sábado, 27 de maio de 2017

“Sabugal recebe evento repleto de competições”

O Sabugal será palco, durante dois dias, de competições nacionais que trarão à região centro centenas de triatletas e dezenas de clubes. A quarta edição do evento marcará o calendário competitivo nacional através da disputa da etapa inaugural do circuito Triathlon Tour Try Portugal, da segunda e terceira etapas do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo bem como do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo de Estafetas.

No dia 3 de junho a cidade fronteiriça portuguesa receberá duas provas de triatlo em diferentes formatos. A segunda etapa do Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo será considerada, naturalmente, como a prova “rainha” do evento. Disputa no formato Olímpico, ou Standard, a competição desafiará todos os clubes e atletas ao longo de 1,5km de natação, completados na barragem do Sabugal, seguidos de 40km de ciclismo, percorridos ao longo de 2 voltas exigentes, culminando com o segmento de corrida que totalizará 10km e que terá como pano de fundo o centro da cidade histórica do Sabugal. Os percursos dos segmentos de ciclismo e corrida serão percorridos no Sabugal e localidades vizinhas de Ouzendo e Torre e, com subidas e descidas de desníveis acentuados, trarão à competição a exigência necessária para fazer desta uma das etapas mais desafiantes do campeonato.

No mesmo dia será realizada a primeira etapa do Triathlon Tour Try Portugal. Um evento que toma a sua primeira edição este ano e que procura trazer à região do distrito da Guarda triatletas que procurem disputar uma prova carismática de triatlo. A competição será disputada ao longo de 750m de natação, seguidos de 20km de ciclismo e de 5km de corrida final que percorreram as mesmas localidades que os da competição do Campeonato Nacional de Clubes.

Dia 4 de Junho ficará na memória de todos os presentes como uma das provas de maior espetacularidade e intensidade do ano de 2017. O dia será reservado à competição do Campeonato Nacional de Clubes de Estafetas, pontuável para o Campeonato Nacional de Clubes, e assistirá a uma verdadeira competição de formações que trará o espírito de equipa ao mais alto nível. Os elementos das equipas que alinharem à partida deverão completar, cada um, 300m de natação, 10km de ciclismo e 2,5km de corrida, passando o testemunho ao colega que carregará o peso de representação das suas cores.

O Triatlo do Sabugal é uma organização da Câmara Municipal do Sabugal, com o apoio técnico da Federação de Triatlo de Portugal que apresenta argumentos que o validam como um dos eventos mais importantes do ano e promete trazer à região toda a emoção e competitividade que a nossa modalidade pode oferecer.

Fonte: FTP

“Steven Kruijswijk abandona à partida para a 20.ª e penúltima etapa”

Ciclista teve problemas gástricos

Por Lusa

O ciclista holandês Steven Kruijswijk (Lotto NL), que seguia no 10.º lugar na classificação geral, abandonou este sábado a Volta a Itália, devido a problemas gástricos.

"Passei mal a noite. Não consigo continuar. É uma desilusão desistir no Giro", disse o ciclista, em Pordenona, partida para a 20.ª e penúltima etapa da prova.

Kruijswijk ocupava o décimo lugar na geral, a 07.37 minutos do líder, o colombiano Nairo Quintana.

A 20.ª etapa, a última de montanha, liga Pordenone a Asiago, na distância de 190 quilómetros.

Fonte: Record on-ine

“Pinot vence 20.ª etapa do Giro, Quintana mantém liderança da geral”

Francês cumpriu os 190 quilómetros entre Pordenone e Asiago em 04:57.58 horas, com o russo Ilnur Zakarin (Katusha Alpecin) no segundo lugar e Vincenzo Nibali (Bahrain-Mérida) em terceiro.
Foto: Lusa
O francês Thibaut Pinot (FDJ) venceu hoje a 20.ª e penúltima etapa da Volta a Itália em bicicleta, subindo ao terceiro lugar da geral, que continua a ter como líder o colombiano Nairo Quintana (Movistar).
O ciclista francês cumpriu os 190 quilómetros entre Pordenone e Asiago em 04:57.58 horas, com o russo Ilnur Zakarin (Katusha Alpecin) no segundo lugar e Vincenzo Nibali (Bahrain-Mérida) em terceiro.
Quintana acabou em quinto, com o mesmo tempo do vencedor, mantendo a liderança da geral, com 39 segundos de vantagem sobre Nibali e 43 sobre Pinot.
A 100.ª edição do Giro termina no domingo, num contrarrelógio individual que liga Monza a Milão em 29,3 quilómetros, tipo de prova onde Tom Dumoulin (Sunweb) - hoje 10.º, que já liderou a prova e caiu para quarto na geral a 53 segundos - é especialista, depois de ter vencido também o 'crono' da 10.ª etapa.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa  

“Equipa Portugal/João Rocha 59.º entre os sub-23 da Taça do Mundo de Albstadt”

Primeira prova do programa competitivo de Albstadt, na Alemanha, permitiu a João Rocha superar o seu anterior melhor registo na Taça do Mundo. O Gondomarense da Equipa Portugal foi 59.º, terminando o circuito na volta do vencedor.

