realizado este domingo entre Lisboa, a mesma pode ser visualizada em: http://www.opraticante.pt/centenas-cicloturistas-pedalaram-hoje-lisboa-pela-solidariedade/ ou em: http://www.opraticante.pt/  onde pode ainda visualizar outras notícias.

“Galeria Multimédia” divulgação das Fotos do “Festival da Bicicleta Solidária.2016”

Já estão on-line na “Galeria Multimédia”, as fotos do “Festival da Bicicleta Solidária.2016” realizado este domingo entre Lisboa, as mesmas podem ser visualizadas em:

“Centenas de cicloturistas pedalaram hoje em Lisboa, pela solidariedade”

Texto e fotos: José Morais

Lisboa acolheu este domingo 13 de novembro, a 6ª edição do “ Festival da Bicicleta Solidária”, ao evento compareceram mais de 800 amantes da bicicleta, que quiseram assim serem solidários, num apelo da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) organizadora da iniciativa, que contou com o apoio da Junta de Freguesia de Arroios, Câmara Municipal de Lisboa, Orbita, Emel, Scott e Biclas, o local da concentração foi pelo segundo ano consecutivo no agora renovado Largo do Intendente, agora um espaço recuperado e muito bonito.

“Ser Solidário” era o lema da iniciativa, que tinha como objetivos angariar géneros alimentícios não percetíveis, os quais foram doados a uma instituição de solidariedade social, desta vez, a própria Junta de Freguesia de Arroios que possui um banco alimentar, a qual diariamente dá quarenta refeições a pessoas carenciadas, juntamente com o apoio do Banco de Portugal, onde na sua cozinha as mesmas são confecionadas, e depois oferecidas aos que mais dificuldades possuem, muitos foram os solidários hoje em Lisboa, e muitas centenas de quilos de géneros foram recolhidos.

O Largo do Intendente bem cedo começou a receber os participantes, numa manhã que acordou amena, sem frio, com o sol a brilhar, um autêntico verão de São Martinho, proporcionou a todos uma magnífica manhã de muita pedalada, e muita animação, a qual começou logo pela manhã com a Companhia Algazarra, que tocou para todos, dando assim as boas vindas a todos os presentes.

Pelas 10,30, era dado início ao passeio, um percurso com cerca de 10 quilómetros, levou os participantes a subirem ligeiramente a Av. Almirante Reis, passando pelo Largo D. Estefânia, Arco Cego, Praça de Londre, Av. da Roma, Campo Pequeno, Av. Cinco de Outubro, Av. Miguel Bombarda, Av. Duque Dávila, Av. Defensores de Chaves, Largo D. Estefânia, Av. Duque de Loulé, Marques Pombal, Av. Liberdade, Restauradores, Rossio, Terreiro do Paço, Rua da Prata, Praça da Figueira, Martim Moniz, Rua da Palma, Av. Almirante Reis, e o Largo do Intendente onde o evento terminou muito perto das 12 horas.

Tivemos um longo pelotão, composto para animar pela já conhecida bicicleta de seis lugares do Núcleo da Moita, depois, as bicicletas das bandeiras da organização mantinham o andamento, seguido as bicicletas antigas que vieram do Campo, Caldas da rainha com os seus utilizadores vestidos a rigor, e depois todos os outros participantes, que alegraram o longo pelotão, animaram e deram cor nas ruas por onde passaram, com participantes de ambos os sexos, e diversas idades, onde pudemos ver muita juventude e crianças a pedalar, o que faz deste passeio, um evento para todos, pela maneira como é organizado, pela velocidade imposta, e pelo trajeto que é sem dúvida acessível a um simples ciclista ou utilizador de bicicleta.

E nas palavras de José Manuel Caetano, presidente da FPCUB este evento foi; “ Magnifico, cerca de 800 participantes, com um abençoado dia de sol, porque tivemos receio com a trovoada que fez durante a noite, existe-se alguma dificuldade com o número de participantes, o que acabou por ser muito positivo. Sobre o evento o mesmo tem condições para continuar, e este continuará a ser o local escolhido, é mais aconchegador, apesar de haver algumas opiniões do Terreiro do Paço, aqui as pessoas estão mais juntas, o convívio é diferente, as pessoas conversam, o que acaba por ser mais interessante, e com a animação que introduzimos é sem dúvida diferente, as pessoas gostas, e estamos todos de parabéns, a Junta apoia, o que é importante, e quero deixar a mensagem, agradecendo a todos que estiveram aqui presentes, que nos apoiaram, e estiveram envolvidos no evento”.

E foi sem dúvida um bonito evento, um belo passeio, num domingo muito solarengo, onde a solidariedade mais uma vez este presente, e a bicicleta foi o veiculo escolhido para a mesma, com um número muito participativo, mas com uma logística também ela imensa, da parte da Junta de Freguesia de Arroios, um grande de número de elementos que ajudaram a montar palco, tendas, mesas cadeiras, chapéus, da parte da FPCUB vários elementos qua ajudaram e apoiaram a iniciativas, tanto na receção aos participantes, como durante o passeio, onde existiram elementos de bicicleta na frente a manter e controlar a velocidade, no final do longo pelotão a fechar e a apoiar algum menos preparado, ainda o apoio do Vitória Clube de Lisboa, que ajudou no corte de algumas artérias da capital, dando segurança a quem pedalava, apoiando assim os quatro batedores de moto da Polícia Municipal e uma viatura que seguia na retaguarda, com um reconhecimento especial para o trabalho que fizeram, e que contou ainda com o apoio de uma viatura da FPCUB e uma moto, onde todos em conjunto proporcionaram segurança, e uma excelente manhã de muitas e boas pedaladas.

E a finalizar o “Festival da Bicicleta Solidária” no Largo do Intendente, existiu ainda tempo para alusões da parte da Federação, da Emel, e da Junta de Arroios, seguida da entrega dos prémio do “Bicla Fest/Lisboa Ciclável", evento realizado em setembro, onde os participantes foram convidados a serem fotografados da passadeira vermelha, e as oito melhores fotos foram premiadas com quatro bicicletas e quatro cadeiras para criança, ainda o sorteio de uma bicicleta, vários bidons e t-shirt, ofertas da Orbita, Pollisport, da LA-Alumínios a qual também se fez deslocar com alguns ciclistas seus,  e Emel, onde depois se seguiu a confraternização final, com a oferta de bolo-rei e champanhe a todos os participantes, encerrando assim mais um “Festival da Bicicleta Solidária”, onde esperamos estar novamente em 2017, deixando os votos de boas passeios, boas pedalas.