sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

“Boas Festas”

A equipa da Revista Notícias do Pedal, deseja a todos seus Familiares, Amigos e Leitores, um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo, que 2020 traga tudo que mais desejarem, em especial saúde.

Boas Festas para todos.

“Roglic, Kruijswijk e Dumoulin vão liderar Jumbo-Visma na Volta a França”

Apresentação da formação holandesa decorreu esta sexta-feira

Por: Lusa

A equipa Jumbo-Visma vai ter como líderes na Volta a França em bicicleta o esloveno Primoz Roglic, vencedor da Vuelta 2019, e os holandeses Steven Kruijswijk, terceiro no Tour 2019, e Tom Dumoulin, segundo em 2018, foi esta sexta-feira anunciado.

"O objetivo é, definitivamente, vencer o Tour. Estaremos na máxima força com três líderes", afirmou Dumoulin, durante a apresentação da formação holandesa, em Amesterdão.

Naquele que foi o seu primeiro evento oficial com a Jumbo-Visma, o vencedor da Volta a Itália de 2017 e segundo classificado do Tour 2018 reiterou o seu entusiasmo por ter escolhido a equipa holandesa para correr nas próximas três temporadas e destacou a sintonia entre os três homens que vão 'atacar' a vitória na 'Grande Boucle'.

"Queremos ganhar o Tour como equipa e isso faz-se com os corredores mais fortes. Reparem bem na equipa que vamos fazer alinhar, comigo, o Tom e o Primoz como líderes. Penso que podemos estar na luta", reforçou Steven Kruijswijk, que foi terceiro no Tour2019, atrás do colombiano Egan Bernal e do galês Geraint Thomas.

A 'toada' de união foi mantida por Primoz Roglic, um dos ciclistas sensação desta temporada, que disse querer contribuir para o objetivo coletivo de subir ao lugar mais alto do pódio em Paris.

O aparente 'excesso' de líderes para o assalto à vitória na prova, que vai decorrer entre 27 de junho e 19 de julho, foi desvalorizado pelo diretor desportivo da Jumbo-Visma, que explicou o porquê de ter decidido fazer alinhar os seus três principais nomes em França.

"Analisámos os últimos cinco anos das grandes Voltas. Qual é a influência dos contrarrelógios na classificação final? Qual a composição da equipa vencedora? Encontrámos uma tendência. Temos de ir ao Tour com a equipa mais forte possível, só assim teremos hipóteses de vencer", analisou Merijn Zeeman.

Além dos três homens para a classificação geral, os holandeses vão alinhar com os belgas Wout van Aert e Laurens De Plus, o alemão Tony Martin, o holandês Robert Gesink e o norte-americano Sepp Kuss.

Fonte: Record on-line

“Ciclismo para Todos”

Futuro do turismo em bicicleta em debate no I Fórum Cyclin’Portugal
Por: André Antunes
Os diferentes caminhos do turismo em bicicleta estarão no centro do debate no I Fórum Cyclin’Portugal, iniciativa da Federação Portuguesa de Ciclismo, que vai realizar-se no Centro de Alto Rendimento de Anadia, em Sangalhos, nos dias 10 e 11 de janeiro.
O Fórum Cyclin’Portugal terá uma componente formativa, mas também uma sessão aberta, na tarde de dia 10. Nesta sessão estarão sobre a mesa os temas “Portugal, Destino Internacional de Cycling” e “Perspetivas Internacionais de Ativação”. Além da Federação Portuguesa de Ciclismo, estarão presentes representantes do Turismo de Portugal, das Aldeias Históricas, da IMBA, além de convidados nacionais e internacionais com trabalho nesta área.
O programa da formação abordará vários temas, com a apresentação dos conceitos e procedimentos dos Centros Cyclin’Portugal e sua homologação, criação de projetos, ferramentas de trabalho, promoção e implementação de infraestruturas e criação de trilhos e sua manutenção de forma sustentável.
A ação de formação será constituída por seis módulos, com início no dia 10 de janeiro, pelas 9h30.  A ação termina no dia 11 de janeiro, pelas 12h45.
Os técnicos de infraestruturas homologadas ou em processo de homologação terão acesso gratuito à formação, sendo que outros técnicos terão o custo associado de 60 euros. A sessão aberta não necessita de pagamento, mas requer inscrição prévia.
O projeto “Cyclin´Portugal surge no âmbito do ciclismo de recreio e do turismo ativo, sendo fundamental a promoção das infraestruturas de apoio a esta prática, onde são garantidas as condições universais de segurança, conforto e experiência adequadas às diferentes características físicas e técnicas de cada ciclista.
O desenvolvimento em Portugal de uma rede de percursos cicláveis e Centros “Cyclin´Portugal”, devidamente homologados pela Federação Portuguesa de Ciclismo, acaba por facilitar a regulamentação e orientação da prática da modalidade na natureza e em áreas protegidas.
Fonte: FPC