O betetista João Rocha concluiu a prova sub-23 da Taça do Mundo de Cross-Country Olímpico (XCO) de Albstadt, no centro da Alemanha, na 59.ª posição. Findas as seis voltas da competição, o natural de Gens (Gondomar) gastou mais 9m42s do que o italiano Nadir Colledani, vencedor ao cabo de 1h24m06s de esforço. Colledani antecipou-se em 35 segundos ao alemão Georg Egger. O pódio da primeira corrida do programa de competições da Taça do Mundo de XCO ficou acertado com a presença do canadiano Peter Disera.

A Taça do Mundo de XCO na categoria Sub-23, após duas provas disputadas, é liderada pelo norueguês Petter Fagerhaug, vencedor em Nové Město na Moravě (Rep.Checa) e apenas 10.º classificado do circuito de Albstadt.

João Rocha fez uma corrida de recuperação de lugares no circuito de Albstadt, num traçado pouco permeável a ultrapassagens. O betetista de Gondomar, que se estreou na Taça do Mundo em Nové Město na passada semana - foi 93.º classificado - partiu da posição 111.º, encetando um esforço que lhe permitiu ultrapassar quase metade do pelotão participante.

"O João partiu uma posição difícil e perdeu muito tempo nas primeira zonas mais estreitas. Mas depois de lançada a primeira volta esteve em recuperação de posições e ultrapassou muitos adversários, com ritmo excelente, num registo por volta dentro dos tempos dos 30 primeiros do geral. A sua posição final reflete a sua margem de progressão. É um corredor jovem, de 18 anos, no primeiro ano da categoria, pelo que alcançou um desempenho positivo, dentro do que seria esperado", avaliou o selecionador nacional de BTT, Pedro Vigário.

O programa de competições da Taça do Mundo de XCO em Albstadt comtempla mais duas corridas com participação portuguesa e ambas neste domingo. Pela manhã, na corrida sub-23 feminina, Ana Tomás é a única representante da Seleção Nacional partindo do 33.º lugar da grelha de partida. Por sua vez, nos Elites Masculinos, a Equipa Portugal estará em prova por intermédio de David Rosa, Mário Costa e José Dias.

Fonte: FPC

“Vitória repleta de significado”

Daniel Mestre vence terceira etapa do Grande Prémio do JN em Ovar

Dia em grande. Na terceira etapa do 27º Grande Prémio do Jornal de Notícias, o pelotão pedalou entre Viana do Castelo e Ovar. Perante o seu público, os corredores da EFAPEL estiveram em destaque, com Daniel Mestre a garantir a vitória num sprint muito disputado.

A equipa EFAPEL voltou a ser protagonista e desta vez juntou o triunfo no final do dia. Ao longo dos 178,4 quilómetros que os ciclistas tiveram de percorrer na penúltima etapa do Grande Prémio do Jornal de Notícias, os homens liderados por Américo Silva estiveram sempre muito concentrados. Todos sabiam que o dia era perfeito para uma chegada em conjunto e havia que tentar o máximo para vencer. Foi assim que a formação de Ovar entrou para a estrada. E foi assim que, no final, Daniel Mestre culminou da melhor forma um trabalho de todos os elementos da estrutura.

“Foi um dia muito bem conseguido. Há muito que perseguíamos este triunfo. Sabíamos que tínhamos todas as condições para o conseguir, era só uma questão de tempo. Os corredores estiveram em grande nível, tal como o têm feito desde o início da época e sabe muito bem ver o Daniel [Mestre] concretizar da melhor forma todo o trabalho desenvolvido pelos companheiros de equipa”, afirmou o director desportivo, Américo Silva.

Amanhã, a equipa EFAPEL conclui a sua participação na 27ª edição deste prestigiado grande prémio. É a derradeira etapa da competição com partida e chegada em Valongo. São 130 quilómetros em que os oito corredores da formação ovarense vão voltar a dar tudo para estar em bom plano.

Classificação no primeiro sector da segunda etapa

    Daniel Mestre                EFAPEL            4h26m00s

    Domingos Gonçalves            RP-Boavista            mt

    César Martingil            Liberty Seguros/Carglass    mt


10º    Rafael Silva                EFAPEL             mt

30º    Henrique Casimiro            EFAPEL            mt

39º    Sérgio Paulinho            EFAPEL            mt

45º    Jesus del Pino            EFAPEL            a 57s

56º    Bruno Silva                EFAPEL             a 6m59s

57º    António Pereira Barbio        EFAPEL            mt

72º    Mateo Garcia                EFAPEL             a 13m23s

 

Classificação geral individual após a terceira etapa

    Raul Alarcon                W52-FC Porto            19h19m46s

    João Benta                RP-Boavista            a 18s

    Rui Vinhas                W52-FC Porto            a 19s


    Daniel Mestre                EFAPEL            a 33s

10º    Henrique Casimiro            EFAPEL            a 1m04s

14º    Rafael Silva                EFAPEL             a 1m36s

19º    Sérgio Paulinho            EFAPEL            a 1m57s

42º    Jesus del Pino            EFAPEL            a 7m16s

47º    Bruno Silva                EFAPEL             a 9m15s

62º    Mateo Garcia                EFAPEL             a 16m24s

64º    António Pereira Barbio        EFAPEL            a 17m31s

Fonte: Efapel

“Grande Prémio Jornal de Notícias”

Daniel Mestre ganha ao sprint em Ovar

O alentejano Daniel Mestre ganhou hoje a terceira etapa do Grande Prémio Jornal de Notícias, num intenso sprint, ao cabo dos 178,4 quilómetros que ligaram Viana do Castelo a Ovar. Foi uma vitória especial para a Efapel, pois foi conquistada na sede da equipa. O espanhol Raúl Alarcón (W52-FC Porto) continua no topo da geral individual.

A etapa mais longa da competição foi muito atacada desde o início, com constantes movimentações e a formação de diferentes grupos de fugitivos. A W52-FC Porto chegou para responder a todas as encomendas e manteve a situação controlada, mesmo quando dois homens da LA Alumínios-Metalusa BlackJack, Luís Afonso e César Fonte, partiram em solitário e conquistaram uma vantagem suficiente para colocar Fonte em posse virtual da camisola amarela.

As movimentações acabaram todas a anuladas e foi um pelotão numeroso que entrou nos dois quilómetros de reta da meta, proporcionando ao público numeroso um inesquecível espectáculo, um sprint a alta velocidade. Daniel Mestre foi claramente o mais forte, relegando Domingos Gonçalves (RP-Boavista) para o segundo lugar e o sub-23 César Martingil (Liberty Seguros/Carglass) para a terceira posição.

“Esta vitória tem um sabor especial, porque foi conseguida na sede da equipa. Só consegui sprintar para a vitória graças ao trabalho dos meus companheiros, que acreditaram que em mim. Foi uma vitória que demorou muito a chegar, mas que, finalmente, compensa o trabalho de todo o coletivo”, afirmou Daniel Mestre.

A etapa terminou, como previa, ao sprint, permitindo a Raúl Alarcón passar incólume às intenções dos adversários. O valenciano segue na frente da geral individual. Dispões de uma vantagem de 18 segundos sobre João Benta (RP-Boavista) e de 19 segundos relativamente a Rui Vinhas (W52-FC Porto), que ocupam as posições imediatas.

Raúl Alarcón parte, assim, em vantagem para a quarta e última etapa, a disputar neste domingo, uma tirada de 130 quilómetros, com partida (12h30) e chegada (15h30) em Valongo. “Já só falta um dia para confirmar a vitória. A equipa esteve, mais uma vez, brilhante no trabalho para manter a camisola amarela. A etapa final é exigente, com montanhas na parte final, como a de Canelas, em empedrado, onde os adversários, de certeza, irão endurecer a corrida. Conto, no entanto, com os meus companheiros para ganhar este grande prémio”, disse o primeiro classificado da geral, momentos antes da consagração perante o entusiaste público vareiro.

Nuno Meireles (Equipo Bolivia) e Márcio Barbosa (ACDC Trofa) também subiram ao pódio, depois terem defendido, participando na fuga do dia, a camisola da montanha e das metas volantes, respetivamente. Jorge Magalhães (Miranda/Mortágua) continua na frente da tabela da juventude, Raúl Alarcón acumula a classificação por pontos com a geral individual e a W52-FC Porto mantém-se no topo da geral coletiva. Luís Afonso viu premiada a persistência na jornada de hoje, recebendo o prémio da combatividade.

 

Classificações

3.ª Etapa: Viana do Castelo - Ovar, 178,4 km

1.º Daniel Mestre (Efapel), 4h26m00s

2.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), mt

3.º César Martingil (Liberty Seguros/Carglass), mt

4.º Luís Mendonça (Louletano-Hospital de Loulé), mt

5.º Alan Matías Presa (Kuota Construciones Paulino), mt

6.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), mt

7.º Francisco Campos (Miranda/Mortágua), mt

8.º Tiago Antunes (Sicasal/Constantinos/Delta Cafés), mt

9.º Fábio Oliveira (Moreira Congelados/Feira/Bicicletas Andrade), mt

10.º Rafael Silva (Efapel), mt

 

Geral Individual

1.º Raúl Alarcón (W52-FC Porto), 10h10m46s

2.º João Benta (RP-Boavista), a 18s

3.º Rui Vinhas (W52-FC Porto), a 19s

4.º Amaro Antunes (W52-FC Porto), a 25s

5.º Daniel Mestre (Efapel), a 33s

6.º António Carvalho (W52-FC Porto), mt

7.º Joni Brandão (Sporting-Tavira), a 43s

8.º Jorge Magalhães (Miranda/Mortágua), a 51s

9.º Domingos Gonçalves (RP-Boavista), a 52s

10.º Henrique Casimiro (Efapel), a 1m04s

Fonte: FPC